O ponto de encontro dos profissionais de informática

APinfo

Como melhorar a empregabilidade em época de crise ?

Convidados : Grupo de profissionais de nível sênior, cadastrados no site apinfo.

1 - comentário - 16/07/15 - 11:44:31 - Natanael Oliveira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em épocas de crise ninguém esta a salvo, para minimizar os riscos é importante manter a sua rede de contatos ativa. Ajude quem esteja sem trabalho, estas redes devem ser uma via de mão dupla.
Fique ligado a saúde financeira da empresa onde você trabalha, procure antecipar futuras demissões, não espere perder o emprego para começar a procurar outro.
Seja proativo e ofereça sugestões para melhorar a empresa, mesmo que não estejam diretamente ligadas a sua área de atuação.
Mantenha um bom relacionamento na empresa, com pessoas de diferentes áreas e diferentes níveis hierárquicos. Faça o mesmo com clientes e fornecedores da empresa.
Estude e procure aprimorar seu conhecimento técnico.
2 - comentário - 16/07/15 - 11:54:13 - Bruno Siqueira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Atualize seu currículo e faça prospecção de mercado, para ver qual é a sua real situação de competitividade no mercado atual.

Reduza gastos e amplie sua reserva para emergências, isto pode te dar uma maior liberdade para procurar um bom emprego e não ser obrigado a aceitar o primeiro que aparecer.
3 - comentário - 16/07/15 - 12:11:22 - Marcos Oliveira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Quando falamos em crise obviamente pensamos em salvar dinheiro mas, se almejarmos a recolocação no mercado de trabalho, investir em certificações e aprimorar no inglês são primordiais para cumprimento das exigências no mercado de trabalho, além de ser um investimento de médio a longo prazo.
3 - Réplica - 16/07/15 - 12:17:24 - Rodrigo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Boa colocação Marcos. Inglês está virando commoditie.
GOC
4 - comentário - 16/07/15 - 12:15:15 - Rodrigo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

No mercado de Brasília o mercado privado de TI é incipiente e a dependência do governo é muito grande. Em mais de 22 anos trabalhando com TI jamais vi um período tão ruim. Tenho acompanhado nos gurpos de discussão de TI as milhares de demissões no setor desde janeiro. Tenho visto pessoas com MBA, Mestrado, Pós-graduação, atualizados tecnicamente e com experiência que não tem encontrado emprego. E a lei da oferta e da procura vira a tônica, com queda expressiva nos salários pagos.

A hora agora é de, quem tem, manter o seu emprego. Concordo com o Natanel quando diz que manter o networking em dia. Sobretudo para posições gerenciais é imprescindível.
5 - comentário - 16/07/15 - 12:19:32 - Rubens - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Nós profissionais de TI em geral vivemos em constante crise, seja na turbulência ou na calmaria. É do nosso DNA. E em se tratando de uma crise econômica, capaz de afetar nossos postos de trabalho, sempre voltamos àquela máxima da atualização constante. TI é bastante cruel com quem fica estacionado. Você se firma em uma posição _confortável_, domina sua tecnologia, etc, mas o bonde passa (ou seria um TGV?) e você fica. Pior, é convidado a desembarcar e fica perdido. Para um profissional que vive sempre em ritmo alucinante, o efeito da parada brusca pode ser muito mais traumático. Mas, o que fazer de diferente em épocas de crise? Acredito sempre e muito na qualidade de nossas entregas. Foque nisso. Avalie o que tem entregue e se de alguma forma isso não pode ser melhorado. Superar as expectativas do seu cliente às vezes custa pouco e o torna diferente da média. Capriche, revise, negocie.
6 - comentário - 16/07/15 - 12:27:26 - Rodrigo Candido - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O Setor de informática, a tempos vem sendo bem limitado. Os contratantes, buscam para cada vaga, uma concentração alta de conhecimento, e uma oferta salarial bem baixa. Muitas vezes, você ouve dizer o ponto de vista de muitos contratantes, como: _Concentra o setor em poucos funcionários, pois precisamos priorizar outras áreas_. A visão de que bom profissional de informática se limita dos 20 aos 40, e que nessa faixa o conhecimento tem de ser o mais diverso possível, prostitui a profissão a jovens em busca de primeiro emprego, e que aceitam salários baixos, contaminando assim os profissionais mais experiente.
E período de crise a visão é: _Porque manter um funcionário que só fica ao computador?_ _Prefiro chamar um técnico de loja quando precisar, é mais barato!_, por essas e outras Informática é um área mutante e quem dita as regras, muitas vezes são pessoas que não atuam na área!
7 - comentário - 16/07/15 - 12:29:13 - Carlos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sinceramente, meu comentário será curto e talvez muitos não gostem, mas enfim... e para isso que optamos pela tal democracia e direito de fala...etc
Bem independente da área, seja ela de TI, Telecom, etc... se for nesse país de muita corrupção e pouca honestidade e transparência, sempre estará fadado ao fracasso, pode até ser que no inicio de qualquer projeto empreendedor ou qualquer negócio comercial se ganhe muito dinheiro, mas pode ter certeza, que há algo escondido entre as pequenas linhas, e o nome disso é _favorecimento_, em outras palavras, _sujeira, corrupção_... Então caros leitores e futuros empreendedores, busquem consolidar seus empreendimentos fora desse país aí sim haverá sucesso, muito sucesso e boa qualidade de vida, de forma 100% transparente e honesta... simples assim... chega de Brasil, basta, vamos embora, eu já fui e você quando saíra dessa sujeira toda aí?
apipesq
7 - Réplica - 16/07/15 - 12:51:33 - Rubens - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Carlos, para mim seu comentário é em grande parte correto e também portanto bastante angustiante. Que bom que você pôde sair, mas lembre-se que fugir não é opção viável para todo mundo. Os que puderem seguir a carreira fora, adiante, é uma boa saída. Muitos países estão ávidos por mão-de-obra qualificada e sobretudo jovem. E TI é uma das desejadas. Mas para quem não tem essa opção, pelos mais diversos motivos, vamos pensar que o país não acabou, a vida segue e temos que fazer o melhor para nós e nossas futuras gerações, apesar de todos os pesares. Lembre que os países que hoje são desenvolvidos, organizados, justos, etc, etc, também não nasceram assim. (e ainda hoje não são perfeitos também não, cuidado com as ilusões e nosso famoso complexo de vira-latas!). Abraços e sorte a todos.
7 - Réplica - 16/07/15 - 17:56:18 - Felipe Carvalho - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Concordo em tudo com o Carlos. Estou me preparando para sair em breve desse país de corruptos. Já deu! As pessoas falam em talento, estudar, se qualificar... mas para que? O Brasil não te dá oportunidades! É um país da corrupção e criminalidade. Sonho em conseguir uma oportunidade nos EUA e sair desse mar de políticos corruptos. Estou cursando meu Mestrado e tentarei fazer o Doutorado nos EUA e nunca mais voltar
8 - comentário - 16/07/15 - 12:31:07 - Evaldo Fabris Alkimin - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A sempre o que melhorar em época de crise ou não. A dica é nunca ficar parado no tempo, tanto na parte de conhecimento como na parte de relacionamentos. Manter sempre ativos seus contatos, estar sempre em dialogo com clientes, fornecedores e prestadores de serviços, formal e informalmente. Mesmo em épocas difíceis existe espaço para o profissional atualizado com as exigências do mercado e pró ativo.
9 - comentário - 16/07/15 - 12:31:14 - Reginaldo Henrique - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Atualmente, com a _crise_ econômica instalada em nosso país, muitos profissionais estão sendo demitidos de suas respectivas empresas e outros, sendo realocados em funções _novas_ dentro da própria empresa. Essa realocação se deve ao fato de que esses profissionais possuírem algo a mais, como certificações, cursos especializados, experiência e conhecimentos nessa nova função.

Mas, respondendo a pergunta, por mais que o objetivo seja _estar com os pés no chão_ em relação ao dinheiro, há a necessidade de investir em si próprio, fazendo certificações e cursos de especializações. Mesmo assim, não é garantia de emprego, mas é vantagem dentro do mercado de trabalho e um investimento a de curto, médio e longo prazo para a sua carreira profissional.
Pecados
10 - comentário - 16/07/15 - 12:31:46 - Rodrigo Santos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Através da qualificação profissional. Os empresários afirmam que um dos principais entraves no crescimento da produção é a falta de mão de obra qualificada, sendo assim, a melhor maneira para aumentar a empregabilidade em tempos de crises e suprir as carências do mercado é através da qualificação profissional. Agora os empresários tem que definir o que é qualificação profissional para suprir suas necessidades. O Brasil é um dos países que mais tem formandos todos os anos e estes profissionais não são aproveitados. Não oportunidade para estes novos profissionais é contradizer os próprios argumentos.
Não incomum ver profissionais qualificados fora do mercado de trabalho por falta de oportunidades, as empresas, mesmo tendo um deficit de mão de obra, exige muito.
11 - comentário - 16/07/15 - 12:45:09 - Leandro Souza - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não existe crise para quem é talentoso e trabalha com paixão e afinco. É apenas mais um desafio, como tantos outros. O profissional de TI deve, por natureza, gostar de desafios.

Manter-se atualizado, seguir novas tendências, reinventar a própria empregabilidade são as chaves.

Muitas vezes, o bug, está no próprio profissional...
11 - Réplica - 16/07/15 - 17:50:34 - Leo Metre - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Discordo da sua opinião. Conheço diversos profissionais super gabaritados que estão desempregados por causa da forte crise que atinge o país. Já vi casos na TV de advogados formados vendendo roupas. A crise está ai, salários cada dia mais baixos e exigências lá em cima
12 - comentário - 16/07/15 - 12:53:32 - Carlos Eduardo Custodio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Que a crise existe é fato, alguns tentam não admitir mas ela esta ai, basta acompanhar os noticiários e índices econômicos.
Eu acredito que uma forma de passar por uma crise, é estar trabalhando no que você gosta de fazer de fato, e ter as qualificações necessárias para esta posição. Outro ponto e fazer o algo a mais, algo que te diferencie dos demais, hoje alguns profissionais são limitados pelo escopo e pela vontade de não fazer nada, portanto, aquele profissional que faz o algo a mais se destaca e passa pela crise se sofrimento. Abraços,
Pecados
13 - comentário - 16/07/15 - 13:21:42 - Juscilan - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Concordo com @Leandro Souza Area de TI principalemente desenvolvimento é pra pessoas que gostam de desafios e novidades, nunca parar de aprender, ter humildade, ousadia, na crise é momento de plantar, estudar, pois quando passar a semanda será grande. Forte abraço à todos.
14 - comentário - 16/07/15 - 13:28:34 - Rogério Rosa Ferreira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Na minha opinião a melhor forma de melhorar a empregabilidade é se manter sempre atualizado, qualquer segmento de TI cresce e muda vertiginosamente, procure conhecer as novas tendências no segmento que você atua, procure participar de fóruns, debates, feiras de temas que sejam do seu interesse.

E principalmente manter o network, hoje o network é uma arma poderosa para manter a empregabilidade, ser lembrado hoje em dia é algo muito importante e principalmente ser bem lembrado, ou seja, que as pessoas tenham lembranças positivas a seu respeito, de comentários pertinentes que você tenha feito, de atitudes bacanas que você tenha tomado, e coisas do tipo...
15 - comentário - 16/07/15 - 13:31:11 - André Carneiro - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Gostar de desafios é importante. Mas eu acho que é bem mais simples. Se você trabalha com TI, deve ter, no mínimo, uma curiosidade sem fim. Acho inclusive que é mais importante que talento, pois é a única característica que permite um profissional de se superar, mesmo que não seja um _ponto fora da curva_.
16 - comentário - 16/07/15 - 13:45:47 - Felipe Carvalho - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O Brasil é um país com enorme potencial para ser uma potência mundial. E porque não é? Por que simplesmente os governantes não querem. Preferem continuar tendo um povo ignorante, marginalidade alta e assim eles se reelegem e continuamos na mesma. O Estaleiro Mauá fechou as portas na semana passada, demitiu 4 mil funcionários e não pagou a rescisão. Todos irão à justiça atrás dos seus direitos e isso levará anos em nosso poder judiciário. Os engravatados metem roubam a Petrobrás e quem se paga são os mais humildes. E com esses engravatados nada acontecerá. O Brasil está afundado na corrupção. Se investigar todos órgãos públicos, em todos se encontrarão podres e corrupção. Empregabilidade depende da boa economia do país. E mesmo com muitas pessoas se qualificando, não consigo ver como manter a Empregabilidade em alta para todos os setores.
API
17 - comentário - 16/07/15 - 14:00:03 - André Abreu - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Manter sempre o foco, ir em busca de atualizações de mercado,especializar, se adaptar a diversas formas de produzir um ótimo resultado dentro da empresa. Ser pró-ativo e correr atrás sempre.
18 - comentário - 16/07/15 - 14:25:07 - Alexander Campos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Conhecimento é a melhor forma de manter o emprego ou conquistar novos.
O conhecimento pode ser técnico ou de negócio, o importante é que ele gere valor no discurso do profissional, no momento de uma entrevista e/ou no seu dia a dia.
Quanto mais apurado for o conhecimento do profissional, mais será reconhecido seu valor.
19 - comentário - 16/07/15 - 14:36:23 - Paulo Moreira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O indivíduo que pensa somente em ter um emprego é a pessoa que somente quer ter um trabalho. Nada mais que isso. Já o individuo que pensa em ter empregabilidade, está pensando em se desenvolver, desenvolver seu profissional e como ser empregável em qualquer situação.
Os profissionais que têm empregabilidade são aqueles que possuem as habilidades que o mercado precisa, seja o momento que for (de crise ou não).
Acredito que um profissional, seja qual for sua área, além de tudo que os colegas abaixo citaram, deve ter ambição! Isso é muito importante.
20 - comentário - 16/07/15 - 14:45:08 - Elson - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Nas crises, mais especificamente, fica evidente a necessidade de rever como estamos profissionalmente. Verificar sua capacidade de administrar a sua ocupação profissional, gerenciando sua própria carreira, por meio do desenvolvimento contínuo de conhecimento e habilidades.?
GOC
21 - comentário - 16/07/15 - 15:48:30 - Marcelo Massarella - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Na minha opinião é uma opinião particular, este ano passei por uma saida de um emprego, apostando em outro e ao entrar no outro, não era o que esperava, então sai, pós 3 meses consegui outro, mas não foi facil, foi uma vaga que eu ja havia quase entrado e que não deu certo na época e agora fui chamado, então, na minha opinião que sou da área de Infra, não tem segredo, não tem mágica, as oportunidades realmente sumiram onde moro (Campinas-SP)_ uma ou outra vaga na área de programação, muitas demissões, colegas sendo dispensado das empresas onde trabalham, está realmente dificil, mas o caminho é não desistir, qualificação sempre, estudo, estudo e estudo, não tem outro caminho, o resto é procurar, contar com a sorte, um currículo bem elaborado, uma indicação e esperar, não desanimar, pois está mesmo dificil e acredito que piore um pouco ainda este ano. Boa sorte a quem procura. Abraços
22 - comentário - 16/07/15 - 17:16:16 - Junio Ricardo de Souza - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Vários comentários aqui deram dicas importantíssimas de como se prevenir e enfrentar os momentos de crise. Sem dúvida, agregar conhecimento e manter o networking será o grande diferencial. Quem já passou por isso, sabe como são importantes esses fundamentos.
No pouco que já pesquisei, percebi que há oferta no mercado (na área de TI), mas a questão salarial está baixa e a exigência de experiência e conhecimento é grande, mas não podemos desanimar, pois muitos grandes profissionais e empreendedores cresceram quando enfrentaram momentos difíceis.
22 - Réplica - 16/07/15 - 19:51:34 - Rogerio Noronha - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A questão não é o profissional, e sim a falta de cumplicidade das empresas.
As empresas estão aproveitando dos profissionais que não são CLT para afunilar ao máximo possível os salários, mas as mesmas nunca retornam os contatos para uma contra proposta, ocasionando de muitas pessoas ficarem mais tempo parado do que o esperado
23 - comentário - 16/07/15 - 17:16:23 - Samanta Sanches - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Nesses períodos de crise, sempre saímos da inercia do comodismo e passamos a levar em consideração como estamos profissionalmente, nesses momentos passamos a identificar nossas habilidades e deficiências com relação a ocupação profissional, levando em consideração o fator que independente dos tempos de crise sempre deve ser feito o gerenciamento da carreira, por meio do desenvolvimento contínuo de conhecimento e habilidades.
Hospitalhd
24 - comentário - 16/07/15 - 21:36:34 - Ana Lucia Bispo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Penso que nunca desistir e sempre buscar olhar a situação com pensamento positivo.
A crise surgiu como surge a fofoca _do nada_, pois empregos na área de TI, sempre vejo o problema são outros. No mercado hoje ou você é novo demais e tem pouca experiência ou tem experiência mas já esta_velho_, desta forma a dificuldade é entender o que os recrutadores desejam.
Mas desistir nunca!!
25 - comentário - 16/07/15 - 22:00:45 - Orlando - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sei que é muito legal ver pessoas postando palavras bonitas e frases pensantes sobre soluções para contornar momentos de crise no país, mas a meu ver quando contornamos momentos de crise, na verdade não estamos aprendendo literalmente ou tendo crescimento, e sim escondemos um problema que ocorre no que se diz respeito ao núcleo social politico do país assim como quando tomamos um remédio para dor de cabeça e não tentamos descobrir qual o motivo da dor de cabeça.
Todas as vezes que tentamos contornar uma situação em vez de procurar uma solução e lutarmos pelo que é correto estamos simplesmente colocando um _pano sobre uma poça d_agua_ naquilo que não queremos ver para que tenhamos a sensação de que o acontecimento é algo normal e eu tenho que ficar com o prejuízo.
Nossa obrigação como cidadão é estar sempre melhorando independente do momento e ter mais interesse pela politica brasileira
26 - comentário - 17/07/15 - 00:10:43 - Marcos Angelo Molizane - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em um escopo global, acredito que melhorar a empregabilidade é uma coisa que o cidadão comum não tem como tomar como responsabilidade, afinal tudo depende da oferta e procura, compra e venda e se o mar não está para peixe, de alguma forma tem-se a necessidade de se ir adaptando para conseguir sobreviver. Penso que isso tem seu lado bom e ruim também.
Em um escopo individual penso que a melhor forma de melhorar a sua empregabilidade é a de expandir seus horizontes, tanto de conhecimentos como de geográficos, o comodismo é o hábito que te coloca na fila de quem culpa algo/outros e não a si mesmo pelas suas falhas e insucessos.
Quanto à crise brasileira e mundial, pouco nos resta a fazer além de ter muita criatividade e jogo de cintura, mas TI é uma área vasta e que, apesar de tudo, faltam profissionais qualificados...então, mãos a obra e bons estudos!
27 - comentário - 17/07/15 - 09:41:11 - Igor - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em época de crise:
- Estudar
- Gostar daquilo que faz
- Cuidar da família e da saúde
- Esquecer a última modinha da linguagem X ou framework Y

Em época SEM crise:
- Estudar
- Gostar daquilo que faz
- Cuidar da família e da saúde
- Esquecer a última modinha da linguagem X ou framework Y
dbassocia
28 - comentário - 17/07/15 - 09:41:43 - Anderson Pio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Mesmo em tempos de crise existem vagas disponíveis no mercado. Em muitos casos pode sim haver a temida redução de salários, porém cabe ao profissional, reinvestir parte de seu rendimento em educação e qualificação para manter se em condições de absorver as oportunidades. Em tempos de crise a disputa fica mais acirrada e o profissional que for mais gabaritado terá melhor chances.
Em minha opinião não importa se o investimento é em faculdade, pós, certificação, curso livre, livro e etc... manter se atualizado e preparado é a melhor forma de encarar a crise e estar em vantagem quando ela passar.
29 - comentário - 17/07/15 - 09:46:01 - Fabi - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Para driblar os tempos de crise é preciso se preparar _sempre_. Não espere o tempo de crise para se mexer. Nós profissionais da área de TI temos sempre que estar buscando atualizações e não falo só da parte técnica, temos que buscar o diferencial entre os profissionais, pensar em o que nos faz diferente, o que faz a empresa x ou y querer te-lo no seu quadro de funcionário, agora pensando do lado das empresas, temos que agregar valor para nossos clientes, se estamos implementando um projeto temos que mostrar o verdadeiro valor daquele projeto, pois um trabalho puxa outro trabalho. Sermos observadores das oportunidades, estar atentos ao que o cliente precisa, alem de consultores, gerentes de projetos, prestadores de serviços, temos que ser _vendedores_, verdadeiros caça oportunidades. _
30 - comentário - 17/07/15 - 09:53:29 - César Daniel - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Neste momento de crise onde o mercado, com poucas oportunidades e os profissionais, como integrantes do filme _jogos vorazes_ vivem uma situação de afastamento pelos diversos problemas expostos pelos colegas.
A base para tudo no momento desse é buscar atualização e constante networks.

Boa sorte para nós!!!
31 - comentário - 17/07/15 - 09:57:07 - Ricardo Nepomuceno - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Para melhorar a empregabilidade estar sempre atualizado é fundamental, mas além disso você precisa ter um diferencial, pois no mercado de trabalho hoje é muito comum encontrar muitas pessoas com ótimos conhecimentos.
A questão comportamental é sem duvida esse diferencial. Saber lidar com as pessoas, ser companheiro em todos os momentos, principalmente nos momentos de crise.
GOC
32 - comentário - 17/07/15 - 10:01:35 - Salomao Santos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Recentemente, vi uma citação que dizia o seguinte : _Em época de crise, enquanto alguns choram, outros vendem lenços_. Eu concordo exatamente com este pensamento, acredito que sempre haverá oportunidades para serem exploradas, e é claro que para isto, será necessário muito empenho, preparação e determinação. Um bom profissional não pode se acomodar, principalmente na área de TI, onde as coisas mudam num simples piscar de olhos. Que os momentos difíceis nos despertem para a necessidade de reciclarmo-nos sempre.
32 - Réplica - 17/07/15 - 10:07:44 - Fabiana - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sim, concordo com o Salomão. E complemento " quem quer fazer arruma um meio, quem não quer fazer arruma uma desculpa".
33 - comentário - 17/07/15 - 10:06:20 - Fabiano Araújo de Souza - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Estamos passando por uma ano difícil no qual várias economias do mundo estão passando por uma reestruturação e isso torna o mercado mais competitivo. Para o profissional de TI essa crise também chegou, o momento é de aproveitar novas oportunidades e aprender coisas novas, muitas empresas estão fazendo readequação de cargos e salários e no novo contexto mundial essa é a única forma de não haver estagnação. Devemos considerar é claro quais são nossas metas pessoais e o quão estamos dispostos a abrir mão delas, e que o cenário atual da economia não é permanente, claro que o salário deve suprir necessidades mínimas, e que as Empresas devem ter o bom senso ao divulgar suas vagas. Para nós profissionais de TI resta o de sempre, estudar, estudar e estudar... Boa sorte a Todos. Abraços - Fabiano
34 - comentário - 17/07/15 - 10:07:42 - Christopher Rechter - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Estamos vivendo uma crise profissional voraz, onde somente os mais preparados poderão se sobressair, a solução ao meu ver é se manter atualizado, tentar ser o melhor no que faz e não deixar de ter sorte, pois a sorte favorece as mentes preparadas. Devemos estar sempre estudando novas tecnologias, visualizando as tendências do mercado e se for necessário recomeçar do zero caso esse seja o caso. sem medo de se frustrar ou bater de cara com a parede. Já passei por grandes multinacionais e uma hora as portas vão se fechando, pois os novos talentos vão surgindo e tomando lugar no mercado. O que cabe a nós? Saber lidar com a experiência, manejar e coordenar esses novos talentos que podem e devem ser lapidados. Porém os salários estão cada vez menores e os esforços cada vez maiores. Precisamos nos adequar de tal maneira a ser multitarefa e multifunção, como toda empresa atual deseja atualmente.
apipesq
35 - comentário - 17/07/15 - 10:09:52 - Reinaldo Lima - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Considerando que o mercado de TI é _mutante_ ou seja, está sempre em transformações, é extremamente ter na bagagem profissional uma lista de pré-requisitos afim de ser desejado pelo mercado dinâmico como é o de tecnologia.
Só com o capital intelectual não garante a contratação e permanência no mercado de trabalho. Quanto mais aumenta o nível de competitividade, maior são as questões relativas à capacidade de enfrentar e conviver com altos níveis de pressão.
Lidar com pressão cotidiana não requer apenas intelecto relevante, mas condições físicas e mentais pra lá de saudáveis. Porque o índice de afastamento por transtornos psicológicos no segmento de TI são assustadores. Tudo isso se dá porque o profissional não consegue conciliar crescimento de carreira associado à uma boa qualidade de vida. Mas não se assuste porque isso é possível de conciliar, basta saber como fazer.

abraços
36 - comentário - 17/07/15 - 10:15:15 - Alexandre - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Na minha opinião, a melhor forma de melhorarmos a empregabilidade em tempos de crise, é você se reciclar sempre, ser diferente dos outros, ter visão de negócio, ter um bom networking e realmente ser experiente com aquela vaga que está buscando no mercado.
37 - comentário - 17/07/15 - 10:17:27 - Rodrigo Lauria Christovam - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A preferência das empresas é por profissionais mais experientes e que têm um diferencial no currículo. A maioria das vagas é para posições de liderança_ para atuar como líderes e gerentes de projetos. E não é só a experiência que está contanto no recrutamento, não. O domínio da língua inglesa também.
38 - comentário - 17/07/15 - 10:19:33 - Ana Lucia - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

É nítido que vivemos uma fase de crise na área de TI, muitos clientes estão reduzindo custos e cancelando novos projetos e para não piorar a situação é fundamental manter a qualidade de nossos trabalhos, em especial na área de R_S não podemos deixar de buscar profissionais que se preocupam em se manter atualizados e principalmente estejam se formando continuamente.
Estou percebendo que por haver uma preocupação generalizada em atender nossos clientes a todo custo, a qualidade vem caindo, são profissionais que não atendem as expectativas e em uma entrevista pessoal deixam muito a deixar. Por isso é fundamental a entrevista presencial, o que não vem acontecendo, muitos selecionam por telefone ou Skype... Infelizmente o desespero em fechar vagas acaba totalmente com a qualidade do processo.
dbassocia
39 - comentário - 17/07/15 - 10:25:53 - Brecci - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Interessante as opiniões dos colegas, tem como base as tags: Manter-se atualizado, preparar-se sempre, pressão, estudar muito, falta de qualidade de vida. Em época de crise, acredito que é fundamental ser criativo, criar novos modelos, metodologias e soluções. Sempre haverá espaço para novidades, estudar muito o que já existe não garante o sucesso profissional, alguém se lembra do Novel? Cobol é para poucos, APF não funciona quando o escopo não está definido, linguagens que não atendem mobile estão morrendo. Aperfeiçoar a criatividade individual e coletiva é a melhor alternativa para tempos de crise.
40 - comentário - 17/07/15 - 10:27:56 - Wagner Luis Alves - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Época de crise, na área de TI e nas demais áreas também, o que acaba criando um efeito cascata. O que mais preocupa, além da crise, são as perspectivas, que não não nada boas para o segundo semestre deste ano e para 2016. É preciso rever gerenciamentos, focar em reduçaõ de custos e maior produtividade, na expectativa de que o mercado estabeleça uma reação, mesmo que mínima. As empresas continuam buscando _Super-Heróis_, e oferecendo cada vez salários mais baixos, em tempos de crise, o profissional tem que continuar buscando se qualificar e agregar conhecimento, momentos de crise podem render oportunidades.
41 - comentário - 17/07/15 - 10:29:51 - Gustavo Silveira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Nos dias de hoje de crise a forma de melhorar e cada vez mais ir aumentado o conhecimento, especialização em alguma área, diversificar os conhecimentos. Com isso podemos atuar não só na área que tem mais conhecimento.
42 - comentário - 17/07/15 - 10:33:16 - Eduardo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Eu acho complicado este momento de crise melhorar a empregabilidade.
A meu ver não está como antigamente que tinha poucos profissionais no mercado, então a concorrência está forte,
não podemos ficar estagnado, por conta da concorrência.
Estamos com muitas pessoas qualificadas, e também com muitas empresas dispensando os profissionais.
Sei que a maioria que entra na área faz por gosto, tem paixão no que faz, mas acho que também como melhorar a empregabilidade,
temos que levar em consideração que a inflação está comendo o salário da área, e fica difícil mantemos a boa qualificação dos profissionais.
Apesar de estamos em crise, vejo que o mercado deveria melhorar o salário dos profissionais da área,
para melhorar a empregabilidade e nos como profissionais não ficarmos pulando de empresa em empresa para melhorar o salário.
Hospitalhd
43 - comentário - 17/07/15 - 10:34:01 - Diógenes Ramos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Paz e bem.
Caros(a), Estamos passando por um momento onde temos que nos adequar, pois como estavamos em um período de _pleno emprego_ haviam várias oportunidades, mesmo para aqueles com a qualificação básica para o setor de ti. Agora as empresas estão adequando seus quadros e com certeza os profissionais que consigam comprovar ou demonstrar que são capazes de fazer mais com menos e com mais qualidade continuaram sendo disputados. Mas como ser este profissional? Não tem jeito é estudar, e estudar muito e o principal! Como foco.
Se você é desenvolvedor por exemplo seria interessante ter conhecimento da área fiscal pois como o governo vem mudando os impostos para aumentar a arrecadação os sistemas de todas as empresas precisaram ser atualizados. Outro exemplo é o projeto do cupom fiscal eletrônico, este atingirá todos os comerciantes que utilizam a maquina ecf.
Espero ter ajudado, boa so
44 - comentário - 17/07/15 - 10:40:22 - Eduardo Araujo Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Bem pessoal e meio complicado o assunto, pois já temos que fazer de tudo para permanecer em uma área que sempre exige mais e paga-se menos aos profissionais. Hoje o inglês e a primeira língua de nossa área sem ela e quase impossível permanecer na TI. Deveríamos ser uma classe unida e dizermos não aos salários que parecem mais piadas e exigências que chegam a ser ofensivas, enquanto houver pessoas a aceitarem salários de fome nossa área nunca sera respeitada e continuaremos sendo vistos como o _minino do computador_. Estou desempregado a 3 meses e fui substituído por uma quarteriazada, uma menina recém formada ganhando R$1.200,00 1/3 do meu salario. E agora para driblar a crise partir para a área de consultoria e locação de equipamentos de TI. Bora pra frente pessoal não deixem se abater acreditem em seu potencial e não aceitem salários de fome, so assim teremos uma categoria digna.
45 - comentário - 17/07/15 - 10:41:29 - Carlos Eduardo Martins - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Inovação me parece a palavra para manter-se no emprego. Inovar não é _bater o escanteio e correr pra cabecear_, senão encontrar novas maneiras de _bater o escanteio_ visando o maior aproveitamento dos atacantes.
Se você inova dentro da sua companhia, esta terá a oportunidade de oferecer produtos ou serviços diferenciados, que por sua vez devem ajudar o SEU cliente a _fazer mais com menos_, e logo você poderá vender o que talvez nem o cliente saiba que ele precisa. Vendendo algo novo, você estará gerando novas oportunidades para o seu pessoal.
46 - comentário - 17/07/15 - 10:41:34 - Leandro Menezes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Após ler alguns dos comentários, notei que a procura por funcionários é sempre a mesma_ profissionais qualificados, com experiência, atualizados, que possuam um _diferencial_ no currículo, etc...
Não que isso não seja bom, mas atualmente, muitas pessoas possuem essas qualidades, mas não têm o mais importante, RESPONSABILIDADE, se olharmos vários currículos, podemos notar que grande parte dos candidatos andou _pulando de galho-em-galho_, ou seja, não se manteve por longos períodos na mesma empresa. As empresas querem profissionais que, além de preencherem os pré-requisitos, _vistam a camisa_, se dediquem às suas tarefas, sejam pró-ativos, e acima de tudo, responsáveis_ isso aplica-se a qualquer área, não somente a tecnologia. Não reclame de tudo, problemas acontecem em qualquer empresa, e sempre vão existir, mas quem faz o ambiente de trabalho somos nós, os funcionários.
GOC
47 - comentário - 17/07/15 - 10:42:47 - Márcio Palharin - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Um dos pilares essenciais para se manter forte no mercado, mesmo em época de crise, é não deixar distanciar, o seu nível de conhecimento, das tecnologias novas e atuais, o estudo se faz necessário, para que você se mantenha forte! Atualmente existem inúmeros cursos gratuitos, simpósios, palestras, que podem fazer muita diferença na empregabilidade.
Palavras como criatividade, resiliência, estão mais na _moda_ do que nunca, mantenha o foco nos seus objetivos e nunca deixe se levar pelo pessimismo, só deixará você vulnerável! Agora é a hora de oportunidades, então, mãos a obra!!!
48 - comentário - 17/07/15 - 10:44:52 - Meire - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Na minha opinião, na época de crise e em todas as épocas, para quem quer estar bem colocado no mercado de TI é manter-se sempre atualizado, ter uma postura de participativo, se envolver em debates, fórum e tudo que é oportunidade de conhecer o pensamento de outras pessoas desse mercado e debater a própria opinião a fim de aprimora-la. Também acho importante lembrar que a área de TI está diretamente ligada às demais áreas de negócios, uma vez que seu objetivo é melhorar os processos delas através de soluções informatizadas, assim é importante estar atento a conhecer detalhadamente os negócios e regras das demais áreas. E acho sempre importante investir em idiomas, principalmente, mas não exclusivamente o idioma inglês. Para completar o cenário, formar um bom network sempre ajuda.
49 - comentário - 17/07/15 - 11:04:30 - Gisele - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A área de tecnologia exige por si só que o profissional mantenha-se atualizado e antenado com o ciclo de vida dos produtos em que se especializou, dizer que isso é um diferencial para empregabilidade seria chover no molhado.
Ao meu ver, o grande diferencial do profissional de tecnologia hoje em dia é relacionado ao seu perfil comportamental. Não basta ter uma vasta experiência técnica e não ser resiliente, responsável, confiável, ter bom relacionamento pessoal, capacidade de negociação, enfim, qualidades comportamentais são grande diferencial para destaque em tempos de crise.
Além disto, o profissional de TI, consegue ter uma visão privilegiada da empresa ou processo relacionado com seu trabalho, podendo com isso, agregar valor em sua função, saindo do _tecnês_ e navegando no que tange melhoria de processos, que nem sempre dependem de tecnologia.
50 - comentário - 17/07/15 - 11:10:12 - Audri - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A palavra da vez é a _Resiliência - capacidade de o indivíduo lidar com problemas, superar obstáculos ou resistir à pressão de situações adversas sem entrar em surto_.
A expressão foi inserida recentemente ao vocabulário do recrutamento, mas já é dominada por alguns profissionais há muito tempo.
Este é um requisito importantíssimo e muitas empresas o tem buscado nos profissionais que seleciona, pois ele é quem fará a grande diferença ao lidar com situações críticas para garantir a continuidade do negócios e, consequentemente, o sucesso da organização.
Em tempos de crise, o profissional que sabe lidar com situações adversas mantendo a postura e, principalmente apresentando soluções que levem a empresa adiante, é aquele que o empregador buscará manter em sua equipe.
Hospitalhd
51 - comentário - 17/07/15 - 11:14:23 - Rubens - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sem dúvida, a busca por diferenciação tem que ser constante. Uma das primeiras, que eu insisto com todos os candidatos que entrevisto, é a questão do certificado. Mais do que dizer se ele é um especialista ou não, muitas vezes demonstra que ele se esforçou (ou se esforça) para progredir como profissional.
Outro ponto importante é a questão de idiomas: quanto mais o mercado demanda, menos se encontram profissionais bilingues. Inglês técnico não serve para o mercado.
Manter-se atualizado tem que fazer parte do nosso dia-a-dia. Isso é imprescindível.
Nós da TI sempre temos que trabalhar alinhados com a área de negócios. Saber pelo menos como uma área de negócio funciona detalhadamente é essencial.
Em conversa com headhunters ou com o pessoal do RH, isso é imprescindível.
Resumo: certificação + idiomas + conhecimento técnico + conhecimento de negócios = empregabilidade em alta!!!
52 - comentário - 17/07/15 - 11:15:07 - Valdenir Rocha - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Primeiro elevar o autoconhecimento, identificar quais habilidades você domina e onde precisa melhorar e traçar um plano de desenvolvimento. Usar as forças na potencia máxima, sempre transparecendo segurança e confiança. Cuidar da saúde física e emocional, controlando o nível de stress e ser disciplinado. Ter o hábito de Ensinar, passando seu conhecimento adiante_
53 - comentário - 17/07/15 - 11:19:01 - Rodrigo Leandro Ferreira Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Bom, assunto super critico e pertinente que ocorre de tempos em tempos com qq mercado:

1 -CV caprichado, bem escrito, resumido, destacando premios, certificações, e multinacionais/grandes.
2- Ser Flexivel, aceitar propostas menores, ainda que CLT Full + beneficios + plano de carreira (exija !)
3- Apresentação Formal nas entrevistas e no workstation (Traje social completo)
4- Acompanhar o maximo de sites gratuitos e Redes sociais, e fazer girar seu CV nas mesas de RH
5-Não gastar com sites de coaching/recolocação pagos. Quem deve pagar é a empresa.
6-Dependendo do seu salario, invista em Pos, MBA, Especializações, e Cursos. Tambem idiomas.
7-Divulgue Cv exótico + portfólio nas Redes Profissionais (Linkedin, Via 6, Naymz, E-cademy, Xing)
Ning, e outras)
8-Pulverize seu CV pra diversas habilidades suas. de 100, 1 vaga vai triar, 0,5 vai telefonar
53 - Réplica - 17/07/15 - 11:35:49 - Jorge Diniz - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Olá amigo,

Disso todos nós já sabemos, As exigências são tantas que mesmo investindo em você está muito difícil conseguir um trabalho.
Não para se esconder sobre o que está acontecendo, Quem está dentro não quer sair, e quem está fora quer entrar. Então me diga você mesmo.
Tanto investimento para ter o mínimo de oportunidade com salários abaixo do mercado.
Abuso de autoridade, assédio moral, Quem sabe demais incomoda quem tem menos dentro das empresas com medo de perder seu trabalho.
dbassocia
54 - comentário - 17/07/15 - 11:19:59 - Fabrício Castelar de Brito Alv - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Ser mais competitivo aumentando o conhecimento nas tecnologias da _moda_. E, caso esteja fora do mercado a muito tempo, aceitar cargos menores com possibilidade de crescimento.
55 - comentário - 17/07/15 - 11:26:37 - BETO - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

No mercado de TI não temos uma receita pronta.
Porem acho que é um conjunto:
Formação Academica
Certificação
Idiomas
Postura
O mais importante é Vontade de resolver qualquer problema que apareça em sua área, não ser um braço curto.
56 - comentário - 17/07/15 - 11:28:37 - Jorge Diniz - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

As empresas estão exigindo sempre um funcionário completo com baixos salarios.
As exigências são muitas, e quem sabe demais não serve, porque quem está dentro tem medo de perder seu cargo.
Além disso vem a questão de assédio moral, abuso de autoridade, um querendo tirar o outro fora da jogada com medo de perder seu emprego.
Estou desempregado a sete meses, sou bem qualificado, mas são poucas as oportunidades que estou tendo.
De cada 100 currículo enviado você tem a oportunidade de concorrer a duas vagas com centenas de outros candidatos.
A crise está causando algo muito pior do que se possa imaginar, você investe muito em si para nada.
57 - comentário - 17/07/15 - 11:41:14 - Luis Roberto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Penso que para melhorar a empregabilidade, em qualquer área, é preciso ao menos conhecer as novidades e inovações, mesmo que de modo geral. Porém, a empregabilidade em TI não depende apenas do PROFISSIONAL, mas também do próprio MERCADO, suas mudanças e seus devaneios: muitas vezes parecem não saber ao certo o que querem e, por conta da inovação desenfreada, sempre vão dizer que _faltam profissionais_ (principalmente desenvolvedores). Para muitas empresas no Brasil, grande parte do serviço de TI não _aparece_ (exceto em caso de falhas), ou só aparece se levarmos o ADM nas costas. Não podemos deixar a _peteca cair_, mas as vezes é decepcionante, principalmente fora dos grandes centros (capitais). Enquanto houver _profissional_ aceitando um salário de R$ 1.200 para um cargo de _analista de implantação_ que desenvolva, implante, teste e monte toda a infra, estamos ferrados!
GOC
58 - comentário - 17/07/15 - 12:39:36 - Paulo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Vamos entender um pouco mais sobre ?crise? econômica (atualidade Brasil): que é a ruptura de um equilíbrio entre produção e consumo, gerando desemprego, falências, aumento dos preços e depreciação dos valores.
Diante deste ponto de vista, contra o desemprego ou melhor em busca da empregabilidade, devemos possuir um conjunto de competências e habilidades para nos mantermos empregados bem como conquistar um emprego.
Portanto, você deve possuir alguns atrativos como: diversificação de suas habilidades e competências, ampliação da sua capacidade de comunicação, atualização constante e o mais importante pense, aja e seja um Fornecedor e nunca pense somente como um Funcionário.
59 - comentário - 17/07/15 - 13:02:36 - Roberto do Nascimento Ribeiro - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Independente da existência de crise, para se ter uma melhora na empregabilidade, na minha opinião é necessário termos conhecimentos paralelos que nos permitam migrar para uma sub áreas dentro da nossa própria área, em tempos de crise é mais importante sermos generalistas, com conhecimento diversificado do que termos apenas uma área de especialização.
59 - Réplica - 17/07/15 - 13:10:51 - André Luiz dos Santos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Essa é a verdade! Trabalhei com um gerente que não defendia essa postura, pra ele o cara tinha saber apenas o que foi contratado.
60 - comentário - 17/07/15 - 13:04:54 - Marcos Paulo Cruz - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Quando o momento é de crise, espera-se reduzir custo, isso é fato!
No mundo da T.I. temos uma grande vantagem desta redução não ser refletida diretamente no bolso do profissional, mas sim nas suas qualificações, é natural que um bom profissional busque novas tecnologias, frameworks de processos ágil e ferramentas Open Source.
Este é o momento de colocar este conhecimento em pratica e para quem não possui busca-lo, devemos ser profissionais dedicados e evitar o desperdícios, assim não vamos ser afetados pela crise, afinal bons profissionais nunca ficam parados e não trabalha por migalhas.
A minha atuação é com testes e para não gerar desperdício utilizo ferramentas na sua grande maioria sendo Open Source, como eclipse/Selenium Webdriver, Testlink, Mantis e Jmeter. São boas ferramentas, conhecidas e não geram custos desnecessários.
Pecados
61 - comentário - 17/07/15 - 13:05:35 - Joao Henrique - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Concurso Público!
o/
62 - comentário - 17/07/15 - 13:06:43 - André Luiz dos Santos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O momento é oportuno para se tornar um _generalista_ na área. Hoje não temos mais: O Microsoft_ O Linux_ O Symantec_ O HP_ O Cisco temos o TI. Querer saber muito de cada área em certos aspectos atrapalha mas neste momento de crise te ajuda a se manter no mercado.
63 - comentário - 17/07/15 - 13:10:39 - Rodrigo de Melo Sampaio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Na minha opinião, hoje no Brasil as empresas possuem a famosa política de benefícios para diretores Gerentes entre outros cargos de alto nível, e no momento do corte optam na demissão da mão de obra afetando a qualidade na entrega e qualidade de vida dos restantes.
Alguns passos devem ser seguidos:
1 - ) Suspensão temporária de benefícios para alta cúpula ( Entende-se como corte de gastos temporário), assim não afetando o quadro de funcionários.
2 - ) Reduziria o preço dos meus produtos aumentando a concorrência, é a mesma lógica do estadio lotado, ou seja vale mais 60 mil pessoas pagando R$ 20,00 no ingresso que 15 mil pagando R$ 50,00.
3 - ) Analisaria quais outros cortes eu poderia efetuar, ou seja uma sala com 18 lâmpadas deixaria 9 operando e a janela aberta cortando gastos com energia, criaria um processo para desligar todas as máquinas em um determinado horário.
65 - comentário - 17/07/15 - 13:26:35 - Tatiana Campos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não só em épocas de crise, mas há qualquer tempo o que garante a empregabilidade é a habilidade de adaptação. Sem necessariamente ser generalista, o profissional deve ter habilidades que demonstrem sua capacidade clara de atuar em diversas circunstancias e momentos organizacionais. O profissional de tecnologia deve sempre evitar o lugar comum e a média do mercado. Aprender técnicas de oratória, comunicação, inteligencia emocional e trabalho em equipe trazem mais resultados como complemento de formação do que aquela certificação técnica que todo mundo tem. O profissional que busca diferencial na formação estará sempre empregado, o que faz sempre o mesmo que os demais só tem emprego quando sobram vagas.
Pecados
66 - comentário - 17/07/15 - 13:31:02 - Mauro - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Na atual situação do país, eu sugeriria:
1 - Reduzir custos e manter apenas os gastos básicos
2 - Economizar mais.
3 - Se doar mais na sua atual função, fazendo mais, se esforçando mais. E não espere recompensas por isso. Estar empregado já é uma recompensa.
4 - Se manter atualizado sobre os temais gerais do país.
5 - Se manter atualizado técnicamente e/ou com cursos relacionados a sua área de atuação.
6 - Inglês - Idioma obrigatório para qualquer função hoje em dia. Se não tem, corra.
7 - Outros idiomas, caso você trabalhe em uma multinacional.
8 - Tenha paciência, se você fizer um excelente trabalho com certeza será reconhecido.
67 - comentário - 17/07/15 - 13:50:47 - Eduardo Rodrigues - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em tempo de crise a melhor forma de se manter a empregabilidade e se adaptar ao momento, começando pelos próprios hábitos.
Entenda que o momento está difícil para todos, inclusive para as empresas, portanto, exija menos da empresa, se empenhe mais, tente ser versátil, esteja disponível e não peça salários altos, fora da realidade da economia atual.
Existem várias empresas de TI que já estão reduzindo o quadro de funcionários para reduzir custos, então, uma dica importante é se qualificar ao máximo. É isso que fará diferença em caso do você precisar procurar um emprego novo.
68 - comentário - 17/07/15 - 14:05:18 - Laurence Milani - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito que quando as crises chegam, as empresas também se aproveitam para utilizá-la como muleta para baixar os salários, cortar benefícios, claro que os problemas reais também existem. Porém, muitas empresas aumentam o seu investimento em TI para que possam reduzir custos operacionais. E nessa hora temos que estar atualizados para aproveitar as oportunidades, como já disseram por ai, estudando os novos frameworks, metodologias ágeis, inglês, não podemos ficar na zona de conforto.
69 - comentário - 17/07/15 - 14:46:36 - Ricardo Werfulhack - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Minha singela opinião, é que as Empresas cada vez mais exigem dos profissionais e pagam menos aos seus funcónarios, já presencei diversos casos de profissionais de futuro, com boas ideias e competentes, serem discartados das empresas por terem opiniões proprias e formadas. Temos que mudar nosso modos de agir e pensar.
API
69 - Réplica - 17/07/15 - 15:08:13 - Enoque - 179.153.1.****

Ricardo, concordo com você, seu eu fosse dono de uma empresa iria querer contratar cada vez mais pessoas com menos conhecimento, por um salário cada vez maior. Isto sim seria justiça social ...

A lei da oferta e da procura também deveria ser revogada, quanto mais gente procurando emprego, maiores deveriam ser os salários oferecidos.
70 - comentário - 17/07/15 - 14:56:50 - Paulo Zeferino - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Primeiro, nao trocando os pés pelas mãos: entendo que geralmente a audácia, ambição, vontade de inovar são louváveis. Mas o momento pede um pouco mais de atitudes conservadoras. Isso NÃO SIGNIFICA que deve-se ficar estagnado, pelo contrário: deve-se fazer o que se espera de você - sua competências - com o máximo de qualidade e pontualidade, como sempre deve ser feito. Não falhe. Nao é o momento de aventurar-se em outras atividades que ainda nao são de sua plena competenência, nem de achar que está num porto seguro.
71 - comentário - 17/07/15 - 15:01:10 - Diogo - 177.78.74.****

Muitos comentários aqui citam apropriadamente que qualificação e atualização profissional é uma das coisas que o ajudarão a melhorar a empregabilidade. Mas não posso deixar de lembrar que neste mesmo ambiente de crise, o profissional que pretende investir em qualquer treinamento para se qualificar em alguma tecnologia ou se atualizar naquilo que já trabalha, vai gastar nos dias de hoje, uma pequena fortuna. Tenho acompanhado alguns cursos presenciais em escolas de tecnologia reconhecidas e vejo que os cursos estão em média em torno de 3K. Não tenho acompanhado cursos de idiomas, mas imagino que a mensalidade deve estar em torno de uns R$300. Ai fica a pergunta: como melhorar a empregabilidade em tempo de crise diante desses valores? Tenho duas sugestões: 1)Seja auto-didata. 2)Use e abuse de livros e cursos online, principalmente os gratuitos ou com preços mais acessíveis.
72 - comentário - 17/07/15 - 15:04:10 - Daniel Nardy Rodrigues - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A área de T.I é muito vasta, cheia de generalistas e cargos diversos que fazem as mesmas coisas isto faz com que as empresas não tenham foco correto no detalhamento dos requisitos de suas vagas.
É a importante que as empresas revisem os cargos em T.I e mantenham claro os papéis e responsabilidades.
Já vi muitas vagas para Analista de Negócio T.I onde o candidato deveria saber desenvolver e Java, HTML, C++, Visual Bacic e ainda saber sobre modelagem de Banco de Dados e administrar banco de dados e etc... . Convenhamos que um Analista de Negócios não tem que desenvolver, muito menos administrar uma infra. Ele tem que focar seus esforços no produto / processo e seus impactos diante de alterações de sistema e/ou infraestrutura. O mesmo acontece para Gerentes de Projetos, PMOs e outros.
Falta no mercado de T.I, definição exata de posto de trabalho e seus papéis e responsabilidades.
GOC
72 - Réplica - 17/07/15 - 15:19:31 - carlos augusto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Boa tarde equipe do APINFO, crise é sinal de oportunidades digo isso com convicção porque já passei e já passamos por momentos piores como no governo Sarney e COLLOR. Particularmente já fiz muitas entrevistas e nosso RH brasileiro é decepcionante, onde divulgam oportunidades de trabalho exigindo experiências e conhecimentos necessários para cargo, mas parecem que esquecem de um pequeno detalhe.Cada empresa tem uma natureza e regras diferentes, então mesmo com todas as certificações do mundo e experiências diversas só poderemos colocar as boas praticas num negócio se conhecermos as pessoas e a missão da empresa com o tempo. O que falta mais para nós da área de TI é união com um sindicato forte, é muita competição desnecessária , precisamos de PARCERIA. Tenho uma empresa desde 2005 e muita coisa mudou, porém o individualismo ainda é enorme que passa a ser egoismo. Cuidado com a ganância.
74 - comentário - 17/07/15 - 15:20:19 - carlos augusto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Boa tarde equipe do APINFO, crise é sinal de oportunidades digo isso com convicção porque já passei e já passamos por momentos piores como no governo Sarney e COLLOR. Particularmente já fiz muitas entrevistas e nosso RH brasileiro é decepcionante, onde divulgam oportunidades de trabalho exigindo experiências e conhecimentos necessários para cargo, mas parecem que esquecem de um pequeno detalhe.Cada empresa tem uma natureza e regras diferentes, então mesmo com todas as certificações do mundo e experiências diversas só poderemos colocar as boas praticas num negócio se conhecermos as pessoas e a missão da empresa com o tempo. O que falta mais para nós da área de TI é união com um sindicato forte, é muita competição desnecessária , precisamos de PARCERIA. Tenho uma empresa desde 2005 e muita coisa mudou, porém o individualismo ainda é enorme que passa a ser egoismo. Cuidado com a ganância.
75 - comentário - 17/07/15 - 16:16:13 - Fabio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Na minha opinião, para aumentar a empregabilidade nesta época de crise é começar a desenvolver novas habilidades e a focar na eficiência.

Em momentos de crise as empresas estão procurando reduzir custos, ou seja, manter a empresa funcionando com uma quantidade menor de profissionais.

Assim os dois itens citados tornam-se essenciais para um profissional se manter empregado ou conseguir uma nova alocação.

Primeiro demonstrando ser um profissional versátil que pode também atuar em outras funções.

Segundo, um profissional focado na eficiência, fazendo mais no mesmo período de 8 horas diárias de trabalho. Olhe menos para o Facebook e trabalhe mais no projeto, trabalhe para que as reuniões acabem no período determinado.

Estudos revelam que 4 brasileiros produzem o mesmo que 1 trabalhador americano. Pense nisso.
76 - comentário - 17/07/15 - 16:24:46 - Franklin Pasquevitz Barbosa - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Boa tarde pessoal,
Eu acredito que falta mais capacitação aos gestores, pois na última empresa em que trabalhei e atuava como espacialista eu presenciei várias ameaças, críticas destrutivas a profissionais que eu já conhecia de outras empresas e isso destrói qualquer motivação, os bons profissionais vão ao mercado para novas oportunidades e isso aumenta a rotatividade dentro da empresa o que eu julgo ser muito negativo. Quando participo de um processo seletivo tento reter todas as informações necessárias para ter certeza de que não só eu atenderei as expectativas da empresa, como o contrário também! Isso com certeza melhora a empregabilidade e mantém, pelo menos na maioria das vezes o sucesso de ambos os lados.
Conselho que deixo: Acreditar em si mesmo é o primeiro passo para os outros acreditarem em você!
Hospitalhd
77 - comentário - 17/07/15 - 16:30:10 - Leandro de Araújo Teixeira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Antes de mais nada digo que não vejo crise no mercado, o que vejo são pessoas que estagnaram não conseguindo se recolocar, hoje quem não conhecer metodologia ágeis, saber documentar e mesmo ecrever código que seja legível, está fora do mercado, é importante também que saída dividir conhecimento pois empresas não querem mais proficionais que se isolem como o detentor de conhecimento, e fixarem refém de um proficional.
78 - comentário - 17/07/15 - 18:49:47 - Luciano - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Indiferente de qual área que o profissional atue, são necessários zelo pelo conhecimento. Uma vez que tanto áreas humanas e exatas estão em constante crescimento. Perdendo ou ganhando novos fatores tecnológicos ou de processo. Por tanto a empregabilidade está intrinsecamente relacionada ao individuo que busca a aperfeiçoar no que faz. Através de leituras, pesquisas e cursos ou até mesmo novas graduações e áreas afins. Com esse perfil poderá haver crise porem sempre terá uma oportunidade o esperando.
79 - comentário - 17/07/15 - 22:15:43 - Paulo Oliveira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em tempos de crise as empresas buscam ainda mais cortar custos. Isso é possível com bons profissionais, então os profissionais que se manterem atualizados e qualificados serão os escolhidos para manterem o emprego ou para preencherem novas vagas.
80 - comentário - 17/07/15 - 22:30:43 - Mc_ferreira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A proatividade é a melhor arma, não se pode chegar em um momento de crise sem estar preparado, deve haver um investimento constante na sua capacitação, seja autodidata , prepare-se, não seja retroativo, bem antes de começar esta crise comecei a estudar para concursos públicos , fazer cursos , pesquisas, análises, hoje consegui o que queria, mas acho que pode melhorar, vou continuar mantendo o foco, dedicação ,preparação e projeto, para continuar na estrada, ela é longa, mas recompensadora
dbassocia
81 - comentário - 18/07/15 - 08:55:32 - Alex Nogueira - 201.104.23****

Boa noite a todos, Primeiramente gostaria de agradecer pela oportunidade. Opa falando em oportunidade nos remetemos a frase: em tempos de crise e preciso saber identificar as oportunidades. Temos a conviccao que existe sim uma crise instalada no pais. Mas e uma crise de valores morais e eticos. Com relacao especificamente no contexto de empregabilidade uma dica importante e nao desistir de buscar seu sucesso e principalmente de sempre se valorizar mesmo em momentos dificeis. Como alguns colegas ja levantaram, precisamos ser mais auto-didatas, mas sempre buscando pelos ensinamentos corretos e sempre prezando pela qualidade. No mais deixo um abraco a todos e um apelo para que nossa area seja unida e coesa pois em momentos de crise e/ou em qualquer outro momento, juntos somos mais
82 - comentário - 18/07/15 - 09:55:21 - Valdir Castaldelli Junior - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acho que podemos analisar essa questão por dois ângulos distintos. O Primeiro, a visão do empregador, quando postamos uma vaga para buscar um profissional é importante que entendamos que o excesso de exigências afasta o bom profissional, exigências que o profissional saiba varias tecnologias distintas as vezes acaba afastando o bom profissional de uma vaga. Seja conciso e peça exatamente o que você necessita.

Do ponto de vista do candidato, aumente suas skills sempre, procure aprender coisas novas, sai da zona de conforto. O que eu faço, é estudar novas linguagens, aplicar novas arquiteturas em projetos de estudo. Buscar o diferente e principalmente gostar de tecnologia. Em informática, aprender é sempre primordial, saber varias linguagens é importante e o inglês é essencial. Então, melhore seus skills sempre.
83 - comentário - 18/07/15 - 11:30:08 - Ivan Oliveira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Olá Apinfo,
O mercado atual esta a busca de profissionais cada vez mais competentes, atualizados e preparados para atuar nas organizações.
O que devemos fazer é manter-se atualizado dentro de sua especialidade, este é o diferencial do bom profissional.
84 - comentário - 18/07/15 - 11:42:39 - Adalberto Garcia - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Para mim conhecimento técnico é pré-requisito.

Para aumentar a empregabilidade o melhor caminho e desenvolver uma boa network, dentro e fora da empresa. Entender o mercado e o negocio onde a empresa atua e estar sempre pensando em alguma coisa que pode ser melhorado.

Na minha opinião o pessoal de TI deve focar menos na parte técnica e mais nas questões relacionadas a trabalho em equipe, relacionamento, conhecimento do negócio, inglês e etc. Estas habilidades é que vão te trazer um diferencial competitivo.

É importante também estar sempre ligado para ver quanto o mercado esta pagando para alguém com os seus conhecimentos, geralmente quando ficamos muito tempo em uma mesma empresa, o salário fica acima da média.
GOC
85 - comentário - 18/07/15 - 14:16:58 - Sibele Soares - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Boa Tarde Apinfo,

Obrigada pelo convite !!

Ao longo da minha carreira na área de tecnologia, tenho percebido uma grande quantidade de pessoas preocupadas com a ferramenta e sem foco em entender a necessidade do cliente, que é o nosso principal objetivo quando ofertamos um produto ou uma solução, entendo que é importante ter o conhecimento técnico, mas o principal é saber usar o equilíbrio do que o cliente busca e atingir suas expectativas.

Cada profissional precisa olhar o mercado como uma rede de oportunidades e sempre procurar se reciclar para conseguir se manter no topo, mas se preocupar com as habilidades interpessoais, como por exemplo ter o discernimento para identificar quando o importante é urgente e deixar de lado as falsas urgências de uma organização.

Att,

Sibele
86 - comentário - 18/07/15 - 20:36:00 - Francisco Portillo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Olá pessoal,

Obrigado pelo convite.

Na minha opinião, o inglês é fundamental. Já trabalhei com excelentes profissionais, mas que infelizmente não tem inglês, por isso não tenho como indicá-los na empresa em que trabalho atualmente, pois o domínio da língua inglesa é requisito obrigatório. Enquanto o mercado nacional está passando por uma crise, a economia nos EUA está aquecida e empresas de Outsourcing estão crescendo em faturamento, contratando e nadando de braçada.

_My two cents_,

Best regards to all,

Chico.
87 - comentário - 18/07/15 - 23:29:03 - George Luiz Garrido - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O setor financeiro é uma boa alternativa para períodos de crise, pois sempre está em alta (principalmente TI).

Agora de forma geral, buscar estar atualizado e com uma boa rede de relacionamento é muito importante para se manter no mercado.

E o principal, ter qualidade nas entregas, saber se comunicar, ser humano e se relacionar bem com as pessoas.
88 - comentário - 19/07/15 - 19:06:09 - Mohamad - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Boa noite e obrigado pelo convite.

Ainda existem muitas oportunidades de trabalho mesmo com a crise. O profissional precisa estar preparado para não perder uma boa oportunidade:

Saber se portar em uma reunião de trabalho e com um cliente é fundamental para qualquer carreira independente da área de formação. Por mais técnico e lógico que o profissional seja, precisa desenvolver seu marketing pessoa e a habilidade para lidar com as pessoas.

O profissional técnico especializado ainda é muito necessitado, mas é necessário se atualizar sempre. É preciso estar antenado para não ficar fora do mercado.

Saber inglês e ter mais que um idioma nativo é fundamental para qualquer carreira. Em tempos
de globalização não se pode ficar preso apenas à oportunidades locais.
apipesq
89 - comentário - 19/07/15 - 20:25:21 - Carlos Renato Gaddini - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Confesso que tenho visto um certo otimismo em nossa área. As vendas deram uma ?aquecida? porque existem boatos que estamos a beira de uma (nova) recessão. Infelizmente - ou felizmente - quando essas crises vem, acabam forçando os empresários a se estruturarem e se organizarem mais, e isso significa investir em tecnologia. E já explico: em época de ?vacas gordas? é possível contratar vários funcionários para realizarem tarefas e com isso depender menos de sistemas e tecnologias. O inverso também ocorre quando o ?cinto aperta?. É feita uma seleção de funcionários, mantendo os mais especializados e dispensando os mais ?braçais?. Consequentemente, os mais especializados vão exigir ferramentas melhores para trabalhar e produzir resultados, e é nisso que entramos.
90 - comentário - 20/07/15 - 02:34:22 - Freddy Ullrich - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Recentemente me mudei para Alemanha. Fui contratado porque:
1) Soube da vaga por indicacao de um amigo. Meu atual chefe aqui na Alemanha conhece este meu amigo. Isto ajudou a chamar a atencao do empregador. Network ajuda muito.
2) Resolvi uma prova de programacao de maneira muito criativa e eficiente. Ser bom tecnicamente faz diferenca.
3)Fiz uma boa entrevista (parte no skype, parte por email). Saber vender o peixe conta.
4)Saber ingles. Falo em ingles aqui no trabalho mas ja estou na aula de alemao. Saber ingles e outro idioma (alemao, espanhol, fances) é essencial.
5) Formacao compravada. Curso superior e certificacoes.
6) Espirito empreendedor. Boa parte do teste de programacao que resolvi utilizei um tipo de N-Hybernate que eu mesmo criei (uns meses atras). Programar por hobby te faz melhor que o resto que é pago pra programar.
7)Trabalhar em equipe. Todo mundo sabe.
Abraco!
91 - comentário - 20/07/15 - 07:49:44 - Gustavo Pilotto Diehl - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Olá pessoal.

Agradeço a oportunidade por participar deste debate, tão importante neste momento crítico em nosso país.

Cada vez mais destaca-se a importância das Certificações e Qualificações. A certificação é um aval do Owner da tecnologia que você é especializado no assunto.
Idioma Inglês tornou-se obrigatório há algum tempo e agora uma terceira língua começa a ser um diferencial enorme.
Ser um bom profissional, ter responsabilidade, saber se apresentar em reuniões e treinamentos com bom desempenho são diferenciais também.
Mas ainda acho que o grande trunfo nestas épocas é o network. Ter bons relacionamentos e contatos na área ajuda muito, se você for um bom profissional é claro.

Boa semana a todos!
92 - comentário - 20/07/15 - 08:24:51 - Edmilson - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Creio que em época de crise, nada melhor que o profissional se especializar em tecnologias que estão em alta no mercado. E também conseguir montar sua network para consiga ajuda em momentos como esse caso esteja desempregado. E aproveitar também para ser empreendedor, desenvolver aplicações que possa ingressar no mundo de apps de celulares e internet usando a criatividade.
Abs,
Boa semana a todos!
dbassocia
93 - comentário - 20/07/15 - 09:03:54 - Filipe R.S - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito que em meio a crise, para melhorar a empregabilidade, o candidato deve aproveitar o momento para se especializar fazendo cursos, certificações e/ou pós-graduação aumentando assim suas chances de conseguir a vaga almejada.
Nunca desista!!
94 - comentário - 20/07/15 - 10:03:08 - ISAIAS SANTOS DE ALMEIDA - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Prezados,

Entendo que é importante apresentar um diferencial, qualidade ou conhecimento que seja capaz de coloca-lo à frente dos demais candidatos.
Importante também, ao procurar a vaga, demonstrar identificação com a empresa e os valores que ela apresenta.
Demonstrar nas entrevistas, possuir uma razão de estar ali. Apresente idéias, seja criativo, comunique-se, invista em você.
E por fim, atualize e esteja atento às necessidades da empresa e ao marcado como um todo.

Abraço,
95 - comentário - 20/07/15 - 11:51:30 - Cauê Scalzaretto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito que o estudo continuo e aprofundado em determinadas tecnologias que o profissional atua, e o conhecimento mesmo que intermediário em um novo idioma, podem garantir maiores chances na vaga pretendida.
96 - comentário - 20/07/15 - 12:51:49 - Patrícia Alves - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito que ultimamente as pessoas não tem se atentado muito ao fato que são _pessoas_ que estão a contratar, e que certos perfis profissionais levam um tempo de aculturamento e até mesmo de absorção de conhecimentos específicos. Uma certa seriedade e comprometimento por parte de quem contrata deveria ser mais levada a sério, bem como a real necessidade de quantidade de pessoal à ser contratada. Ultimamente como os prazos de projetos tem sido muito mal planejados o que vemos é que há uma grande procura por _milagres_ e claro quando a realidade de que o tal _milagre_ não vai acontecer, pois foi gerada expectativa exagerada, está gerando muitas contratações indevidas e desligamentos desnecessários de ótimos perfis profissionais. Quando o ser humano for novamente tratado como tal e visto como um ser pensante a agregar e não mais como um número em uma planilha de custos, tudo pode mudar.
GOC
97 - comentário - 20/07/15 - 13:12:46 - JULIANA DOS SANTOS - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Olá,

O investimento em qualificação e importante sempre porém, em períodos de crise terão mais chances os profiionais mais qualificados. Sendo assim, entendo que o caminho é investir em qualificação.
98 - comentário - 20/07/15 - 18:39:37 - Marcos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tem muito segredo. Seja em crise ou não, as chances de emprego depende das vagas. Quanto mais conhecimento se tem, mais áreas é possível atuar. É bom se especializar em uma ou mais delas, de preferência as que mais se gosta, mas se a coisa apertar, o melhor mesmo é poder atuar nas áreas disponíveis. Creio que seja uma saída para melhorar a empregabilidade. Não confundir isso com trabalhar em mais de uma área e de graça.
99 - comentário - 20/07/15 - 22:46:36 - Estevão Neder - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Manter-se atualizado, em especial na área de tecnologia, é fundamental!
Em épocas de crise, o planejamento é a melhor solução, aproveitando para se atualizar, refletir sobre si mesmo para identificar seus próprios diferenciais na hora de se manifestar em uma entrevista, ser _adaptável_ em situações diversas e sempre ser otimista!
100 - comentário - 21/07/15 - 09:01:46 - Marco Raimundo - 200.130.74****

3 pilares:

1) Conhecimento: Estar em constante atualização - certificações, cursos e formação acadêmica e linguas

2) Visão: Mercado e Negócio - saber onde atuar, onde estão as melhores oportunidades e conhecer pessoas influentes - rede de relacionamentos

3) Postura: Ética, Boa apresentação visual e linguística, conhecimento sobre técnicas de vendas pessoais e formação de referências empresariais
Hospitalhd
101 - comentário - 21/07/15 - 09:08:06 - rogerio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tem magica, capacitação profissional, reciclagem, reinventar.
102 - comentário - 21/07/15 - 09:18:28 - Etore Carlos Tome de Moura - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Capacitação, especialização, atualização. Se você tem pelo menos um destes você aumenta e muito suas chances.
103 - comentário - 21/07/15 - 09:34:49 - Marcio Vieira da Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Alem da capacitação e necessário um emocional muito equilibrado.
Tenho visto grandes mentes com problemas pessoais e de relacionamento. Saber lidar com gente é TUDO !
103 - Réplica - 21/07/15 - 12:33:45 - Pedro Paulo - 201.129.17****

Você resumiu muito bem a questão, todo mundo preocupa-se com a parte técnica, mas a maior partes dos problemas ocorre justamente por não saber lidar com os outros.
dbassocia
104 - comentário - 21/07/15 - 09:35:32 - Cássio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Auto-confiança, persistência e foco na especialização da sua área de interesse.
105 - comentário - 21/07/15 - 09:37:18 - Claudio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Bom dia a todos.
Eu li em algum lugar o seguinte _...em tempo de crise o melhor investimento é no conhecimento..._ por tanto acredito que ter calma e buscar se aprimorar é o caminho.
106 - comentário - 21/07/15 - 09:37:40 - Ulisses Meira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Especialização, reciclagem e visão para novos horizontes.
107 - comentário - 21/07/15 - 09:45:52 - Douglas Campos Ramos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Todo profissional de TI, como gestores principalmente precisam ter um bom relacionamento com a equipe, passando experiências e ouvindo os membros do time em busca de uma melhor sinergia e aprimoramento.
Outro ponto é estar sempre atento às novos soluções de mercado, visando otimização de recursos e principalmente tempo das atividade executadas no dia a dia!
Reciclar / estudar / ouvir / e espor ideias são sempre bem vindas!
GOC
108 - comentário - 21/07/15 - 09:50:56 - Fabio Jerônimo da Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

em tempos de crise o mais importante é não deixar de investir em especialização. O diferencial no mercado é sempre o conhecimento. Se você investe em si, se torna um profissional mais desejado e com maiores chances.
109 - comentário - 21/07/15 - 09:52:12 - Gildo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Com certeza, expandir seus conhecimentos, seja com um curso específico, uma pós graduação, um curso de idioma e estar sempre antenado com o que o mercado de trabalho está exigindo.Além disso , tentar manter contato com o maior número de pessoas da área é primordial. Como todos sabem , o mundo de TI é muito pequeno no que se diz a encontrar ex-colegas de trabalho.Uma boa postura em todos empregos cria uma boa imagem com todos, o que pode favorecer em possíveis indicações.
110 - comentário - 21/07/15 - 09:54:23 - Julian - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

As crises sempre existiram e sempre existirão, e é dentro que nascem idéias inovadoras, mas para isso é necessário estar capacitado e atualizado. Prosissionais que se atualizam, polivalentes e que não tem medo de enfrentar novos desafios serão, com certeza, menos afetados.
111 - comentário - 21/07/15 - 09:58:24 - Helder - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Creio que em tempos de crise o mais importante é não deixar de investir em especialização. O diferencial no mercado é sempre o conhecimento. Se você investe em si, se torna um profissional mais desejado e com maiores chances. Além é claro de procurar enxergar a frente, uma visão de futuro, ousadia para acreditar e investir.
apipesq
112 - comentário - 21/07/15 - 10:17:33 - Cristiano Caetano Maia - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em épocas de crises as empresas necessitam de profissionais que sejam especialistas e generalistas, ou seja, que entendam profundamente de uma área, mas que também consigam atuar em áreas diferentes. É muito importante em um mercado competitivo e que a oferta de profissionais é cada vez maior e as vagas cada vez mais escassa ser adaptável ao mercado é essencial.
113 - comentário - 21/07/15 - 10:27:09 - Alexandre Guijarro - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em épocas de crise geralmente os _Novos Projetos_ entram em baixa, abre-se uma grande oportunidade em oferecer melhorias nos _Projetos Instalados_. Muitas vezes há demandas nos Clientes mais antigos, os quais não conhecem novas soluções, atualizações e melhorias nos Processos. Essa estratégia consolida o relacionamento com os Clientes e é bem rentável. A mesma linha de raciocínio vale para os Clientes internos, que muitas vezes vão ficando em segundo plano, devido há alta demanda em épocas mais promissoras. Estar preparado para oferecer e implementarmos inovações é essencial para aplicar esse conceito. Seguindo esse caminho, podemos utilizar as épocas de crise, para sairmos na frente quando a demanda começar a melhorar.
114 - comentário - 21/07/15 - 10:27:34 - Douglas Coca - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em qualquer época (não apenas na crise) o melhor investimento é no conhecimento.
Toda e qualquer informação que pareça ou não relevante pode se tornar uma peça chave em uma realização futura.
Dessa forma, absorva o máximo que puder de tudo que o cerca. Steve Jobs nos mostrou como um curso de caligrafia pode ajudar a mudar os paradigmas da tecnologia.
Acredito que a crise seja um momento muito difícil mas podemos enxergar oportunidades nele. Nesse momento, muitos bons profissionais perderam o emprego e estão disponíveis, ajudando as empresas a qualificarem sua mão de obra sem ter que disputar um funcionário que já se encontra empregado.
Aproveitem o momento, enxerguem as oportunidades e tenham coragem para seguir em frente.
115 - comentário - 21/07/15 - 10:31:27 - evaldo junior - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Investir em conhecimento para reciclagem e atualização profissional.
Pecados
116 - comentário - 21/07/15 - 10:38:08 - Antonio Marcos Teixeira da Sil - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Os bons profissionais, os dedicados, que não se acomodam independente da situação, esses sempre terão a empregabilidade garantida. Sigo a minha carreira profissional com um lema que é errar por ação, não por omissão, mas errar sabendo o que estou fazendo, com convicção, não dando chute pra todo lado como se fosse prova de múltipla escolha, sabendo da responsabilidade, analisando os riscos e tendo convicção, normalmente as nossas escolhas dão certo. Outro ponto que vejo nos profissionais é que muitas vezes não estão satisfeito com o trabalho e ai relaxam, fazem corpo mole e não fazem nada para melhorar. Desde que comecei a minha carreira profissional, até por orientação dos meus pais, principalmente meu pai, me dedico intensamente a empresa em que estou, independente de outras insatisfações como salários ou condições de trabalho, e ai procuro me qualificar pra ter upgrade profissional.
117 - comentário - 21/07/15 - 10:42:07 - Fernando Cangussu - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Para empresas que forçam o trabalhador a ir alem de 8 h diarias, minha sugestao para crise é , aproveitar o momento para se reeducarem no planejamento e ficar em 8hs diarias. As T.I. está virando super exploração.
att,
Fernando
118 - comentário - 21/07/15 - 10:47:29 - PAULO ROBERTO BRAGA DO ROSÁRIO - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito que os comentários dos colegas anteriores simplificam exatamente o nosso cenário. A crise é combatida com investimentos. Especializações, treinamentos, participação de eventos para ampliar o network são os pilares para manter a sua colocação ou até mesmo buscar um novo desafio.
119 - comentário - 21/07/15 - 10:52:06 - Hamilton Gabriel Da Costa - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Saudações a todos
Sou profissional de TI há 20 anos, sendo 10 anos dedicados ao desenvolvimento de sistemas, trabalho com 2 linguagens de programação, e com os bancos mais usados, possuo inglês, muitos cursos de especialização e conclui ano passado a pós graduação na área de sistemas mesmo.
Isso já seria suficiente pra eu me considerar um bom profissional não é mesmo? Não me considero, sei que nossa área é de reciclagem permanente, todo ano nos atualizamos, todo ano temos novas maneiras de fazer a mesma coisa, desenvolvimento de sistemas. Todo santo meio de comunicação desse país diz que essa e a profissão do momento, que mesmo na crise chovem oportunidades, chovem mesmo? Não, e o pior os salários estão cada vez mais baixos, ser um profissional cheio de cursos e atitude não está resolvendo nada, nossa profissão foi e continua sendo menosprezada.
Isso porque nem falei das consultorias.
Pecados
120 - comentário - 21/07/15 - 11:06:56 - Marcel de Paula Bragion - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

1) Estimulando e valorizando o senso criativo dos funcionários, assim requisitando novas formas de fazer o trabalho com maiores resultados e menos retrabalho.

2) Desvalorizando quem trabalha muito, porém repetidamente sem pensar, sem se auto avaliar, por preguiça de mudar a forma de agir, mantendo processos desatualizados estrategicamente e tecnologicamente. No estimulo do patrão é que será norteado o foco no resultado, sempre, porém a falta de iniciativa em pesquisar coisas novas leva a estagnação do ser humano.

3) Quantificar e qualifificar estímulos gerados pelos coordenadores e gerentes, que sinalizem os itens acima avaliando se os elementos informais são alinhados com as necessidades de resultados e objetivos estratégicos da empresa, e se existem avalia-los em grupo em positivo e negativo de forma abrangente e razoável. Estimulando pelo exemplo no elemenento mais valorizado.
121 - comentário - 21/07/15 - 11:41:35 - Tatiana Martins da Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Nunca se acomodar. Sempre investir em treinamentos, certificações para se ter conhecimento em várias áreas, ou seja, ser generalista e não especialista para se adaptar em vários setores diferentes.
123 - comentário - 21/07/15 - 11:51:56 - frp - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

As empresas e o mercado sempre irão disputar os profissionais que encontram soluções, alternativas e investem em si mesmo para ser um diferencial para os clientes internos e externos
124 - comentário - 21/07/15 - 11:56:45 - Marcos Fontana - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Investir em capacitação, não precisa contudo gastar dinheiro com isso. É uma questão de tempo. Os materiais estão amplamente disponíveis. Concordo com a opinião que ser generalista é melhor, mas um generalista com conhecimentos especialistas em cada disciplina. Estudar, estudar e estudar. A receita é esta. Se é desenvolvedor, aprenda um pouco de Oracle/SQL, se é DBA, aprenda um pouco sobre sistemas operacionais... Se é de SO, aprenda um pouco de Oracle e/ou redes e ai vai... Nunca vai ficar parado. E na medida do possível, estude um pouco de business, inglês, francês, processos (ITIL, Cobit, etc), BPM, marketing, mitologia grega ou estratégia e não fique só bitolado em bit e byte.
API
125 - comentário - 21/07/15 - 12:06:26 - Felipe Ogata - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Minha dica e ponto de vista é:
- Manter a calma e planejar.
- Esteja disposto a cortar gastos supérfluos.
- Conhecer a si mesmo, seus pontos fortes e fracos e aprimora-los.
- Mantenha-se atualizado em relação ao seu mercado.
- Seja multifuncional.
- Mantenha bons relacionamentos.
- Seja adaptável.
O mais difícil desses pontos é manter a calma, pois no caso de um profissional que tenha família /compromissos financeiros é duro ser demitido, mas vejo como uma oportunidade, aquele empurrão pra você evoluir.
Desejo bom dia e boa sorte a todos do fórum.
126 - comentário - 21/07/15 - 12:13:06 - Napoleão Sanabia - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

As empresas antes de demitirem podem tentar viabilizar o trabalho remoto. A gente de TI não tem necessidade de ficar no escritório todos os dias. Isso reduziria custos para as empresas. Para nós profissionais, se qualificar sempre. Tem gente que reclama muito mas não faz nada de diferente, tem que ousar, estudar, tentar, etc.
127 - comentário - 21/07/15 - 12:29:51 - Carlos Eduardo Geusti Mayrinck - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em tempos de crise se torna urgente a criatividade e a inovação, muitas vezes não é criar algo novo, mas fazer algo de modo diferente - reduzir desperdícios. Para nós profissionais da área de TI os empregadores teriam grandes economias com energia, água e segurança se colocasse seus profissionais trabalhando remotamente em alguns períodos do mês. Existem muitas alternativas em relação à demissão massiva de profissionais.
128 - comentário - 21/07/15 - 13:28:49 - Rodrigo Carvalhal - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Estar bem preparado, a experiência sempre é bem vinda, mas o aprendizado, não só com diplomas e certificados, mas também o auto-aprendizado são muito importantes. Não apenas sobre assuntos técnicos, mas também organizacional e comportamental. Sabe lhe dar com situações adversas em tempos de crise é muito importante e esses aprendizados podem ensinar muito sobre lhe dar com isso.
GOC
129 - comentário - 21/07/15 - 13:36:11 - Christiano Soares - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Especialização. Em tempo de crise as oportunidades são mais seletas e é nesse ponto onde a especialização se encaixa bem. Com ou sem crise problemas e desafios na companhias sempre existirão. O que nos deixará um passo a frente é o quão mais especialistas e/ou preparados estamos para contribuir na resolução destes problemas e na superação destes desafios.
129 - Réplica - 21/07/15 - 19:55:33 - Alexandre Santana - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Muito bom!
130 - comentário - 21/07/15 - 14:59:54 - Gia - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Manter-se atualizado, perceber qual a necessidade do mercado, ser flexível quanto as possibilidades profissionais. Ficar esperando o emprego ideal não é uma boa política, quanto mais tempo fora do mercado mais difícil conseguir uma colocação. Capacitação e certificações profissionais são excelentes diferencias no currículo, pois o profissional certificado agrada aos clientes das empresas.
131 - comentário - 21/07/15 - 16:38:38 - Fabio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A área de TI é tão vasta e ampla, então, na minha opinião o negócio é não se acomodar, fazer cursos diversos e se afiar em outros idiomas. Já que o problema também é uma questão além dos limites das forças até mesmo da parte do governo, uma questão de fé também ajuda, tanto para se manter - afinal, por mais que o profissional seja bom, na hora da demissão o que é mais levado em conta é a parte financeira da empresa, e muitas vezes nem se pensa no lado e necessidades pessoais e familiar do individuo - quanto para aceitação de um novo desafio, e também (principalmente) quando se está disponível no mercado.
Hospitalhd
132 - comentário - 21/07/15 - 18:04:48 - Marcos Aguiar - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Nosso mercado de TI nos tempos atuais é um campo minado onde muitas vezes a análise de um profissional é medida através de seu grau de conhecimento ou experiência descrita em um currículo. Duas grandes viradas em minha vida tiveram como ponto de partida uma consulta a este site o qual expresso minha opinião. Em minha opinião, sair da zona de conforto, aceitar desafios que apresentem resultados mesmo que a médio prazo onde você investe em um novo rumo de carreira ou até descer um degrau para depois subir mais dois são pontos chave para quem tem mente aberta e está se adaptando aos tempos atuais. Compartilhar experiências com seus companheiros de trabalho, pessoas as quais mantem gestão ou até as que desejam chegar em seu nivel de carreira são atos que demonstram o caráter profissional e o nível de maturidade ante a crise. Cada dia é uma nova página aberta, compartilhe e incentive.
133 - comentário - 21/07/15 - 19:54:37 - Alexandre Santana da Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Melhorar a empregabilidade nesta época tão instável é uma situação um tanto difícil, mas possível. Você precisa se reciclar, estudar, obter certificações, participar de congressos, enfim, tudo isso demanda um certo custo de investimento que por muitas vezes não está disponível(Levando-se em consideração o ambiente atual). Por outro lado, hoje está mais fácil entrar no mercado de TI. Dependendo da área(Desenvolvimento, Banco de Dados), o mercado se mostra bem atraente e há sim um déficit por profissionais mais bem qualificados, e muitas vezes as exigências vão bem longe com isso. Mas , tenho observado que há uma melhora, em alguns nichos e as expectativas são muito boas.
134 - comentário - 21/07/15 - 23:15:13 - Rogério - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Nessa época difícil, para o profissional de TI tem que ter foco e procurar ser o melhor naquilo que faz, com isso, as oportunidades aparecem com certeza, mesmo com a crise.
Empresas necessitam de profissionais capacitados para superar as dificuldades do dia a dia, principalmente em TI, onde as informações são geradas para que as empresas possam tomar as decisões com agilidade e eficácia.
Devo reforçar os comentários dos amigos, que temos que estudar e estudar, nos manter atualizados, pois em TI, diariamente temos novas tecnologias, inovações que possamos utilizar no mercado de trabalho, fazendo a diferença nos resultados dentro da empresa e também nos processos de seleção para emprego.
135 - comentário - 21/07/15 - 23:16:23 - CARLOS - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Para melhorar a empregabilidade em momentos de crise : focar em conhecimentos que estão com demanda de poucos profissionais e necessidade de profissionais qualificados
dbassocia
136 - comentário - 22/07/15 - 00:10:13 - JDias - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em épocas de crise a empregabilidade cai, é neste momento que quem investiu na carreira anteriormente sai na frente de seus concorrentes, por isso um planejamento de carreira deve sempre ser feito mesmo em tempos de bonança, pois quando vier a tempestade passaremos por ela com mais tranquilidade.

Quem não se preparou para este momento terá que correr atras de se qualificar em tempo hábil para se recolocar no mercado de trabalho, alem de fazer uso de sua rede de network, o que acredito eu que é de grande valia em tempos difíceis.
137 - comentário - 22/07/15 - 07:50:50 - Joel Alexandre M. de Andrade - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acima de conhecer no meu caso uma linguagem ou mais de uma isso é dispensável para a empresa. Você tem que conhecer o negócio da empresa. O negócio vai lhe segurar na empresa e não uma ferramenta de programação, um conhecimento de banco de dados, redes, ou no caso de ERP SAP, ERP Protheus. Sou Desenvolvedor Delphi, Asp, C#, VB.NET e Asp.Net. Já vi programadores melhores do que eu perderem empregos. Só conhecer e ser bom em uma ferramenta não segura ninguém. Você pode até não ser um gestor. Mas a empresa pensará duas vezes em lhe mandar embora se conhece a fundo o código fonte, a regra de negócio.
138 - comentário - 22/07/15 - 08:38:15 - Jarbas Miranda - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O segredo é ser polivalente, nesta época, o profissional que se dedica esta ponto a atender e interagir entre as áreas... é um diferencial, ao invés de reclamar... mantendo sempre na solução e nunca no problema.
139 - comentário - 22/07/15 - 14:08:18 - Eber Franco - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O profissional com conhecimentos mais abrangentes e com disponibilidade para adquirir novos conhecimentos e aceitar novos desafios, não seja acomodado e busque sempre novos conhecimentos.
GOC
140 - comentário - 22/07/15 - 14:33:03 - Danilo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Para aumentar sua empregabilidade, mantenha-se em constante atualização - as pessoas que conseguirem construir, destruir e reconstruir a si mesmo, terão trabalho.

Ouço constantemente em entrevistas: Você investe na sua carreira? A sua carreira é você quem decide - você quem fará a caminhada.

Infelizmente, poucas empresas tem apoiado a constante aprendizagem/reaprendizagem. Querem o melhor já treinado e com experiencia, Então treine e tenha a experiência - adiante-se.

Sorte é a união do preparo com a oportunidade - e por incrível que pareça, a oportunidade aparece para todos.
141 - comentário - 22/07/15 - 17:05:03 - Geomar Santos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito estarmos em um momento adequado para se tornar um Profissional T (T-Shaped), tornar-se um profissional que combine a profundidade em um conhecimento específico somado à abrangência em áreas relacionadas, pode ser um ponto chave para melhorar a empregabilidade. Saber um pouco de tudo pode até ser chamado de generalista, mas a combinação com a expertise em determinado assunto pode ser diferencial.
142 - comentário - 22/07/15 - 18:10:24 - Valeria - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Os impactos das mudanças no cenário econômico brasileiro e´ um alerta para que todos os profissionais se ´mexam´ desde aqueles que estão empregados ate aqueles interessados em ingressar no mercado de trabalho. Contudo os profissionais não devem esperar aparecer uma crise para correr atras de prejuízos. Estar atento sempre às mudanças e as exigências do mercado de trabalho, ter uma educação profissional continuada (estudar, estudar e estudar) juntamente com uma postura profissional adequada com certeza proporcionara a qualquer profissional uma empregabilidade independente se há períodos de crise ou não.
143 - comentário - 22/07/15 - 20:06:23 - Denilson - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em momentos como este que vivemos, onde há uma crise mundial e nosso país passa por dificuldades na manutenção de empregos, a qualificação é fundamental e abre muitas portas. A crise existe, mas as oportunidades também, ainda mais no mercado de TI onde sempre se faz muito com muito pouco.
Minha recomendação é para estudar, sempre! Hoje temos muitos cursos acessíveis, on-line ou não.
Sua carreira é você quem faz. Não espere a empresa onde trabalha lhe prover a qualificação que você quer. Infelizmente, as empresas querem produção, e nestes momentos de crise investem menos ainda em treinamento. E com qualificação, você é que escolhe onde quer trabalhar.
apipesq
144 - comentário - 22/07/15 - 21:45:45 - Ricardo do Nascimento - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito que além do óbvio mas sempre conveniente lembrar que é manter-se atualizado, antenado e sempre competente, além disso o profissional dá uma grande passo em manter- se empregado, através de suas escolhas. Tanto em recolocação ou mudança de empresa, devemos estudar o máximo das possibilidades oferecidas neste cenário, o leitor pode estar pensando que o momento de crise não nos possibilita muitas escolhas, mas eu discordo, devemos, com muito cuidado, escolher bem, para que possamos ter a segurança no desempenho nossas funções.
E sempre...sempre estudar, nunca estamos no nosso máximo, a busca pela competência e conhecimento é infinita. Humildade em não saber tudo pode te ajudar a responder a seguinte pergunta:
_Se eu fosse ME contratar, o que esperaria de mim?_
145 - comentário - 22/07/15 - 23:57:23 - Rodolfo F. Amorim - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em época de crise, é necessário reinventar a todo instante, temos que fazer mais com menos. Vejo muitas oportunidades no mercado de trabalho, o mercado de TI não está em crise, mas falta qualificação para preencher essas vagas. Devemos ser adaptáveis as necessidades de mercado, colocando em prática conhecimentos, habilidades e comportamentos, adequando-os ao mercado de trabalho.
146 - comentário - 23/07/15 - 05:56:57 - rogeriogingaro@homail.com - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Bom essa pergunta se refere ao pessoal ou global, referente ao pessoal temos alguns requezitos que já foram mencionados como se manter atualizado, capacitado e com o principal vontade de fazer a diferença não ser apenas um numero.
Já no global temos que falar menos, ouvir mais ficar atento a tendencia, ter ousadia, coragem para apostar no novo.
147 - comentário - 23/07/15 - 09:10:49 - Rodrigo Morbi - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Precisamos ser mais que desenvolvedores, precisamos ser consultores e analistas de negócio antes mesmo de escrevermos algum código de programação, pois se conhecermos o negócio com o qual trabalhamos, nenhuma crise nos afetará, pois o conhecimento pleno do negócio será a chave para que as portas não se fechem em nenhum segmento, pois as situações mudam, porém as estratégias também.se tivermos visão e flexibilidade.
dbassocia
148 - comentário - 23/07/15 - 10:28:02 - Cesar Peterlini Novais - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

01000101 01110011 01110100 01110101 01100100 01101111 00100000 00101011 00100000 01000101 01110011 01100110 01101111 01110010 11100111 01101111 00100000 00101011 00100000 01000100 01100101 01100100 01101001 01100011 01100001 11100111 11100011 01101111 00100000 00101011 00100000 01001001 01101110 01101111 01110110 01100001 11100111 11100011 01101111 00100000 00101011 00100000 01100011 01110010 01101001 01100001 01110100 01101001 01110110 01101001 01100100 01100001 01100100 01100101 00100000 00111101 00100000 01110011 01110101 01100011 01100101 01110011 01110011 01101111


TRADUZINDO

Estudo + Esforço + Dedicação + Inovação + criatividade = sucesso
149 - comentário - 23/07/15 - 12:05:17 - Daniel Neto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Simples como a pergunta é a resposta: qualificação.
Só que crise não pode ser motivo pra profissional se qualificar. Pergunte-se o seguinte: como eu consigo uma excelente vaga numa excelente empresa? Perceba que a resposta é a mesma independente da vaga ou da empresa. Da mesma forma que a gente se prepara para uma oportunidade a gente tem de se preparar pra uma crise, de uma forma ou de outra sempre os mais qualificados serão escolhidos.
Tudo que se faz pra oportunidade se faz em época de crise: ampliar seu leque de conhecimento, aprofundar conhecimento, aprender uma lingua, melhorar a fluência nas línguas que conhece, etc. Não tem segredo, não tem atalho e nem caminho fácil. Mas tem um lado bom: nunca é tarde.
150 - comentário - 23/07/15 - 14:45:08 - Wanderson Joner Silva Cruz - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Qualificação!
151 - comentário - 23/07/15 - 16:45:08 - kelly Cristina da Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Agora é hora de respirar fundo e analisar todos os fatores.
Onde você pode investir em certificação ou curso?
Quanto você está disposto a investir em certificação? Lembrando que para algumas certificações o valor pago é em dólar, e o dólar está em alta.
Algumas empresas de treinamento estão fazendo promoções, faça um curso e ganhe outro. O profissional que tem condições financeiras de fazer cursos ótimo. Esse é o momento!
Porém devo ressaltar que as empresas estão diminuindo o quadro de funcionários e abaixando a média salarial. Então o investimento financeiro deve demorar um pouco, mas a qualificação de um especialista é imediata. Todos podem tirar algumas coisas de você menos o seu conhecimento.
Hospitalhd
152 - comentário - 23/07/15 - 18:22:36 - José Luciano - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Hoje em dia é extremamente necessário estar atento a processos de inovação, qualificação, atualização, ou seja é preciso sair da zona de conforto e deixar de fazer mais do mesmo pois o mercado exige cada vez mais soluções e serviços de baixo custo e altíssima qualidade exigindo assim profissionais mais qualificados e atualizados com as tendências do mercado para que possam inovar em seus produtos e serviços.
153 - comentário - 23/07/15 - 19:16:24 - Raimundo Neves - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O mercado hoje realmente está muito critico, acredito que para manter uma boa empregabilidade é necessário muita qualificação e visão empreendedora para não dependermos tanto das empresas, querer ser mais do que funcionário, o setor de TI é um dos que mais inova e há muito ainda a ser feito.
154 - comentário - 23/07/15 - 20:33:04 - Adriano - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Percebi em vários comentários que muitos entendem a necessidade de se atualizar ou talvez migrar para uma nova área de T.I. devido as novas tendencia que surgiram diante da crise. A questão da atualização e um regra da área de T.I. se faz necessário. Agora eu tenho outra duvida:

Devemos realmente abandonar ou ate mesmo mudar o curso da nossa carreira sem saber a duração da crise? Realizar outros cursos por estar surgindo outras tendências devido a crise?

Estou falando isto por que sou de Gestão e estou com dificuldade de me recolocar no mercado de trabalho e possuo varias certificações como itil, cobit, iso 20000 entre outras e jogar tudo isso fora sem ter a certeza de que a crise realmente vai ter uma duração mais longa ou não.
155 - comentário - 23/07/15 - 20:42:04 - Vilson Ambrozio de Oliveira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

TI está se tornando uma área cada vez mais estratégica para as empresas. A qualidade da informação é peça fundamental para o destaque das empresas e para que as decisões tomadas sejam acertavas. Para manter a empregabilidade e se tornar um no profissional, deve-se buscar não somente a melhoria contínua com certificações e cursos, mas conhecimento cada vez maior do mundo dos negócios. Isso não quer dizer abandonar a área, que é e sempre será promissora devido à necessidade de uma gestão de informações com métodos e processos informatizados cada vez mais ágeis, mas passar a ter uma visão mais ampla do negócio e não somente operacional.
Acredito ser este o caminho não somente em tempos de crise, mas para que o profissional tenha destaque no mercado.
GOC
156 - comentário - 24/07/15 - 18:24:07 - Carlos Magno - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Estou ha algum tempo desatualizado, porem atuo na área de servidores e rede. As empresas buscam um profissional que saiba de rede, programação, BD, Administração, Contabilidade.... Acham que TI tem a obrigação de saber toda área para dar suporte.
Deixam de contratar a quantidade correta e necessária, para quem estiver sobrado dar conta de tudo.
Não acho que seja necessário a migração para outra área, basta se impor e com o tempo o contratante vera que não poderá ter _todos_ em um só.
Os salario estão defasados e com isso e difícil separar uma quantia para estar sempre se atualizando.
157 - comentário - 26/07/15 - 08:43:39 - Marivaldo Novais - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Temos que ser diferentes e para nos distinguirmos de outros profissionais precisamos agregar valor para o nosso serviço. Faça uma analise no mercado, busque vagas que você deseja e veja o que falta no seu currículo para conquista-lá.

As mudanças e incertezas são constantes, mas tente tirar proveito disso, por exemplo, se acontecer um corte na sua empresa, presta atenção no por que esses funcionários foram demitidos e qual era o perfil deles.

Seja importante, faça a diferença, não espere que façam algo, faça você!
158 - comentário - 26/07/15 - 13:49:40 - José Marcelino Spera Queiroz - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Como melhorar a empregabilidade?
Honestamente não sei....talvez abrindo um negócio próprio em paralelo e contando com a sorte, além do próprio esforço.
Cada vez mais, vejo gestores despreparados cobrando mais e sem dar aquilo que conhecemos como ROI_retorno sobre o investimento_.....sim porque ninguém estuda, faz cursos, tira certificações para prestar serviços comunitários....queremos assim como as empresas _dinheiro_, dinheiro para viver, manter nossas famílias, evoluir , estudar mais....atingir nossas metas.
Vejo pobres recrutadores de RH procurando por profissionais que saibam tudo e estejam dispostos a ganhar um salário medíocres...
No último ano das várias ligações que recebi, dispensei de cara umas 60% só pelo papo do recrutador...dá para perceber quando vamos entrar numa fria.....
Enfim....cada vez mais as pessoas querem mais com menos.....sad but true.
159 - comentário - 26/07/15 - 21:13:40 - Gustavo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

É sempre importante buscar atualizações em TI. Porém, o empregador analisa se o profissional tem estabilidade no emprego para não desperdiçar recursos importantes, em época de crise, ao contratar um profissional que apresenta uma instabilidade nas empresas, ou seja, fica pouco tempo nos projetos.
Hospitalhd
160 - comentário - 27/07/15 - 08:08:01 - Rosana Hadad - 177.109.95****

Realizando o melhor trabalho sempre, com comprometimento total, evitando custos desnecessários e retrabalho. Procurando soluções criativas, articulando com os pares caminhos mais abrangentes, objetivos e econômicos dentro do melhor padrão de qualidade. Buscando entender o máximo possível a realidade do cliente, seus potenciais e dificuldades como um parceiro presente, criativo e incansável! Agir honesta e eticamente sempre, permitindo que as hierarquia enxerguem no seu trabalho uma parceria de resultados.Um profissional motivado, lúcido, profundo, atualizado e de preferência feliz com seu trabalho...e de bem com a vida! Deixando a reclamação, o ego inflado, as inseguranças bobas e a necessidade de conversas que não levam a nada, presas em alguma gaveta antes de sair de casa!!! Deixar o expediente em cada dia de trabalho com a consciência de que você está fazendo a diferença!!
161 - comentário - 27/07/15 - 15:13:25 - Zanirato - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Nos tempos atuais, onde o cenário politico econômico não é favorável o importante realmente é reavaliar e entender todas as estratégias definidas pela companhia, agregar resultado para que a empresa consiga atingir o seu objetivo, alcançar a suas metas.
Traduzindo para a área de tecnologia e informação(TI), os profissionais deverão ser capazes de fazer mais por menos, buscando evitar o retrabalho e gerando os resultados necessários para empresa. Hoje, um profissional extremamente técnico não garante o seu emprego, o vínculo deve ser muito maior, a experiência e a prática do dia a dia possibilita seguir esse caminho com mais tranquilidade. Capacitação é essencial.
O foco deve ser sempre na geração dos resultados para a empresa, ou seja, precisamos somar no contexto em geral.
162 - comentário - 27/07/15 - 22:44:46 - Braulio Tagliari Sousa - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não acredito que esta seja a melhor hora para começar a se preocupar com a empregabilidade. Este é um tema que deve ser pensado sempre, pois mesmo em épocas de calmaria seu emprego nunca está garantido.
De qualquer forma se ainda não começou a estudar sugiro que se fixe em cursos e/ou certificações mais rápidas, que o mercado necessite e que tenham poucas pessoas fazendo. O custo também não deve ser muito alto, a menos que o retorno seja 100% garantido (o que é muito difícil).
O simples ato de começar a estudar em casa, com afinco, já dá mais visibilidade no seu CV, da mesma forma que te permite expandir os horizontes e, em tempos de comunidades virtuais, fazer um network com outras pessoas que estão estudando a mesma coisa e, o mais importante, com possíveis empregadores em potencial.
Nunca pare de estudar nem de guardar dinheiro.
A crise só pega quem está despreparado.
164 - comentário - 28/07/15 - 08:38:13 - carpine - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Procurar atualizar-se, buscar conhecimento e ampliar o networking, penso que são questões muito importantes, a fim de aumentar a empregabilidade.
dbassocia
165 - comentário - 28/07/15 - 08:40:05 - Paulo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O tema empregabilidade deverá estar em pauta sempre, na área de TI não pode ser diferente, mesmo não tendo sentido tanto o impacto como outras áreas da economia do Brasil, até mesmo pelo tamanho do nosso país e da economia heterogênea que possuímos, a área de TI estará sempre um passo à frente, pois ela está na ?crista da onda? em relação a inovação. Independente desse momento, acredito e muito na atualização continua dos profissionais, não atualização somente técnica, mas na atualização profissional como um todo. Há muitas opções de palestras, cursos, treinamentos até mesmo gratuitos e que não conseguem o quórum pretendido seja pelo governo, seja pelas empresas privadas e seja pelo terceiro setor.
166 - comentário - 28/07/15 - 10:14:55 - Luciano Kubo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em época de crise todos (você, inclusive as empresas que estamos trabalhando ou prestando serviço ou a sua empresa se você for um empresário) precisam fazer seu _ajuste fiscal_, ou seja, elas serão obrigadas a cortar custos. Com isso para melhorar a empregabilidade é necessário que o funcionário pense como empregador. O empregador ficará com os fornecedores que tiverem o melhor preço ou (custo/benefício), os funcionários e prestadores de serviços essenciais para viabilizar seu negócio e pessoas que agreguem procurando soluções econômicas para a empresa. Isso inclui funcionários eficientes, proativos e claro atualizados para sugerir soluções que simplifiquem o processo, economizem horas de trabalho, etc. Mas todas essas atitudes devem ser tomadas na época de fartura, para quando a crise vier você não esteja no topo da lista dos dispensáveis.
167 - comentário - 28/07/15 - 10:26:09 - Maziel Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Profissional que dá resultados = Profissional que trabalha feliz! Sei que muitos talvez digam que isso é obrigação, mas para mim, o salário não deveria ser o que motiva levantar todos para ir trabalha! Faz um bom tempo que essa crença de entrar em uma empresa e ficar até aposentadoria perdeu força, acho que ninguém sonha mais com isso. As empresas precisam ganhar dinheiro por isso essa rotatividade na troca de funcionários e funções. Oportunidades para quem quer crescer na área de interesse seria bacana e tem muitas que já tem como Visão e Missão.Qualidade de vida e qualidade no trabalho gera excelentes resultados. Flexibilidade de horário. Ambiente descontraído e HomeOffice como opção nos horários diferenciados são atitudes que alguém pensaria muito em uma suposta recolocação no Mercado.Acredito quando você se sente dono e entende o Negócio é porque existe respeito, qualidade.
168 - comentário - 28/07/15 - 10:28:35 - JOSE PIO SANTANA FILHO - 201.147.15****

No mundo atual seja em questão de empregabilidade ou não, precisamos estar cada dia mais capacitados, mas só isso não lhe garante nada, eu sempre fui o tipo de profissional multiplicador, que passa e repassa o conhecimento (para mim conhecimento guardado é conhecimento morto), agregando também o comprometimento com os problemas da empresa como se fossem meus, Assim acredito trazer mais resultados a empresa e para mim profissionalmente. E se isso vai me dar alguma garantia de trabalho legal, caso não infelizmente vou viver desempregado. Acredito nisso e vou seguir sempre, uma pena apenas eu não ter conseguido entrar em uma empresa onde poderíamos trocar esforços e nos capacitar ainda mais.
GOC
169 - comentário - 28/07/15 - 10:35:56 - Paulo Gonçalves - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Para minha vida, sempre tenho planos B e C. Bs usados em pequenas crises e C quando a Casa caiu. Estou falando de um pé de meia, reservas em dinheiro.

Durante uma crise, não há o que se fazer. Foi-se o tempo em que empregador faria sacrifícios para manter um bom funcionário pensando no amanhã. A vida hoje está no cada um por si. Não há empregabilidade ou bom relacionamento pessoal que sobreviva ao _Os acionistas vão lucrar menos este ano_. Jamais. Quem põe dinheiro em algo normalmente não sabe perder (estou falando do perfil investidor brasileiro que, como quase tudo, temos que aprender também mais esta).

Não há como manter sua empregabilidade em época de crise. Há sim como sobreviver a ela.
170 - comentário - 28/07/15 - 11:05:36 - Ilkui Kitamura - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A melhora da empregabilidade na visão operacional vem com a produtividade e principalmente aumento de conhecimento. Na minha opinião nao existe mais empresa que faça sacrifícios para manter funcionários. A ideia e? sempre estar como especialista na sua área(certificações) para que suas habilidades e certificações sejam valorizadas e diferenciadas dos profissionais despreparados que estão no mercado, abertos a qualquer proposta.
Mas de nada adianta capacitação e habilidades operacionais ou funcionais para uma situação econômica nao favorável.
171 - comentário - 28/07/15 - 11:06:43 - Marcelo Frizo Grando - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Essa crise pegou a todos, mais sempre temos que ter um plano B, pois não podemos ficar parados.
172 - comentário - 28/07/15 - 11:17:45 - Cristiane - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito que uma forma nao de melhorar, mas de manter a empregabilidade eh o profissional buscar sempre aprimoramento na sua area de atuacao e saber que eh peca fundamental na contribuicao para o sucesso da empresa. Outro fator, agora com foco na melhoria da empregabilidade, eh o profissional ampliar o leque de conhecimento de sua profissao, por exemplo, um analista de teste vir a ter aptidao para automacao, lideranca e gestao.
Uma outra maneira de melhorar a empregabilidade acredito que nao soh em epoca de crise, mas estar permanentemente no mercado eh o profissional utilizar a criatividade e conhecimento para gerenciar e ser proprietario do seu prorprio produto. Ele pode criar um blog ou um sistema embasado nas necessidades de mercado e se tornar um diferencial mesmo em meio as crises ou outra situacao adversa. Acredito que criatividade e conhecimento sao bons fatores para o sucesso.
apipesq
173 - comentário - 28/07/15 - 11:46:19 - Edward Lake - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Enfrentar crises faz parte da vivência do ser humano. A grande questão não é evitar crises mas desenvolver maturidade para saber lidar e estar preparado para quando chegarem. Acredito que o fundamental, vem com uma boa formação, certificações técnicas da área e experiência profissional e de vida. O mercado é bom pra quem é bom. Desenvolver uma boa rede de contatos também é essencial. O que sempre conta na hora da recolocação e boas indicações, é o histório de bom relacionamento com os Stakeholders dos trabalhos anteriores (sejam superiores, time e clientes internos), portanto ter equilíbrio emocional e domínio do temperamento é vital, poucos investem nisso (que tal fazer um Leader Training?). Recomendo desenvolver conhecimentos em uma espécie de _segunda profissão redundante_, como por exemplo formar-se em Direito. Quanto maior o portfólio de competências e habilidades, maior a chance.
174 - comentário - 28/07/15 - 11:57:25 - Arthur - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

As crises são comuns, já passamos por algumas e muitas virão no futuro, eu por exemplo invisto em mim mesmo, ma capacitando com cursos, MBA, ou estudando para concurso publico.
Pois com a reação do mercado no futuro é bom estar capacitado para suprir a demanda de profissionais que vai surgir.
175 - comentário - 28/07/15 - 12:18:07 - Josef Teixeira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Crises sempre existiram e sempre vão existir, e como tantos outros falaram, o segredo é saber sobreviver a ela e não saber como evita-lá. Para mim uma dica preciosa é observar as tendências do mercado para poder se posicionar diante das adversidades. Atualização de cursos e certificações garante que você fique no topo das pesquisas. E com a observação é possível saber a hora de mudar de barco para evitar contratempos futuros. Decisões e planejamentos devem ser feitos em momento de calmaria, se deixarmos para decidir tudo no momento do caos, normalmente é feita a escolha errada. Uma crise pode ser uma oportunidade de se reinventar, pensem nisso!
176 - comentário - 28/07/15 - 13:12:29 - AdrianaLima - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Além do que já sabemos a respeito das exigências e da competitividade no mercado de trabalho, como uma boa formação acadêmica, experiência e atualização das tendências, acredito que explorar mais o seu próprio perfil, valorizar tudo aquilo que é absorvido em experiências e conhecimentos adquiridos ao longo dos anos de trabalho, ajuda o profissional a criar sua própria identidade. Deixar uma marca positiva por onde passa é essencial para manter bons relacionamentos e com isso sempre ter o apoio de grandes profissionais na hora de uma recolocação. O profissional deve se conhecer e reconhecer seus pontos fracos, e com isso saberá valorizar suas qualidades com humildade e superar desafios com facilidade. Conhecer a fundo o setor onde trabalha e as necessidades da área de atuação, ajuda o profissional a se destacar dos discursos padrões e clichês, mostrando ao selecionador um diferencial.
Pecados
177 - comentário - 28/07/15 - 13:46:34 - Alex - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A melhor forma sempre é investir no desenvolvimento pessoal/profissional.
178 - comentário - 28/07/15 - 19:52:44 - Fabiola - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Resumindo:
- Sendo responsável com horários e presença diária.

- Tendo flexibilidade com as atividades desenvolvidas, e executar tudo que lhe vier, não apenas o que faz parte do escopo de sua função.

- Ser requisitado por o maior numero de pessoas, quanto mais as pessoas precisam de você e puderem contar com seu auxilio maior sera seu crescimento profissional.

- Ver o projeto como grande e não ficar limitado somente a sua área.

- E acima de tudo confiar em Deus pois esta foi a maior sacada da minha vida profissional e pessoal.

- Buscar os cursos e aperfeiçoamentos que a organização necessita em sua área de atuação.
179 - comentário - 29/07/15 - 00:56:22 - Juliana - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Essencialmente você deve ser responsável pela sua carreira e trabalho.
Garantir que os resultados sejam alcançados é o ponto chave. Desculpas só servem para nós mesmos... É necessário atingir os resultados ou propor soluções quando não for possível.
Quando no mercado de trabalho, é preciso estar se atualizando e compartilhando conhecimento. Manter a informação circulando é uma forma de se manter visível e em atividade.
Sempre precisamos agir de forma ativa em nossa vida profissional, a passividade é inimiga da empregabilidade!
180 - comentário - 29/07/15 - 07:48:43 - Joyce Assis - 201.159.21****

Como Coach e psicóloga, atuo há anos em instituições de TI. Durante este período observei que os recrutadores tinham dificuldades em localizar profissionais com o perfil que buscavam e com disponibilidade para entrevista, mas atualmente a realidade é outra, recebem diversos currículos e telefonemas pedindo entrevista. Com isso, o mercado de TI está cada vez mais competitivo e as empresas buscam candidatos que unem bons conhecimentos técnicos à habilidades comportamentais. Habilidades como comunicação, trabalho em equipe e resiliência são os diferenciais. Frente a esse cenário, o profissional de TI que busca novas oportunidades precisa ter diferenciais comportamentais, mas para isto, é importante o autoconhecimento, de forma que consiga aproveitar seus potenciais para alavancar suas carreiras e conquistar uma vaga que seja compatível com seus valores.
Pecados
180 - Réplica - 29/07/15 - 09:22:08 - Fábio Salles - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Olá Joyce!

Excelente comentário, "aliar bons conhecimentos técnicos com habilidades comportamentais", isso mostra que não foi só a tecnologia que avançou, mas também a forma de como as empresas escolhem seus profissionais.
181 - comentário - 29/07/15 - 09:21:45 - Francisco Almeida - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito que não exista diferença entre melhorar a empregabilidade em época de crise ou fora dela.
É importante se manter atualizado, estudando, praticando novas habilidades, se qualificando e construindo uma rede de contatos (networking) abrangente.
O que vai fazer você permanecer numa companhia mesmo em época de crise é você saber o valor que está agregando à empresa.
Procure priorizar aqueles projetos e atividades que trarão maior retorno, seja em lucro financeiro, redução de custos, redução de prazos, aumento da capacidade produtiva, etc.
182 - comentário - 29/07/15 - 09:21:54 - Fabiano Maximiano - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O pais esta em crise mas o mercado de TI esta super aquecido, a palavra de ordem hoje é Qualificação deseja sair na frente, quer ser valorizado?
Conhecimento, falar outros idiomas e estar atualizado deixou de ser diferencial isso é essencial!
182 - Réplica - 29/07/15 - 14:59:32 - Ricardo Godoy Pereira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em qual área de ti o mercado está aquecido? Quais os ganhos médios dessa área? Trabalho para instituições financeiras e vi muitas empresas como a Accenture e CPM dando treinamentos para várias turmas de trainees. Hoje eles estão no mercado competindo com os Sr., abaixando os valores e não vejo novas turmas sendo abertas, poucas vagas e várias demissões...
API
183 - comentário - 29/07/15 - 09:31:21 - carlos augusto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acompanhar sempre o mercado nos principais meios de comunicação, eu recomendo assistir o jornal da cultura e ler o jornal FOLHA DE SÃO PAULO. Participar de eventos não importa o segmento é importante, pode ser pequeno, médio ou grande, a informática abraça todos as áreas. A FIESP (Federação das industrias do estado de São Paulo), por exemplo, existe um canal de comunicação perfeito, qualquer pessoas tanto física ou jurídica pode participar dos eventos e de alguns cursos que são gratuitos. Crise sempre tem oportunidades, os cursos hoje estão pela metade dos preços, as passagens aéreas também, existem sempre pedras no caminho, como a logística de nosso país que é grande em território que se torna cara. Networking é o segredo, ainda temos um problema grande com os profissionais de TI que são individualistas, enquanto não formos um sindicato forte, vamos sempre ser desvalorizados. Danke!
184 - comentário - 29/07/15 - 09:40:24 - Andrei Luiz Marqueto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Apesar da _crise_, é evidente que o mercado de TI está bem agitado, mas de uma forma geral para melhorar a empregabilidade principalmente no seguimento, profissionais mais preparados e empresas com a mentalidade de cortar gastos operacionais e não cortar a mão de obra, por exemplo preferir o chamado _home office_ ao manter a equipe em um escritório, pode contribuir diminuindo gastos _operacionais_ sem mexer com a qualidade do serviço entregue, mantendo a credibilidade da empresa mesmo nas crises.
185 - comentário - 29/07/15 - 10:44:49 - Lucio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acho que o melhor jeito é mesmo cortar os gastos desnecessarios, economizar pra mim ainda é a melhor solução em época de crise. Também acho necessário a empresa mandar embora quem não quer mais trabalhar. Em todas as empresas tem funcionários que não querem mais ficar mas, não pedem as contas. Manda logo embora, é melhor mandar embora do que ficar com funcionario que nao quer mais se empenhar pela empresa, e assim pode contratar outro que realmente esta precisando de trabalhar. Outra coisa é também gastar dinheiro com treinamentos caros. Pode-se disponibilizar treinamentos on line, diminuindo muito os gastos e ganhando tempo e dinheiro com deslocação de funcionarios até determinados locais.
186 - comentário - 29/07/15 - 12:06:11 - Valfrid - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Minha opinião é simples. Para o profissional, para se manter onde está, tem que fazer, no mínimo, o que é de sua competência e fazer algo além se quiser algum destaque e visibilidade, porém, para a empresa, o que também motiva esses profissionais a ir além, é ter um ambiente que estimule o profissional, que proponha desafios dentro da sua carreira. Ficar fazendo sempre a mesma coisa, com os mesmos problemas é muito ruim e desmotivador.
GOC
187 - comentário - 29/07/15 - 13:29:54 - orlando - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

para melhorar a empregabilidade primeio temos que mudar nossa atual consiência, termos mais conhecimento politico, ser melhor como ser humano e assim mudar a politica partidaria e economica do País.
Tudo deve partir primeiro de nós, e o resto é consequência.
188 - comentário - 29/07/15 - 13:40:26 - Alex Santos Domingos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em tempos de crise, estar devidamente qualificado e sempre a melhor forma de melhorar a empregabilidade, mas entendo que as empresas precisam ser _solidárias_ e entender que em tempos de crises certos investimento quando se está desempregado e impossível, sendo assim, as empresas precisam ser mais flexíveis nas contratações acreditando no potencial e na carreira dos candidatos. A vivencia prática vale muito mais do que certificados e certificações nas devidas proporções e em determinados cenários.
190 - comentário - 29/07/15 - 17:54:19 - Antonio Marcos Teixeira da Sil - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Estando em época de crise, onde não temos recursos disponíveis para investir na carreira, a ideia é buscar conhecimento no mundo virtual, temos diversos sites com cursos gratuitos, inclusive da Microsoft, também temos a opção de compartilhar conhecimentos em Foruns, não podemos ficar parados, temos que buscar conhecimento de algum modo, pois esse será o diferencialmente mesmo em momentos de crise.
191 - comentário - 29/07/15 - 18:33:58 - Edyo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em época de crise imagino que a melhor maneira para melhorar a empregabilidade tomando em conta a visão dos candidatos é o aumento na capacitação profissional, pois assim o mesmo estará mais bem colocado na disputa por uma vaga.
Hospitalhd
191 - Réplica - 30/07/15 - 08:21:34 - Matheus - 201.154.13****

Amigo, posso estar falando influenciado pelo longo tempo que estou procurando recolocação mas infelizmente tendo a concluir que a capacitação é obviamente importante mas passa longe de ser determinante. As vagas realmente boas só são preenchidas pelo famoso "QI", o qual eu mesmo já me beneficiei de alguma forma. Não digo somente boas referências no mercado, digo alguém de dentro da empresa mesmo, em cargo alto, para meio que dizer "pode contratar". Entende? Já fiz muitas entrevistas para vagas que eu tinha totais condições de preencher porém não contava com esse "aval". Aqui no site mesmo vejo vagas que só faltam terem escritos "Matheus, precisamos de você". Envio o CV e nem resposta recebo. As vezes acho que as empresas só anunciam a vaga para se adequar a alguma política de contratação da empresa, uma coisa protocolar, ou seja, a vaga já "tem dono". Abs!
192 - comentário - 29/07/15 - 20:48:40 - Cássio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Auto-confiança e constante aumento na capacitação profissional, para se destacar no mercado.
193 - comentário - 29/07/15 - 22:22:22 - Marcelo Almeida - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Prezados, concordo com boa parte do que os colegas compartilharam. Sem duvida que investir em qualificação permitirá ao profissional se diferenciar da concorrência e se destacar diante dos tomadores de decisão. Chamo a atenção a necessidade do fortalecimento do Network com outros profissionais e eis colegas de empresas que passamos no passado, a fim de sermos lembrados para novas oportunidades.
Hoje investir em idiomas também considero imprescindível para nos mantermos no mercado de trabalho e termos possibilidades de crescimento profissional, mesmo em tempos de crise.
194 - comentário - 29/07/15 - 22:25:06 - Rony Emerson - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em momentos de crise procuro rever minha experiência pessoal e profissional, analisar se está compatível com os requisitos que o mercado tem exigido. Realizo algumas comparações a outros profissionais com skill e área semelhante. Sinalizo pontos fortes e fracos e trabalho em cima para melhoria, seja com aprimoramento pessoal ou profissional, verifico se as minhas ações na organização estão dentro do esperado, alinhado com a estratégia e o quanto meu papel pode influenciar positivamente a todos.

A crise abre nossas mentes e impulsiona a extrairmos o melhor de cada um, saímos da zona de conforto e procuramos agir em uma camada de atuação, além da letargia, tornando-nos co participativos para vencer a crise, investindo em nosso potencial criativo e de superação.
dbassocia
195 - comentário - 30/07/15 - 00:10:03 - Daniel Ferreira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito que para se manter empregado é muito importante aperfeiçoamento contínuo, estar ligado nas tecnologias que estão em alta no momento, ter um bom relacionamento e comprometimento por onde você passar, isso pode te garantir indicações no futuro, e uma coisa que falta no mercado são profissionais que realmente saibam inglês, não apenas leitura mas que consiga redigir um e-mail e tenha condição de conversar em inglês
196 - comentário - 30/07/15 - 14:44:00 - Fábio Zanirato de Oliveira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito que com os passar dos anos a empregabilidade vem se tornando algo mais escasso, pois os avanços na tecnologia e a mutação em diversas áreas, nos obrigam a exercer diversas atividades em que antes poderia ser dividida em 2 ou até mesmo 3 pessoas.
Claro que se aperfeiçoar é uma grande solução, mas é algo essencial, gostaria de citar um exemplo em que alguns anos atrás foi decretado fim de sites em Adobe Flash, hoje esses mesmos profissionais em que antes trabalham e desenvolviam estão procurando alternativas para suprir essa extinção.
A crise em nosso pais contribui muito para que possamos nos aperfeiçoar, mas não deixando de lado muitos cuidados em nosso posicionamento perante ao mercado de trabalho.
Empresas buscam profissionais altamente qualificados? Sim! Mas também buscam profissionais mais _baratos_ é algo que temos que sempre se preparar para alcançar a valorização!
197 - comentário - 31/07/15 - 16:59:35 - Zoroastro Caldas - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A maior dificuldade quando o assunto é a manutenção do emprego, é produzir mais com menos, neste cenário podemos incluir, cada vez mais trabalhos e cobranças, maiores requisitos para se manter empregado e uma dedicação acima da média, entrega total por parte do empregado_ já a parte produzir com menos estão no pacote, redução no salário (sempre alguém vai aceitar ganhar menos) e fazer tudo com mais eficiência e mais rápido, sem contar com os aspectos técnicos, que são cada dia mais pesados, até para iniciar como estagiário, a pessoa precisa _vender_ sua alma, de tantos requisitos. Boa sorte para nós.
198 - comentário - 31/07/15 - 20:12:59 - Rodrigo Costa - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Independentemente de haver crise, estou certo que o profissional de tecnologia deve estar sempre atualizado e de olho nas últimas tendências da sua área de atuação. Nesse caso, cursos, eventos, palestras são muito bem vindos.
GOC
200 - comentário - 02/08/15 - 14:55:00 - Luciano - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Atualização (busca de conhecimentos), Networking (relacionamento interpessoal, marketing pessoal e Working (Trabalho sério, honesto e real, não engane ninguém/empresa e não se engane...)
201 - comentário - 03/08/15 - 08:48:35 - Pedro Priuli - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Como descreveu nosso colega (Antonio Marcos Teixeira da Sil.) entre outros, melhorar o conhecimento não importando a maneira, jeito e recurso. Lembrando que no início dos anos 2000 nossa internet era escassa, encontrar ajuda para uma empresa ou melhorar o conhecimento profissional, fontes de estudos e comunicação foram barreiras para chegarmos onde estamos. Hoje temos uma melhor(razoável) internet, muito mais conhecimento da tecnologia facilitando em soluções que se encaixam nesse contexto, aperfeiçoando os conhecimentos sobre custos, áreas e setores de uma empresa, apresentarmos soluções tecnológicas coerente com nossa época . Obrigado!
202 - comentário - 03/08/15 - 11:02:34 - Tarso Cardoso - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em tempo de crise o se manter é mais importante que o crescimento. Manter o que se tem já traz muito trabalho e merece um cuidado especial nessa época já que a crise atinge todos.

Buscar conhecimento é importante, aproveitar o tempo _livre_ gerado pela crise para se aprimorar, conhecer novas tecnologias, buscar outras formas de sobreviver e lembre de nunca depositar todo seu conhecimento em um único ramo.

Buscar conhecer melhor seu cliente também é muito importante, tentar vivenciar seu dia a dia e demonstrar preocupação por ele pode ajuda firmar a relação, mesmo pq ele é quem sustenta sua empresa ou você no caso de autônomo.

Estejam sempre preparado para o pior, não trabalhem no limite de seus investimentos. Planejar um plano de ação com algumas alternativas é importante, mas o mais importante é seguir com o planejado sempre fazendo ajustes para correção do curso.

Sucesso.
203 - comentário - 03/08/15 - 12:22:23 - Marcio Queiroz - 189.35.137****

Buscar aprimoramento profissional e a especialização em uma área, porém não se fechar para novos conhecimentos. Outro fator importante é o networking e realizar um bom trabalho junto aos clientes.
apipesq
204 - comentário - 04/08/15 - 09:31:14 - Emerson - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Continua se capacitando para adquire novos conhecimentos.
205 - comentário - 04/08/15 - 09:34:04 - Leonardo Wandeck - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Estar atualizado com as tendências e técnicas. Participar de discussões em fóruns e sites da área e manter o perfil atualizado em ferramentas de networking ajudam o profissional a ter visibilidade.
206 - comentário - 04/08/15 - 09:37:00 - CELSO MATOS COSTA - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A empregabilidade sempre estará diretamente relacionada com as competências desenvolvidas pelo profissional. Por isso é importante que o profissional esteja constantemente buscando conhecimento e se especializando em áreas estratégicas aos seus objetivos profissionais.
207 - comentário - 04/08/15 - 09:40:25 - Fábio Breda - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Olá a todos primeiramente, o momento de nossa economia está bem crítico, isso é verdade, mas o mercado de TI possue muitas oportunidades, eu posso afirmar pois este ano por incrivel que pareça esta sendo um grande desafio profissional para mim, consegui atraves da APINFO uma oportunidade em uma empresa grande de TI e estou integrado em uma equipe profissional em Administração de Redes e Segurança, hoje cuidamos em media de 100 servidores e o que me ajudou muito neste novo desafio foi a Pós Graduação em Engenharia de Redes e Sistemas de Telecomunicações, além disso me aprimorei bastante no MVA (Microsoft Virtual Academy) e a parte de monitoramento de redes com ZABBIX me rendeu um bom destaque na equipe, tirando a parte de documentação e unificação de processos, ou seja, o profissional de hoje precisa ser dinâmico e focado, não deixar que wattsapp e facebook desvie seu foco no job. abrs
dbassocia
208 - comentário - 04/08/15 - 10:08:37 - Leônidas de Almeida Oliveira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Creio que melhorando pacotes , de serviços tipo os preços para que tenha mais receitas e empresas procurando prestações de serviços, pois as empresas tem o serviço , mas estão sem dinheiro para pagar , ou facilitando formas de pagamentos
209 - comentário - 04/08/15 - 10:10:49 - Fernando Santos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Pessoal, bom dia. Sou da área de TI como vocês, e percebo que realmente o momento da economia do país causa uma demora maior na recolocação profissional, porém vejo, que hoje o profissional, além da óbvia atualização constante de conhecimento, necessário também diversificar o conhecimento, mesmo sendo especialista Windows, ele terá que ter conhecimentos na área do Linux, vai ter que ter conhecer o funcionamento de um switch, de um router, e até crimpar um cabo, por que hora e outra ira ocorrer uma situação precisando de conhecimentos diversos. Outra coisa que percebo, que empregos específicos, por exemplo, conhecs em Exchange, solicitam que a pessoa realmente conheça a fundo, o fluxo de enviar e receber, backup e restore de uma database, adm de uma anti-spam, quem fornece as vagas querem realmente um especialista e não um generalista, as vagas interessantes estão mais difíceis.
210 - comentário - 04/08/15 - 10:16:17 - Eduardo Lima Neto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Concordo com todos os colegas, apenas acrescento a inovação e o empreendedorismo como diferenciais em tempos de crise, ser inovador é fundamental, enxergar oportunidades e as necessidades dos clientes para gerar produtos e serviços que podem agregar à empresa recursos, e será um diferencial competitivo no mercado em crise. É importante se capacitar, mas em tempos de crises é preciso arriscar e ser ousado, temos que sair da esfera da crise e inovar, não podemos limitar a nossa criatividade e apenas sustentar a empregabilidade, isto é um erro. Seja inovador e atingirá as necessidades do mercado, inove no atendimento, inove no ambiente, inove com idéias e sugestões, seja qual for a área de atuação da sua empresa tenha um espírito inovador você será um diferencial.
É desafiador em meio a crise inovar, mas vamos gerar demandas e recursos que após a crise será lucrativo para todos. Inove!
211 - comentário - 04/08/15 - 10:49:21 - Fernando Vieira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Na minha visão a palavra de ordem é generalista:
O profissional generalista é aquele que tem uma noção geral de vários nichos dentro da areá de tecnologia .
Procura em geral uma expansão horizontal de seus conhecimentos, ou seja, tendo uma visão geral das mais variadas tecnologias, e das integrações sistêmicas.
Hospitalhd
212 - comentário - 04/08/15 - 11:10:58 - Vitor Abramo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Prezado(a)s Colegas,

O desafio de melhorar a empregabilidade em época de crise está diretamente relacionada a demanda do Setor_

Se demandas de menor custo e horas forem propostas para os Clientes, de modo que se mantenha os serviços em execução, eu entendo que é possível manter a empregabilidade sem maiores oscilações,

No entanto, se no cenário que vivemos, empresas de tecnologia insistirem em escopos de muitas horas a um custo/hora alto, presume-se que o mercado vá reagir mal, eliminando etapas de projetos ou até mesmo cancelando-os, afetando diretamente a economia das empresas de TI_

Equilibrar a Demanda x Custo, no meu ponto de vista, pode ser uma opção para manter postos de trabalho_
213 - comentário - 04/08/15 - 11:37:05 - andre vigolo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O profissional deve buscar constante atualização, tanto técnica como gerencial. Deve cultivar um bom networking. Um pouco de _QI_ também ajuda.
214 - comentário - 04/08/15 - 11:41:05 - Josemar Viana - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Na hora da crise as certificações são um sinal de profissional de cache alto e pode afastar a vaga. Nesta situação o networking deve ser o alvo de todo profissional.
215 - comentário - 04/08/15 - 11:45:26 - BelKyor - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A crise sempre existe em algum setor, não necessariamente está relacionada diretamente a economia de um país.
Crise é sinal de problema, e é nessa hora que devemos nós, profissionais, mostrarmos como podemos ajudar nossos clientes.
É nos momentos mais difíceis que surgem as melhores ideias.
Não é necessário inventar nada, seja apenas especialista em sua área.
Saiba ouvir seu cliente, e fique atento!
Sempre existe uma oportunidade maior do que parece!
Existem casos que a demanda real aparece depois que você começa a detalhar a solicitação inicial.
Não concorra com preços, concorra com qualidade!

Marketing pessoal abre a porta de entrada, mas o que te mantém lá dentro é seu conhecimento e postura.


Grande Abraço
Bel-Kyor
GOC
216 - comentário - 04/08/15 - 12:57:29 - AUGUSTO CEZAR DE SOUSA - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

1) - Apenas uma observação: Um ponto importante para ressaltar é que algumas empresas estão diminuindo os valores de algumas vagas tornando-as incompatíveis com o mercado. Mas isso é uma situação normal, economicamente falando. Mas um ponto que venho notando é que além dos fatores já esperados, algumas empresas vem incluindo mais atividades para uma só vaga no intuito de diminuir os custos.

2) - Se o governos trabalhasse com a intensão de melhorar este cenário, certamente subsidiaria alguns encargos atrelados a folha de pagamento. A arrecadação do governo seria menos, mas a economia seria aquecida pelo consumo das famílias onde a renda agregada não teria um desiquilíbrio.

3) - Resumindo. Em tempos de crise e um momento onde o governo está sem credibilidade a alternativa é continuar buscando alguma forma de voltar a mercado de trabalho. Não dá pra esperar o governo ter dó de nós.
217 - comentário - 04/08/15 - 18:27:52 - Marcelo Müller Carvalho - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Olá Caros,

Acredito que neste momento de evidente recessão econômica, não é por acaso que este tópico foi aberto. Como o tema aqui é melhorar a empregabilidade, vou destacar que não é todo mundo que tem a confortável condição de não correr o risco de ficar um tempo desempregado. Eu acho que é exatamente aí o X da questão.
Nenhuma conquista vem fácil para ninguém. Se você quer ser um profissional com salário acima da média e ao invés de ser vítima do desemprego, mesmo sob uma circunstancial condição econômica desfavorável do país, ser disputado pelas empresas, você tem que pagar o preço por isso.
Suor, foco e dedicação. Como diriam os americanos, _No Pain, no gain_.
E quero deixar bem claro que não sou esse cara e destaco isso como um ponto negativo meu. Sei exatamente onde eu posso chegar mas tenho um defeito, gosto muito de video game e gasto mais tempo com isso do que deveria.
218 - comentário - 04/08/15 - 22:19:23 - Paulo de Jesus - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Desculpe discordar de algumas opiniões_
É fato que o pais passa por uma d situação financeira delicada em alguns setores e empresas. Neste momento difícil vemos várias empresas expandindo e comprando outras exemplo:
O banco Bradesco que acaba de adquiri o HSBC, a Via Varejo que adquiriu todas as lojas do ponto frio, call centers, e empresas de cobrança que estão em crescimento em plena crise no pais. Outro fato interessante é:
-A faixa salarial e número de vaga continua crescendo.
Agora o mercado esta exigente e busca cada vez mais profissional de alto nível psicológico, técnico e profissional. Isto abre uma concorrência, ao mesmo tempo as empresas não consegue encontrar o profissional com perfil desejado para a vaga em aberto.
Não vejo a crise com maus olhos, aliás, a vejo, como grande oportunidade de negocio.
219 - comentário - 06/08/15 - 11:29:53 - Fernando Vieira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em complemento ao meu post anterior : Na minha visão a palavra de ordem hoje é generalista: O profissional generalista é aquele que tem uma noção geral de vários nichos dentro da areá de tecnologia. Procura em geral uma expansão horizontal de seus conhecimentos, ou seja, tendo uma visão geral das mais variadas tecnologias, e das integrações sistêmicas. Podendo assim , contribuir positivamente em varias frentes dentro do contexto tecnologico. Assim agregando valor a sua posição dentro das empresas, e a sua carreira.
Hospitalhd
220 - comentário - 06/08/15 - 12:55:45 - Alexandre Da Silva Nascimento - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A Melhoria da empregabilidade consiste na qualificação profissional em cursos de especificação, por que em um mercado competitivo temos que estar em constante evolução, hoje o diploma de um curso superior não garante a empregabilidade e preciso que o profissional possua qualificações. Isso aumenta ainda mais em época de crise por que o difere o profissional dos demais são as qualificações no seu currículo, cursos e certificações são importantes para poder manter a empregabilidade e conseguir melhores salários na área, mesmo com a crise o mercado de T.I esta em crescimento em nosso País.
221 - comentário - 07/08/15 - 15:43:36 - TioXico - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Seja em tempos de crise, como a que estamos vivendo, ou em bons momentos acredito que o investimento constante em qualificação é a forma mais eficaz para manter-se sintonizado com as mudanças nos cenários político e econômico. Infelizmente sabemos que no nosso país é notória a precariedade do sistema público de ensino o que agrava a situação de ambos os lados, a saber: das empresas que necessitam de profissionais preparados e dos estudantes/trabalhadores que passam anos em instituições sem que consigam construir repertório suficientemente sólido para atuar em alto nível. Não é difícil de notar que aqueles cuja formação é reconhecida pelo meio acadêmico e corporativo sempre estarão, pelo menos inicialmente, em vantagem com relação aos demais. Sendo assim é mandatório que aqueles mais vulneráveis acelerem o passo com o objetivo de tornarem-se apto a ocupar as melhores posições de trabalho.
222 - comentário - 08/08/15 - 10:35:05 - Daniel de Oliveira Gonçalves - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Estou a seis anos em uma empresa de qualidade de software, a empresa é nova, tem 10 anos e apesar da crise que o Brasil está passando temos incorporado novos clientes a liste de empresas que atendemos e também contratado novos profissionais, uma das principais mudanças que percebi nos últimos anos foi a necessidade do cliente em ter algo automatizado para testes, por conta disso temos contratados pessoas que eram de origem em desenvolvimento para atender agora a área de testes de sistemas, com isso ganhamos muito mais autonomia dos testes e conseguimos criar padrões para utilizar em diversos clientes. O melhor na época de crise é se especializar, sempre ter em mente as novidades do mercado de informática tanto soluções de software como de hardware, hoje é o diferencial para qualquer vaga de emprego na área de TI.
223 - comentário - 10/08/15 - 18:38:31 - Flavio Pereira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A receita é a de sempre, sem mistérios! Manter-se atualizado e sempre observando as oportunidades, pois é na adversidade que aparecem as melhores oportunidades e se criam as melhores soluções. Infelizmente, até na tristeza alheia tem alguém ganhando dinheiro (serviço funerário é um exemplo disso). Estudar, network e relacionamento, essa é minha dica!
dbassocia
224 - comentário - 11/08/15 - 05:32:20 - Marcelo Elias Del Valle - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O Brasil tem muito controle estatal em cima do mercado, que muitas vezes eh confundido com simples regulacao. A melhor forma de melhorar a empregabilidade seria diminuir a intervencao estatal e deixar o mercado mais livre, coisa que infelizmente eh ainda polemica no pais. Leis devem defender interesses privados de cidadaos e nao ditar quem sobe e quem desce. Isso eh o que pode ser feito por parte do governo.
Por parte do profissional, o que pode ser feito eh manter a cabeca aberta a novas ideias e saber se adaptar. Nao adianta continuar batendo na mesma tecla reclamando de empregabilidade, veja onde estah a demanda, quem estah pagando e nao tem profissional, e se adapte a demanda. Ser flexivel e saber se adaptar eh a principal habilidade no momento de crise. O que o mercado pede eh gente com mais capacitacao? Se capacite.
225 - comentário - 11/08/15 - 09:13:20 - Ivo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Tentar estar sempre atualizado, é preciso ser especialista no que se faz, mas também é muito importante abrir o leque de conhecimentos, expandir suas skils, pois se não houver oportunidades na sua área de expertise, com certeza terá oportunidades em outras áreas que possui conhecimentos.

em outras palavras...
Nunca deposite todos os seus ovos na mesma cesta porque se uma cair... cai tudo.
227 - comentário - 11/08/15 - 09:27:07 - Shirlei Romero - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A situação hoje tem dois lados. Um o do empregado que precisa estar qualificado para a vaga que pretende ocupar e de outra as empresas que, atualmente, estão pedindo qualificações demais aos empregados como meio de desclassificação em uma seleção. Muitas abrem vagas com requisitos totalmente incompatíveis com o salário ou com a função que desejam que o candidato exerça.
Precisamos de pessoas mais qualificadas na seleção também. Salário não é fator principal de empregabilidade e sim qualidade do candidato e informação correta de função.
227 - Réplica - 11/08/15 - 12:44:58 - Adriano Ribeiro - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Este comentário combina com o meu.
GOC
228 - comentário - 11/08/15 - 09:29:57 - Andrea de Carvalho - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Se reinventando , procurar oportunidades de negócios onde ainda ninguém explorou, sair da zona de conforto.
229 - comentário - 11/08/15 - 09:43:20 - Confidencial - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A questão da empregabilidade é de oportuna análise, não só em momentos de instabilidade econômica, mas também na gestão de sua carreira. Será que a sua área de atuação existirá daqui 3 anos? Ou 5 anos? Fazendo uma analogia ao mercado financeiro, que recomenda diversificar os ovos em diferentes cestas, você estaria pronto para uma reviravolta na sua área de atuação? E no setor de TI como um todo? Você está na posição de ser o Uber ou de ser o Taxista? Estamos assistindo em um curto intervalo de tempo mudanças em um ritmo muito rápido. Você já considerou desenvolver outras atividades que não tem relação nenhuma com TI? Você é bom com eletrônica ou Arduino mas gosta de cozinhar e também mecânica de automóveis? É um bom fotógrafo de fim-de-semana? Por que também não investir um tempo nessas áreas? Como disse Steve Jobs em um discurso: _Você não consegue ligar os pontos olhando pra frente_
230 - comentário - 11/08/15 - 09:43:45 - Tiago - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Quando se fala em empregabilidade, temos duas considerações à fazer:

1. Manter o emprego: isso se dá por meio do aumento constante de competência. Você deve focar naquilo que dá retorno à empresa. Se empresa não lucra com você, não há razão para que ela te mantenha em seu quadro.

2. Novos empregos: é URGENTE deslocar a primeira avaliação de um candidato ao setor especializado. Primeiro verificamos se e candidato nos atende na função que irá desempenhar_ depois o enviamos ao RH para ver outras questões. Deixar o RH responsável por contratar alguém cuja competência lhe escapa, está deixando as empresas carentes de bons profissionais.

E sempre devemos lembrar de um dado da maior relevância: assim como idade não garante experiência, pouca idade não garante inovação.
231 - comentário - 11/08/15 - 10:01:09 - Luciano - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Eu acredito que nossas lei tornam as contratações muito onerosas para as empresas.
Facilitar e tirar a burocracia seria uma forma de aumentar as contratações, principalmente para profissionais que atuam em projetos de curto prazo.
apipesq
232 - comentário - 11/08/15 - 10:04:08 - Arthur - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Tempos de crise para profissionais de TI é a oportunidade de realizar uma grande metamorfose por um grande motivo:
As empresas cuja o produto de comercialização não é tecnologia começam a reduzir custos imediatos, claro que será o profissional de TI pois este não oferece o lucro. Pelo contrario, as empresas enxergam hoje a tecnologia como um mau necessário, infelizmente.
Voltando a metamorfose e alinhando ao processo que determina que um departamento se TI causa prejuízo,precisamos inovar.
É uma ótima oportunidade para pensarmos, _sair da caixinha_. Quer melhor oportunidade para se desenvolver um sistema CRM para ajudar sua empresa a conquistar a estratégica para novos clientes e possibilitar manter os já existentes? Que grande oportunidade não é mesmo? Inovar é evoluir, provar que o departamento de TI não é um prejuízo para a empresa, mas o único que se trabalhado devidamente vencerá
233 - comentário - 11/08/15 - 10:22:07 - Rodrigo Luiz Kian - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A meta das empresas a ser alcançada em tempos de crise, além de melhorar a empregabilidade, é manter a empregabilidade, a primeira medida a ser tomada é a redução de custos através da eficácia e eficiência dos processos e métodos, tornando enxutos e efetivos.
Em contra partida, os profissionais devem se capacitar sempre, os pré-requisitos para as funções evoluem tão rápido quanto a evolução tecnológica, a alguns anos atrás (não muito distante) o ensino superior era requisito básico para uma boa recolocação e hoje a pós-graduação se torna o mínimo esperado de um profissional a ser contratado.
Qualquer crise deve ser encarada como mais uma oportunidade de melhorar e superar limites.
234 - comentário - 11/08/15 - 10:24:28 - Francisco - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Para melhorar é preciso oferecer mais oportunidades sem exigir muito, de quem está começando como experiência ou certificações.e sim cobrar mais trabalho e empenho em buscar a perfeição.
Em geral a concorrência é um grande fator de dificuldade, oportunidade tem, mas o mercado não quer investir nos novos talentos ,ele procura candidatos prontos com experiência e bagagem.
E para enfrentar isso e aumentar a empregabilidade é preciso ter um bom network, e ter a experiência que o mercado exige de 2 a 3 anos. E para quem saiu da faculdade como eu recentemente é praticamente impossível. Vão se fazer um ano que me formei e não consigo entrar no mercado de trabalho, adoro essa área de TI, mas nas entrevistas sou engulido pelos experientes e QIs da vida.
234 - Réplica - 11/08/15 - 14:50:25 - Adriano Domingues - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Francisco, concordo plenamente, mesmo para mim, tenho 15 anos de experiência no mercado, e apesar de bem empregado sempre estou atento ao mercado de trabalho, quando entro para verificar as oportunidades fico espantado, estão exigindo perfil de super homem, para pagar salário de Jimmy Olsen.
Pecados
234 - Réplica - 11/08/15 - 15:52:53 - Benjamin - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Na verdade percebi que estão pedindo analistas Junior para pagar pouco. Mas no perfil da vaga querem com experiencia de Sênior.
Sai de uma empresa engolida pela crise e tive que pegar uma destas vagas mesmo.
Dai a concorrência fica desleal pra quem ta começando. E salario baixo pra quem ta no mercado.
Creio que esta faze só vai resolver quando terminar a crise mesmo.
235 - comentário - 11/08/15 - 10:43:31 - Marcos Aimola - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Todos sabemos que os profissionais de TI são um dos que mais investem em conhecimento e isso já não e mais garantia de empregabilidade, isto é, manter-se atualizado e sintonizado com as melhores práticas e tendências do mercado já são considerados requisitos básicos para quem almeja uma carreira de sucesso. Portanto o conhecimento e a técnica precisam estar em harmonia com o comportamento, profissionais verdadeiramente qualificados devem possuir competências humanas que lhe garantam uma ótima relação interpessoal e organizacionais que lhe permitam identificar oportunidades onde antes só via o caos.
236 - comentário - 11/08/15 - 11:15:35 - Adriano Ribeiro - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Infelizmente algumas empresas estão se aproveitando do momento de crise para criar vagas com especializações acumulativas, com a descrição _JR_, na tentativa de classificar os profissionais pelo valor que pretendem pagar. Muitas dessas empresas disponibilizam estagiários da área de recursos humanos com roteiro a ser seguido, tornando a entrevista mecânica, pouco produtiva
e muitas vezes equivocada com relação a vaga. Promessas de feedback não são cumpridas, mesmo quando o respeito está estampado nos _valores da empresa_.
O feedback não existe, mesmo quando o profissional dispõe de horas fazendo testes, que na realidade avaliam apenas a paciência e a perseverança do candidato.
A pretensão salarial é uma loteria, levando em consideração que raramente é divulgada. Não estão mais considerando a qualidade do profissional.
237 - comentário - 11/08/15 - 11:29:18 - ANDREIA - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Precisamos ajudar um ao outro para conseguir vencer a crise que nesse momento esta afetando a todos.
Pecados
238 - comentário - 11/08/15 - 11:57:53 - Ricardo Rocha POÁ SP - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O futuro não parece muito promissor para o mercado de trabalho_ especialistas das mais diversas áreas alertam que 2015 será um ano delicado em termos econômicos, particularmente acredito que não só este ano mas os próximos serão regidos por tendencias inovadoras e com expertise de quem as coloca em prática. Um dos caminhos que podemos trilhar é a reinvenção. Isso significa companhar o que o mercado impõe e desafiar-se a ir além e colocar novos comportamentos em pratica.

Aprenda coisas novas e realize-as, sejam elas relacionadas ou não diretamente com seu trabalho, assumindo a responsabilidade total por seus sucessos e fracassos, sem colocar a culpa em nenhum agente externo, é um começo promissor. o maior inimigo do sucesso a longo prazo, é o sucesso a curto prazo. Por isso, é necessário que o profissional, constantemente, aperfeiçoe suas habilidades e potencialize suas competências.
239 - comentário - 11/08/15 - 12:22:53 - HARRISON PAULO DE OLIVEIRA - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

No sentido mais comum, a empregabilidade tem sido compreendida como a capacidade de o indivíduo manter-se ou reinserir-se no mercado de trabalho,
denotando a necessidade de o mesmo agrupar um conjunto de ingredientes que o torne capaz de competir com todos aqueles que disputam e lutam por um emprego.
É a capacidade do indivíduo de administrar a manutenção de sua ocupação profissional, gerenciando sua própria carreira, por meio do desenvolvimento contínuo de conhecimento e habilidades.
A busca da segurança/estabilidade, já não pode ser o foco nos dias de hoje a segurança está em você ter controle da sua vida e da sua carreira.
Não há segurança nem para o presidente da empresa nem para o funcionário no fundo da pirâmide.
A segurança está no controle que você tem da sua vida e do seu trabalho.?
O que as empresas buscam e o que você acha que faz bem? Quais os conhecimentos eu tenho?
240 - comentário - 11/08/15 - 12:25:53 - Alexandre Silva Cornélio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Infelizmente, o mundo do oportunismo está diante de nós. A crise financeira apenas evidencia essa afirmação anterior. Ser generalista nesse caos é negociar salários baixíssimos, enquanto a competitivida para uma vaga de emprego virou um Reality Show. Ser especialista é um privilégio para poucos, pois os cursos e certificações são muito caros! Conclusão, milhões de generalistas competindo as vagas ofertadas em um país que demonstra déficit dia a dia. Realmente, tudo isso que foi comentado por nossos colegas é a mais pura realidade, contudo devemos ser persistentes e não aceitar a primeira proposta que surgir. Devemos ser criteriosos também, procurar e procurar, uma hora encontraremos uma vaga que se enquadre perfeitamente bem em nosso perfil. Boa sorte a todos e sucesso!
240 - Réplica - 11/08/15 - 12:51:54 - Adriano Ribeiro - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Meu comentário combina com o seu, e pior ainda, cheguei a aceitar valor baixo. No dia do acerto, fui informado de que a pechincha não havia terminado e eu perdi a vaga.
API
240 - Réplica - 11/08/15 - 14:20:31 - Alexandre Silva Cornélio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Pois é Adriano, recentemente declinei a uma proposta de emprego para ganhar um salário super baixo. Ainda estou desempregado e não me arrependo! Além disso, a empresa estava oferecendo uma escala de trabalho de 10x4 e 7x2. Aceitar uma escala de 7x2 é tolerável, mas trabalhar 10 dias seguidos com um salário nada animador é complicado. Às vezes é melhor insistir na conquista de uma vaga que remunere melhor e promova boas perspectivas, senão ficamos desmotivados antes mesmo de começar a trabalhar, rs... Boa sorte amigo!
240 - Réplica - 11/08/15 - 14:56:13 - Adriano Domingues - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Também já aceitei no passado redução de salário para pegar emprego, e me arrependi amargamente, mas quando se tem família para sustentar, e pensão para pagar, após um ano desempregado, fica difícil raciocinar. Mas não tem nada pior do que trabalhar em uma empresa que não valoriza o retorno que pode ser obtido com a utilização da tecnologia.
241 - comentário - 11/08/15 - 14:02:48 - Olavo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Algumas empresas não consultam especialistas, ignoram a previsibilidade do que está por vir, realizam investimentos de médio a longo prazo sem planejamento - e, portanto, pífios. Tentativas, gastando-se dinheiro e tempo. Empresas sérias reduzem gastos, cortam custos e, mais importante, acreditam e viabilizam o potencial humano de seus funcionários promovendo assim a atualização tecnológica corporativa oferecendo cursos de especialização. Empresas fadadas à estagnação ou mesmo ao insucesso estão presas pela corrente das escolas clássicas de administração e ou _em tudo dá-se um jeitinho_ (ou diga-se: trabalho sob pressão e muitas vezes extrapolando horários, culminando com salários baixos) _ empresas responsáveis são comprometidas com a inovação e na confiança para com seus funcionários - e vice versa.
242 - comentário - 11/08/15 - 14:11:01 - Edson Nunes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Estive lendo os comentários citados e realmente concordo com muitos comentários. Nesses tempos, precisamos interagir com nós mesmos e perceber o que temos ao redor e saber tirar proveito. Hoje em dia, como comentado não basta ser um bom profissional no que se sabe fazer, é preciso adicionar uma quantidade enorme referente ao relacionamento com pessoas, com empresas, etc. Segue alguns itens para refletir sobre a empregabilidade:
1 - Fazer bem o que está fazendo_ Tornar-se percebido ?fazendo bem?, relacionando-se com o time, os colegas e superiores. Mais interação!_
2 - Fazer Marketing Pessoal: ?estou aqui para resolver um problema da empresa!?
3 - Buscar feedback (do time, dos colegas, dos superiores): ?Como estou me saindo??
4 - Atualizar-se, lendo sobre novidades e tendências na sua área!
5- Ter equilíbrio, físico, mental e emocional, ser transparente, saber ser humildade.
GOC
242 - Réplica - 12/08/15 - 10:59:26 - Adriano Ribeiro - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Bom dia Edson Nunes,

Seu comentário é muito pertinente, porém, a insegurança dos que estão no comando das ações está evidente. A demonstração de competência está muitas vezes assustando quem deveria estar aproveitando suas qualidades. O medo de ser superado ou perder o lugar está evidente. Tenho 22 anos de experiência e não me lembro de tamanha insegurança por parte de quem te contrata. Medo. Seu comentário, na minha opinião, está relacionado com o profissional que está empregado, ou seja, fazendo de tudo para se manter. Eu acredito que o problema da empregabilidade está no fato de não estarem dando espaço para os profissionais que buscam alocação. O que você sugere relacionado a isso? Obrigado e abraço!
243 - comentário - 11/08/15 - 14:42:56 - Adriano Domingues - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Minha dica para quem deseja sempre estar empregado é investir em si próprio, estudar continuamente, não se acomodar com as conquistas obtidas e atentar as novidades e tendências. Mais do que isso, saber o que seu cliente realmente deseja da tecnologia, mostrar-lhe as vantagens que podem ser obtidas com as soluções tecnológicas, não adianta ser um exímio programador ou analista de suporte, se não gasta sua energia em satisfazer o cliente, resolver seus problemas e aumentar a produtividade da empresa. Venho realizando alguns concursos públicos e os órgãos públicos já perceberam o que estou abordando, as provas exigem domínio da nossa língua, mais do que a inglesa, pois estamos na era do ?pra mim fazer?, domínio generalista da tecnologia e conhecimento da área de atuação, leis e normas.
245 - comentário - 11/08/15 - 15:59:14 - Arlindo Batista Xavier Filho - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Esta sempre preparado, estudar e ter uma formação universitária já é um modismo, ou seja, todo mundo tem que ter. Ter uma pós é um diferencial que agora fará diferença, é isso mesmo! Como gestor de área ficaria com os que podem me ajudar nesse momento, sendo assim, quanto mais qualificado melhor.
Uma outra sugestão é sempre fazer sua rede de relacionamento, além da virtual vá visitar aquele colega que estudou contigo, seu amigo... Vale muito a conversa cara-a-cara.
Tente se exercitar e ter atividade e lazer, a saúde mental depende da saúde do corpo.
Atualize-se e saiba em que você é bom.
246 - comentário - 11/08/15 - 16:14:01 - Simone Cruz - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Pró-atividade, ânimo, vontade de aprender, se capacitar, ser autodidata, disponibilidade, não se acomodar e ser aberto às novidades. E claro, um pouco de sorte porque o mercado esta muito competitivo.
Hospitalhd
248 - comentário - 11/08/15 - 20:17:49 - Claiton Rodrigo Knoth - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Tenho mais de 20 anos no mercado de TI e quase 10 na área acadêmica. Posso dizer que nesses vinte anos o mercado mudou muito. Antigamente procuravam-se generalistas que tinham o _Dom_ de resolver os problemas das empresas, arquitetando, analisando, desenvolvendo e implementando as soluções de TI. Após os escândalos envolvendo as grandes corporações americanas no final do século e com a Lei Sarbanes Oxley em 2002, as empresas passaram a ser pautadas por regras precisas e flutuações da bolsa de valores. Nessa situação, a área de TI foi fragmentada e as empresas começaram a exigir cada vez mais a especialização em determinadas áreas, incluindo as certificações no portfólio individual de apresentação. Nos dias de hoje, a graduação é essencial, uma ou mais pós-graduações são o diferencial de mercado e as certificações a chave para certos empregos. Manter-se estudando é essencial para vencer.
249 - comentário - 11/08/15 - 20:54:15 - Vinicius C Monteiro Tavares - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

É cada vez mais, imprescindível o profissional de T.I. se manter atualizado realizando um curso de Pós-graduação, MBA, cursos de Certificação e também cursos voltados para a área de gestão e manter-se atualizado no mercado e nas novidades tecnológicas.
250 - comentário - 11/08/15 - 21:48:05 - klaus de Almeida - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Para melhorar a empregabilidade em tempos de crise não basta apenas nos aperfeiçoarmos, ter muitos certificados, ou ter uma rede de contatos influente, precisamos acima de tudo olhar o mundo com uma visão mais otimista e começar a entender que o ser humano ainda é a peça principal de tudo o que fez e ainda pode fazer. Enquanto as empresas olharem as pessoas como simples funcionários a qual não sabem nem sequer o nome, muitos talentos serão perdidos, e o nosso pais continuará pobre....
252 - comentário - 12/08/15 - 00:33:01 - Claudio Feitosa - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A empregabilidade deve ser levada em conta sempre, e não somente em momentos de crise, e na minha opinião podemos atingir isso com medidas relativamente simples.
1 - Procure saber quais as expectativas sobre você, dentro da sua organização
2 - solicite feedback, dos seu gestores e colegas de trabalho, para ver se esta alinhado com a estrategia da empresa
3 - Reserve sempre uma parte do seu orçamento para investir em treinamentos, certificações etc..., TI é uma área dinâmica não da pra ficar parado.

Acredito que tomando ações em cima destes pontos, você mantem sua empregabilidade dentro e fora da organização, pois se ocorrer de ser demitido, você esta atualizado com as novidades do mercado, logo tem boas chances de recolocação.
dbassocia
253 - comentário - 12/08/15 - 07:43:47 - Cícero Marcelo da silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Para melhorar a empregabilidade em tempos de crise, deve-se ter certificações, mas não muitas, pois o mercado exige profissionais especialistas em um assunto e não generalistas que possuem muitas certificações. Em outras palavras você deve ser o melhor na sua área de atuação, ter um diferencial, o famoso _pulo do gato_, ou seja, ter certa expertise que mostra a total habilidade e controle do assunto ou atividade exercida. Com isso a empregabilidade está mantida e sem dúvida você será um profissional desejado por inúmeras organizações na sua área de atuação.
254 - comentário - 12/08/15 - 08:43:07 - Lex Blagus - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Bons profissionais sempre tem sua vaga garantida no mercado de trabalho, porque na _crise_ também se trabalha -- e bastante. Não obstante, nem todos os mercados são afetados por um recesso econômico, portanto não há motivo para desespero. Em tempo, para sobreviver à tempos bicudos a dica é simples: seja foda no que você faz. Vários outros colegas aqui já disseram como atingir isso: experiência, cursos, certificações, dedicação. Nessas horas cabe também um pouco de marketing pessoal, fazer uma boa avaliação de suas qualidades e limitações e nunca acomodar-se. Porque a rotina de nossa área é a mudança constante_ te tecnologias, padrões e metodologias. Quem acomoda a bunda na cadeira está fadado ao fracasso, em crise ou fora dela.
255 - comentário - 12/08/15 - 14:42:56 - Carlos Alberto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito que seja devido a experiência profissional e principalmente pela rede de contatos que possua, pois assim você sempre terá alguma oportunidade ou mesmo troca de experiência de mercado.
256 - comentário - 12/08/15 - 15:55:15 - Paulo Rogério Martins Lopes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Vivemos um momento de crise financeira que afeta todos os setores da economia, influenciada por uma junção de fatores internos e macroeconômicos. Analistas de mercado avaliam atualmente que a projeção indica a piora do quadro, mantendo-se um estado recessivo por até dois anos. Nesse contexto, temos o aumento do desemprego e a queda dos investimentos públicos e privados, o que afeta a geração de novos projetos, visivelmente atingindo o contingente que busca recolocação.

Tendo em vista tal situação, a empregabilidade entra em questão. Tal tema é extenso e requer uma análise cuidadosa, principalmente levando em conta nosso contexto interno.

No Brasil, diferente da realidade de outros países, é importante ter alternativas. Os ciclos econômicos que alternam períodos de retração e expansão são mais curtos, o que denota nossa instabilidade.(...)
GOC
256 - Réplica - 12/08/15 - 15:57:01 - Paulo Rogério Martins Lopes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Dificilmente um profissional na esfera privada conseguirá se manter de forma estável em um trabalho ao longo de anos, como foi realidade no passado. Os paradigmas se alteraram e tanto empresa como profissional sempre estão em busca de novas oportunidades, novos negócios. Por isso é importante desde cedo o profissional buscar duas idéias que à primeira vista são antagônicas mas na prática devem ser aliadas: a especialização e a diversificação.

Vocês vão notar nos comentários receitas prontas que trarão como solução única a especialização profissional como saída para amenizar os efeitos da crise. Esse expediente têm sim seus méritos desde o sucesso da implantação do modelo fordista, principalmente quando temos em mente o aumento da renda e da produtividade. Mas essa traz na sua contrapartida um quadro que volta o profissional ao atendimento em formato de projetos, cada vez mais(...)
256 - Réplica - 12/08/15 - 15:58:53 - Paulo Rogério Martins Lopes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

especializados deveriam ser melhor remunerados tendo em vista que passarão por períodos maiores de ausência de renda, sobrepondo uma relação à outra. De prático não é isso que ocorre, estando o mercado de TI cada vez mais comoditizado, diminuindo ano após ano os patamares de renda.

Disso surge a idéia que pode parecer absurda à alguns mas que os mais experientes vêm colocando em prática: ter alternativas para suprir esses períodos de complexidade financeira. Essa saída pode ser implementada por diversos meios, desde a exploração da atividade econômica por meio de empreendimentos próprios, sejam esses de qualquer ramo, não necessariamente passando pela tecnologia. Investidores inteligentes sabem que atuar em mercados diversificados minimizam os riscos, então por que seria diferente a condução de carreiras? Outra solução é a busca de formação em área distinta à de TI ou como terceira...
256 - Réplica - 12/08/15 - 16:00:08 - Paulo Rogério Martins Lopes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

(...) a busca pelo tão polêmico mercado de empregos públicos. As soluções surgirão das tendências individuais, seja pela via do empreendedorismo, da formação suplementar ou dos concursos públicos de seleção.

Tais soluções demandam tempo e investimentos, mas nenhuma solução na prática vai prescindir de tais fatores. Os que ainda não estão em nenhum dos contextos devem começar a pensar seriamente sobre o tema, pois o tempo é cruel com os que deixam o futuro decidir por si só.

Por mais pessimista que possa parecer, o futuro não trará nada senão um mundo de mais escassez de recursos e creditar na conta da tecnologia a solução de todos os problemas não nos parece tão óbvio. Apesar de fundamental, essa é apenas ferramenta, não fim em si mesma. Da mesma forma não vislumbro na economia uma solução definitiva para as questões. Cada vez mais integrada, maior sua tendência ao caos, (...)
257 - comentário - 12/08/15 - 23:28:14 - Danilo Battaglia - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Houve um dia em que bastava-se ser inteligente e saber fazer bem algo para que você fosse contratado.
Atualmente as empresas procuram pessoas que vão alem do QI mas sim do QE.
Os aspectos do QE (Inteligência Emocional) tem feito o diferencial.
Outro dia estive numa entrevista que não me fora feito uma pergunta técnica, mas sim de que maneiras consegui resolver as situações de conflitos que estiveram a minha frente junto da equipe de desenvolvimento, junto ao cliente, a alta diretoria.
Você pode e deve ser muito bom no que faz, mas as questões relacionadas a comunicação e aspectos comportamentais, são o diferencial. É mais fácil aprimorar uma técnica ao invés de mudar um hábito, um comportamento
Investir em desenvolvimento Pessoal é o que te permitirá ter ferramentas que farão que a mudança ocorra dentro de você.
Investi nisso nos últimos 2 anos e tenho me tornado cada vez melhor
apipesq
257 - Réplica - 17/08/15 - 17:04:09 - Danilo Battaglia - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Boa tarde Adriano,

Seu ponto de vista é relevante. As empresas, visando diminuir o custo, tem colocado cada vez mais profissionais despreparados, no sentido em que falta muitas vezes maturidade, para efetuar o recrutamento e seleção. Infelizmente isso faz parte do jogo, existir roteiros preparados e tudo mais, dai vem a questão o que você pode fazer para mudar e colocar isso a seu favor?
Gerir pessoas é a parte mais complicada no ambiente corporativo.
A inteligencia Emocional vem sendo estudada a mais de 20 anos. Naquela época, pessoas que ficavam exposta demais aos computadores seriam uma geração introvertida e que teria dificuldade de se comunicar. Como anda nossa comunicação atualmente? Via "zapzap", fbook. Parte de nossa comunicação se perdeu.
Existe uma empresa que me ajudou no meu aprimoramento comportamental
acessa o site www.silvanews.com.br lá vc terá maiores informações
257 - Réplica - 13/08/15 - 10:21:51 - Adriano Ribeiro - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Bom dia Danilo Battaglia,

Excelente seu comentário.

Uma pergunta:

Você concorda com o fato de estar sendo selecionado por estagiários de recursos humanos com roteiro decorado, participando de loterias de valores não divulgados e muitas vezes sem feedback? Sua percepção é a mesma que eu tive. Teríamos que fazer um curso de teatro para trabalhar em T.I.? Fazer Ioga para ter sabedoria para lidar com "profissionais" que muitas vezes tem menos experiência que você, e por este motivo, te expõe a situações que você deve ter sabedoria para superar?

Por favor, me ensina como você está fazendo. (Eu juro que não é ironia)

Um abraço
258 - comentário - 13/08/15 - 11:38:38 - Odair Paulo Junior - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Ultimamente tenho participado de algumas entrevistas na área de TI, e percebo que não adianta apenas dizer que sabe, e tentar comprovar o conhecimento apenas comentando a experiência profissional, por mais claro que seja, então vale apena investir em certificações, elas atestam seu conhecimento mesmo para os profissionais com pouca experiência.
Por parte dos selecionadores, seria interessante melhorar a definição dos requisitos da vaga, percebo uma mistura de áreas nos requisitos, estão misturando na mesma oportunidade, infraestrutura, redes, banco de dados, desenvolvimento, e cobrando conhecimento avançado ou domínio em tudo, não ha margem para o profissional se desenvolver na empresa. Em casos assim, um profissional recém formado, terá dificuldade para conseguir emprego.
259 - comentário - 16/08/15 - 20:45:27 - Magdo Godke - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Neste momento de crise as empresas traçam novas estratégias, entender essa visão e apoiá-la com dedicação e profissionalismo na minha opinião são fundamentais neste momento de crise.

Sou gestor da área de tecnologia e a cooperação entre as áreas de negócios para solução de problemas e apoio em novas estratégias e mudança de processos são fundamentais.
dbassocia
259 - Réplica - 17/08/15 - 11:58:51 - Adriano Ribeiro - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Boa tarde Magdo Godke,

Vejo vários comentários como o seu, que me parece de profissionais que estão empregados. O problema da empregabilidade não seria mais para quem está buscando alocação? Seu comentário entre outros, para mim, parece receita de bolo para não perder o emprego. Este tipo de sugestão é a essência de um bom profissional. Como este bom profissional vai se realocar, com tantos "profissionais" que fazem de tudo para não perder seu emprego? Fazer outras atividades que muitas vezes envolvem outra área, não tem problema nenhum aos profissionais que estão de fora do mercado, mas eles precisam saber o que os esperam.
Tenho concluído que o "medo" dos profissionais alocados estão combinando com o momento do país. Azar de quem está de fora, pois está competindo com o medo dos outros.
260 - comentário - 16/08/15 - 23:42:27 - Alexandre Cysne Esteves - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Vejo a crise como uma oportunidade para novos negócios, uma oportunidade para o profissional mostrar para seus gestores o quanto ele pode agregar e ser um diferencial para empresa. Quando um profissional é contrato para trabalhar em uma empresa, ele é avaliado por diversos fatores, um desses fatores é a forma que ele vai ser relacionar com as pessoas, e muitos depois que inicia na empresa, acaba deixando a desejar nesse requisito. Chegar no horário, sair no horário e fazer todo o seu trabalho, e entregas nos prazos negociados e planejados não é um diferencial, até porque esse é um dos objetivos que a empresa espera de qualquer profissional, o profissional precisa estar aberto a novos desafios, e procurar sempre se especializar visando agregar valores para empresa em que trabalha. Em fim, melhore cada vez mais o seu relacionamento profissional e demonstre o quanto está disposto a agregar
261 - comentário - 18/08/15 - 11:22:20 - Adriano Ribeiro - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Tenho 39 anos e 22 de experiência com desenvolvimento de software. Por uma questão natural e circunstancial, minhas realocações no mercado sempre foram naturalmente muito fáceis, principalmente porque eu era o que precisavam e nunca exigi muitas coisas, esperando com muita certeza o reconhecimento pela minha qualidade profissional. Com isso, fui me especializando em manutenção de legados, integrações de sistemas entre outros trabalhos considerados _obra por baixo da terra_ Infelizmente fiquei desatualizado, mas o problema que encontro hoje não é este, sim a falta de respeito e o medo dos novos comandantes de uma área que perdeu em profissionalismo, ganhando uma agilidade que com certeza resultará em legados a serem corrigidos, inclusive em sua concepção. Por enquanto, os inseguros estão confortavelmente colocando toda a culpa na crise do país.
263 - comentário - 22/08/15 - 11:54:10 - Marcio Pelarin - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Tenho vários amigos e conhecidos da área que estão desempregados ou passaram recentemente por recolocação.
Alguns tratavam-se de redução de custos e outros de questões comportamentais.
Noto que o mercado utiliza-se da crise para renovar os profissionais e já não há espaço para somente ótimos técnicos.
Também vejo um Rh despreparado para seleção do bom profissional com script que pede certificados, temos que nos adaptar, os maus profissionais serão notados e eliminados por performance.
O problema desta crise é que ninguém sabe quando e como ela termina. Vejo diariamente empresas com demandas porém sem ânimo para investir, pois, podem contratar e num curto prazo ter que demitir.
Sugiro aos profissionais que fiquem de olho em questões regulamentares que exigirão adaptação de processos e ferramentas (software) já no início de 2016 (Sped) e, portanto, já existem projetos acontecendo.
Hospitalhd
264 - comentário - 26/08/15 - 23:24:17 - Ricardo Alves Santos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Prezados,
Acho que estamos realmente passando uma turbulência, mas independente disso não devemos nos acomodar e sempre buscar novas capacidades. Se tiver possibilidades faça uma Graduação,uma Pós, uma certificação por exemplo, o pessoal do RH adora mesmo que pra você não faça muita diferença, isso faz você largar na frente de outras pessoas. Não se apegue a tecnologias sempre tente aprender alguma coisa a mais. Em tecnologia você nunca vai estar tranquilo quanto a aprendizagem de 5 e 5 anos o mercado muda completamente, e por ultimo aprenda mais um idioma. De todos os pontos o que mas me faz falta hoje e falar um outro idioma, mas estou correndo atrás porque ja perdi muita Oportunidade por conta disso. Agradeço que teve a paciência de ler até aqui e obrigado a APinfo por este convite
265 - comentário - 21/09/15 - 16:23:12 - Alexsandro Oliveira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito na melhoria contínua pessoal e profissional, como muitos colegas já citaram, é imprescindível que continuemos a nos atualizar e a nos certificar, pois a área de TI em que atuamos se torna _regulamentada_ quando alcançamos a certificação, ou seja, a comprovação não somente com o conhecimento, mas junto a experiência. O espaço é pequeno para dissertar sobre os acontecimentos inerentes a situação do mercado atual, por isso, estou compartilhando a atitude que tive que tomar para melhorar as opções.
Fé, esperança e perseverança pra todos!
Página 1 de 1
Pular para a página:
X