O ponto de encontro dos profissionais de informática

APinfo

Você teve aumento de impostos como PJ em 2018 ? Conseguiu repassa-los ?

Convidados : Profissionais PJ cadastrados no site

1 - comentário - 10/01/18 - 10:55:01 - Fabiano Souza - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Meu ISS de Santana de Parnaíba passou de 0,74% para 2% sobre o faturamento. Já sabia disto e fui repassando o aumento ao longo de 2017.
Ainda me lembro dos anos 2000, quando a aliquota era de 0,25%.

Ao longo de todos estes anos a remuneração de quem é PJ, foi reduzida e relação a quem trabalha como CLT e a carga tributária aumentou.
1 - Réplica - 10/01/18 - 11:28:47 - Souza - 177.141.65****

Nos anos 80/90, quando começou esta onda de terceirização, nós eramos chamados de freelancer, ou consultores, ou free. Quem trabalhava como free ganhava mais de 100% acima de quem era CLT. Esta é uma diferença justa, levando-se em consideração os riscos, os prazos mais curtos de alocação, os custos com impostos e a falta de pagamento dos benefícios. O tempo passou e agora a diferença nem chega a 50% do CLT, mas os impostos ...
1 - Réplica - 10/01/18 - 12:12:16 - Ney - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Concordo, é uma forma de evitar o prejuízo... e concordo com o SOUZA... a diferença era de 100%... agora mesmo sendo 50%, muitos ainda são explorados nos contratos ditos FLEX...
2 - comentário - 10/01/18 - 11:00:02 - Mauro Barbosa - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Até 2017, pagava 6% no DAS como optante do simples, como o novo enquadramento, o DAS vai passar para 15,5%.
Estou negociando e vendo outras alternativas, pois não vou conseguir repassar todo este aumento.
GOC
3 - comentário - 10/01/18 - 12:08:49 - Ney - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não existe uma categoria e por isso os profissionais de TI que atuam como PJ dependem da própria capacidade de negociar... que não é das melhores considerando o volume de pessoas novas em busca de colocação e que por necessidade e/ou ingenuidade aceitam trabalhar por pouco e depois vendem vida por horas extras... Quando se negocia já se deve saber quanto do valor negociado é destinado aos impostos e outras taxas e despesas... e sempre, como fazem as empresas (que deveríamos saber que somos como PJ...) ter uma folga para alocar esses aumentos, e mais, na própria negociação deixar claro que os aumentos de impostos deverão ser repassados... da mesma forma como nos contratos que assinamos, as empresas nos fazem responsáveis por hardware, software e dados...
4 - comentário - 10/01/18 - 14:10:19 - magal - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tive não.
5 - comentário - 10/01/18 - 14:50:09 - Carlos Roberto Ferreri - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Pessoal boa tarde!! De 1995 a 2012 (periodo em que atuei como PJ) só vi meus rendimentos liquidos diminuirem por conta da exploração principalmente das Grandes e Medias Consultorias amparadas pela legislalçao a elas favoravel e a ganancia dos empresários. Tanto é que desisti e assim vendo a distancia de vencimentos entre CLT e PJ chegar até a faixa de 50% resolvi deixar minha PJ inativa e voltar a trabalhar como CLT. Agora pelo menos tenho ferias e outros direitos trabalhistas inexistentes ou precarious para o professional que atua como PJ. O que sujiro é a criação de medidas que voltem a incentivar a ativação dessas PJs tais como diminuição dos encargos e impostos atualmente vigentes. Abraços a todos.
5 - Réplica - 11/01/18 - 09:54:27 - Carlos - 177.141.65****

Bem Lembrado Rodolfo.
Empresa inativa é diferente de empresa fechada.
Abrir empresa implica em uma serie de riscos, principalmente tributários.
Quando o contador faz alguma besteira, quem entra pelo cano é você.
Teoricamente todos estes riscos deveriam ser recompensados por uma maior remuneração.
apipesq
5 - Réplica - 10/01/18 - 22:12:13 - Rodolfo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Meu amigo, só uma dica com sua empresa inativa... muito cuidado com os direitos trabalhistas do CLT tendo empresa “aberta” inativa...

Minha esposa ficou desempregada, ela era CLT e barraram o seguro desemprego dela, por ela ser sócia em nossa empresa que tbm estava inativa a uns 5 anos, sem emitir nada e pagando contador, pois eu trabalhava pelo método de cooperativa!!

Resumo da ópera, tivemos que correr muito, muitos documentos e gastos para encerrar a empresa que demorou longos 4 ou 5 meses sem ter esse “DIREITO” que temos como segurança e nos estava sendo negado!!!

Tomara que não aconteça, mas é só um toque caso precise e seja pego de surpresa!!!
6 - comentário - 10/01/18 - 14:58:19 - Paulo Rosa - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sim, minhas alíquotas agora são as seguintes:

ISS: 3% (aumentou, era 2%)
IR: 1,5% (inalterado)
PCC: 4,65% (inalterado)
Trimestral IR: 3,3% sobre o trimestre (inalterado)
Trimestral CLSS: 1,88% (inalterado)

Total mensal: 3% + 4,8% + 4,65% + 1,88% = 14,33% (Um roubo, pois não tenho retorno NENHUM sobre essa valor pago, e só vejo notícias de roubos na adm. pública, um atrás do outro)
7 - comentário - 10/01/18 - 15:07:01 - Andressa - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho há mais de 6 anos como PJ, em uma empresa tinha um ajuste anual de 2 reais por hora trabalhada.
Na empresa que estou hoje, tive ajuste apenas 1 vez de 5%.

Meu Das é de 6% fiquei preocupada ao ver um relato de um colega abaixo, vou me informar mais sobre isso.
8 - comentário - 10/01/18 - 17:49:45 - Armando - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Minha empresa é Ltda, em São Paulo, vou tentar mudar o enquadramento, para ver se reduzo o ISS.
Conheço alguns colegas com empresas no Simples, que terão o DAS reajustado de 6 para 15,5%.
Dureza ...
A mudança no ISS de São Paulo, foi publicada no diário Oficial do Município, no dia 23/12/17.
dbassocia
9 - comentário - 10/01/18 - 18:08:25 - Marilene - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Tenho uma empresa Ltda, pois muitas consultorias restringem a contratação de MEI, ou de quem é optante do Simples Nacional. No meu caso vai ter mudança somente no ISS.
10 - comentário - 10/01/18 - 20:58:50 - Nilton - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Minha empresa é optante pelo simples nacional, em 2018 *ainda* não tive a sensação de mais esta sobrecarga de impostos, mas com certeza terei que replanejar meus custos e consequentemente repassando isso para frente. O problema é que nosso país não vive um bom momento político, financeiro e social (faz tempo) e as empresas _pequenas_ tem que fazer malabarismos para tentar ficar em pé.
11 - comentário - 10/01/18 - 22:00:12 - Clayton Oliveira Souza - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

No meu caso, não afetou essa nova regra.
12 - comentário - 11/01/18 - 08:42:20 - José - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não só não consegui repassar, como tive que fechar minha empresa, pois o aumento tornou inviável o serviço para o cliente e inviável para mim o trabalho.
Hospitalhd
13 - comentário - 11/01/18 - 09:17:01 - Ivo - 189.20.36.****

Estou com essa dúvida sobre a nova tributação também. Meu contador me informou mês passado que eu deveria trocar meu CNAE para CNAE 8211/3-00 (serviços combinados de escritório e apoio administrativo), que seria uma forma de _burlar_ o governo, mas o contador de uma outra pessoa pediu para trocar o CNAE dele para 9511-8/00 REPARAÇÃO E MANUTENÇÃO DE COMPUTADORES E DE EQUIPAMENTOS PERIFÉRICOS. Que é o mesmo que eu tenho. Alguém sabe me dizer qual contador está correto?
13 - Réplica - 11/01/18 - 09:44:44 - Rodrigo - 177.141.65****

É necessário saber exatamente o que sua empresa faz, para poder definir corretamente o CNAE.
Recolher por um código errado, pode gerar pesadas multas no futuro.
As multas vão cair na sua mão e não da do contador, que esta sugerindo que você seja esperto ...
14 - comentário - 11/01/18 - 09:30:36 - GLTDA - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não consegui repassar, o que tornou o contrato um tanto desfavorável. Por isso estou em busca de outras opções melhores ou mais clientes. Senão será desinteressante manter a empresa aberta. Sou uma LTDA - ME, optante pelo SIMPLES. E o contador ja avisou que tempos difíceis virão.
15 - comentário - 11/01/18 - 10:37:17 - Cortez - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

No meu caso , devido ao objetivo constante no contrato da empresa , não estou incluído no SIMPLES , porém com relação a qualquer tipo de aumento de carga tributaria, nunca consegui repassar ao cliente, seja devido a conjuntura do mercado de trabalho, ou qualquer outro tipo de situação . Percebi ao longo dos anos que você tem que fazer com contrato com o melhor valor hora possível, pensando nisto também , pois poderá não ter oportunidade de reajusta-lo para absorver os aumentos de custos que ocorrerem... A titulo de exemplo, fiquei até o final do ano passado(qdo consegui um reajuste mínimo) por longos 4 anos sem qualquer tipo de correção/reajuste...
GOC
16 - comentário - 11/01/18 - 10:58:21 - Jason Bonatelli - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Uma vez incluído no SIMPLES acredito que a mudança tenha sido com pouca diferença, mas para quem está em outro regime será bem complicado, agora com a reforma trabalhista tudo fica muito obscuro para todo mundo. Infelizmente vivemos em um País que a carga tributária acaba com a renda de qualquer micro empresa, micro empresário ou trabalhador PJ
17 - comentário - 11/01/18 - 11:30:13 - Flavio Rodrigues de Souza - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Apesar de ainda ter minha empresa aberta, acredito que a tributação (como um todo no Brasil) seja desfavorável (para não falar abusiva), fazendo com que quem opte por prestação de serviços seja obrigado a operar milagres (além dos que já somos obrigados por trabalhar com TI).

Já faz alguns anos que optei pelo modelo CLT e acredito que devo manter esta postura por algum tempo.

Mas para quem possui seu próprio negócio, opte sempre por um contador de qualidade. A legislação muda com frequencia e existem brechas legais que um profissional qualificado pode achar para minimizar / repassar custos.
18 - comentário - 11/01/18 - 13:08:25 - Fabricio Braga - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Tive aumento, mas não consegui repassar.
18 - Réplica - 11/01/18 - 14:39:10 - Rodrigo Soares - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito que se nos da área de TI for acompanhar a inflação nossos preços irão subir muito, já os impostos também, repassa-los é uma tarefa que exige argumentos bem definidos uma vez que muitos empresários são jovens sem experiência, o que de fato atrapalha muito. Espero que esse ano melhore apenas 4% já salvaria metade do País.
Hospitalhd
19 - comentário - 11/01/18 - 14:43:05 - Ely Perez - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Boa tarde,

Consegui sim repassar o meu aumento de impostos para os clientes.
Atualmente eu mantenho uma relação muito saudável com muita confiabilidade.
Isso é fruto de um trabalho de anos realizados nos clientes sempre com honestidade
e clareza das minhas atividades.
Existe um conceito chamado “Mensch” que eu procuro aplicar sempre no meu dia-a-dia,
e isso me traz muito resultado.

Um abraço à todos.

Ely
20 - comentário - 11/01/18 - 15:40:46 - Carlos Cruz - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tive esta necessidade ainda, minha empresa é SIMPLES e meu contrato pequeno.
21 - comentário - 11/01/18 - 15:44:44 - Hebert Santos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em 2017 deixei de ser PJ, voltei a vida de CLT e encerrei a minha empresa.
22 - comentário - 11/01/18 - 18:36:22 - Carlos Barbosa - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em 2016 deixei de _ser_ PJ. Encerrei em 2017 a empresa, enquadrada com Simples. Com as novas alterações das leis trabalhistas, é necessário reavaliar as formas de prestação de serviços.
dbassocia
23 - comentário - 11/01/18 - 20:59:59 - Bob - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Na maioria das empresas consigo repassar um parte dos aumentos ( imposto, inflação) mas nem sempre é possível.
24 - comentário - 12/01/18 - 11:37:04 - Luis Matias - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tive aumento de impostos em 2018.
25 - comentário - 12/01/18 - 11:38:17 - Sidney - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tive aumento de impostos em 2018.
26 - comentário - 12/01/18 - 11:44:39 - Vinicius - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Estou em busca de recolocação e será muito se conseguir o valor hora antigo, independente das taxas.
GOC
27 - comentário - 12/01/18 - 11:45:49 - marcio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não. E ainda tive redução de salário.
28 - comentário - 12/01/18 - 11:49:10 - Marcela - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Para quem tem empresa Ltda em Poa, Barueri, Santana de Parnaíba, e etc, o ISS aumentou para 2% do faturamento. No passado este valor já chegou a ser de 0,24%.
Em 2017, já tinha repassado este valor para meus clientes.
29 - comentário - 12/01/18 - 11:51:57 - Everaldo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Estou como CLT a 6 anos, PJ têm que ser uma pessoa bem controlada financeiramente, tudo na ponta do lápis.
Só existe encargos como CLT e reposição da inflação em 2007_PJ_ eu ganhava o dobro, mesmo tirando encargos do que ganho em 2018_CLT_.
30 - comentário - 12/01/18 - 11:55:53 - Renan - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

No meu caso, eu tenho uma empresa Ltda no município de São Paulo, pago 5% de ISS, mas com a nova lei que saiu no final de Dezembro, vou ver se é possível mudar o enquadramento, para pagar 2,9%.
apipesq
31 - comentário - 12/01/18 - 11:59:21 - Paulo Alves - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tive notícias de aumento de impostos em 2018, ainda, porém consegui efetuar um contrato de prestação de serviços com meu cliente que garante que os valores impostos sejam informados (demonstrados) de forma destacada do valor do serviço prestado, portanto em caso de aumento o meu contrato garante o reembolso total.
É fundamental o profissional ter conhecimento da carga tributária para que na formulação do contrato de trabalho o repasse dos impostos estejam incluídos, seja de modo explícito ou não. As mudanças de legislação podem tornar um projeto deficitário se o profissional não se preparar para estas eventuais _surpresas_. É importante também contar com uma assistência contábil e jurídica de confiança, muitos profissionais optam por economizar na contratação deste profissional, mas no momento que precisar de apoio não há valor melhor investido que em uma boa consultoria.
32 - comentário - 12/01/18 - 14:18:46 - Luciano - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Até no meio de 2017 era PJ (Simples Nacional), que por sinal muito melhor que CLT, pagava bem menos impostos, porém tive que mudar para CLT devido as normas da empresa.

As empresas estão optando pela modalidade CLT, esta cada vez mais restrito a forma de contratação PJ.
33 - comentário - 12/01/18 - 15:23:20 - Renato Torres - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Vi algumas matérias a respeito do reajuste do enquadramento para o Simples Nacional, mas ainda não cheguei a emitir nf de serviços e também não fui notificado, creio que não serei afetado.
34 - comentário - 13/01/18 - 10:41:12 - ROBERTO ANASTACIO SIZENANDO SA - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sim, não tem como repassar, o aumento foi somente para mim e há muita competitividade, correr o risco de perder o cliente, não.
Isso também esta acontecendo quando estou montando os equipamentos, repasso o valor original para o cliente e cobro apenas mão de obra com valor fixo.
Pecados
35 - comentário - 15/01/18 - 08:46:17 - JOSEMAR SANTOS - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não consegui repassar
36 - comentário - 15/01/18 - 09:18:18 - Renan Domingues da Cruz - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não trabalho como PJ há alguns anos, portanto não tenho condições de comentar sobre esse aumento específico da carga tributária, mas o fato é que anualmente todos nós (PJ ou CLT) pagamos cada vez mais impostos e temos muito pouco em troca. Felizmente o artifício de contratar como PJ, simulando uma relação empresarial que na verdade não existe, está diminuindo na nossa área.
37 - comentário - 15/01/18 - 09:40:09 - Fernando duarte - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Bom dia, Ja há algum tempo não tenho pj.
38 - comentário - 15/01/18 - 10:24:43 - Eliel - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sem condições de comentar, pois não tenho trabalhado como PJ nos últimos 7 anos.
Pecados
39 - comentário - 15/01/18 - 10:36:46 - Araujo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Estou atuando como MEI. Portanto, sem repasse.
40 - comentário - 15/01/18 - 11:44:33 - Pedro Henrique Priuli - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sim, mas será descontado a partir de fevereiro de 2018
40 - Réplica - 15/01/18 - 11:48:46 - Pedro Henrique Priuli - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Se vou conseguir repassa-lo, não sei, provavelmente não!
41 - comentário - 15/01/18 - 13:59:10 - Elias - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Estou atuando como MEI, ainda não sofri nenhum aumento.
API
42 - comentário - 15/01/18 - 21:26:45 - Silvio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Tive almento, mas não repassei ainda, talvez mais para frente seja possivel.
43 - comentário - 16/01/18 - 01:37:43 - Dennys - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sou MEI no momento e não sofri nenhum aumento por enquanto.
44 - comentário - 16/01/18 - 11:37:15 - Wiliam - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sou participante do simples nacional, iria ocorrer o aumento, porém consegui reverter adicionando novos cnaes a minha empresa.
45 - comentário - 16/01/18 - 11:38:36 - Allan Fabian - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sem condições de comentar, pois não tenho trabalhado como PJ nos últimos 2 anos.
GOC
46 - comentário - 16/01/18 - 11:47:07 - Amarildo Rossi Papa - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

No momento não estou como PJ (ha 4 anos).
47 - comentário - 16/01/18 - 11:49:23 - Ronaldo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Olá interessante a pergunta, não foi possível repassar para o cliente e ainda o cliente está pedindo diminuição do valor hora.
48 - comentário - 16/01/18 - 12:24:14 - Leonardo Nascimento - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sou PJ (Simples Nacional) e não tive aumento. Para não correr riscos, só precisei fazer um ajuste na descrição dos serviços, conforme orientação da minha Contabilidade.
48 - Réplica - 16/01/18 - 12:31:06 - Juarez - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sim tive e para me manter completamente aderente e de acordo com as alterações, minha carga tributária dobrou.
Hospitalhd
49 - comentário - 16/01/18 - 13:15:59 - Alex Mesquita Zednik - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Olá,

Minha empresa é limitada individual, não sofreu qualquer alteração nos impostos.
50 - comentário - 16/01/18 - 14:16:16 - Paulo Roberto Tinel - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não trabalhei como PJ no período.
51 - comentário - 16/01/18 - 14:34:25 - Fábio Fonseca - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em 2018, não sofri aumento de carga tributária e também não obtive reajuste do meu valor/hora. Ou seja, fiquei no _0 x 0_.
51 - Réplica - 16/01/18 - 20:31:33 - Romeu - 177.141.65****

Na prática você saiu perdendo, todos os seus custos aumentaram, teve inflação e etc.
dbassocia
52 - comentário - 16/01/18 - 18:24:24 - fabio Tomaz - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Até o momento não tive aumento de carga tributária e estou no regime Ltda ainda, mas estarei em breve migrando para o regime simplificado.
52 - Réplica - 23/01/18 - 22:11:33 - Michel - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Você sabe que a mudança para o Simples só pode ser solicitada no mês de Janeiro, certo?
53 - comentário - 16/01/18 - 20:09:09 - Luis Fernando - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em 2018, também não sofri aumento de carga tributária pelo tipo de serviço prestado, mas também não obtive reajuste do meu valor/hora. E também fiquei no 0 x 0.
54 - comentário - 17/01/18 - 09:30:24 - Reinaldo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tive aumento porque não tenho empresa constituída na cidade de SP. e o prefake doria disse que _Na informática, tínhamos diferentes alíquotas para os cerca de dez serviços prestados. Alíquotas de 2%, de 3% e de 5%_, afirma.

A taxa a ser cobrada é de 2,9% do valor do faturamento da nota. Serviços de hospedagem de dados também serão tarifados, assim como a criação de programas de computador. Segundo o prefeito novato completa ainda dizendo que objetivo são as empresas pagar menos porque padronizou a taxa. Acredito que com isso os maiores beneficiados além claro do governo local, sãos as empresas de serviço tais como netflix, uber, etc que constituem sedes neste município.
GOC
55 - comentário - 17/01/18 - 13:42:43 - Marcos Amorim - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O ISS subiu para 2% mas não tem como repassar, pois minha taxa continua a mesma
56 - comentário - 17/01/18 - 18:47:24 - Marco Antonio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acabei de passar de PJ para Clt, porém o contador disse que ira aumentar, mas está confuso ainda. Acredito que teremos está resposta no próximo mês_ mas haverá aumento.
57 - comentário - 18/01/18 - 10:45:20 - Rafael - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sim, devido ao faturamento ter crescido, nossa alíquota do Simples Nacional ficou maior.
Não tivemos alteração da alíquota de ISS.
58 - comentário - 18/01/18 - 11:03:25 - Márcio Sacco Martins - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não estou mais trabalhando como PJ desde 2012
apipesq
59 - comentário - 18/01/18 - 11:21:26 - Claudio Alexandre de Azevedo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não estou trabalhando como PJ atualmente
60 - comentário - 18/01/18 - 16:05:25 - Dalisio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sim, esse ano o imposto praticamente dobrou. Saltou de 8,21% para 16,60%.

Como o pagamento é sempre referente ao mês anterior, essa nova cobrança será iniciada em fevereiro de 2018. Não consegui repassar, então vou ter que arcar com o prejuízo...

Esta nova lei é bem confusa, preciso parar para estudá-la e ver se existe uma forma de não ter que pagar tanto imposto assim.
61 - comentário - 18/01/18 - 18:29:00 - Edgar - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O aumento foi indireto, através do aumento de custos.
62 - comentário - 18/01/18 - 20:34:33 - Fernando Felicissimo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Ola a todos nao conseguir repassar mas certamente e algo que precisa ser analisado muito bem na hora do contrato de trabalho.
dbassocia
63 - comentário - 18/01/18 - 21:09:50 - Marcelo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sim, tive aumento! De 6% para 15,5% que não consegui repassar mas acredito que algo será analisado pela diretoria da empresa sobre essa questão.
64 - comentário - 19/01/18 - 09:49:55 - Javier Garcia - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O aumento não posso repassar até a renovação do contrato, ou aplicar em contratos novos.
65 - comentário - 19/01/18 - 10:31:48 - Diego Doi - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tive aumento de impostos como PJ em 2017, e até o prezado momento não tive em 2018.
66 - comentário - 19/01/18 - 10:59:38 - Adilson de Castro - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tive aumento de impostos na minha região Sumaré-SP
Hospitalhd
67 - comentário - 19/01/18 - 12:26:07 - Roberto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tive aumento de impostos.
68 - comentário - 19/01/18 - 13:37:37 - Robson - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tive aumento
69 - comentário - 19/01/18 - 21:27:35 - Sergio R. - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sim, houve aumento de impostos para empresas que se enquadram na categoria Simples na Cidade de São Paulo. Não houve possibilidade de repasse destes custos para a empresa contratante.
70 - comentário - 19/01/18 - 23:11:41 - Eduardo A. - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tive, e não foi necessário.
GOC
72 - comentário - 20/01/18 - 09:46:06 - Joaquim - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Tive aumento no ISS mas consegui repassar.

Fica a dica de quem já é um Dino : Coloquem no contrato que qualquer variação de impostos sera repassada no preço.

O Brasil é um país muito instável, já passei por poucas e boas e aprendi ...
73 - comentário - 22/01/18 - 09:50:24 - Lucas Rocco - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Olá pessoal! Tenho orgulho de ser convidado pela apinfo. Sempre foi focal na busca por novos projetos e oportunidades. Os novos sites de vagas tentam, mas perdem pra forma honesta que a apinfo apresenta as vagas a quem precisa.
Bom, não sou patrocinado pela apinfo, mas foram tantas oportunidades que consegui que me considero patrocinado _).

Sobre o assunto, trago um link importante e informativo sobre as mudanças pra quem está no simples nacional. Nele https://www.contabilizei.com.br/contabilidade-online/novo-simples-nacional/
Mostra tudo o que mudou nos anexos, impostos e alíquotas.

Pra mim, algumas das atividades que uso sofreram aumento de 2 para 3%.
74 - comentário - 22/01/18 - 10:13:02 - Raul Gonçalves Branco Junior - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Felizmente, ou infelizmente, estou trabalhando no regime CLT. A palavra infelizmente não é desprezando a oportunidade que estou tendo, mais pela diferença hoje de trabalhar CLT com um valor muito abaixo do mercado pelo motivo da crise, e as empresas abusando desta crise e deixando os preços lá embaixo.
75 - comentário - 22/01/18 - 10:54:02 - Luciano - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Olá Pessoal,

Eu não tive aumento da alicota de impostos pelo Simples pois estou emitindo a NF dizendo que não realizo serviços de cunho intelectual. Infelizmente se tivesse um aumento de impostos não teria como repassar para meu cliente. Sei que não estou fazendo o correto, pois presto serviço de consultoria e a Nota Fiscal sai como suporte técnico, mas acho a alicota muito alta (20%).

CNAE: 6209-1/00 Suporte técnico, manutenção e outros serviços em tecnologia da informação

Item: 01.07 Suporte técnico em informática, inclusive instalação, configuração e manutenção de programas de computação e bancos de dados.

Obriigado à equipe APINFO pelo convite e pela oportunidade de expor minha opinião.
Hospitalhd
75 - Réplica - 22/01/18 - 14:26:19 - Fernando - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

95% das pessoas estão fazendo isso segundo o meu contador, eu me incluo nesse 95%.
76 - comentário - 22/01/18 - 11:03:58 - Renato Davi Neto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Senhores, bom dia. No atual momento não atuo mais como PJ. No entanto tenho acompanhado o mercado bem como a carga tributária e não percebi alterações significativas. Acredito e recomendo que na proposta das horas seja embutidas além dos custos com impostos seja repassados o que chamo de _custo operacionais_, que seria o custo que dispendemos para ir trabalhar considerando que não teremos benefício algum, isso deve ser repassado com certeza. Portanto como temos aumentos constantes em itens como transporte e alimentação por exemplo as horas devem ser reajustadas de forma a absorvê-los. No entanto se isso acontecer após a contratação ou depois de um tempo de serviço, acho difícil e improvável que a consultoria e/ou cliente aceite os reajustes.
77 - comentário - 22/01/18 - 12:04:26 - Claudiney Marinho - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

No final do ano passado, tive aumento de impostos na faixa de 2%_ Não consegui repassar aos meus clientes atuais. A grande dificuldade é do cliente aceitar esse repasse, até mesmo porque os custos tem aumentado para os 2 lados. Infelizmente na situação atual do país, ou você aceita, ou perde o cliente.
78 - comentário - 22/01/18 - 12:52:05 - Roberto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

No ano passado tbm tuve aumento nos impostos porém não pude repassar sob o risco de ficar sem trabalhos não só oela consultoria mas tbm por colegas de profissão que se deixam levar oela pechincha no valor hora.
dbassocia
79 - comentário - 22/01/18 - 13:13:24 - Osvaldo Castro - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Tive o aumento nos impostos que realmente dora acima do esperado, não tive como repassar para os cliente devido acordo de valor já terem sido fixados para o ano. para manter a lista de clientes tive que arcar com o valor.
80 - comentário - 22/01/18 - 14:24:20 - Fernando - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O meu cliente não aceitou o repasse do valor de 6% para 16%, tive que incluir um novo código da prefeitura para _burlar_ esse aumento.
80 - Réplica - 31/01/18 - 18:39:10 - Marcos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Qual código?
81 - comentário - 22/01/18 - 14:39:00 - Douglas Costa Dias - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Tive o aumento em 2018 e não foi possível repassar ao cliente por ter o valor fixado no contrato.
Porém, aumentei meu pro-labore e tive que recolher mais de IRRF e INSS, mantendo o valor da nota em 6%, em geral, tive um aumento de 10% (Nota + outros impostos).
GOC
82 - comentário - 22/01/18 - 16:11:04 - Rogério - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Por ser MEI não tive problemas com repasses e ainda tivemos aumento do limite no valor de faturamento anual.
83 - comentário - 23/01/18 - 09:35:17 - Francesco G. Kato - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Estou utilizando empresa MEI, com isso não tive problemas ainda de aumento de impostos.
84 - comentário - 23/01/18 - 20:52:09 - Clertis Liboni - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Meu CNAE ainda é de atividade não intelectual e não influenciou no aumento de impostos.
Mas eu acho que essa nova regulamentação do Simples Nacional aumentou os impostos da grande maioria dos profissionais de TI que trabalham apenas para sua empresa.
Não fiquei a favor da mudança.
Como um profissional de TI que trabalha apenas para si pode pagar um imposto de 15,5% ?
85 - comentário - 23/01/18 - 23:01:17 - Monica Mancini - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não consegui repassar o valor dos impostos como PJ. Está cada vez mais dificil trabalhar dessa maneira, pois o profissional só perde, Não tem garantia de nada e além disso paga muito imposto para o governo.
apipesq
85 - Réplica - 29/01/18 - 13:16:14 - Fabio Luis Rodrigues - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sim as vagas são para CLT sempre.
Se vc encontrar uma de PJ barganhe pois o contratante sabe que está no lucro e quer te fazer de idiota.
Não vale a pena ser PJ se não receber ao menos R$ 8.000,00. O problema é que vemos vagas de CLT a R$ 4000,00 o que por traz a empresa paga mais R$ 4000 ao governo em tributos e benefícios ao funcionário.
85 - Réplica - 24/01/18 - 01:09:11 - Elvis Fernandes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tive aumento de impostos como PJ em 2018.
86 - comentário - 24/01/18 - 10:22:43 - fernando - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Eu tive um aumento de 6% para 15,5% no mês de janeiro e consegui ter de volta os 6% a partir do mês de fevereiro por conta de adição de cnae e iss.
86 - Réplica - 31/01/18 - 18:37:48 - Marcos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Qual CNAE está utilizando? Atividades administrativas?
Pecados
87 - comentário - 24/01/18 - 10:25:55 - Norma Simiao - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em 2018 estou sentindo que houve uma queda em contratação como CLT, e as oportunidades como PJ cresceram em razão das alterações nas leis trabalhistas, mas não estou conseguindo repassar os novos custos de PJ e ja perdi oportunidade em razao disso.
87 - Réplica - 29/01/18 - 13:13:00 - Fabio Luis Rodrigues - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Me informe que empresas são estas pois eu não as acho em lugar algum.
O que vigora é a teimosia das empresas em contratar pela CLT.
Nem todos querem dar 60% do que ganha ao governo.
88 - comentário - 24/01/18 - 11:15:55 - Elias - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Para 2018 vou ficar no 6% mais acredito que em 2019 vou passar para % 8,21
89 - comentário - 24/01/18 - 12:00:38 - Jonatha - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Faço parte de um grupo e não tenho empresa apenas no meu nome, sendo assim a contabilidade conseguiu de alguma forma que não aumentassem os encargos, pelo menos não tanto como deveria, ainda não gerei nota referente a Janeiro de 2018, sendo assim não sei quanto de aumento vai ter nos encargos em situações de pessoas como eu que está em um grupo, poderia contribuir melhor para a pesquisa após gerar a minha primeira nota de 2018.

Mas conforme simulado junto a contabilidade, meus encargos subiriam em media de 6% para 8,25% se tivesse empresa independente com um sócio, sendo esta uma empresa Limitada optante pelo Simples nacional.
API
90 - comentário - 24/01/18 - 12:17:25 - Alam Izaguirre - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O aumento da carga tributária é repassada ao consumidor final independente do setor ou atividade. As empresas que fizeram o repasse, estão aceitando o aumento do valor hora do profissional PJ.
É importante que o profissional se adequar a nova realidade brasileira e perceber que o aumento do ISS é somente uma migalha do conjunto de tributos. O custo para trabalhar aumentou. Transporte, alimentação etc., está tudo mais caro. O profissional deve se valer de sua qualidade e fazer o repasse, se não chegará ao ponto de pagar para trabalhar (sendo extremista).. rss
91 - comentário - 24/01/18 - 13:09:02 - Eraldo Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Com as novidades nos anexos do Simples Nacional, houve inevitavelmente um aumento de impostos a serem pagos por nós, e como não podemos ficar no prejuízo o repasse ocorreu imediatamente para os novos contratos, e os contratos já em vigor, terão uma pequena alta no próximo reajuste.
92 - comentário - 24/01/18 - 21:10:23 - Franccesco - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

DAS, IRRF, GPS tudo aumentou. O pro-labore tem que atender a regra dos 28% do faturamento para manter a aliquota dos 6% ou passaria para os 18% da nota. A consultoria não repassou ao cliente, ao contrário, devido a _crise_ reduziram para não perder, logo permanecemos com o que tínhamos desde 2015, porém, pagando mais.
92 - Réplica - 01/02/18 - 06:20:07 - Andre Vacari - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Olá Francesco. Em nossa empresa o DAS não aumentou. Nossas alíquotas foram mantidas para as atividades exercidas e não entramos na regra dos 28%. Sugiro que verifique a questão da regra do fator “r” para a suas Atividades que eram 6% (cunho não intelectual).
O GPS não aumentou, o que aumentou foi o salário mínimo mas a alíquota permaneceu a mesma.

Espero ter ajudado.
Abraços,
GOC
93 - comentário - 29/01/18 - 11:22:29 - Almir Farias Rivas Junior - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sim, tive aumento e não consegui repassar.
94 - comentário - 29/01/18 - 13:10:58 - Fabio Luis Rodrigues - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Infelizmente não pude checar isso ainda pois após os 13 anos de desgoverno comunista no país minha empresa ficou sem clientes e estou sobrevivendo de várias formas.
Gostaria de me informar sobre as mudanças pois pretendo ativar minha empresa este ano.
95 - comentário - 29/01/18 - 13:35:33 - Daniel - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Olá, vemos atualmente não só aumento de imposto, também vemos aumento no combustível e alimentação.
Não houve repasse pelas empresas tampouco nas contratações.
Com a mudança nas leis trabalhistas e melharias nas telecomunicações, vejo como uma saída o teletrabalho senão total, mas pelo menos 3 vezes por semana. No ramo de programação é totalmente viável e também ajudaria as contratantes no quesito adequação da remuneração.
Grande abraço a todos!
96 - comentário - 29/01/18 - 14:26:38 - Rafael Cabral - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sim, houve aumento e não consegui repassar.
Hospitalhd
97 - comentário - 29/01/18 - 14:37:59 - Cleiton - 191.7.21.2****

Bom eu não tive reajuste pois o código que utilizo na NF não teve alteração uma vez que vários PJs aqui da empresa tiveram que alterar por causa do e-social porém como vários mencionaram aqui tivemos aumento em outras áreas que impactam diretamente no ganho mensal
98 - comentário - 29/01/18 - 20:39:20 - LUIZ - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tive aumento de impostos.
99 - comentário - 29/01/18 - 20:46:26 - Roberto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tive nenhum aumento de imposto ate agora. Minha empresa esta enquadrada no Simples Nacional e a alíquota e a mesma a vários anos.

Caso houve aumento, acho difícil repassar as empresas contratantes, assim como qualquer outro custo que aumente dentro do contrato vigente.
100 - comentário - 30/01/18 - 11:53:58 - MARIA EDLEUZA FILHA MARQUES - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Nao tive aumento nos impostos até agora, porém em nenhuma ocasião o aumento dos impostos foi repassado para a Empresa.
dbassocia
102 - comentário - 30/01/18 - 11:58:22 - David - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tive aumento nos impostos até o momento
103 - comentário - 30/01/18 - 12:24:04 - Alex Jordão - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tive aumento de impostos para 2018, o que tive foi uma grata surpresa, que com mudanças na legislação brasileira, alguns serviços que antes não estavam enquadrados na alíquota reduzida passaram a estar, e, com isso tive redução para os impostos federais.
104 - comentário - 30/01/18 - 12:32:41 - FLAVIO FERNANDES - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Minha empresa é nova (de Jan18) porém já me deparei com a mudança do CNAE para minha prestação de serviços, que poderia alterar a minha alíquota de imposto - acredito que ela será impactada sim, um dia.
105 - comentário - 30/01/18 - 12:33:53 - Mateus - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

. sim, sofri ajustes e não consegui repassá-los, pois meu contrato havia sido renovado recentemente.
GOC
106 - comentário - 30/01/18 - 12:35:05 - Felipe - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tive reajustes para 2018 (ainda).
107 - comentário - 30/01/18 - 13:12:57 - Mateus Fink - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tive aumentos e não precisei repassálos
108 - comentário - 30/01/18 - 13:23:43 - Junior Gardel Araujo Carvalho - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Pelos novos cálculos, acredito que meus impostos aumentarão em ± 1,5%.
Não conseguirei repassar.
109 - comentário - 30/01/18 - 13:41:44 - James - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Evidentemente que não conseguirei repassar, terei de arcar com mais essa.
apipesq
110 - comentário - 30/01/18 - 15:05:45 - HenriqueS - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tive nenhum aumento!
111 - comentário - 30/01/18 - 15:20:04 - Norberto Fernandes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Obrigado pelo convite a este Fórum.
Nao, eu não consegui sequer repassar a inflação do período, nem mesmo o aumento nos impostos para 2018.

No Brasil, ser consultor, ser PJ, é sinônimo de ser _funcionário extra_ de seu cliente, não tendo direito a aumentar o custo, ou mesmo qualquer justificativa. Uma pena. Obrigado.
112 - comentário - 30/01/18 - 16:41:05 - Ricardo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O ISS passou de 2% para 5%, e no momento, não tenho como repassar este aumento para o cliente.
115 - comentário - 31/01/18 - 18:37:14 - Renan Rattis Lima - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tive aumentos e nem precisei repassá-los
dbassocia
116 - comentário - 01/02/18 - 06:03:55 - Andre Vacari - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tive aumento de impostos. Na realidade pelos cálculos tive pequena redução de 0,14%.Porém a complexidade nos cálculos não compensa a diferença.
Não precisei repassar..
117 - comentário - 01/02/18 - 09:55:51 - Ederson - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Devido as mudanças no cálculo do Simples Nacional houve um aumento de impostos, porém não foi possível repassar essa diferença de tributação.
118 - comentário - 01/02/18 - 11:48:23 - Edgard Santos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Tive aumento de impostos pelo Simples Nacional 2018 e não consegui repassar esse custo para o cliente.
119 - comentário - 01/02/18 - 12:31:44 - Maycon ALVES - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Infelizmente sofremos esse aumento e nunca conseguimos repassar para nossos clientes, viva o Brasil e nosso governantes de mer.......
Hospitalhd
120 - comentário - 01/02/18 - 13:07:16 - Marcelo da Silva Campos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Infelizmente vivemos em nosso país igual na época da idade média, cuja fonte de renda é basicamente a arrecadação de impostos. Alguém precisa bancar a máquina pública. Se eu repassar para meus clientes este aumento, corro riscos de ter meus contratos encerrados, pois também já foram prejudicados pela enorme gama de produtos e serviços com reajustes.
120 - Réplica - 05/02/18 - 13:21:53 - Rodrigo - 201.35.225****

Quem dera fosse igual a idade média, pelo menos em relação aos impostos, estaríamos pagando bem menos do que hoje...
121 - comentário - 02/02/18 - 04:48:58 - Alencar - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não existe à situação de repassar qualquer aumento de impostos!
Infelizmente as empresas só negociam salários se você tiver outra proposta de emprego!
122 - comentário - 02/02/18 - 10:39:24 - Antonio Luís Amadeu - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Eu não tive aumento de impostos, porém, sou a favor da redução dos mesmos como medida de apoio ao crescimento da economia.
A Argentina fez isso, o Trump fez e percebemos quase que um efeito imediato na economia desses Países.
Menos estado, menos imposto, essa é a derradeira solução para os problemas da crise no Brasil.
Com certeza se eu pagar menos impostos, irei reduzir meus preços.
GOC
123 - comentário - 05/02/18 - 09:35:01 - Leonardo Lima da Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sim, tive aumento. O meu ISS passou de 2% em 2017 para 4% em 2018. Minha empresa já estava fora do Simples, por uma _cagada_ do meu contador no passado. Então eu já estava pagando um pouco mais. Por enquanto, sem mais aumentos.
Não consegui repassar o aumento, pois o meu contrato só é reajustado a cada 2 anos. Então terei que absorver esse aumento sozinho.
124 - comentário - 05/02/18 - 10:01:25 - Leandro - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sim, meu ISS municipal dobrou de 2% para 4%. Além disso, como sou residente em um municipio e presto serviço em outro, por alguns meses fui bitributado.
É um absurdo que você tenha que fazer uma solicitação para não ser bitributado.

Ainda ñ consegui repassar o aumento, mas pretendo fazer isso em agosto, quando terei nova negociação (isso se for prorrogar o contrato, claro. kkkkkkkkkkk)
125 - comentário - 05/02/18 - 10:07:05 - Eduardo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sim. Assim como quase todos eu também amarguei esse aumento, que fora o ISS da localização da minha empresa, me tributaram em 5% por prestar serviços em SP. Um absurdo isso. Os municípios aumentarem suas receitas conosco, que usamos a PJ como forma de enfrentarmos o desemprego e o mercado de trabalho cada vez voltado aos _juniores_.
126 - comentário - 05/02/18 - 13:37:25 - Cleber Galvão - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Por conta desta e de outros problemas, acabei virando CLT Full. Quando era PJ e acontecia estes tipos de mudança ou até mesmo na renegociação do contrato, nunca conseguia repassar integralmente o reajuste para o cliente. Lembro de um ano em que o IGP-M ficou em 11% e só conseguir repasse 6%.
Com esta crise, quem tem o poder de negociação, no caso os clientes, _espremem_ os fornecedores que para não fechar as portas, precisam aceitar e trabalhar com margem super reduzida.
Hospitalhd
126 - Réplica - 05/02/18 - 15:15:16 - Rodrigo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Cleber, e como CLT tu consegue aumento de 11% em um ano?
A crise é para todos, e os nossos clientes são fornecedores dos clientes deles.
Acho que cabe a cada profissional sempre melhorar, estudar, investir em si próprio, assim fica mais difícil ser "espremido". Eu sempre recomendo aos novatos aprender inglês, participar de projetos open source, ganhar exposição fora do Brasil. Uma vez que tu abre essa porta, tu não fica preso na economia do Brasil, preso nas vontades dos nossos governantes parasitas. Se a coisa tá ruim aqui, tu procura um cliente na Austrália, África do Sul, EUA, etc. E ainda ganha em moeda forte. Quanto mais opções tu tiver, menos "espremido" tu vai ficar. Felizmente TI permite essa atuação global. Boa sorte!!
127 - comentário - 05/02/18 - 14:40:09 - Rodrigo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Durante todo tempo que trabalhei como PJ, nunca consegui repassar todos os aumentos nos meus custos para os clientes. No máximo consegui reajustar meu contrato pela inflação.
O que realmente melhorou minha situação, e recomendo para todos, foi sair de PJ e abrir uma empresa no exterior, em algum país sério e com impostos mais baixos. Minha empresa hoje está em um país que adora empreendedores (ao contrário do Brasil) e me cobra 0% de impostos. Meu custo total fica em torno de 3 mil reais por ano, o que incluí a licença anual da empresa mais a contabilidade. Fora isso, só pago imposto para o Brasil quando minha empresa paga dividendos, ou seja, transfere pra minha conta PF (15%). Vale muito a pena!
Pode ser difícil convencer um cliente brasileiro a fazer um contrato com uma empresa estrangeira, mas depois de explicar que não tem nada de errado, fica bom para os dois lados!
128 - comentário - 05/02/18 - 17:17:51 - Ricardo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sim, o ISS aumentou, sempre tive empresa no interior, onde moro, e não consigo repassar essa nova carga tributária. Lamentável.
129 - comentário - 06/02/18 - 10:11:56 - Ingrid - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sim, O ISS aumentou e nunca consegui repassar para o cliente esse valor. Mais uma vez o PJ está perdendo. Lamentável.
dbassocia
130 - comentário - 06/02/18 - 10:16:45 - Marcos Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

a carga de impostos, se manteve a mesma dos anos anteriores. E minha margem de reajuste não foi a ideal.
131 - comentário - 06/02/18 - 10:18:23 - Romero - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Isso é uma vergonha, pagamos impostos sobre impostos. Eu trabalho de casa, já pago IPTU, impostos sobre gás, água e energia e, ainda tenho que pagar imposto para efetuar meu trabalho, dentro de minha própria casa.
E, a mídia publica noticiários dizendo que as empresas devem dar oportunidades para jovens. Me diz então, como dar oportunidade? Em um senário onde os clientes estão reduzindo as demandas. Temos que pegar altos volumes de serviços porem, com baixa lucratividade.
132 - comentário - 06/02/18 - 10:20:01 - Davi - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Neste ano não estou atuando como PJ, então, não posso opinar para 2018. Mas, nos anos anteriores, eu não conseguia repassar integralmente os aumentos de impostos, não.
133 - comentário - 06/02/18 - 11:12:58 - Robespierre B. Gonçalves - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito que sempre foi uma corrida de gato e rato (ou leão e PJs). Sou do Rio e por muito tempo usei uma empresa no interior, atrás de um menos ISS (com lucro presumido na época). Depois, quando apareceu o risco de bitributação (ISS no interior e na capital, devido a novas diretrizes no Rio), fechei lá e abri aqui no RIo como Simples,conseguindo reduzir bem o imposto, embora algumas consultorias não aceitem o Simples. Nunca consegui renegociar o repasse desse imposto. A saída sempre foi mudar de projeto. Infelizmente, hoje em dia, até isso ficou difícil, os projetos aqui ficaram escassos, pagam pouco, pedem um milhão de certificações, com trabalho dobrado, em um período curto de projeto. Para melhorar um pouco isso, pode ser uma saída juntar 3 ou mais consultores em uma única PJ, para reduzir, pelo menos o custo do contador.
apipesq
134 - comentário - 06/02/18 - 11:19:46 - Paulo Cunha - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Como empresa realizamos alteração para Simples Nacional em 2017 para minimizar os impactos dos impostos e assim refletir em viabilidade nas propostas comerciais. Até o momento estamos trabalhando assim, mas a expectativa é que 2018 tenha sim aumento de impostos o que levará realizar o repasse em futuras propostas comerciais.
135 - comentário - 06/02/18 - 17:24:13 - Marcelo Nunes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Verificando a tabela de impostos percebi que para trabalhar como PJ ainda compensa, apesar de estar de CLT nesse ano de 2018
136 - comentário - 08/02/18 - 08:07:46 - Sérgio Rogério Pimenta Santos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não consigo repassar. Pelo contrário, nos últimos anos, para manter-me na mercado continuo recebendo o mesmo que já recebia em 2013. No entanto, o custo geral para tudo aumentou, inclusive o supracitado imposto.
137 - comentário - 08/02/18 - 08:29:56 - Favini - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Penso que deveria ter uma carência para novas empresas, os impostos junto com a pouca experiência de empresas jovens hoje são responsáveis por fechar as portas de boas empresas que poderiam estar sadias hoje e gerando mais empregos. Sim os impostos aumentaram, sim as empresas ainda continuam fechando por vários motivos, mas contudo as _EU_ empresas de TI ainda continuam gerando algumas oportunidades com remuneração muito abaixo do que havia-se praticado à cinco anos atrás e com mais impostos e custas de materiais conforme o U$ como sempre. Em suma estamos mais apertados tentando sobreviver.
Pecados
138 - comentário - 08/02/18 - 08:40:37 - MANOEL PINTO DE OLIVEIRA - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Levando em consideração a nova tabela S.Nacional, só teve mudanças para quem passar de 180,000 ano. Então para mim não vai mudar nada. Para ressaltar a parte pergunta sobre repasse, ainda não! Meu ano praticamente ainda não começou a nível de serviços. Mas acho que ainda dar para trabalhar como PJ.
139 - comentário - 08/02/18 - 09:19:36 - Borges - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Há algum tempo venho praticando a nova lei do ISS, graças ao fato de poder escolher entre pagar para o município de registro ou da prestação de serviços. Essa escolha se deu pelo fato do município de registro ter cobrança de 5% de ISS, enquanto na cidade de SP, é apenas 2%. Como não existem meios legais de se isentar, o jeito foi procurar o mais conveniente. Então, a atual mudança teve pouco impacto na minha prestação de serviços.
140 - comentário - 08/02/18 - 09:45:47 - Gesivaldo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Com a Lei do novo simples tivemos um aumento de 6% para 15,5 % nos impostos. Porém estou alterando o cnae da empresa para outra atividade de TI que manteve-se em 6%.
Ainda bem que conseguimos fazer esta manobra legal. Acho que não compensaria mais trabalhar como PJ pagando está nova carga tributária.
140 - Réplica - 20/02/18 - 10:19:36 - Luis Felipe - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Por gentileza, informe quais foram os CNAES que você adicionou
Pecados
140 - Réplica - 08/02/18 - 09:49:27 - Gesivaldo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Outra coisa, neste cenário atual de crise. Repassar a carga destes impostos significaria ficar fora do mercado.
141 - comentário - 08/02/18 - 11:16:29 - Etelmir - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A alteração da Lei do Simples gerou, também, para minha empresa um aumento dos 06% para 15,5 % no imposto DAS.

Também tive de alterar o CNAE (e acrecestar novas atividades) para manter os 06%.
Eveitei ter de falar sobre o repasse, mas comentei com os clientes sobre a troca da descrição da atividade a ser descrita na NFe.
142 - comentário - 08/02/18 - 11:23:23 - Daniel - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

As mudanças só afetam quem ultrapassa os 180k/ano... então pra mim, consegui manter os 6%.
143 - comentário - 08/02/18 - 11:28:39 - STW - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Meu CNAE manteve na faixa de 6%. Independentemente disso, optei por manter os valores por conta da realidade do país. De qualquer forma, ser PJ no Brasil é uma aventura difícil... Eu mesmo pago um seguro que me garante uma renda caso eu fique doente.
API
143 - Réplica - 20/02/18 - 11:44:13 - Junior - 187.11.117****

qual seu cnae?
144 - comentário - 08/02/18 - 11:55:03 - CAIO CERQUEIRA - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sim e sim.
145 - comentário - 08/02/18 - 17:22:16 - Fabio - 186.239.25****

Pessoal a unica forma é o Fator R. Eu passo os 180K entao esse ano vai ser uma mer** pq alem da aliquota nova do Anexo V eu vou pagar o teto do GPS durante esse ano para o ano que vem voltar ao anexo III. Governo quebrado é isso, força envio de dinheiro a previdencia. Vai chegar o momento que vai ser negocio ser CLT e com isso o governo ainda diminui a informalidade e o desemprego. Boa sorte a todos!
145 - Réplica - 25/02/18 - 08:38:58 - Flavio - 187.57.220****

O anexo III, ou V está relacionado a atividade da empresa e não a quantidade de funcionários. O pagamento da GPS é opcional. Não pague no primeiro mês do ano e você não tem que pagar o resto do ano. A não ser que você tenha funcionários.
GOC
146 - comentário - 11/02/18 - 21:26:13 - Orleans Klaus - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Nao sou PJ ainda, possuo uma startup em estagio inicial.
147 - comentário - 13/02/18 - 14:04:01 - Heitor Lourenço Batista - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Tive aumento no imposto e não consegui repassar
148 - comentário - 13/02/18 - 18:04:58 - Tiago - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Minha alíquota permaneceu os 6%. Então não precisei repassar nada ao contratante.
149 - comentário - 16/02/18 - 14:19:58 - Robson Cavalcanti Ambrosio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

sim, tive aumento e não consegui repassar
Hospitalhd
150 - comentário - 18/02/18 - 11:02:04 - Flávio - 191.193.8.****

Pelo que percebi, as contabilidades estão fazendo os profissionais PJ pagarem mais impostos do que deviam. Se sua empresa é Simples Nacional, você pagava 6% até 2017, porque deriva a receita pelo anexo III. Nessa condição não tem motivo nenhum para você mudar para o anexo V em 2018 e passar a pagar 15,5% de impostos, como muitas contabilidades estão tentando fazer com as empresas. Não aceite essa situação. A empresa é sua, a contabilidade trabalha para você e não para o governo. Tem contabilidade querendo ter mais autoridade que a receita federal, parece até que o impostos vai entrar na conta deles. É um total absurdo.
150 - Réplica - 22/02/18 - 09:42:48 - solange - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Flavio, conversei com o meu contador e realmente posso continuar pagando os 6% , mas eles pediram um email referente a isso, pois ficaria por minha conta e risco caso a receita os procurasse.
151 - comentário - 18/02/18 - 11:02:58 - Flávio - 191.193.8.****

Gostaria de saber como esse pessoal que está dizendo que manteve a alíquota de 6%, fez para conseguir isso. Qual o código do CNAE estão usando, ou apenas a descrição do serviço.
151 - Réplica - 22/02/18 - 09:41:12 - solange - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Precisa ter uma retirada de pro-labore de 28% do faturamento durante os ultimos 12 meses
GOC
152 - comentário - 19/02/18 - 08:47:22 - Carlos Alberto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Ainda estou desalocado
153 - comentário - 20/02/18 - 10:02:30 - André Aranha - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O imposto quase triplicou... E sem chance de repassar.
Vamos deixar de comprar / fazer várias coisas pra sustentar o Governo :(

Pessoal, esquece o CNAE e Anexos. Não é mais por aí. Agora é o bendito fator _r_.

Minha sugestão: não dá pra ficar fazendo continha em papel de pão para meses isolados. Pela natureza do cálculo, cada profissional PJ deve fazer um planejamento de no mínimo 2 anos, acompanhando a evolução do fator _r_ e balizando seu pró labore.

Tem até contador especializado em trazer o imposto de volta aos 6%: https://www.contratopj.com.br/socorro-o-que-eu-faco-com-esse-imposto-altissimo-simples-nacional/
154 - comentário - 20/02/18 - 10:17:47 - E.G. TI - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Impostos da empresa ou você assume integralmente ou negocie ao menos para dividir meio a meio estes custo. Agindo sempre com bom senso e que fique bom para os dois lados.
155 - comentário - 20/02/18 - 10:25:18 - Flavio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Aqui em SP-Capital, utilizo a opção
_PRESTAÇÃO DE SERVIÇO_, opção:
_ Sujeitos ao fator “r”, sem retenção/substituição tributária de ISS, com ISS devido ao próprio Município do estabelecimento _
Meu CNAE Principal é : 62.01-5-01 - Desenvolvimento de programas de computador sob encomenda
Fui emitir minha nota deste mês e para meu espanto a aliquota subiu 200% foi de 6% para 16,9%.
Alguem pode me explicar se isto é REAL e vai ser sempre assim?
apipesq
155 - Réplica - 19/07/18 - 07:32:27 - Roben - 45.233.177****

Pode a ter ter como, mas no geral o que vejo por ai é uso incorreto do CNAE. Se for para agir corretamente e fazer tudo certo, o retorno pode ser até menor que a modalidade CLT.
155 - Réplica - 25/02/18 - 08:36:56 - Flavio - 187.57.220****

Mande cadastrar um novo CNAE, algo como manutenção de computadores e periféricos e emita a DAS pelo anexo III e pague 6%.
155 - Réplica - 22/02/18 - 09:40:17 - solange - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

sim, isso mesmo. Uma das solucoes, feche essa empresa e abra outra, e comece a emitir por essa nova empresa, sendo que a primeira nota, calcule o fator de 28% que voce pode restituir ao final do ano com plano de saude, etc.
156 - comentário - 20/02/18 - 10:26:24 - Luiz Alexandre - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Aumento de impostos ocorre a todo momento, infelizmente não conseguimos repassa-los. Infelizmente o Governo Brasileiro não pensa na população em si, somente em arrecadação, e mesmo com aumentos de impostos a sociedade continua se desmanchando igual a leite em pó.
dbassocia
157 - comentário - 20/02/18 - 10:30:36 - Paulo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Fui afetado pela alteração do ISS em cidades que tinham base e alíquota reduzida.
O repasse de aumento de impostos nunca foi assunto a ser discutido com a contratante. Dificilmente se consegue aumentar o valor do serviço prestado (pelo menos na área de tecnologia) motivado pelo aumento de impostos. Tem-se que agregar outros motivos para ter mais probabilidade na negociação.
O mais fácil é arranjar outra contratante já propondo um valor pelos serviços que cubram este aumento de impostos.
158 - comentário - 20/02/18 - 10:38:58 - Ana Luíza Sobral - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sim, alíquota de 6% foi para 15%, para retornar para 6% preciso consumir 28% do faturamento bruto com folha de pagamento.
159 - comentário - 20/02/18 - 11:15:22 - Antônio Marcos de Araújo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Bom dia! Ainda estou no início das atividades como MEI e por enquanto sem receitas. Mas de fato, qualquer aumento que haja sobre os impostos afeta o empreendedor e dificilmente conseguirá repassar aos seus clientes.
160 - comentário - 20/02/18 - 15:13:22 - Alexandre Arruda Jacobino - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Minha empresa ainda não sofreu com esta alteração, porém fuca difícil repassar qualquer aumento de imposto hoje infelizmente, visto que quando ja se esta alocado em algum cliente mudar a faixa de preço hora fica quase inviável, pois sempre se escuta a mesma coisa não temos dinheiro e as consultorias que ganham horrores em cima do profissional não estão nem ae.
Hospitalhd
161 - comentário - 22/02/18 - 10:43:32 - Rodrigo Fernandes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não foi possível repassar os valores.
162 - comentário - 22/02/18 - 12:43:05 - J.C.Ködel - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Até onde eu saiba, em Jundiaí não mudou nada. Também, utilizo um CNAE alternativo para pagar apenas 6% e até hoje não deu problema algum.

Imposto é roubo! É impossível alguém arrecadar 1.5 trilhões de Reais e ter uma das 30 piores educações do planeta, ter uma saúde falida há décadas e botar exército na rua porque a segurança pública não dá conta da bandidagem.
163 - comentário - 22/02/18 - 17:04:59 - Paula Possa - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Tive aumento da carga tributária de 6% para 15% e não tive como repassar. Para conseguir o enquadramento em 6% novamente vai levar no mínimo 12 meses para montar uma base de folha de pagamento em 28% do faturamento bruto.
164 - comentário - 22/02/18 - 22:35:27 - Alessandro Miranda - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Eu ouvi, comentarios referente a este ajuste, não fui informado oficial, não sei como posso repassar para a empresa contratante, espero que este ajuste não passe de boatos, um aumento de mais de 100% de imposto, por algo que não recebemos nenhum auxilio, beneficio ou qualquer suporte.

Sou novato como PJ, estou me adaptando.
GOC
165 - comentário - 23/02/18 - 08:48:33 - José Francisco Gil - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Ainda não tenho a informação oficial do aumento de imposto, mais se isso realmente acontecer vai ser muito difícil repassar esse aumento, pois o mercado ainda não esta aquecido o suficiente para absorver qualquer aumento/repasse.
Infelizmente nós trabalhadores somos penalizados com esses impostos, se os nossos governantes trabalhassem em prol do Brasil e dos trabalhadores com certeza poderíamos ter uma diminuição/eliminação de impostos. Atualmente os trabalhadores tem que bancar esse monte de políticos incompetentes e corruptos.
166 - comentário - 23/02/18 - 09:00:39 - Francisco Areas Guimaraes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não consegui repassar o aumento de imposto. Estou pagando mil reais a mais (aumentou de 6% para 15,5%).
Até aonde eu sei, isso é uma mudança no SImples Nacional a partir de 2018 e vale para o país inteiro. Qualquer trabalho de cunho intelectual se enquadra na tabela de 15,5% a não ser que 28% do seu faturamento dos últimos 12 meses seja folha de pagamento. Até aonde eu sei, não adianta mudar a CNAE. Qualquer serviço de TI que não seja treinamento, conserto de equipamento ou instalação e configuração de software vai ser enquadrado como 15,5% pq é _trabalho intelectual_.
167 - comentário - 23/02/18 - 10:32:13 - Carlos Eduardo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Na capital de São Paulo a prefeitura publicou no dia 19/02 publicou a alterações de alguns códigos de serviço e a unificação das alíquotas.

As atividades com aliquotas de 5% , 3% e 2%, foram unificada em uma alíquota de 2,90%.

Pra variar eles arredondam no meio termo ao invés do valor mais baixo
168 - comentário - 23/02/18 - 11:11:17 - Fabio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Agora estou trabalhando CLT, mas migrem para outra atividade! Nossa classe está cada vez mais arrochada!
Hospitalhd
169 - comentário - 23/02/18 - 11:34:21 - Henrique - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A mudança dos serviços de TI para enquadrar na alíquota de 15,5% para quem não tiver folha de pagamento de 28% além de ser complicada para o dia a dia, também é complicada de repassar para o cliente. As grandes empresas são beneficiadas (no pior caso, mantém da mesma maneira), mas quem trabalha como PJ, e empresas pequenas, foram prejudicados. No meu caso, estou pagando mais e não tenho como repassar, causando redução da minha renda. ISS municipal é outro ponto de piora. Então tenho que concordar com os colegas que dizem que todos devem ter um plano para mudar de área o mais rápido possível.
170 - comentário - 23/02/18 - 11:54:37 - Débora Campos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

No meu caso me enquadrei no anexo III, porque o cálculo do fator R = (Folha de salários (em 12 meses) / Receita Bruta (em 12 meses) ficou acima de 28%. Portanto não tive aumento.
Mas a maioria dos PJs da area de TI que conheço não conseguiram repassar o aumento.
171 - comentário - 23/02/18 - 12:11:37 - VALMIR JOSE GOES - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não consegui repassar.
172 - comentário - 23/02/18 - 12:53:48 - João - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

No meu caso particularmente não. Minha empresa aberta se enquadra no MEI e essas mudanças praticamente não influenciaram no aumento de impostos desse tipo de profissional.
dbassocia
173 - comentário - 23/02/18 - 15:24:39 - Leandro Pereira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Tive aumento de impostos sem repasse e sem perspectiva de cobrir o repasse. Também não tenho perspectiva em breve pra ser enquadrado em regime de CLT. Simplesmente houve prejuízo pra mim e não pro empregador. Estou a um par de décadas na área e não tenho visto atuação sindical e nem organização de alguma forma independente na classe. É realmente triste.
174 - comentário - 27/02/18 - 04:05:44 - Doug - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Tive aumento no imposto de 6% para 15,5% e como não estou trabalhando no memento, nem sei se vou conseguir repassar o aumento, estava recebendo o teto da categoria para o meu cargo, logo não tenho como aumentar meu valor, ficarei com o prejuízo.

14 anos de experiência em TI e nos meus últimos 8 anos, trabalhando na mesma linguagem de programação.

Em 14 anos só vi o Sindicato cobra as taxas e um dia de trabalho todo ano, e nunca fizeram uma equiparação salarial justa. Por isso ainda sou PJ.
Temos responsabilidades absurdas e exigem 1000 conhecimentos e pré-requisitos para nos pagar tão pouco.

Ps: Enquanto estudamos a vida toda para conseguir pagar contas, um médico que estudou 6 anos intensamente, recebe R$ 120,00 / hora em início de carreira, e chega a ganhar R$ 250,00 / hora após 5 anos de atuação.

VAMOS NOS VALORIZAR !
DIGA NÃO A PROSTITUIÇÃO DA TI.
175 - comentário - 27/02/18 - 09:02:00 - Eduardo Bauab - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tive reajuste de impostos neste ano, minha empresa é Ltda com lucro presumido e o único funcionário sou eu. Desta forma, não houve aumento
176 - comentário - 27/02/18 - 09:06:30 - Fábio Henrique Labadeça - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Infelizmente tive aumento de impostos e não consegui repassa-los. Além disto, devido a situação econômica do país nos últimos anos, além de não conseguir repassar o aumento dos impostos, ainda tive que diminuir valores cobrados para permanecer com contrato.
Realmente uma situação triste. O pior é ver as mídias dizendo que o setor de TI tem boas perspectivas. Com certeza essas perspectivas de melhora não são de salário ou benefícios. São as migalhas para sobreviver.
apipesq
177 - comentário - 27/02/18 - 12:44:53 - Marcelo Matos da Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Também tive um aumento de 6% para 15,5% e não consegui repassar, com a crise econômica que está no país fica difícil conseguir repassar. O Prejuízo como sempre ficará com o profissional e quem se beneficia são as empresas de tecnologia e o governo. Como nossa categoria não tem representatividade não tem como nos defender, nem das grandes empresas de tecnologia, que fazer o que querem com o mercado e precisam do nosso capital intelectual para isso, e nem do governo faminto por arrecadação.
178 - comentário - 27/02/18 - 21:14:46 - Rogério - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

meu contador prevendo essa alteração e por conta de outros problemas contábeis, fez o encerramento de uma empresa antiga minha e abriu uma nova, como sou da área comercial, eçe enquadrou a empresa numa modalidade de prestação de serviços com alíquota reduzida, isso tudo combinado com a empresa que eu emito a NF. No meu caso houve uma pequena redução.
179 - comentário - 01/03/18 - 11:37:42 - Ariel de Sa Machado - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Nao tive aumento de impostos minha empresa e mei e quase nao houveram alteracoes neste sentido.
180 - comentário - 01/03/18 - 11:43:41 - Santoro - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tive aumento de impostos, prevendo as mudanças negociei o valor do fixo declarado e mantive o variável fora do radar da receita.
Pecados
182 - comentário - 01/03/18 - 11:56:36 - Breno Marini - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tive variação de taxas em 2018 no meu segmento, pois já não era baixo como consultoria, eu já tinha 17% em média e essa média se manteve, o problema além dessa taxa que já estava alta foi a situação do mercado que afetou todos os setores clientes e os que não se afetaram se aproveitaram dessa baixa de mercado para fazer sua especulação contratual e isso faz parte do jogo... Quem tinha sua saúde financeira equilibrada ficou em cima do muro esperando a água baixar e quem não tinha acabou se molhando por falta de opção!!! Agora é correr atrás do prejuízo trabalhando muito e tendo excelência como diferencial!!! Abraços a todos e boa sorte!!!
183 - comentário - 01/03/18 - 13:11:48 - Daniel Pugliesi - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tive alterações significativas, pois minha empresa é Ltda e tem o lucro presumido, O único aumento mesmo foi mensalidade do contator.
184 - comentário - 01/03/18 - 14:00:53 - Ronaldo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

No meu caso, tive o aumento de 6% para 15%, se enquadrando na alíquota do grupo do anexo V.
Segundo meu contador, vou ter que declarar alguns encargos e ainda pagar INSS, o que antes era opcional ou então optar por um fundo de garantia privado.
Sem chances de repasse, pois há 2 anos não houve nem reajuste de inflação. Sem contar, que no cenário em que estamos, ainda corremos o risco de ser recontratados com um contrato de valor ainda inferior.
Como sempre, o trabalhador sempre assumindo o prejuízo.
185 - comentário - 01/03/18 - 18:47:58 - Sergio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Tive aumento mas não foi possível repassar. Sugestão foi encontrar um CNA E faixa 3 mas para TI só dobrou manutenção de computadores
Pecados
186 - comentário - 01/03/18 - 21:14:25 - Adilson - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não se aplica a mim. Estou desempregado no momento.
187 - comentário - 03/03/18 - 08:26:21 - Jonas - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não tive aumento de impostos.
188 - comentário - 03/03/18 - 22:48:21 - Hiago - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Neste ano iniciei como pj e para a minha surpresa a contabilidade informou que não seria mais 13,33% e sim 14,23 pois a cidade de são paulo aumentou o iss como estava com um valor hora bom e menos de 1 ano não consegui repassar essa diferença
189 - comentário - 04/03/18 - 10:55:18 - Henrique de Assunção - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não obtive aumento no imposto, assim como outros 10 colegas de trabalho que também não tiveram aumento na taxa, continuamos com 6%

Se o seu contador diz que não tem como, troque de contador, ele não está fazendo um bom trabalho.
API
189 - Réplica - 19/07/18 - 07:30:13 - Roben - 45.233.177****

Se vocë trabalha como desenvolvedor, o CNAE é este mesmo, não tem o que fazer. Se você mudar o CNAE para algo que não descreve sua atividade, estará sonegando. Cuidado!
190 - comentário - 05/03/18 - 13:27:14 - Fabiano Hipocreme - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A ganância do governo em aumentar arrecadação (invés de economizar na corrupção ou diminuir gastos exorbitantes internos) nos forçou a perder dinheiro. Em minha cidade eu pagava um ISS justo, mas agora sou obrigado a pagar muito mais e ter a complicação de entender os diferentes critérios de cada cidade diferente onde eu preste serviço (ISS retido pelo município tomador).

Lamentável sermos esfolados assim.
191 - comentário - 09/03/18 - 11:35:30 - Heuller - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Desde o começo a minha empresa está no Simples, por enquanto não houve alterações.
192 - comentário - 13/03/18 - 09:52:14 - Cleverson Vicente Gomes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Os meus impostos para PJ aumentaram de forma considerável em 2018.
Minha esperança é que essas eleições que sobrevirão, venham também novas leis que possibilitem um livre mercado onde possamos ser mais competitivos e que tenhamos mais chances de competitividade e crescimento real.

Não é justo que sejamos sócios do governo sem receber nada em troca.
GOC
193 - comentário - 26/03/18 - 07:58:58 - George Ferro - 177.67.60.****

Eu sou simples - ME e tive este aumento grotesco de 6% para 15% Em conversa com minha contabilidade e outras, não há nada que se possa fazer. O único CNAE que fica ainda nos 6% é o de manutenção de hardware que a consultoria não aceita. Infelizmente temos que assumir a dinheiro indo para o governo (mais ainda)
194 - comentário - 02/04/18 - 12:33:57 - Clayton de Paula Roberto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sou PJ Simples e também tive um aumento considerável de Impostos, hoje em dia. Não sabemos o que é melhor ser PJ ou CLT mesmo com os baixos Salários CLT os benefícios que a Lei contempla, São múltiplos. E como PJ hoje com as altas taxas de impostos, não esta compensando mais.
195 - comentário - 03/04/18 - 20:31:51 - THIAGO TEIXEIRA - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sou do Simples Nacional e sim, meus impostos aumentaram por conta das mudanças tributárias, além do que, quanto mais se aumenta _Salário_ maior são os impostos, um absurdo!
Página 1 de 1
Pular para a página:
X