O ponto de encontro dos profissionais de informática

APinfo

O espaço da mulher no mercado de trabalho em TI

Convidados : Grupo de mulheres cadastradas no site apinfo.

1 - comentário - 05/05/15 - 15:12:01 - Mirian Almeida - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho em TI a mais de 30 anos, o preconceito contra as mulheres melhorou, mas ainda é uma área muito difícil.

As jornadas de trabalho irregulares são outro ponto que dificulta para quem ainda tem que cuidar da casa, dos filhos, do marido e etc.
2 - comentário - 05/05/15 - 16:06:02 - Monique - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O preconceito é grande, qualquer pisada na bola já vem logo a cobrança : só podia ser mulher ...
3 - comentário - 05/05/15 - 16:31:01 - Andreia Leme de Souza - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito que mulheres e homens devem ser profissionais. No momento de estarmos trabalhando, temos que ser equipe ou podemos dizer, agir e viver como um time. No time, eles tem um objetivo - vencer e alcançar a meta. Na área de TI, utilizamos a memória, inteligência e experiência profissional. Penso que o espaço profissional é para todos, independente de raça, sexo, cor ou religião, o que conta é o quanto você vai contribuir para a Empresa no que se refere ao objetivo esperado.
4 - comentário - 05/05/15 - 16:37:15 - Flavia - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho com T.I a mais de 4 anos e já tive oportunidade de atuar em áreas com grupos com maioria feminina e outros com maioria masculina, pela minha experiência, trabalhar com homens requer mais disciplina e as vezes me sinto _café com leite_, ou seja, sempre pricipiante.
As jornadas de trabalho com horários irregulares não facilita no momento de planejamento familiar.
Hospitalhd
5 - comentário - 05/05/15 - 16:43:13 - Kelly Cristina Maravalhas Walt - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Estou há mais de 15 anos no mercado de trabalho, especificamente em TI, e é bastante nítida a diferença relacionada a valorização profissional entre homens e mulheres. Há preconceito, há diferença salarial e nós mulheres precisamos de um esforço significativamente maior para mostrar que podemos fazer o mesmo ou mais que os homens.
Agora, próximo dos 42 anos, estou em busca de recolocação e sinto mais ainda esse distanciamento: mulher e com mais de 40 tem maiores dificuldades para recolocação, e quando surge alguma oportunidade a faixa salarial chega quase a metade da faixa para o público masculino.
Apesar de mais espaço no mercado de trabalho, infelizmente ainda estamos no século passado nesse quesito.
E pior! Essa diferença é velada! Empresas selecionam mulheres, mas não contratam. Empresas cumprem o quadro de vaga gerencial com mulheres (por _necessidade_) e pagam menos.
5 - Réplica - 06/05/15 - 09:24:46 - Janice Gonzaga - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Concordo com você em tudo, simplesmente assim, se uma mulher estiver em um recrutamento que tenham duas vagas e três candidatos sendo 2 homens, então independente da sua formação ou experiência ela já está eliminada.
6 - comentário - 05/05/15 - 16:58:15 - Jéssica Domingues - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Fiz tec em info, iniciei superior em telecomunicações e hoje curso ADS. Todas as turmas tinham o percentual feminino inferior ao masculino, na atual somos 2 mulheres para pelo menos 30 homens. Onde isso tudo inicia? Na infância, nossa sociedade ensina que mulheres são devem trabalhar com lógica, pois são emocionais, recebemos bonecas e panelas, enquanto os meninos recebem legos e engenheiros. O ideal é que cuidemos do outro, como enfermeiras, professoras, etc.
Trabalho na área a 3 anos, o que posso dizer é que apesar de ilegal já vi vagas com exigência do sexo masculino. Existe o fato também de sermos o enfeite do escritório, mas isso não creio que seja limitado a área de TI. É de conhecimento que o salário da mulher é algo em torno de 20% inferior ao masculino em todas as áreas.
Precisamos nos posicionar e incentivar as meninas, só assim conseguiremos ganhar nosso e espaço.
6 - Réplica - 06/05/15 - 20:05:53 - Sabrina Martins - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Infelizmente isso é uma realidade no nosso país.
GOC
6 - Réplica - 05/05/15 - 22:49:41 - Kaliandra Andrade Freitas - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Falou tuuuuuuuuuuudo! Adorei seu comentário!
7 - comentário - 05/05/15 - 17:17:16 - Séris Marcelia Ribas - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Primeiramente acredito que já melhorou muito a proporção de mulheres na TI e a diferença salarial diminuiu significativamente, a lacuna na educação foi reduzido e as mulheres estão se igualando aos homens em todos às áreas.
A tecnologia é abordada em tudo. Você não pode falar sobre qualquer coisa nestes dias, sem que a tecnologia seja um dos principais ingredientes. Acredito que precisamos urgentemente de mais mulheres no mundo da tecnologia, e nós precisamos fazer um trabalho melhor de expor essa nova geração a esses empregos. Um dos problemas é a quantidade de mulheres que escolhem a carreira de TI, simplesmente não têm um número suficiente. Há uma fome e necessidade urgente de habilidades híbridas, e as mulheres parecem comandar perfeitamente essa posição de papéis emergentes que exigem habilidades de tecnologia e comunicação.
Os estereótipos de programadores são ainda muito rele
7 - Réplica - 05/05/15 - 17:18:41 - Seris Marcelia Ribas - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Continuação:
Os estereótipos de programadores são ainda muito relevante e em grande parte desagradável, infelizmente esses estereótipos reforçam a invisibilidade das mulheres codificadoras e mulheres na tecnologia mais amplamente. As barreiras para aprender como codificar diminuíram drasticamente nos últimos anos. Tornou-se mais acessível, mais intuitivo, mais aplicável e rapidamente é apreendido e aplicado de forma mais criativa.
As oportunidades estão aí. Agora precisamos incentivar e apoiar esta nova geração, vejo que precisamos de investimento significativa na área de TI significativo para a próxima geração de herorinas de código e estrelas do rock in roll. =)
8 - comentário - 05/05/15 - 17:27:12 - Ravana - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A mulher sempre precisou trabalhar muito para mostrar seu potencial, capacidade e competência, não é diferente na área de TI, é preciso estudar, se especializar e conquistar a sua vaga em um espaço que durante muito tempo era vista como somente para os homens. Mas acredito que os diferenciais e toque feminino estão cada vez mais conquistando espaço nessa área. Hoje em dia o preconceito diminuiu bastante.
Hospitalhd
9 - comentário - 05/05/15 - 21:22:38 - Tatiane Ribeiro - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O número de de pessoas do sexo feminino no mercado realmente ainda é muito baixo, mas não vejo isso como algo ruim. O espaço esta sendo ganho gradativamente por competência de nós mulheres. Ainda sim é preciso mostrar todos dias que somos tão competentes quanto os homens, iisso só prova que somos persistentes e sabemos exatamente para aonde queremos ir. O mercado só tem a ganhar.
10 - comentário - 05/05/15 - 21:44:08 - Diamar - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sempre fui fascinada por quebra de paradigmas, e trabalhar com TI não foi bem escolha mas indiretamente foi o que comprovou isso. Nunca sofri preconceito, pelo contrário as equipes masculinas com quem trabalhei tanto em empresa quanto na faculdade sempre me procuravam para dar aquele toque sutil que nós temos. Também nunca quis medir _braço_ com nenhum homem só para provar algo, dou o meu melhor independente do meu gênero. Acho que tem sim espaço pra quem quiser entrar na área, basta querer, se esforçar e não desistir na primeira dificuldade, pois como alguém já relatou aqui não fomos ensinadas desde cedo à raciocinar, só a sentir.
11 - comentário - 05/05/15 - 22:12:51 - Fabiana - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O mercado para mulheres na área de TI é igual para os homens : sempre aberto à profissionais que estejam dentro do perfil técnico e comportamental, ou seja, independente do sexo. Pela vivência prática é o que concluo, o que torna muito otimista esta informação ou seja ,quem faz o espaço no mercado, é o próprio perfil profissional, seja homem, seja mulher.
11 - Réplica - 05/05/15 - 22:48:29 - Kaliandra - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Eu concordo com você. Mas tive problemas com ambientes masculinos. Requer muita força e maturidade para estar em ambientes assim, que muitas vezes são hostis.
dbassocia
12 - comentário - 05/05/15 - 22:31:43 - Pâmella Narjara - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

São inúmeras as desigualdades entre o homem e a mulheres, esta questão unicamente de gêneros,que acontece na sociedade e em nossa cultura.
Mas felizmente, porem gradativamente esta mudando , estamos conquistando nosso espaço no mercado de trabalho, não proporcionalmente iguais aos homens.
É uma constatação que mesmo de forma tímida as mulheres estão sendo inserida no mercado de trabalho especificamente na área de TI .
13 - comentário - 05/05/15 - 22:46:53 - Kaliandra - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Nas oportunidades que tive, sempre me perguntavam a respeito de ter filhos no futuro. É uma coisa que _persegue_ a gente. O empregador sempre quer saber isso e muitas vezes me vejo obrigada a dizer que _não tenho planos no momento_. Mas tirando isso (que é de qualquer área), a área de TI é uma área que verifica mais competência do que qualquer coisa. Mas por ser um ambiente com muitos homens, acaba sendo mais desafiador para nós. Em ambientes mais _masculinos_, é preciso filtrar as coisas muito bem e ter capacidade de relevar muitas coisas, especialmente comentários machistas e piadas envolvendo gênero. Por fim, uma coisa que me orgulha muito é que tenho excelentes professoras na Federal, que dão aula de C e Lógica, são verdadeiros exemplos de competência e serenidade.
14 - comentário - 06/05/15 - 09:35:57 - Fernanda - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalhar na área de TI sempre foi um desafio... trabalho nesta área a 15 anos e no começo havia muito preconceito com a figura feminina nesta área. Quando eu fazia entrevistas via somente homens.... era até um pouco engraçado... mas com o tempo fui percebendo que algumas coisas perseguem nós mulheres... como filhos... o empregador quer saber se temos planos de ter filhos e se podemos lidar com a pressão.... e esta última questionei o entrevistador, na qual foi muito sincero em dizer que todas as mulher que passaram pela empresa de recrutamento nesta área não aguentavam a pressão dada por um homem ..... me assustei com aquilo... pois acho que somos fortes o suficiente para trabalhar sob pressão assim como qualquer outra pessoa.....
15 - comentário - 06/05/15 - 09:45:44 - Camila - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sempre fui apaixonada por tecnologia desde pequena , e entrando no ensino médio resolvi me arriscar em cursar um Técnico em Informática, já me deparei como era disparado a diferença entre o número de mulheres e homens , e onde no final sobrasse apenas eu , mulher, na área seguindo carreira. Nesse ano tive a felicidade de entrar na USP , em um dos melhores cursos de Sistemas de Informação do Brasil , a diferença entre mulheres e homem triplicou disparadamente , mas todos foram super receptivos. Meu desejo é que essa disparidade diminua ao longo dos anos , mas isso só acontecerá quando meninas forem incentivadas no Brasil a seguirem a área de exatas , desenvolvimento de aplicativos e que seja estimulada a criatividade. As mulheres ainda vão dominar o Mercado de T.I !
GOC
16 - comentário - 06/05/15 - 09:58:54 - Vania Alves - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O mercado de IT para mulheres continua com muitos desafios e vários preconceitos. Tem de ser muito firme, obstinada e ter jogo de cintura para passar por pelo preconceito de certos usuarios e colegas de trabalho, mas nada que com o tempo e competencia não resolva isso. Em relação a salarios, sempre ganhei igual aos meu colegas do sexo masculinos, e nunca tive problemas em trabalhar com eles, aliás até prefiro, pois eles não tem tantas _frescuras_. O ponto ruim é em relação a ter filhos, pois temos que ficar alguns meses fora da empresa e com isso saimos perdendo, até na melhoria do plano de carreira e promoções.
Tenho experiencia de 10 anos nessa área, e as vezes me pergunto se eu voltaria a seguir essa carreira... pois tem dias que a resposta é não e tem dias que amo o que faço, então, sempre fico com uma incógnita.
17 - comentário - 06/05/15 - 10:06:06 - Alessandra Soares - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho a mais de 10 anos na área de TI e tenho observado que o espaço para a inserção de mulheres nessa área tem aumentado expressivamente. Isso se deve, inicialmente, pela busca constante de conhecimento e capacitação profissional, já que trata-se de uma área que constantemente passa por inovações.
Diante disso, temos conquistado, praticamente, o mesmo espaço que os demais profissionais, já que a forma de análise para novas contrações e/ou promoções tem sido a nossa _bagagem_ profissional.
18 - comentário - 06/05/15 - 10:06:58 - Amanda Futemma - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Discordo com algumas opiniões aqui sobre o mercado para nós mulheres...
É um fato sermos minoria nesse mundo de T.I., e um fato nossa sociedade ser um tanto machista, o que direciona muitas mulheres para fora das exatas...
Mas a questão é: Até para as que chegaram até aqui, o mercado ainda está SIM relutante em nos aceitar.
Pelo menos foi o que a minha experiência, o que eu vejo em eventos sobre mulheres na tecnologia e em grupos online me disseram.
No mercado, o RH não olha o sexo, na maioria das vezes. Mas nossos coleguinhas sim =) e infelizmente eu vejo muito preconceito ainda, e muita injustiça! Não podemos abaixar a cabeça, certo?
Sou otimista e acredito que está melhorando, mas que temos MUITO a melhorar ainda!
E principalmente, parem de dar panelinhas para as meninas e comecem a incentiva-las! Vamos rumo a igualdade!! :D
19 - comentário - 06/05/15 - 10:16:54 - Sheila Gonçalves - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Eu acredito que a mulher, apesar de alguns preconceitos, está conseguindo aos poucos adquirir seu espaço no mercado de trabalho de TI. Ela já provou que é tão ou mais capaz que muitos homens. Infelizmente algumas empresas são relutantes a contratar uma mulher, por puro preconceito mesmo. Por achar que mesma não irá se adequar a um ambiente _masculino_. Já ouvi muito isso. Existe também o preconceito com mulheres que são mães ou que pretendem ser. Algumas empresas tem sim esse preconceito apesar de não admitir. A mulher ainda é vista como sexo frágil, porém está se mostrando responsável, digna de seu trabalho e profissionais. Cabe as empresas enxergarem dessa forma.
apipesq
20 - comentário - 06/05/15 - 10:21:46 - Wune Li - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Por incrível que pareça, o único preconceito que sofri no mercado de TI a respeito do meu gênero foi com uma mulher que me criticou por concordar com um homem e não com ela. Foi dificil explicar que eu concordava com o conceito e não com a pessoa.

Acho que não devemos pensar em gêneros, mas em habilidades. Mulheres tem mais facilidade com relacionamento e em entender o cliente, mas isso não é universal: há mulheres que não possuem essa qualidade e homens que possuem.

Já me questionaram como era trabalhar em um ambiente muito masculino e a minha resposta foi que achava muito normal. Sempre trabalhei em equipes onde pelo menos 70% eram homens e as personalidades influenciam mais na convivência do que o sexo da pessoa.

Eu sei que preconceito pode existir e talvez eu seja sortuda por onde passei, mas o principal é ter a convicção de que o que será avaliado é seu potencial!
21 - comentário - 06/05/15 - 13:50:57 - Cristina Justo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sempre fui bem recebida pela maioria dos homens com quem trabalhei. Nestes 11 anos tive apenas 1 amiga atuante comigo. O maior preconceito são dos homens que se sentem intimidados pela minha capacidade nesta área! Sinto por eles... Pois estes machistas se preocupam mais em querer mostrar o que sabem em vez de compartilhar as experiencias e acrescentar mais aos conhecimentos. Percebo sim que nossos salários não se equiparam com os deles e que muitas empresas relutam em nos contratar por conta da _Gravidez_! Nunca me arrependi em tomar este caminho de TI, e é muito bom ser a diferença e conquistar meu espaço com minha determinação e mostrar que nos mulheres fazemos toda diferença.
22 - comentário - 06/05/15 - 14:47:19 - Adriana Saldanha Cabral - 177.93.161****

Sou estudante de Banco de Dados na Fatec Mococa SP e infelizmente já sofri preconceito com alguns colegas de TI homens. Muitas vezes, estes colegas tentam nos humilhar quando percebem que nosso conhecimento é similar ou maior que o deles.
Ano passado formei 3 equipes e inscrevi 8 projetos no Desafio Inova Paula Souza, e um colega disse que tinha um projeto muito melhor que o meu e só não iria inscrevê-lo porquê seu grupo não possuía um líder mas só nerds. Ele inscreveu seu projeto mais tarde, porém só o meu foi escolhido e quando soube do ocorrido sua expressão de espanto evidenciou o preconceito que ele tem em relação a capacidade feminina.
Aprendi que só o tempo resolve este tipo de questão, e que nós mulheres temos que continuar nos especializando no que amamos para realizarmos um trabalho primoroso!
24 - comentário - 06/05/15 - 17:01:54 - Amanda Porto - 177.94.135****

Sou formada em sistemas da informação, e percebi que enquanto estudava os homens tinham muito mais facilidade de encontrar estágio do que as mulheres da sala.
Já sofri preconceito algumas vezes.Já fui a entrevista e no caminho me ligaram falando que a vaga era apenas para o sexo masculino(não entendi o por que)Já fui técnica em campo, e quando cheguei pra atender o cliente, ligaram na empresa q falaram que só aceitariam um técnico homem.
Eu acho que existe sim espaço para a mulher no mercado, mas você tem que se esforçar para conseguir seu lugar no mercado.
Pecados
24 - Réplica - 06/05/15 - 22:50:05 - Viviane - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Eu concordo com você e acho um absurdo ter que passar o tempo todo provando para as pessoas que somos capazes.
As pessoas não entendem que o resultado de um projeto não tem sexo, é apenas o resultado de um projeto bom ou ruim independente de quem o fez.
25 - comentário - 06/05/15 - 17:05:59 - Fabíola Venturini - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho na área há anos. Lembro-me apenas de um episódio: O gerente de TI de um cliente, ao me ver chegando disse: - Mulher???! Eu respondi: Não! Consultoria SAP! Era a implementação da primeira versão da NF-e. Creio que, enquanto a presença feminina - em qualquer mercado - não somente o de TI, for assunto recorrente, haverá esse burburinho. Coisa mais chata! Só vai parar quando a inteligência permitir mudar o foco e enxergar a realização dos projeto ao invés do gênero que carrega a capacidade intelectual. Abraço e sucesso a todos!
26 - comentário - 06/05/15 - 17:17:41 - Marcelo - 179.208.13****

para mim isto nao existe, ja vi muita mulher sendo estabilizada na area de TI, e conseguir melhores vagas que homens, alias a mulherada cresce mais que os homens na area de TI
27 - comentário - 06/05/15 - 19:08:03 - Kassya da Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Apesar de muitos falarem que não, ainda sim, existe um certo pré-conceito com a mulher em algumas áreas relacionadas à T.I, principalmente, se este é um cenário técnico, tem sempre aquele que demanda determinadas tarefas, pq mulher é organizada, cuidadosa, e se esquecem que a mulher não serve apenas para processos.
O mercado está muito melhor, mas ainda sim é preciso provar que se é muitas vezes ainda mais competente que um concorrente homem, para ter uma oportunidade.
Pecados
28 - comentário - 06/05/15 - 22:34:57 - M Sousa - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A mulher apesar de já ter conquistado muitos e bons espaços na sociedade, as vezes ainda sofre preconceito quando se fala de TI. Principalmente quando já tem mais de trinta anos. Tive muita dificuldades de ingressar nesta área devido ter mais de trinta anos e não sei, se por ser mulher? É preciso mostrar competência e segurança no que faz para conquistar os melhores lugares no mercado. Um dia com fé em Deus almejarei os meus sonhos. Mas é preciso muita força de vontade e determinação para seguir esse ramo.
29 - comentário - 06/05/15 - 22:40:05 - Viviane - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho na área de TI desde 2010, e posso afirmar que infelizmente existe ainda preconceito com relação às mulheres. Em geral sou tratada com respeito pelos meus colegas de trabalho, até porque quem impõe respeito somos nós.
Mas não da pra passar despercebido que em uma empresa com aproximadamente 50 profissionais de TI apenas uma, duas ou no máximo três são mulheres.
30 - comentário - 06/05/15 - 22:48:34 - Tatiana Sanches - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Nunca fiquei lamentando as discriminações que existem, não sou capaz porque sou mulher, estudei me formei e conquistei meu espaço,inclusive como Scrum Master.
É claro que incomoda a diferença salarial, a dificuldade que alguns homens tem em ter uma mulher como lider, mas não acredito que este seja um problema do mercado de TI.
Não acredito que em uma contratação, o fator mais relevante seja o gênero, e os recrutadores que ainda levam isto em consideração, espero que tenham muito sucesso pois como profissional acredito que uma empresa que tem esta filosofia, não é o melhor lugar para um profissional de sucesso.
30 - Réplica - 07/05/15 - 11:26:13 - Curiosa de plantão - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

É isso aí Tatiana Sanches, as lamentações dos outros comentários cheiram muito a mimimi, na minha opinião. Nunca me senti discriminada. Após muito esforço, conquistei uma posição e um salário maior que os demais membros da minha equipe, e, sou a única mulher aqui. Logo, aconselho o mesmo às demais, esforcem-se, parem de mimimi!
API
31 - comentário - 07/05/15 - 08:22:27 - Acinthia - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Bom me formei com quase quarenta anos, e acho que o mercado discrimina sim por idade e por sexo. Mesmo assim nos mulheres somos capazes de sermos excelente profissionais. Quando uma empresa me der uma chance espero ajudar a mudar este conceito com excelência. Porque mesmo com tripla jornada fazemos oque gostamos e somos polivalente. Perseverança e uma boa habilidade contra o preconceito. Obrigada pelo convite.
32 - comentário - 07/05/15 - 08:38:20 - Stephanie - 186.251.39****

Estou cursando faculdade na área de T.I. e aqui percebemos a grande diferença, em uma sala com 60 pessoas somente 6 são mulheres,e ainda há preconceito sim, ainda acham que essa área é para homens, alguns familiares meus ficaram chocados quando escolhi essa área, diziam que eu devia ir pra Administração que é coisa de mulher, ainda não estou no mercado de trabalho da área, mas sei que quando ingressar, a maioria vai ser homem, e muitos clientes vão se sentir desconfortavéis por eu ser mulher, mas por enquanto é assim que a sociedade está, estamos caminhando aos poucos para as mulheres conseguirem seus espaços no mercado de trabalho, e na área de T.I. estamos caminhando em passos bem mais lentos.
33 - comentário - 07/05/15 - 09:25:00 - Daniele - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Estou me formando em Gestão de TI e infelizmente sinto muito o peso da opinião fechada das pessoas com relação a área e ao sexo do profissional. Em minha sala de aula, não sinto que há desrespeito ou desmerecimento às poucas mulheres presentes, mas como analista de processos em TI sinto que a dificuldade em se impor alguma coisa é grande_ minhas atividades são com base em coordenar as atividades dos demais, porém por ser mulher, infelizmente nem sempre a minha opinião é ouvida. Espero que algum dia esses tabus sejam quebrados_ amo minha área e não vou desistir por isso, embora me entristeça muito.
34 - comentário - 07/05/15 - 10:13:43 - Helena - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Me formei em Processamento de Dados e por muito tempo trabalhei com suporte a usuarios de informatica e tambem Hardware, confesso que logo que iniciei eu percebia a discriminação até dos proprios amigos de trabalho, quando me viam abrindo um PC e trocando peças, mas aos poucos fui ganhando o respeito de todos, e até ajuda quando precisava, hoje sou coordenadora de helpdesk, ainda sinto uma certa discriminação mas nao me incomodo mais.
GOC
35 - comentário - 07/05/15 - 10:40:11 - Luciana Elisa da Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

É um assunto delicado. Tem preconceito sim! Comecei com suporte tecnico e hoje tenho minha empresa. O Brasil é um pais sexista e o mundo de TI é predominantemente masculino, logo, passamos saias justas sim. Quando fui contratada em uma multinacional o coordenador disse aos meninos do departamento que eu era bonita que parecia egípcia e etc. Quando comecei falaram na minha cara que o chefe os enganou que eu era feia. Assim sendo, passei por diversas humilhações e constrangimento que nao da para detalhar aqui. Mas, sempre quando nos contratam, esperam uma gostosona de filme e se nao acabam por nos destratar, PRINCIPALMENTE, se somos MUITO competentes e piora ainda se temos a pele escura. O algoritmo é mais ou menos assim: É bonita? Se sim merece nosso respeito e admiracao (pela bunda e seios) se nao deve ficar no lugar dela. Se é competente (nao pode ser melhor que nos, vamos zuar.Continua
36 - comentário - 07/05/15 - 10:44:26 - Luciana Elisa da Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Ou seja, esperam da mulher os glúteos e os seios (veem isto em um primeiro momento). E isto é parâmetro para amizade e colaboração no trabalho ou nao. Fora isto, o preconceito de esperarem um homem quando aparecemos em uma reunião para resolver um assunto técnico é claro. As perguntas sao: Mas, você mesmo que faz isto? Tem um cara com você? Você faz isto sozinha? Eu pedi um tecnico! Enfim, sou sincera e direta e é isto que acontece bastante. Mas o problema não é no TI é a cultura sexista do pais.
37 - comentário - 07/05/15 - 10:45:49 - Jaialla - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Parabéns pelo temo e obrigada pelo convite...
UMA CERTA FEITA VI UM ANUNCIADO NO JORNAL QUE ****** EMPRESA PRECISAVA DE ESTAGIÁRIO EM TI COMO ESTAVA NO 1º SEMESTRE DECIDI LIGAR PRA AGENDAR ENTREVISTA COMO NÃO PEDIA MUITAS COISAS DECIDI TENTAR.
QUANDO LIGUEI A ATT DISSE QUE A VAGA É PARA HOMENS. POR POUCO NÃO PROCUREI MEUS DIREITOS POIS NO ANUNCIADO A EMPRESA NÃO PEDIA...
ENTÃO A PARTIR DESSE MOMENTO VI QUE ERA UMA ÁREA COMPLICADA. MAS NADA MELHOR QUE O TEMPO PARA DIZER.
É LEI A IGUALDADE SEM DISCRIMINAÇÃO.
37 - Réplica - 08/05/15 - 15:06:04 - Evelyn - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Já me aconteceu isso, da vaga vir com a marcação de masculina.
Minha irmã trabalhava com RH e disse que muitas vezes as empresas não anunciam assim, mas descartam o CV de mulheres por ordens dos gestores.
Qdo eu fui contratada para a posição que trabalho meu gerente disse: Você é a primeira mulher a trabalhar aqui e a futura contratação de outras depende da sua performance.
Hospitalhd
38 - comentário - 07/05/15 - 11:20:01 - Luana Mendes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Na área de TI, a mulher continua com pouco espaço por falta de credibilidade, tanto das empresas, quanto da própria sociedade. Eu mesma trabalho em uma equipe de 40 pessoas e somos só em 4 mulheres, o resto homens. Mas uma coisa que ainda s ressalta e muito é que infelizmente para essas empresas e felizmente para nós as áreas da Tecnologia a mulher se destaca e muito na parte conceitual, diferente dos homens que são mais técnicos. Claro que existem e muitas mulheres que dominam muito bem (e melhor) as duas áreas, mas é interessante como a mulher vem competindo no mercado de trabalho em TI para um espaço considerável, e para as empresas que ainda estão ultrapassadas com pensamentos de que as vagas devem ser destinadas somente há homens, infelizmente são elas que perdem, uma equipe eficiente principalmente em tecnologia é uma equipe que possui grande equilíbrio de ambos os sexos.
39 - comentário - 07/05/15 - 13:03:58 - Thaissa Bueno Sanches - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Quando se trata de mulheres transexuais como meu caso, tudo é mais difícil, como já não bastasse o sofrimento pessoal, o profissional vem acompanhado, onde dificilmente as empresas principalmente de TI, contratam, por existir um machismo enraizado, onde todas mulheres são inferiores, onde recebemos salários menores, a seleção é feita com base na aparência, onde muitos gerentes chamam para entrevista apenas pra ver se é bonita ou não, o que já vi muito acontecer, outra coisa é o preconceito contra as mulheres, onde nos julgam incapazes de exercer nossa profissão, são poucas como eu que estão no mercado de trabalho formal, dentro da área de TI.
39 - Réplica - 08/05/15 - 14:50:16 - Miriam Souza - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Thaissa, estude, especialize-se, torne-se imprescindível para as empresas, ai todo o preconceito vai embora, não vão querer saber se você é bonita, feita, gorda, magra e etc.

Na hora do sufoco o que a empresa quer é alguém que resolva o problema.
Força e sucesso em seus desafios profissionais !
39 - Réplica - 08/05/15 - 15:02:53 - Evelyn - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Miriam, infelizmente eu acho que para fins salariais ainda temos muito preconceito e também em relação à licença maternindade. Ano passado às vésperas de sair para licença ouvia meus colegas dizendo: A Evelyn vai ficar de férias 7 meses e a gente vai ter que fazer o trabalho sujo aqui.
Não importa o quanto somos boas, sempre temos que provar que somos melhores que os homens, pelo menos é assim que me sinto, nunca posso errar.
dbassocia
40 - comentário - 07/05/15 - 13:55:23 - Nathalie - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A mulher hoje vem se destacando em muitas áreas e uma delas é área de TI, no começo quando fazia estágio em um empresa de suporte eu era a unica mulher que trabalhava naquele local, algum tempo depois procurei fazer alguns curso para me especializar e para a minha surpresa na sala de aula eu não era a unica, haviam mais mulheres e hoje o apoio e encorajamento que recebo são de mulheres bem conceituadas no mercado de TI. Achei ótimo esse nosso espaço no APINFO. Muito obrigado!
41 - comentário - 07/05/15 - 14:53:29 - Elaine Teixeira Pedro - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Bom, atuo há 6 anos nesta área, e digo que sou apaixonada pelo que faço. Vejo cada projeto/software como um filho, e defendo-os com unhas e dentes. É um privilégio saber que através de cada Projeto concluído, fruto do seu trabalho, beneficiou pessoas e toda uma sociedade. Essa área exige um profissional proativo, que almeja desafios, que se dedique tanto na atuação do serviço quanto na atualização do conhecimento. O mercado de TI, ocupado principalmente por homens, necessita de mulheres, que são, geralmente, mais diplomáticas, metódicas, comprometidas e natas quando a questão é relações interpessoais com os usuários e clientes, já os homens são mais ousados e voltados para a execução. A junção dessas duas personalidades faria com que a TI evoluísse ainda mais.
42 - comentário - 07/05/15 - 14:53:29 - janine - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

hoje a mulher tem a mesma capacidade e a mesma habilidade para trabalhar na área de TI, a mulher tem dedicação em tudo que faz.
43 - comentário - 07/05/15 - 17:12:42 - Denise - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Eu particularmente gosto de trabalhar com TI e apoio as pessoas, independente do gênero, que gostem dessa área.
O espaço da mulher neste mercado de trabalho é bastante abrangente.
GOC
44 - comentário - 07/05/15 - 17:20:46 - karen.mikaela - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

É lamentável que exista sim, pré- conceito, desrespeito ou até mesmo uma desconfiança às mulheres nessa área. Sou analista de desenvolvimento e estou nessa área há um pouco mais de cinco anos. Já trabalhei com equipes muito boas e outras nem tão boas, e é quase inevitável eu não mostrar minha sensibilidade diante a certas circunstâncias, onde sempre me cobro muito e vejo que os demais pouco se importam ou se importam menos do que eu. Sempre tento cumprir com meus prazos que me estipulo, e de fazer minhas tarefas bem feitas. Mas o que já vi acontecer é que esse meu comportamento que pode se dizer que seja o correto ou o esperado de qualquer profissional, não é tão reconhecido quanto ao e um colega que faça o mesmo de vez em quando. Também estou na luta pela igualdade como um todo e com esperança de que isso seja alcançado nos próximos anos.
45 - comentário - 07/05/15 - 17:42:54 - Flavia Almeida - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho com desenvolvimento há aproximadamente 4 anos e nunca tive problemas por ser mulher e desempenhar uma profissão ocupada por aproximadamente 95% dos homens. Nas empresas em que trabalhei sempre fui tratada com muito respeito, trabalho reconhecido e Feedback positivo de superiores. As vezes acontecem algumas situações que para muitos seria pré-conceito, mas trato com bom humor, como chegar em uma entrevista de emprego e te perguntarem se você foi para uma vaga de testes ou negócio, porque afinal, muitos dizem que mulher NÃO SABE programar e quando sabem elas geralmente não chegam bem arrumadas e muitos menos usando um salto alto. Mas essa desconfiança passa logo após perceberem que eu não estou ali apenas para fazer volume e então me tratam de igual pra igual. Acredito que somos melhores ainda, pois contamos com talentos naturais que é a nossa organização e ser multi-tarefa =)
46 - comentário - 07/05/15 - 18:03:00 - Luciana Yoko - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Quando completei 18 anos, tive meu primeiro emprego já na área de TI em uma multinacional, tinha apenas o curso técnico de informática. Por escolha, saí para uma empresa menor, mas que pudesse atuar como estagiária para estudar mais. Faço engenharia da computação atualmente, troquei de estágio e nunca atuei fora da área.
Inclusive, mês passado estava desempregada por conta do término do contrato e fiz 2 entrevistas, em ambas havia uma única vaga e concorri apenas com homens, resultado: passei nas duas.
Nunca tive problemas por ser mulher, no momento crucial, creio que o que mais conte seja a capacidade.
47 - comentário - 07/05/15 - 22:37:17 - Lucelia - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho na área de TI há mais de 10 anos. Desde o início da faculdade tive a oportunidade de trabalhar em grandes empresas como estagiária, trainee, até me tornar Analista de Sistemas. Infelizmente é uma realidade o preconceito que existe sob as mulheres. Por mais competente que a profissional seja, existem os que as subestimem e que fiquem buscando erros para pôr a culpa no gênero. Em uma das empresas que trabalhei, tive o prazer de ter uma diretora de TI fantástica, super competente, humana, que hoje é diretora geral e que continua na luta para que o espaço da mulher no mercado de trabalho seja igualado ao do homem. Que tenhamos muitos executivos não só mulheres com esta mentalidade, pois as mulheres estão provando ser competentes sim, dedicadas, multi-tarefas, com uma sensibilidade e visão estratégica necessárias para bons negócios. Todas merecem o respeito da sociedade!!!!
apipesq
48 - comentário - 08/05/15 - 10:25:34 - Patricia Augusto Sirvarolli - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Atuo há dois anos e meio na área de TI, exercendo atualmente o papel de Analista de Qualidade. O que mais me chama a atenção na área de Tecnologia é o fato das coisas estarem sempre evoluindo, e eu particularmente gosto de estudar e evoluir com o mercado.
O mercado para nós mulheres está bem aquecido, temos a oportunidade de competir com os homens e exercer cargos de chefia, coisa que era bem mais difícil há um certo tempo atrás. O segredo é se atualizar e estar sempre por dentro das novidades, pois as coisas mudam com muita rapidez :)
49 - comentário - 08/05/15 - 11:38:19 - Patrícia - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Atuo na área de TI há mais de 8 anos. Já passei pela área de desenvolvimento e programação. No início da carreira o mercado era bem restrito e não éramos reconhecida.
Hoje o cenário já mudou, estamos a frente de áreas que antes havia bloqueio e preconceito. O mercado reconheceu as nossas habilidades de negociação, de comprometimento e até de empatia.
O segredo é atualização do que o mercado pede, e se dedicar a área que mais tem afinidade.
50 - comentário - 08/05/15 - 13:38:15 - Tânia Freitas - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sou Graduada em Administração com Pós-Graduação em Gestão Estratégica de Projetos pela Faap.

Realizei o curso Academia Oficial SAP no módulo MM (Gestão de Materiais) pelo Centro de Treinamentos HB Brasil.

Sou certificada pela SAP Global Certification: SAP Certified Application Associate - Procurement with SAP ERP 6.0 EHP6 (C_TSCM52_66) desde 01 de novembro de 2014. SAP National Security Services, ID: S0011962747.

Iniciei no começo de 2015 na TV Ensinar, é atualmente sou coordenadora de conteúdo SAP de cursos livres a distância.
51 - comentário - 08/05/15 - 14:59:13 - Evelyn - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho na área de TI há 10 anos e sinto muito preconceito disfarçado. Acredito que na minha empresa não haja distinção salarial por gênero, mas muitas colegas de profissão já relataram isso.
No geral é uma área que proporciona muito aprendizado, por ser muito dinâmica, mas acho que as empresas, como um todo, não valorizam os profissionais, pois vejo muitas vagas com perfil senior, mas com salario jr.
Gosto muito de trabalhar com TI, mas tenho me sentido desmotivada ultimamente.
dbassocia
52 - comentário - 08/05/15 - 15:10:37 - Gláucia - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sou Pós-Graduada em Redes de Computadores e Graduada em Ciências da Computação. Estou a 3 anos desempregada. Sempre que participo de uma entrevista de emprego,percebo perguntas preconceituosas, pelo fato de eu ser mulher trabalhando em um universo masculino. Estou na área de TI desde 1990 e sempre encontrei dificuldades em relação a melhores oportunidades de desenvolvimento profissional. E agora que estou com 45 anos, parecem que as portas se fecharam por definitivo. Atualmente me dedico a estudar para concurso publico, mesmo fora da área de TI. Pois ainda me parece ser o único setor que não discrimina por sexo e idade um profissional.
53 - comentário - 08/05/15 - 15:11:08 - sofia.ferreirinha - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Eu trabalho com tecnologia a 11 anos e nunca percebi preconceito por ser mulher, porém após me tornar mãe, percebi que havia distinção dos projetos, mas acho que de certa forma faz parte.
54 - comentário - 08/05/15 - 15:16:35 - João Sapo - 189.62.87.****

Algumas reclamações sobre preconceito acabam sendo preconceituosas contra os homens.
Na minha opinião todas as pessoas tem algum tipo de preconceito, contra mulheres, ou negros, ou pobres, ou feios, velhos, gordos, gays e etc.


Ou seja, preconceito é um bicho que todo mundo tem, alguns conseguem domestica-lo melhor que os outros, mas nunca vai deixar de existir completamente.


O segredo para minimizar o preconceito é ser competente naquilo que você faz, seja um Pelé na sua área, assim vão esquecer que você é negro, mulher e etc, vão lembrar apenas que você é o Rei, na hora de fazer as coisas acontecerem?
55 - comentário - 08/05/15 - 15:18:04 - Jaqueline Cruz - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho e estudo na área de TI há 6 anos, já tive oportunidade de trabalhar com desenvolvimento, análise de sistemas e atualmente estou trabalhando voltada a gestão de projetos, que particularmente é o que mais me chama atenção! Infelizmente ainda existe preconceito por parte de algumas pessoas, com mulheres que trabalham nessa área, se não com preconceito, ainda existe muita surpresa por mulheres optarem por essas áreas. O que é totalmente desnecessário, pois a cada dia que passa estamos ganhando mais espaço para trabalhar em diversas áreas, que ainda existe estereótipo de que são áreas voltadas apenas aos homens.... Enfim mulheres, estamos no caminho certo, vamos continuar fazendo a diferença e acabando com esses estereótipos!!!
Hospitalhd
56 - comentário - 08/05/15 - 15:18:14 - Fernanda - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho com TI a 1 ano, ainda sou iniciante e estou terminando a faculdade, a maioria dos avaliadores não dão crédito de que uma mulher saiba programar, e acabam optando por candidatos do sexo oposto só para ter uma _garantia_ que sabe, já cheguei a ir fazer entrevista e quando cheguei perguntaram se eu tinha vindo para vaga de secretária, ao falar que não estranharam e me disseram que vaga para programador era só para homens, e quando consegui um estágio no qual estou me colocaram na parte de documentação argumentando que _mulher é melhor para isso_, acredito que para o programa que eu quero fazer não é meu órgão genital que vai fazer a diferença, a não ser que estejam se utilizando disso para fazer programas nessas empresas machistas.
57 - comentário - 08/05/15 - 15:19:39 - Andressa - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Todas as entrevistas que já fui na área de TI, sofro preconceitos por ser mulher. Perguntas incoerentes, etc. Essa área não dá muitas oportunidades para mulheres, e muito menos para aquelas que buscam experiência.
58 - comentário - 08/05/15 - 15:25:54 - Bruna Albino - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sou envolvida com a área de TI a seis anos. Nesse tempo, percebi que existem sim, uma certa _falta de fé_ na sua capacidade de algumas coisas nesse universo, principalmente se for desenvolvedora, como eu sou. Porém, pelo menos comigo, isso acaba logo que começo a trabalhar, efetivamente.
Até agora não foi tão difícil encontrar empregos, mas ainda tenho pouca experiência profissional para dizer que essa dificuldade não existe.
Quanto a distinção salarial, já está provado que mulheres recebem menos, de um modo geral.
Ainda assim, acredito que nossa capacidade pode fazer com que essas relações mudem.
59 - comentário - 08/05/15 - 15:37:42 - Natáliajp - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho na área faz 3 anos, e o espaço da mulher na área esta crescendo ainda, já senti bastante falta de credibilidade por ser mulher, as pessoas ainda acham que só os homens entendem sobre o assunto. Todos os cursos que fiz eu sempre fui a única mulher da sala de aula rs, e ainda acho que vai demorar um pouco para a mulher conquistar o espaço na área de TI.
GOC
59 - Réplica - 08/05/15 - 16:56:40 - JULIANE - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Natália, boa tarde.
Persevere, porque todo inicio em todas as carreiras encontraremos obstáculos. o importante é não desistir. abraços.
60 - comentário - 08/05/15 - 15:50:39 - Leila Berto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

As mulheres não têm quase nenhum espaço no mercado de TI,ainda existe muito preconceito quanto a capacidade de entendimento das mulheres,acho isso um absurdo e está na hora de mudar.
61 - comentário - 08/05/15 - 15:51:01 - Carina Fernanda Rodrigues - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Li vários dos comentários antes de expor minha opinião e fiquei muito triste de saber que a realidade da grande maioria de nós mulheres ainda é a segregação...
Concordo muitíssimo com uma colega que destacou que ser competente no que faz é a sua bandeira_ isto é maior que os esteriótipos sociais dos quais somos taxados (e taxamos) o tempo todo.
É claro que no início é difícil! E não é porque sou mulher! Todos, com raras exceções à regra, começamos ganhando pouco, levando _chamada de atenção_ porque não fizemos algo certo, levamos serviço para casa... percebemos os olhares desconfiados de que não somos capazes...
Mas calma! Com o tempo, com trabalho e competência conquistamos nosso espaço.
E, se com tudo, sua empresa não te valoriza... Mude! O mercado é grande e também concorre por bons profissionais.
61 - Réplica - 08/05/15 - 16:55:03 - JULIANE - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

concordo totalmente! :)
Hospitalhd
62 - comentário - 08/05/15 - 16:09:18 - MARIA LUCIA FERREIRA - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Estou ingressando agora na área de TI, sinto um leve desconforto por parte dos veteranos a maioria homens, e sinto em dizer que as mulheres dessa área também discriminam ,como se não tivessem passado pelas mesmas experiencias. A concorrência é grande, e o que mais tenho aprendido é que escutar e analisar o ambiente a situação é a melhor forma de se desenvolver e evoluir, quem vai com muita sede não consegue absorver as informações corretamente. Sou franca em dizer que estou engatinhando na área, e por mais que apareçam desafios inesperados vou em frente. Este setor tem vaga para todos que realmente queiram se destacar e trabalhar.Hoje se ve muitas mulheres nas universidades e faculdades cursando eletrônica , TI e engenharia, isso quer dizer que o campo está aberto e com as mesmas oportunidades para todos , então não faz sentido ganhar um salário menor.
63 - comentário - 08/05/15 - 16:19:36 - Laeni - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho no mercado de T.I há 5 anos, sinto que há sim um certo preconceito em relação as mulheres nessa área, tanto por parte da empresa que dá prioridade aos homens pra determinadas vagas ou funções, quanto por parte dos clientes também, que as vezes preferem falar com funcionários homens. Infelizmente.
64 - comentário - 08/05/15 - 16:52:05 - Jane - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Bom quando comecei era muito discriminada ainda mais que comecei na área de infra, mulher e negra, parecia que eu tava afrontando alguma ordem natural nas entrevistas rs, mas continuei. Hj sinto que a área esta decaindo muito, tenho várias formações técnicas na área de TI e estou terminando uma Pós e a maioria das empresas que se interessam pelo meu CV são para analista Jr, oi? chega a ser cômico e não vou nem falar do $al. que oferecem, enfim sinto que ser mulher é sim uma desvantagem, pior que isso parece que nesta área vc investe muito em si próprio, sem apoio, ai te exigem experiência que só será possível adquirir se vc começar em algum lugar, mas onde se ninguém que te iniciar? pq simplesmente contratam e treinam o funcionário? Resumindo, eu adoro o que aprendi o que faço a área, mas estou muito desiludida e pensando seriamente em mudar conclui que o esforço não compensou.
64 - Réplica - 09/05/15 - 20:37:30 - Mariana - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Jane.
Você tem toda razão... Está crise está geral sem contar o preconceito que enfrentamos além de ganhar menos que os homens e as vezes fazemos mais trabalhos que eles. Atualmente trabalho com desenvolvimento web, demorou muito para conseguir chegar onde eu queria, pode ter certeza que vou ter que mostrar minha competência porque sempre vou estar a prova.
dbassocia
65 - comentário - 08/05/15 - 16:53:24 - JULIANE - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Li alguns comentários desde pessoas que acreditam ter preconceitos quanto pessoas que passaram pelo processo e hoje tem uma opinião formada.No meu caso passei por tudo isso e Graças a Deus cheguei a um cargo que nem almejava no inicio da carreira (20 anos).
Por experiência, hoje não existe muito o _ser mulher_ ou _ser homem_ até mesmo uma preferência. A preferência das grandes empresas são bons profissionais qualificados, com um bom perfil e comportamento profissional. Estes sim são os disputados no mercado. Já trabalhei com jovens (chamados geração X, Y,etc) que acreditava que algumas dificuldades ou até perfis se devia a geração e realmente tem muito pouco a ver. O que forma o profissional é uma base familiar estruturada, bom estudo, equilíbrio emocional e força de vontade para encarar desafios com perseverança. Outra dica, como mulher é saber conciliar a vida pessoal com profissional
66 - comentário - 08/05/15 - 19:24:29 - Bruna - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sou relativamente nova na área de TI por ainda ter _pouca idade_, mas a experiência que tive na empresa que trabalhei, fez com que eu percebesse que ainda há sim um preconceito com as mulheres que são de TI. No meu caso esse preconceito não vinha da empresa em si, mas sim dos _colegas_ de trabalho, muitos me travam muito bem, mas tinha alguns que queriam fazer coisas para me prejudicar, outros porque tinha inveja pela minha desenvoltura e destaque na equipe, e já outros porque acreditam que as mulheres não são capazes de liderar uma equipe e não são capazes de lhe ajudarem, acha isso um absurdo, e não são só os homens que tem o preconceito, muitas ?colegas? demonstravam implicância, mas isso por medo de perder seus cargos e inveja. Finalizando conheci algumas empresas que não aceitam funcionárias mulheres, e isso é ridículo, já que temos as mesmas capacidades que homens.
67 - comentário - 08/05/15 - 20:34:00 - Francine - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Ainda existe preconceito quanto a mulher na área de TI.
Tenho técnico em informatica e agora faço um curso superior na área e vejo que algumas empresas na região tem um certo preconceito quanto a mulheres. As vezes você até consegue um emprego na área de TI, porém os funcionários tem preconceito, comparam você a homens que já trabalharam na área de TI da empresa.
68 - comentário - 08/05/15 - 21:04:02 - Luanna Marjory C. De Robertis - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Li alguns comentários também para poder escrever e a maioria dos comentários faz muito sentido.
Meu marido e eu somos da área de TI há alguns anos e ele sabe da minha trajetória tanto para conseguir um pouco mais de salário como o reconhecimento no mercado de trabalho. Não é todo o homem que respeita e não toda mulher aceita como parceira ou colega de trabalho.
GOC
69 - comentário - 08/05/15 - 23:49:37 - Taty Tozzi de Moraes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não sou formada na área de TI, mas desde a minha primeira experiência profissional , atuo nessa área , a qual aprecio muito. li algumas opiniões sobre o tópico e acho q vou ser a única a descordar. Na empresa TSYS, multinacional americana de. TI onde trabalhei por quatro anos , as mulheres desenvolvedoras , da área de negocios , da área de projetos , da área de Relacionamentos , eram extremamente respeitadas , sendo brasileiras, inglesas ou cipriotas , não havia menosprezo, pelo contrário , todas recebiam o devido reconhecimento pelo seu conhecimento .
69 - Réplica - 12/05/15 - 11:23:28 - Patricia Ramos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Olá,
A empresa TSYS com certeza, me baseando no que você escreveu é exceção. Pois o mercado não vê a profissional com os mesmos olhos que olharia para um do sexo masculino. Bom saber, vou pesquisar sobre esta empresa.
70 - comentário - 09/05/15 - 11:40:41 - Dayane nascimento - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Bem, estou na área de TI há pouco tempo também.
Infelizmente é evidente a crise que a área passa, principalmente pela visão das empresas e a remuneração que oferecem.
Ser mulher coloca isso num patamar maior ainda, seu currículo pode ser excelente, mas eles ainda preferem um homem na maioria das vezes.
Óbvio que conta muito a sua competência, mas atualmente, está difícil para ambos os sexos em relação a área, porém para mulher ainda há um leve desconforto. Muitas vezes desconfiam da nossa capacidade apenas por sermos mulheres!
71 - comentário - 09/05/15 - 15:24:59 - Luciani Procópio dos Santos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Estou na área de TI há pouco tempo. O que vejo é uma quantidade de mulheres interessadas na área bem menor que a quantidade de homens. Mas acredito que a tendência seja uma mudança nesse quadro. As novas tecnologias estão sendo implantadas em diversos setores, o que acaba aproximando a profissional do sexo feminino do contato com esse mercado, ainda que de forma lenta e gradativa, seja através da participação em redes sociais, seja com o aumento do uso de dispositivos móveis integrados ao dia a dia das empresas.
apipesq
72 - comentário - 10/05/15 - 11:54:29 - Ana Rakel Cardoso - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Estou na área de TI a mais de 20 anos. Sempre observei uma participação feminina muito pequena. É um fato curioso, pois segundo pesquisas do IBGE as mulheres estudam mais que os homens, porém sempre que faço um curso qualquer em TI a diferença entre a quantidade de homens e mulheres é brutal. Na minha preparação para a certificação PMP eram somente 15% de mulheres e é uma certificação que abrange outras áreas como, por exemplo, engenharia. Acho que as exatas são áreas que atraem pouco os brasileiros e em especial as mulheres. A educação brasileira é muito ruim em todas as disciplinas, mas as exatas são as mais negligenciadas, e TI é impactada fortemente por isso. Para as novas tecnologias vejo um complicador ainda maior, pois elas exigem um conhecimento mais profundo em estatística aplicada, desenvolvimento de algoritmos complexos, etc.
73 - comentário - 11/05/15 - 11:04:28 - Marcia Regina - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho na área de TI há 6 anos e, apesar de vivenciar homens com o salário maior e fazendo menos do que faço, enxergo o problema de uma ótica cultural. A cultura brasileira colabora bastante para a subjugação da mulher. Atualmente trabalho em uma empresa espanhola e sinto que as condições de igualdade entre mulheres e homens são bem maiores, inclusive nossa CEO é uma mulher. Acredito que antigamente era bem pior para a mulher se integrar ao mercado de trabalho, independente da categoria, os atritos continuam pois a participação das mulheres é mais recente, principalmente em um nicho em que há predominância de homens. O que percebo é que o número de mulheres muito competentes em suas atribuições é bem alto com relação aos homens.
74 - comentário - 11/05/15 - 17:55:36 - Biah Chaves - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho com TI a 7 anos.
Acho que nosso país tem preconceito com mulher sim. Para cargos operacionais nem tanto quanto para cargos de gestão. Isso desmotiva e muitas vezes pensei em mudar de área, pois desejo crescer profissionalmente e é muito difícil concorrer com homens, sempre saem na frente.
75 - comentário - 11/05/15 - 19:19:13 - Elizabeth dos Santos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Estou na área de TI a mais de 7 anos e é notável que o número de mulheres atuando na área cresceu. Acredito que o preconceito ainda é presente e que o número elevado de mulheres nesta área não seja o suficiente, mas estamos nos tornando cada vez mais presentes, quando falam de tecnologia. A geração Y, a forma de pensar e agir, o mundo moderno, está contribuindo fortemente para essa mudança. A mudança não é mais opcional e sim necessária. Todos estão olhando, percebendo como a mulher pode ser mulher e profissional e mãe e esposa e muita mais coisas se ela quiser. Essa é a mensagem que devemos passar que somos capazes como qualquer outro indivíduo e acho que estamos mostrando isso.
Pecados
76 - comentário - 11/05/15 - 22:14:41 - Patricia - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Boa noite,
Trabalho com estou TI a mais de 10 anos na área de Infraestrutura , e concordo que existe muito preconceito e quando nós mulheres de TI decidimos ter filhos o problema é ainda maior.
77 - comentário - 12/05/15 - 11:19:09 - Leila R. A. Valentino Maria - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Atuo na área a mais de dez anos. Comecei a estagiar com um grupo de amigos da faculdade. Homens e mulheres, na mesma área. Era nítido a confiança maior nos meninos. O tempo foi passando, os caminhos mudando, e hoje vejo uma discrepância nos cargos e oportunidades que cada um tem/teve. Não creio que somente dado o sexo de cada um, mas que essa questão infelizmente ainda pesa, isso é fato.
78 - comentário - 12/05/15 - 11:21:16 - Patricia Ramos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho com t.i. há cerca de 10 anos, e cada vez mais presencio o preconceito, falta de melhores salários e até mesmo, nosso sindicato, é proibido de nos defender, em caso que a empresa já possui associação com demais sindicados. Ou seja, o aumento de salário adquirido pelo sindicato nunca é revertido para minha categoria. Trabalho numa empresa há quase 04 anos, e meu salário está congelado, sou dependente de aumento do sindicato dos comerciários...Hoje a empresa paga muito bem para quem é filho de algum amigo, indicado...pouco interessa se a pessoa sabe. O interessante aqui, são os pontos: Sexo masculino, regionalidade, grau de parentesco. E isso infelizmente, é geral...E quando busco algo na área, o salário é a metade do que ganho. Infelizmente, por necessidade, aguento preconceito e falta de reconhecimento, mas vejo que lá fora, receberia os mesmos conceitos, com a metade do salário.
79 - comentário - 12/05/15 - 11:26:36 - Juliene Farias - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Comecei na área de TI com 16 anos, onde o preconceito com as mulheres era muito grande, hoje as coisas vêem evoluindo, porém ainda existe muito preconceito no mercado de trabalho. Principalmente com faixa salarial, pois ainda hoje os homens ganham mais que as mulheres e fazem as mesmas funções.
Pecados
80 - comentário - 12/05/15 - 11:42:06 - Simone Antunes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Tenho contato com TI desde bem novinha, aos 10 anos de idade eu já tinha noções de como se formatar um PC e realizar diversos comandos em DOS. Hoje, aos 26 anos, estou estudando Redes de Computadores e sou a única mulher em minha turma! Ao longo do caminho, sempre houve muito preconceito por estar num meio em que, supostamente, seria apenas para homens. Até mesmo na família acontecia um certo estranhamento, que com o tempo se foi. Mesmo hoje em dia, já com tantas mulheres trabalhando na área, ainda temos casos de preconceito, o que é sempre uma pena. Mas acredito que quanto mais nós, mulheres, nos mostrarmos fortes e dedicadas, mais essas _barreiras_ vão caindo, e a tendencia é que nos tornemos cada vez mais presentes no mercado de TI.
81 - comentário - 12/05/15 - 11:45:06 - Priscila - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Já enfrentei diversos tipos de preconceitos.. primeiro por ser de cidade de interior, segundo por ser evangélica e terceiro por ser mulher. Notamos isso na forma de falar, no jeito de tratar, até mesmo na forma de ser mais _fofo_ que alguns homens tentam ser sentimos isso. Queremos que todos sejam tratados com respeito, mulheres e homens. Houve um tempo em que eu ganhava mais que alguns colegas, mas hoje isso não é mais realidade. De fato, vejo o salario em TI como uma problematica, pois com 2 pos graduações e quase 7 anos no mercado me encontro na mesma faixa salarial de 2 anos atrás. Nunca parei pra pensar se isso é por ser mulher, mesmo por que, atualmente trabalho em uma equipe onde a maioria é mulher. Minha gerente é mulher. Minhas lideres são mulheres. Mas sofro muito mais preconceito por ser de interior. Mas podemos chegar lá.
82 - comentário - 12/05/15 - 12:00:43 - Joice Fogaça - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Eu sou estudante de Analise e Desenvolvimento de Sistemas, estou tentando ingressar no mercado de trabalho. Pelo que eu vejo na faculdade a maioria das salas tem uma diferença grande, a maioria dos alunos são homens. Observo também que as nós mulheres somos muito dedicadas aos estudos, e geralmente se destacamos em notas.
Na minha sala por exemplo, tem cerca de 30 alunos e menos de 5 mulheres.
Também quando participo de processos seletivos, a diferença e sempre gritante geralmente 2 ou 3 mulheres e 10 homens. Isso gera
Acredito que para que a mulher tenha mais espaço na área de tecnologia, deve se mudar a cultura que temos atualmente, desde de brinquedos os meninos são incentivados a desafios, as meninas são mais brinquedos de casinha, se a mulher for mais incentivada a desafios desde de criança, acredito que teremos mais mulheres na tecnologia, engenharias.
83 - comentário - 12/05/15 - 12:01:40 - Larissa - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Eu sou formada em TI mas ainda tenho pouco tempo de atuação na área. Pela percepção que eu tenho o mercado está abrindo, aos poucos, mais espaço para as mulheres em funções que antes eram dominadas por homens (Cargos de gestão, por exemplo). No entanto há muito o que evoluir pois existe, infelizmente, a diferença de salários entre homens e mulheres, o que desmotiva nós, mulheres, a seguir na carreira. Eu tenho muita afinidade com a área de TI e gostaria de crescer profissionalmente mas, sinceramente, o mercado de trabalho pra mulher de TI ainda está longe de ser um cenário em que homens e mulheres tem os mesmos direitos e oportunidades.
API
84 - comentário - 12/05/15 - 12:09:03 - Silvia Moraes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Minha iniciação como selecionadora na área de TI foi meio que ao acaso, pois este era um Universo do qual não detinha o total domínio pois, vinha da área de treinamento do mercado financeiro.
Tive que aprender muito sobre o assunto, o que significava cada linguagem que até então para mim era uma verdadeira sopa de letrinhas rss.
Hoje tenho segurança em minhas entrevistas e para alguns casos consigo até a debater o assunto tecnicamente, porém foi necessária muita pesquisa e muita leitura para chegar neste nível de maturidade. Porém o mercado de TI é muito volátil e temos que estar atentos as novas tendências e principalmente o mercado de trabalho.
Ao longo desses meus quase 5 anos como selecionadora da área de TI já vi muita coisa e ouvi também
Currículos imensos e cheios de títulos não é sinal de capacitação técnica e nem garantia de que será um excelente profissional.
85 - comentário - 12/05/15 - 12:33:07 - Silvia Fagá - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Atuo na área há 8 anos e acredito que as mulheres tem ganhado espaço em um mercado que antes era restrito aos homens devido ao interesse e outras dificuldades. Em todas as áreas em geral principalmente cargos de gestão e cargos corporativos sempre foi predominante a presença do sexo masculino, porém às empresas tem se voltado para a capacidade e algumas características especificas das mulheres e acredito que cada vez mais conquistaremos nosso lugar de destaque! Abraços à todos.
86 - comentário - 12/05/15 - 12:48:40 - Jovana de Marco Souza - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Eu sou formada em TI, mas infelizmente tenho pouco tempo de atuação na área, por falta de experiência profissional. Pela percepção que eu tenho o mercado está abrindo, aos poucos, mais espaço para as mulheres em funções que antes eram dominadas por homens (Cargos de gestão, por exemplo). No entanto há muito o que evoluir pois existe, infelizmente, a diferença de salários entre homens e mulheres, o que desmotiva nós, mulheres, a seguir na carreira. Eu tenho muita afinidade com a área de TI e gostaria de crescer profissionalmente mas, sinceramente, o mercado de trabalho pra mulher de TI ainda está longe de ser um cenário em que homens e mulheres tem os mesmos direitos e oportunidades.
87 - comentário - 12/05/15 - 13:04:43 - Camila Tersaroli Medeiros - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Eu descobri a Informática com 11 anos e me apaixonei, mas isso não significa que aos 27 estou onde gostaria de estar... conseguir atuar em áreas dominadas por homens não é tão fácil como na teoria.
GOC
88 - comentário - 12/05/15 - 13:24:33 - Karyne Perri - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Estou na área de T.I faz 4 anos, anteriormente eu era da área da saúde. Descobri minha paixão em programar quando resolvi fazer um curso online para aprender Python. Desde então trabalho como HELP DESK e curso ADS. Pretendo programar assim que me formar!
Apesar de ter poucas mulheres atuando no País nessa área, muitas empresas estão abrindo as portas para mulheres exercerem as mesmas funções que homens fazem. Apesar da pouca experiência que eu tenho, eu sei que é isso que eu quero pra minha vida.
89 - comentário - 12/05/15 - 13:39:12 - Cinderela - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Essa época já passou ... Meu pai trabalha como gestor na Saúde no estado de São Paulo, e de todos os envolvidos no projeto, de 11 pessoas, 3 são do sexo masculino. Todos os Homens ganham entre 10 e 15 % que uma Mulher nesse específico. Essa era de Mulher ganhar menos é Mito.
90 - comentário - 12/05/15 - 14:31:03 - Abap - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Estou na área há pouco mais de 10 anos e posso dizer que a participação da mulher nessa área tem aumentado. Conheço muitas em cargos antes ocupados apenas por homens e acredito que esse cenário tende a crescer.
91 - comentário - 12/05/15 - 14:37:23 - Paola Machado - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito que tem espaço sim em TI, porém poucas mulheres tem interesse na área. Estudo em uma faculdade onde tem 1 (eu) ou no máximo 2 alunas por turma, e o mesmo se reflete no mercado de trabalho. Estou na quarta empresa na área de TI e quase não havia mulheres como colegas. A minha equipe atual tem apenas eu de mulher, e muito raramente em alguma vaga o currículo de uma mulher é enviado. A mulher tem que se interessar e se qualificar para o mercado de trabalho em TI. Dizer que falta mulher no mercado de trabalho é fácil, difícil mesmo é ver o interesse em mulher pelo mercado de TI.
Hospitalhd
91 - Réplica - 12/05/15 - 17:04:12 - Rita de Cássia da Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Então eu trabalho em TI desde de 2005, diria melhor retornei para TI em 2005, pois iniciei em 1992 o curso técnico em Proc. de Dados, e já nessa época haviam muitas garotas, muitas inclusive saíram de SP para trabalhar em Joinville que na época era o centro das consultorias de ERP. Na faculdade ingressei em Economia, a onde me especializei em finanças e me afastei um pouco do mundo de programação. E por 8 anos respirei o mundo administrativo/financeiro, e nesse momento conheci algumas ferramentas para BI, e resolvi retornar para mundo de TI, e nesse período todo encontrei muitas mulheres no mercado de TI, principalmente em programação, muitas se tornaram meus modelos de profissionais.
Com isso tenho que descordar sobre a falta de interesse das mulheres por área de TI, o que vejo é falta de apoio por parte dos homens em acreditar na capacidade das mulheres, mas isso é algo cultural.
92 - comentário - 12/05/15 - 16:41:28 - Viviane - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Eu sinto que de início, a mulher é sempre mais _testada_ do que o homem que ocupa a mesma posição, as piadinhas ainda acontecem mas em número bem inferior a alguns anos atrás. Acredito que passado essa primeira quebra de gelo e dependendo da postura da mulher em relação à equipe, não existam problemas relacionados a diferenciação entre gêneros, o que existe é um respeito adquirido pelo conhecimento da mesma na sua área de atuação, seja ela qual for.
93 - comentário - 12/05/15 - 16:42:45 - Sheila Mac - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sou formada em Engenharia de Computação já há algum tempo e trabalho no entorno desta área desde então. Na minha turma de Unicamp, dos 90 ingressantes apenas 9 eram mulheres, e destas 3 concluíram o curso. Comecei na indústria, passei pelo varejo e me estabeleci em serviços profissionais.

Na área de serviços temos oportunidade de conhecer um número grande de empresas, portanto, creio que poderia considerar minha amostra como representativa ao afirmar: de fato, existe um espaço muito pequeno para mulheres no mercado de TI.

Tipicamente, encontrei maior percentual de mulheres em funções de TI mais ligadas a gestão de RH, serviços mais meticulosos (ex: fábrica de testes, design de interfaces e processos) e áreas de suporte. Muito poucas foram as que encontrei em posições mais altas da organização de TI.

Talvez as mulheres não sejam muitas, mas o espaço também não é muito animador.
94 - comentário - 12/05/15 - 17:12:37 - Rita de Cássia da Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Bem sou Economista por formação e TI entrou na minha vida antes da faculdade, como curso técnico em Proc de Dados, e sempre tive amigas na área de TI, mais do que até em Economia, então vejo que temos grandes oportunidades na área de TI, inclusive essa é uma das poucas áreas que não existe preconceitos, o que importa é ser bom. A grande questão que existe é sua postura diante aos clientes, sejam eles homens ou mulheres, pois a visão que existe de TI ser algo masculino é muito comum nas outras áreas, logo quando uma empresa contrata um profissional para mudar sua tecnologia, e o consultor é uma mulher, o inicio é bem trabalhoso. Mas ainda tenho certeza que o mercado de TI para mulheres é vasto, e esse tipo de preconceito será algo que iremos levar muitos tempo para acabar, e nem por isso deixamos de fazer um bom trabalho e no final mostrarmos para que vimos.
dbassocia
95 - comentário - 12/05/15 - 17:27:09 - Camila Gaya Terranova - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Atuo com RH em consultorias de TI há 5 anos, e vejo que as mulheres estão entrando neste mercado com muita garra, onde normalmente seria um lugar masculino. Eu como RH busco o profissional que tenha as competências necessárias para o cargo, e inúmeras vezes encontro estes requisitos nas mulheres.
Quando falamos sobre implantação de sistemas as mulheres são mais solicitadas que os homens pelos clientes, pois alem de realizar a implantação é necessário treinar os usuários e neste quesito as mulheres são muito mais cautelosas, responsáveis e pacientes.
Eu acho que as mulheres são mais responsáveis que alguns homens.
96 - comentário - 12/05/15 - 17:46:12 - Katia Cristine - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sou Analista de Sistemas, formada em TI, e atualmente estudando Engenharia. Trabalho na área de informática,desde de 1998. E na época fui a primeira mulher na empresa a fazer parte da área de desenvolvimento de sistemas. A partir desta época,não parei mais, consegui uma ótima carreira profissional, onde tive oportunidade de trabalhar em empresas, de pequeno, médio e grande porte. Nacionais e multinacionais. Hoje vejo o mercado bem mais aberto, não vejo preconceito, pelo contrário, no meu ponto de vista vai abranger muito mais. Precisa mais mulheres no mercado na área de TI, vejo poucas. Há espaço para todos! Homens e mulheres. O que faz a diferença, será sempre o trabalho bem feito. Habilidades são as mesma, inteligência também.
97 - comentário - 12/05/15 - 18:43:54 - Andrea Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho com tecnologia desde 2001, em 2010 me graduei em Analise de sistemas, minhas área de atuação são infraestrutura, manutenção de computadores e Banco de Dados, Trabalho em uma escola de Treinamentos Microsoft e tenho uma consultoria em TI. O mercado de TI ainda olha muito desconfiado para a profissional feminina, ou então eles acham que somos somente usuárias de sistemas e não temos lógica para trabalhar na área, eu mesma passei muito por isso. Como em qualquer área, temos que provar em dobro que sabemos o que estamos fazendo, e ganhamos sempre abaixo de profissionais masculinos.. Mas ta valendo eu ainda acredito que dias melhores virão e junto com eles salários melhores!!!!
98 - comentário - 12/05/15 - 19:35:16 - Débora Garcia Colonna - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Atuo em TI desde 2001, isso desde o colégio técnico até a MBA e atuações em empresas, e desde então, sempre vejo as mulheres com um número bem reduzido em relação aos homens, porém, embora este número seja menor, é possível enxergar a diferença e qualidade de trabalho daquelas que são envolvida em TI. A desenvoltura, capacidade de negociação, destreza em atingir os objetivos são tão equivalente ou até melhor do que homens que desempenham o mesmo papel. Quando há preferências em vagas na contratação por mulheres, é porque há um poder de persuasão e negociação que talvez os homens, que acabam sendo mais racionais, não possuem.
Acredito que há muito o que mudar em relação a visão das mulheres que atuam em TI, pois acredito que a partir do momento que elas escolhem e investem para exercer a profissão neste segmento, é porque enxergam em si, a capacidade de responder tanto como um homem.
GOC
99 - comentário - 12/05/15 - 19:54:10 - Caroline Melo Canto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

No começo da carreira eu pensava que haveria preconceito. Mas com o tempo, comecei a perceber que a postura e o conhecimento são de fato os pontos determinantes. Iniciei a carreira em 2012, com estágios em consultoria e suporte. Consegui uma oportunidade para trabalhar como analista de sistemas e, a 3 meses, consegui conquistar o primeiro passo para a carreira que tanto almejava, me tornei analista desenvolvedora java. Queria me especializar em Java, mas confesso, não foi fácil. Por isso, com ou sem preconceito, acredito que os objetivos e a persistência deverão ser o foco de quem deseja atuar na área de TI. Estou feliz, e espero progredir e alcançar meus objetivos cada dia mais.
100 - comentário - 12/05/15 - 20:22:16 - Licia Lopes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Atuo na área de T.I há 10 anos, E acredito veementemente que sempre há espaço para bons profissionais, independente de sexo. Então é preciso atualizar-se sempre, afinal a tecnologia muda, atualiza-se e nos temos que mudar Junto. Em minha visão é que muitas vezes nos cobramos muito, e como sabemos perfeição não existe. As mulheres tem uma capacidade de gerenciamento bem apurada, a evolução nos propiciou tal características, e como instinto de sobrevivência, mulheres cortam gastos como ninguém. Dessa forma o mercado T.I. tem muito espaço para mulheres, e alem disso tem muito espaço para profissionais diferenciados.
101 - comentário - 12/05/15 - 20:28:24 - patrícia - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

boa noite, tive oportunidade de trabalhar como suporte tecnico em uma determinada empresa, no começo foi para clientes que utilizavam o produto e logo depois foi para area onde atendiamos tecnico de campo. hoje moro em uma cidade pequena onde não tem muito campo para esta area, eu faço autualmente gestão em TI. onde estou tendo oportunidade de conhecer mais sobre o assunto e ja recebi vários convintes de empresas dentro e fora do Brasil. Onde predento me mudar desta cidade que e tranquila para morar mas sem campo de trabalho amplo e me mudar para a baixada em Sâo Paulo, atualmente eu trabalho dentro de um supermercado como operadora de caixa, mas sei que oportunidades vão aparecendo cada vez mais e com certeza vou saber aproveitar cada uma delas. Obrigada pelo convide em expressar a opinião e boa semana a todos.
102 - comentário - 12/05/15 - 21:00:23 - Priscila Caldeira Gomes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho com TI há 10 anos, bem no início senti um pouco de preconceito das pessoas, mas hoje em dia nunca mais tive esta sensação, o que manda é o conhecimento, experiências, indicações e não o sexo.
apipesq
104 - comentário - 12/05/15 - 22:15:10 - Alessandra - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho com TI há quase três anos e amo essa área, acredito que atualmente temos um número bem maior de mulheres em TI, mas ainda não se iguala ao número de homens. Acho muito legal a iniciativa de algumas empresas, como a IBM, que tem programas com o objetivo de contratar mulheres com a intenção de igualar o número de mulheres com o de homens. Atualmente ainda vejo falarem sobre desigualdade de salário entre homens e mulheres, mas durante meu período de experiência em TI nunca tive esse problema, muitos colegas de faculdade chegam á ganhar até menos, por isso, acredito que em TI dificilmente se tem esse problema. Gosto muito dessa área e recomendo, pois, é uma área muito ampla e com muitas oportunidades. :)
105 - comentário - 13/05/15 - 08:21:39 - Thamirys - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho com desenvolvimento de software há cerca de seis anos, e dizer que o tratamento é igual é mentira, passei pelos dois extremos, ou era tratada como uma porcelana, ou com ironia e piadinhas sem graça. Acredito que a mulher está sim conquistando seu espaço nesta área dominada por homens, mas para ir longe é necessário insistência e sangue frio. No momento da contratação nem sempre há um problema, mas no dia a dia possivelmente.
106 - comentário - 13/05/15 - 10:08:55 - Angela Sampaio da Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A presença feminina no mercado de trabalho em TI ainda é bem pequena, mas percebo que vem crescendo nos últimos anos. Entrei na universidade em 2004 e em uma sala com quarenta alunos tinham apenas cinco mulheres, três delas acabaram _ficando para trás_ e nos formamos em duas. Nos dias atuais ao entrar nas universidades se vê uma procura maior pelo público feminino não somente na área de TI, mas também de engenharia, matemática, física.
As mulheres estão deixando de ser _donas de casa_ para buscar sua independência e vêm mostrando que são tão competentes quanto os homens, pois são dedicadas, estudiosas, cuidadosas, organizadas e isso faz toda a diferença.
Ainda há muito preconceito e desigualdade em relação a homem e mulher no mercado de TI, porém o significativo aumento das mulheres neste mercado seguramente fará a diferença para que a mulher seja reconhecida e conquiste seu espaço.
107 - comentário - 13/05/15 - 11:20:04 - Ellen Candil - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Desde o técnico até a faculdade, é possível identificar que as mulheres são minoria nas salas de aula, isso não quer dizer que o mercado não exista para mulheres, apenas que se a quantidade de mulheres é menor que de homens na capacitação, logo, a quantidade de mulheres no mercado de trabalho também será menor. Hipocrisia nossa (mulheres) dizer que não existe preconceito, mas como muitas mulheres já disseram em outros comentários, o principal é ter sangue frio e ser determinada, o respeito e a admiração dos homens vem por consequência e vem de verdade.
Hoje tenho a oportunidade de trabalhar com TI fora do mercado Brasileiro e não encontrei problemas até o momento com piadinhas, mas é visível que ganhamos menos e infelizmente o sexo dita isso. Mantenha o foco e alcançará seus objetivos, não deixe que os preconceitos ditem quem você é.
Parabéns APinfo pela iniciativa da enquete.
dbassocia
108 - comentário - 13/05/15 - 12:29:15 - Iara - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Eu trabalho com TI há 3 anos e na minha primeira experiência de trabalho (estágio) sofri preconceito.
Eu trabalhava numa cidade do interior de Minas, e eu uma outra menina (únicas mulheres da empresa) fomos mudadas de função de desenvolvedoras para analistas, simplesmente por sermos mulher. Sim, isso fui dito claramente em uma reunião.
Acredito que a questão de preconceito tem haver com o setor que a pessoa está inserida, já ouvi falar que determinados setores são mais difíceis de entrar, ex. bancos. Quebrar essa barreira do preconceito é uma tarefa que vai exigir um pouco mais de nós mulheres, quanto mais técnico é o cargo que nós ocuparmos maior será o desafio, pois ainda há uma mentalidade que mulher deve ocupar cargos relacionados a negócios.
Com habilidade e inteligência sermos capazes de vencemos preconeceito e trilharmos uma carreira brilhante. Sim, há espaço para nós em TI.
109 - comentário - 13/05/15 - 13:56:58 - Cláudia Isnoldo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho há 25 anos na área de TI, minha formação é nível superior em Infra-estrutura, Redes, iniciei como Analista de Suporte e travei um desafio a mim mesma todos os dias,atualmente sou Gerente de T. I. , tenho uma equipe de 9 homens e sim confesso que durante esses anos nada foi fácil, a mulher deve aprender a lidar com o pré-conceito que existe _sim_, não é lenda,infelizmente muitos homens ainda não lidam direito com a igualdade e não estou me referindo a igualdade salarial ou de oportunidades, e sim a igualdade intelectual, isso é cultural, viemos de uma sociedade onde a mulher era sub-julgada como incapaz de tomar decisões, Graças a Deus e a evolução dos tempos e por que não dizer a Tecnologia que nos permite estarmos compartilhando informações, esse cenário está melhorando! Mas ainda há muito o que conquistar! Abraços e sucesso a todas nós, que não nos intimidamos!
110 - comentário - 13/05/15 - 17:30:40 - Adriana G - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Estou lutando para entrar em uma faculdade de Programação. Estou a 6 meses na área de Help Desk e entre 40 analistas, apenas 5 são mulheres. Concordo que somos minoria.
111 - comentário - 14/05/15 - 00:31:45 - Carolina - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Ainda é muito complicado.
Por mais que a gente seja competente, não temos o devido reconhecimento.
Sou analista de sistemas, tenho uma carga de responsabilidade enorme, mas o cara da infraestrutura que tem menos responsabilidade é mais valorizado.
Meu trabalho é sempre revisado por um cara, mesmo que a minha porcentagem de erros seja mínima e a do outro cara, é sempre aceita de primeira.
Sinto uma dificuldade muito grande na empresa onde trabalho, que eles não entendem algumas coisas.
Estou quase trocando de profissão, pois o stress X retorno é uma coisa discrepante.
Fora os comentários maldosos que por trabalhar com homem vc tem que aguentar (se esta nervosa é TPM ou falta de homem).
Acho sim que é uma área ingrata pra mulher ainda. Quem sabe um dia seremos valorizadas.
Hospitalhd
112 - comentário - 14/05/15 - 10:48:24 - Noemi Alves - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho com suporte uns 3 anos e sim existe preconceito, todo trabalho que faço sempre há uma desconfiança de que eu não fiz certo ou um redirecionamento de serviço para outro técnico, pois não existe certeza que sou capaz. Fico bem desanimada quando me deparo com estas situações, pois nenhum trabalho que fiz até hoje deu errado ou não estava certo, mas nada disso adianta apenas pelo fato de ser uma mulher não sei oque estou fazendo. Gosto de pensar que os homens não admitam que somos capazes, pois sentem medo de perder espaço para nós.
113 - comentário - 14/05/15 - 14:21:56 - Flavia Gomes Santos Azevedo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Infelizmente o mercado para mulheres na tecnologia é muito complicado. Pois existe uma insegurança em cima das nossas atividades. Existe o preconceito se uma mesma atividade é feita por homem ou por mulher. Já escutei diversos comentários maldosos em relação a minha capacidade e preconceito.Estudei quatro anos, fiz cursos de capacitação igual a um homem e mesmo assim nosso valor não é reconhecido. Uma vez fiz um processo seletivo para área de infraestrutura, fiz todos os testes necessários. entrevistas e quando fui conversar com o gestor da área ele me disse que só me chamou porque ele achou interessante meu currículo por ser mulher. Esse fato me desanimou bastante. Para concorrer a uma vaga e se tiver o homem e uma mulher com as mesmas capacidades, sempre irão preferir profissionais masculinos. Depois de ler os depoimentos do fórum vi que isso não acontece só comigo.
114 - comentário - 14/05/15 - 16:19:12 - Gilmara Santos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Iniciei na carreira de TI como Analista de Suporte e hoje coordeno uma equipe de Infraestrutura de TI, que é basicamente composta por homens. Nunca percebi preconceito em relação ao fato de ser mulher, mas sim em relação a idade ao assumir tão nova cargos estratégicos. O feedback que já recebi de meus gestores é que o fato de ser mulher conta ponto a favor nos fatores organização, disciplina e qualidade do trabalho desenvolvido. Mulher é mais _caprichosa_ por natureza.
Entendo que a mulher também não pode se vitimar (se discriminar) porque escolheu uma profissão anteriormente comandada exclusivamente por homens. Eu costumo brincar com as minhas equipes que sou muito mais macho do que os homens com os quais trabalho porque não tenho melindres, sou direta e objetiva. Até para ganhar o respeito da equipe, é assim que tem que ser.
115 - comentário - 16/05/15 - 14:12:49 - Priscila AD Guerrero - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Tenho formação em redes pela Escola Senai e sou recém formada pelo IFSP, em Análise de Sistemas. Mas não trabalho com a área de TI, mas com gestão da qualidade em uma empresa governamental. Minha última entrevista, para um estágio na área de TI foi em uma empresa onde as únicas mulheres eram a recepcionista e a copeira. A entrevista se deu num tom de sarcasmo e completamente sem foco. Chamaram para a área de web e num dado momento me perguntavam sobre redes, manutenção de hardware e sempre tirando sarro. Depois partiram para perguntar sobre atendimento ao cliente e questionando: _mas você prefere web ou atendimento ao cliente?._ Não fazia sentido, pois meu CV estava voltado para web e não para atendimento ao cliente. Não quero ser humilhada de novo. Sempre fui boa aluna e vi colegas nem tão bons conseguindo estágio pelo fato de serem homens. O que fazer diante disso? Desistir.
GOC
116 - comentário - 17/05/15 - 14:03:34 - Patrícia Lopes Reis - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O espaço da mulher no mercado de trabalho em TI vem ganhando cada vez mais respeito. Embora ainda exista uma diferença significativa em relação aos cargos e salários, quando você está mais preparada para a concorrência as chances de conquistar posições mais elevadas são maiores. Sou formada em Análise de Sistemas e atuo na área de TI há 10 anos, sendo 6 como Gerente de Projetos. Sempre trabalhei e estudei com muitos homens, de diversas idades, perfis e experiências. No início sofri um pouco de preconceito, não só por ser mulher, mas por ter ser nova também (tenho 29 anos). Resolvi virar o jogo, já que o preconceito é um fato na nossa área. Hoje sou líder de alguns deles e adoro gerenciá-los. Quando você demonstra que é capaz, tem uma postura adequada e prova isso através de resultados, o respeito e a confiança no seu trabalho aparecem naturalmente e aumentam a cada oportunidade.
116 - Réplica - 26/05/15 - 18:20:11 - Flávia Silva - 179.90.60.****

Vejo muito preconceito quando a mulher ou o homem diz que faz muito e não faz nem o básico! É como a Patrícia disse, se a mulher é capaz, tem postura adequada e mostra resultados, ganhamos respeito e confiança.
117 - comentário - 18/05/15 - 17:21:07 - noemi mercedes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito que preconceito existe em todos os âmbitos, mas que a educação, a cordialidade, empatia, dedicação abre portas e em algumas dessas portas eu consegui entrar com muito orgulho de ser Capaz.
118 - comentário - 19/05/15 - 17:13:19 - Rosangela Marques - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Fazem 16 anos que trabalho na área de TI,sou formada em Sistemas da Informação, antigamente, poucas mulheres trabalhavam na área, lembro-me que em todos os cursos que fiz, redes, CCNA para cada 10 homens tinha 1 única mulher, com o passar do tempo o cenário mudou e hoje temos muitas mulheres lideres e com competência indiscutível para ocupar o cargo, eu sinceramente nunca senti preconceito, pelo contrário, as pessoas ficam surpresas quando digo que trabalho na área de TI, no começo de carreira eu crimpava cabos de redes, e meu último cargo foi consultora de TI onde era responsável por toda parte de software e hardware da empresa, então por experiência própria eu afirmo que o mercado de TI é muito grande e as mulheres que se esforçam e que se especializam com certeza tem seu espaço garantido.
Hospitalhd
119 - comentário - 19/05/15 - 19:07:02 - Lídia - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

No atual mercado de trabalho em crescimento e devido a globalização, é importante a participação da mulher no mercado de trabalho .Muitas tem se esforçado para ocupar seu espaço na área de TI. No atual momento, estou fazendo estágio há 5 meses em Suporte no Ipem de São Paulo e pretendo me aperfeiçoar .Quero seguir carreira em programação, ( Ciência da Computação, ou Análise e Desenvolvimento de Sistemas, enfim seguir carreira nesta área.
120 - comentário - 20/05/15 - 00:32:56 - Pedro - 191.182.12****

Eu não quero ser chato mas em outras áreas estão pagando melhor para mulheres, por exemplo uma Analista Farmaceutica ganha em torno de R$ 4000,00 a R$ 7000,00 e isso é por falta de concorrencia.
120 - Réplica - 23/05/15 - 16:05:31 - Renato - 155.245.20****

FARMACEUTICA E BANCOS pagam em geral muito melhor mesmo se vc trabalhar para diretamente para Bancos ou para a industria farmaceutica!!
Mas se vc for farmaceutico e trabalhar em farmacia vc ganha muito menos!
120 - Réplica - 23/05/15 - 17:00:30 - Pedro - 191.182.12****

Renato, refiro a indústrias, porque trabalhar em farmácia com certeza o valor é baixo e existe diferença entre vender e produzir.
dbassocia
120 - Réplica - 20/05/15 - 13:31:11 - josi - 5.254.97.1****

Em outras áreas pagam melhor para ambos...
121 - comentário - 20/05/15 - 07:54:58 - Poliana - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Infelizmente hoje alem do baixo salario para mulheres na aérea de T.I. existe o preconceito pelo fato de sermos mulheres, a maioria dos entrevistadores acham que não temos capacidade para atuar na aérea muitos estão preocupados se você namora é casada se seu marido, noivo ou namorado sente ciumes etc. Fiquei desempregada em 2013 e fiquei decepcionada com as entrevista que fiz com os preconceitos que sofri só pelo fato de ser mulher . sem contar com as todas os pre requisitos para o cargo e quando chegava la o salario super baixo não pagava metade do que investi em mim mesma com cursos e faculdade.
121 - Réplica - 29/05/15 - 00:14:31 - Gláucia - 189.83.23.****

Nas entrevistas que faço nas agências de empregos, sempre o meu currículo passa pela triagem. Ele é barrado quando chega nas mãos dos gestores. Alguns até entram em contato, mais não fogem aos velhos clichês machistas no momento da entrevista. Mas na grande maioria o velho paradigma que mulher não tem QI prevalece na seleção e não somos preteridas a vaga em questão. Já participei de vários processos, onde percebia-se que apesar de possuir mais qualificações que os demais candidatos masculinos, a vaga sempre eram para eles. Frustante e desestimulador.
121 - Réplica - 21/05/15 - 17:26:29 - Silas - 187.75.85.****

Pois é... :s
GOC
121 - Réplica - 20/05/15 - 10:21:26 - marcelo - 187.37.224****

Mas a maioira dos entrevistadores é mulher!
121 - Réplica - 20/05/15 - 11:12:45 - Jonas - 189.111.16****

salario baixo não tem absolutamente nada a ver com o sexo, é um problema cronico da área de TI. e se sentir discriminada não é o termo correto, o correto é injustiçada, mas não por ser mulher, mas por falta de Quem Indica.
121 - Réplica - 20/05/15 - 15:28:09 - Pedro - 191.182.12****

TI é má negociação, péssimos salários, serviços temporários (na base da chicotada), sem retorno, muita exigência de conhecimento, só contratam profissionais abaixo dos 30 (Porquê acima dos 30 ninguém estuda?) e tem que ser PJ/CLT Flex/Cooperado. Enquanto as outras áreas estão na mordomia, não precisam ficar se atualizando, podem ficar fazendo a mesma coisa por 50 anos sem se preocupar em perder o cargo e são todos CLT Efetivo/Full.
121 - Réplica - 20/05/15 - 15:30:00 - Pedro - 191.182.12****

E ainda dizem que está faltando profissional de TI no mercado.
apipesq
122 - comentário - 20/05/15 - 11:08:20 - jonas - 189.111.16****

Trabalho na área há mais de 20 anos e nunca vi nenhuma mulher ser discriminada. Vi casos de falta de aptidão, medo de quebrar unha quando tem que mexer com infraestrutura, mulher dando em cima de chefe pra ter aumento, ah isso tem e muito. Mas vi outras tambem que trabalham de boa, igual homem, ganhando a mesma coisa, fazendo o mesmo trabalho. Na contratação o problema não é discriminação, é falta de QI. Se alguém indicar a vaga é sua, homem ou mulher.
123 - comentário - 21/05/15 - 13:46:56 - Janaina Costa - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho na área de TI há 7 anos, nunca sofri preconceito ao contrário fui muito bem recebida por onde passei. Trabalhei no inicio da carreira com 12 homens e somente eu de mulher na área, apreendi bastante, atuei com Suporte técnico, Desenvolvimento e hoje trabalho com Testes. Trabalhei em duas grandes consultorias onde os cargos de gerentes eram dirigidos por mulheres e mulheres acima dos 40 anos que tinha uma enorme experiência e eram grande exemplo para todos, inclusive para os homens. Hoje trabalho em outra consultoria grande também onde a maioria da equipe é formada por mulheres que atual em diversos papeis dentro da TI. A concorrência nesta área hoje é muito grande tanto para homem como para mulheres, o que vem ocorrendo de errado no mercado é pagar um modesto salário, sendo que necessitamos de constantes atualizações, investimos muito para pouco retorno.
124 - comentário - 25/05/15 - 17:06:03 - Marcela - 191.182.23****

É realmente muito dificil trabalhar com desenvolvimento de sistemas, TI só tem homens, muitos o orgulho fica ferido de ver uma mulher fazendo a mesma coisa que eles, ganhando a mesma coisa. Toda vez que entro num lugar, as pessoas olham com aquela cara de desconfiado, será que ela é capaz de fazer isso? Fora as graçinhas, _é bem dificil ver uma mulher em TI como desenvolvedora, o seu CV é unico de mulher aqui_. Eu acabo de sair de uma empresa, o meu superior nem me entrevistou por tamanho desleixo, ele vive mais fora da empresa por ser PJ, entao ele _trabalhava_ remoto, e eu fazia o que ele pedia em desenvolvimento, no 1º dia ele foi suuuper simpatico comigo, foi atencioso, me tratou como princesa. No 2º dia, ele ja estava frio, nem olhava na minha cara. Imaginei eu que ele deve ter visto pelo face que eu tenho namorado e deixou quieto. Toda vez ele chegava super perto de mim.
124 - Réplica - 29/05/15 - 22:35:12 - Pedro - 191.182.12****

Paulo, Nerd com certeza não é. Se tivessem nerds na área, hoje não estaríamos desenvolvendo projetos de terceiro mundo.
Pecados
124 - Réplica - 28/05/15 - 11:18:03 - Paulo Cesar - 187.122.80****

cara, a galera vê uma mulher bonita (de acordo com os padrões pré-estabelecidos pela sociedade patriarcal) e desconfia da capacidade técnica... se ela não seguir os padrões até aceitam...
a sociedade como um todo tem de mudar... a nerdaiada de TI apenas fetichiza, objetifica, não respeita o intelecto...
124 - Réplica - 25/05/15 - 18:13:11 - Pedro - 191.182.12****

E se por algum acaso você diz para o seu "namorado" que o seu superior está sendo muito simpático e que esteja demonstrando interesse?
124 - Réplica - 25/05/15 - 22:41:23 - Marcela - 191.182.23****

O que ele vai poder fazer? Nada.
Infelizmente, por mais que nós mulheres recuamos, nos defendemos, nao damos trela, tem alguns babacas que tentam se aproveitar. Saí de lá porque eu nao babava o ovo dele, eu nao dava bola p ele, enquanto a estagiaria dele lambia ele, está lá e agora foi registrada. Como ele mesmo disse "faltou sinergia entre nós".
124 - Réplica - 25/05/15 - 23:03:44 - Pedro - 191.182.12****

Você poderia me informar somente a UF de onde ocorreu?
API
125 - comentário - 26/05/15 - 19:55:44 - Edjane Alves - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho na área de TI a quase quinze anos e já sofri preconceito por ser mulher no momento da contratação. Meu Gestor não quis me contratar por ser mulher e podia _correr o risco_ de engravidar, saindo do Projeto antes da hora.
Em uma outra empresa não consegui a vaga desejada pois a funcionária anterior ia com _roupas curtas_ conforme disse o Gestor, para a empresa. Afora isso, adoro a área.
126 - comentário - 30/05/15 - 17:18:07 - Paulo - 187.22.84.****

Concordo com o caro colega que escreveu logo abaixo, o que falta é QI, não importa se é homem ou mulher, uma colega minha, como eu disse uma (ou seja mulher) subiu de cargo até ser gestora de projeto ,ela é bonita, competente e muito respeitada, ja vi outros colegas que não tiveram a mesma oportunidade, mesmo sendo bons na área de desenvolvimento e analise, mas não tinham o tal QI pra mostrar seu talento, ai ficaram em empresas pequenas ou mudaram de area, ate prestar concurso publico, ou mesmo não conseguiram sequer ingressar, mesmo sabendo inglês, espanhol, certificações da moda e ótimos conhecimentos especializados
127 - comentário - 30/05/15 - 17:21:32 - Paulo - 187.22.84.****

logico que pode haver lugares onde ha preconceito com mulheres, mas não podemos generalizar, até porque conheço muito profissional do sexo masculino na pior, em vagas ruins ou no desemprego, justamente por ser muito nerd, fechado e não ser extrovertido suficiente pra conseguir qi
128 - comentário - 03/06/15 - 12:34:19 - Karina - 201.13.153****

Agora, o mundo da TI é das mulheres,
GOC
128 - Réplica - 03/06/15 - 22:31:07 - Pedro - 191.182.12****

E da sua gramática também.
131 - comentário - 08/06/15 - 11:59:32 - Mari - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A nossa cultura tem como característica a competividade e alguns fatores como machismo, racismo, etc têm contribuído para a exclusão de um grupo inteiro.

Antídoto para o problema é investir em auto desenvolvimento agregando competências como controle emocional, liderança, maturidade, etc.

_ ...A incapacidade de lidar com as próprias emoções pode destruir vidas, acabar com carreiras promissoras..._
Daniel Goldman, Phd , Inteligência Emocional.
132 - comentário - 09/06/15 - 10:02:35 - Claudio - 191.181.13****

Bom dia.
Não acredito que seja um problema de preconceito com a mulher e nem cultura de competitividade, longe disso, e sim a cultura do oportunismo.
Sou homem e sempre trabalhei com mulheres, apesar destas sempre serem lideradas por homens, o que mais pude observar é a diferença nos objetivos como profissionais.
132 - Réplica - 10/06/15 - 11:08:47 - Mari - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O preconceito contra as mulheres nasce muitas vezes dentro de casa. Somos vítimas - na maioria das vezes silenciosa e indefesas - de agressões psicológicas de diferentes tipos e intensidades. E de outras tantas formas de violência, bem mais sutis, embora não menos perversas, como a desvalorização no mercado de trabalho, dificuldades de ascensão a postos de comando, dupla jornada, etc...

Sobre competitividade me refiro ao processo de recrutamento, seleção e capacitação de pessoal:
Os recrutadores e selecionadores recorrem a um perfil profissional cujos saberes atitudes, histórias profissionais e pessoais são levadas em conta. É a escolha dos candidatos que mais se ajustam ao cargo em aberto. Neste momento não deve-se avaliar como diferencial competitivo o sexo do candidato.

Pessoas diferentes reagem de maneiras diferentes em eventos similares.
Hospitalhd
132 - Réplica - 10/06/15 - 11:23:10 - Mari - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Muitos estudos comprovam que o sucesso em carreiras científicas e tecnológicas não tem nada a ver com gênero, mas quase totalmente com o estímulo que meninos e meninas recebem para abraçar estas profissões.

Formar um time campeão requer desprendimento, maturidade e ética acima de tudo. Requer carisma, motivação, sonho, desafio e esperança e não cabem aqui palavras e atitudes que subconscientemente carregam o preconceito, que pode magoar e reforçar atitudes negativas.
133 - comentário - 09/06/15 - 12:04:18 - Ícaro - 191.241.23****

Não tenho preconceito algum, mas acho que a área ainda possui bastante.
Para uma mulher ser aceita como uma autoridade na área é muito mais difícil e em alguns seguimentos mais que os outros
135 - comentário - 09/06/15 - 16:41:55 - Claudio - 191.181.13****

Acredito nas mulheres.
136 - comentário - 10/06/15 - 11:55:23 - Lucélia - 177.64.84.****

Acredito que um dia o espaço da mulher neste mercado foi prejudicado pelo preconceito, mas hoje este já não é mais um problema. As mulheres conseguiram seu espaço e se ainda há mulheres que se sentem excluídas na área é porque deve haver um _auto preconceito_ nesta situação_ uma dica é que as mulheres comecem também a aceitar seu espaço e acreditar que é capaz de desenvolver seu trabalho, independente de seu gênero.
dbassocia
Página 1 de 1
Pular para a página:
X