O ponto de encontro dos profissionais de informática

APinfo

Comente a pesquisa apinfo 2018, sobre o mercado de TI e salários.

Convidados : Profissionais PJ cadastrados no site

1 - comentário - 23/07/18 - 15:25:0 - Laercio Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Muito boa a pesquisa, retrata bem a realidade. Diferente destas matérias que costumam sair por ai, dizendo que existem milhões de vagas abertas na área de TI, com salários super-altos.
2 - comentário - 23/07/18 - 15:56:45 - Heliosa - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O principal problema apontado pela pesquisa sintetiza tudo :

Baixos salários / Falta de Vagas / Excesso de candidatos.


Para ter sucesso em TI é necessário pensar cada vez mais de forma estratégica e fazer um bom planejamento de carreira.
3 - comentário - 23/07/18 - 16:37:48 - Jorge A Donaire - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Um dos Maiores problemas na área de TI, diz respeito aos profissionais que não dominam o que propõe a vaga, aceitam baixo salario, assim conseguem ficar um tempo empregado e prejudica o mercado em geral. As empresas vislumbram um custo menos e paga pra ver, só que no final fica bem mais alto o custo. O barato sai caro....
3 - Réplica - 23/07/18 - 16:49:54 - Jorge Washimi - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Desculpe, mas apesar de ser profissional da área de suporte/infraestrutura há mais de 20 anos, discordo parcialmente de você. Eu já passei por uma situação na qual tive que aguardar 3 anos para conseguir me recolocar. Tenho esposa e 4 filhos. Apesar de compentente, ou aceitava um salário bem abaixo do meu último (aproximadamente 60% do meu último salário), ou continuava passando fome. Fico triste é ver como uma grande parte dos empresários está se aproveitando desta situação para, mesmo podendo oferecer um salário mais digno, preferem aumentar os lucros e sucatear o mercado, aproveitando-se da fragilidade atual de uma parcela da população.
Hospitalhd
4 - comentário - 23/07/18 - 16:41:53 - Alessandro Bin - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Excelente a pesquisa,

Retrata a realidade, que está de acordo.

Precisamos continuar nos movimentando e aperfeiçoando para conseguirmos mudar esse cenário.
5 - comentário - 23/07/18 - 16:41:57 - Fabio Oliveira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A expectativa é de que, nos próximos anos, cresça o número de oportunidades aos profissionais especializados. “Grande parte das empresas está dando os primeiros passos na estruturação, que seja capaz de lidar com a enormidade disponível no mercado abrangente.
A pesquisa está de parabéns!
7 - comentário - 23/07/18 - 17:07:33 - Flávio Santana - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Excelente pesquisa, o mercado está fraco e a área de TI já não é a mesma , não é mais o setor atrativo para os jovens como foi em alguns anos atrás, poucas vagas e muitas funções sendo extintas, infelizmente para todos e ótimo pela evolução da tecnologia, que é a tendência . Me recoloquei recentemente aceitando uma formato de contratação desfavorável com baixo salário, se estou contente, NÃO! Mas não posso reclamar, além de ser pai de família, tenho inúmeros de compromissos pesadíssimos para arcar mensalmente, e é o que tem para hoje. Falam em melhoras no setor TI , no mercado em geral, creio que ocorra mas com certa atraso. Então, temos que nos adaptar ao mercado , com o que tem, se possível falar um ou duas línguas em tentar algo fora , para países (Portugal, Canadá, Austrália, Nova Zelândia, Polônia, etc) que estão demandadas muitas vagas, é o meu conselho para o cenário atual.
7 - Réplica - 24/07/18 - 09:07:36 - Maria - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Concordo contigo, procurar oportunidade fora do país com certeza é uma ótima opção e países como Canadá, por exemplo, tem muito interesse em estrangeiros e oferecem muitas oportunidades na área.
É uma pena que uma área tão interessante esteja deste jeito no país.
GOC
8 - comentário - 23/07/18 - 17:10:57 - Luis Conte - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A pesquisa retrata bem o cenário de TI. As oportunidades crescem cada dia mais, pois as empresas precisam evoluir e investir em novas tecnologias. Por outro lado os sistemas e equipamentos estão cada vez mais inteligentes e estáveis. A tendência é que o profissional técnico de TI, se não atuar uma empresa provedora de tecnologia, precise investir de forma constante em formações complementares e novas frentes de atuação, principalmente as de gestão, controles e projetos se quiser justificar sua função. A oferta de MO está alta em todos os níveis, pois o país está em crise e tem muita gente qualificada procurando emprego. É um cenário ruim para todos no final das contas.
8 - Réplica - 23/07/18 - 17:50:41 - Sandra - 187.3.124.****

Luís, concordo com você, as suas considerações estão de acordo com a realidade de mercado e, principalmente, com a realidade sócio-econômico do Brasil. Há oportunidades, no entanto, por conta da crise econômica, a oferta de emprego é menor do que a procura e isto acarreta na desvalorização da MO devido aos baixos salários propostos. Lamentavelmente, este cenário está na contra mão do desenvolvimento visto que o profissional investe em aperfeiçoamento na carreira, porém, o mercado propõe salários baixos, inversamente à política de desenvolvimento.

Como investir em aperfeiçoamento, sem salário adequado/justo?

Fica esta questão para os empresários avaliarem nas suas políticas saláriais e estratégias de longo prazo.
9 - comentário - 23/07/18 - 17:15:51 - Renan Oliveira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acompanho esta pesquisa a muitos anos e já obtive muitas informações importantes para o direcionamento da minha carreira. Temos que olhar o passado e nos preparar para o futuro, esperar ficar defasado para depois correr atras nunca dá certo.


Parabéns a apinfo e obrigado por mais esta ajuda !
10 - comentário - 23/07/18 - 17:53:20 - Ferrucio Alves - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acho que os resultados da Pesquisa refletem adequadamente a realidade do mercado e ambiente de TI no Brasil. Essas indicações devem ser permanentemente monitorados e devem servir para as devidas adaptações dos profissionais que atuam na área.
Hospitalhd
11 - comentário - 23/07/18 - 18:05:40 - Eder Aprigio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Muito bom saber desses dados coletados. Quem diria que a área iria perder o interesse dos jovens? Caminhando para o fim de um ciclo. O DevOps vai mudar a cara da área.
12 - comentário - 23/07/18 - 20:19:31 - Eduardo Marcio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Os resultados da pesquisa, evidenciam o que acontece no dia a dia, como os salários estão diminuindo, o desinteresse em se formar na área de TI também esta diminuindo. Observando o movimento de crescimento de Pessoa Jurídica prestando serviços na área de TI, demonstra bem este cenário do mercado de TI, hoje, é melhor constituir uma empresa e prestar serviços do que estar contratado CLT.
13 - comentário - 23/07/18 - 22:06:20 - Ronei Balbino Gaia - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Esta tendo mais ofertas de emprego na área de TI, os salários abaixaram, aumentaram as exigências no que diz respeito a conhecimentos, muitas empresas pedem conhecimentos em inglês nível fluente sendo que não é utilizado, a maioria das empresas apoiam profissionais que fazem cursos, mas muitas não contribuem com ajuda em termos de valores ou reembolso, o profissional tira do salário. O mercado muda muito rápido, muitos sistemas ficam obsoletos, as empresas pedem especialistas com conhecimentos generalistas, querem sênior a preço de júnior, por este motivo jovens perderam interesse na área.
14 - comentário - 23/07/18 - 22:14:00 - Nilton Próspero - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Entendo que o mercado de TI evolui muito rapidamente, e como consequência, fica cada vez mais difícil saber qual direção devemos seguir. São tantas tecnologias que se misturam, que fico em dúvida se é melhor entender de tudo um pouco, ou, se especializar em algo mesmo que não seja tendência. E este tipo de pesquisa, ajuda a elucidar um pouco este mundo _tecnológico_ !! Em relação aos salários, as empresas exigem cada vez e pagam cada vez menos. Talvez possa ser um indício de mercado saturado de _profissionais_ !!
GOC
15 - comentário - 23/07/18 - 22:39:02 - Antonio Belpiede - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalhei muitos anos nessa área (mainframe), mas hoje esta voltada a grandes bancos, e o que é pior quando adquirido por outro banco é mais uma porta fechando. Não aconselho os jovens a investir na área de tecnologia principalmente quando aparece vagas de juniores em mainframe. Hoje em dia o mercado esta voltado para as linguagem de mobiles que acredito que terá um futuro mais longo.
Infelizmente mainframe esta acabando e os que nele permanecem não tem oportunidade em outras plataformas (por falta de experiência).
16 - comentário - 24/07/18 - 08:58:42 - sidneimagal - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A pesquisa retrata bem o mercado em crise em que ainda estamos vivendo, e o também mostra o Brasil das mentiras que é _só pra gringo ver_.
17 - comentário - 24/07/18 - 09:02:50 - Maria - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Hoje em dia o mercado exige que você tenha muitos conhecimentos e pagam cada vez menos por isso. A formação acadêmica de quem fazia 04 anos de faculdade por exemplo tem a mesma remuneração de quem faz 02 anos ou um curso EAD, o que desanima os profissionais. Não existem normas na área.
18 - comentário - 24/07/18 - 09:18:28 - Carlos Souza - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho com TI a 33 anos e hoje vejo um setor necessário para as empresas e cada vez mais desvalorizado pelas mesmas.
As Consultorias de TI cada vez mais contratam profissionais despreparados que aceitam qualquer salário, fazendo com que as remunerações do setor caiam drasticamente, isso já acontece a mais de 5 anos.
Pessoas de RH incompetentes que não sabem reconhecer talentos_
Gestores despreparados empregados por política ajudam a deixar o setor cada vez mais problemático e com pessoas erradas nos lugares errados.
Enfim incompetente atrai incompetente essa é a moral da história
apipesq
19 - comentário - 24/07/18 - 09:23:53 - José Carlos de Jesus - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acho que as empresas perderam o time na questão salário, têm oferecido oque antes pagávamos de IMPOSTO DE RENDA. Culpo a terceirização por esse momento, pessoas que não produzem mas têm contato, ganham dinheiro em cima de quem trabalha, criam as empresas baseadas nas suas relações, e oferecem a miséria que querem para os profissionais, que por falta de opção e com a obrigação de tratar de suas famílias, se vêm obrigados a aceitar. Espero a retomada do poder do trabalho, e a exclusão desses aproveitadores oportunistas da fatia que só os profissionais capacitados têm condições de produzir e dominar. É um sonho, mas uma hora pode se tornar realidade.
20 - comentário - 24/07/18 - 09:38:09 - Eliseu Alves - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

É interessante que em uma época em que as mulheres avançam em praticamente todas as áreas, TI tenha uma participação feminina tão pequena.

Acredito que parte da explicação é por afinidade, da mesma forma como o número de mulheres na psicologia é bem maior do que o de homens, na área de exatas e em TI em particular ocorre o oposto.

As jornadas de trabalho insanas, também dificultam para quem tem que conciliar o emprego com outras responsabilidades.

Na média TI ainda tem mais problemas de sexismo que as outras.

Por fim, acho que elas são mais espertas e perceberam antes que o custo benefício não compensa.
21 - comentário - 24/07/18 - 09:38:38 - Henrique Pereira Oliveira dEç - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Nos últimos anos a valorização do profissional de TI passou por uns reviravolta, principalmente na definições das atividades como na parte salarial.
Nos últimos momentos, está questão salarial, passou por reajustes dúvida das atividades desses profissionais, impulsionando tal área.
22 - comentário - 24/07/18 - 09:44:53 - Rodrigo de Souza Nunes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito que está acontecendo uma renovação no mercado de trabalho de TI, ou seja, novos profissionais e novas tecnologias que em muito não prestigiam ao profissional de TI das antigas, neste cenário o novo profissional precisa ser renovar e aprender mais e mais, novas línguas, novas culturas e mudança de mentalidade, só assim o profissional poderá reivindicar um novo salário. Não adianta exigir grandes salários quando você não tem nada a oferecer de novo. Sendo assim, quem está se inovando e sempre a um passo a frente garanto que está bem e com seu salário renovado.
Pecados
22 - Réplica - 24/07/18 - 16:06:46 - Carlos Souza - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Meu caro, tenho 33 anos de TI e sou full stack, super atualizado com as novas tecnologias e lhe digo que não é questão de não ter nada de novo a oferecer e sim, incompetência em reconhecer talentos e experiência de quem contrata. Testes idiotas de psicologas de RH que não sabem nem cuidar dos próprios problemas, quanto mais reconhecer talento em alguma pessoa. gerentes imbecis colocados no cargo por pura política e sem nenhuma experiência na área, imbecil contrata imbecil
23 - comentário - 24/07/18 - 10:06:25 - Fernando Almeida - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Excelente, a pesquisa mostra um quadro bem detalhado da área de TI.

A lei da oferta e da procura é inexorável.
O mercado paga pela raridade do profissional.
Um programador PHP mediano não tem um bom salário hoje.
Um excelente programador PHP, com inglês fluente e mais algumas certificações, geralmente, ganha bem mais.
Pela crise econômica que estamos vivendo, mesmo este profissional qualificado, pode ter um salário que não remunere os custos da sua formação.
No médio, longo prazo, o mercado deve voltar ao ponto de equilíbrio, é para este momento que devemos estar preparados.
24 - comentário - 24/07/18 - 10:24:10 - Antonio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Eu acabei não respondendo a pesquisa, talvez muitos não tenham. Mas ainda assim percebo que os resultados refletem o cenário que estamos vendo atualmente para os profissionais de TI.
Eu estou buscando recolocação no momento e vejo que há 6 anos atrás tinham muito mais ofertas de vagas e melhores salários, mesmo para mim que sou um profissional experiente com Inglês fluente.
Achei interessante o dado de que 72% dos profissionais trabalham como CLT, eu mesmo prefiro, mas hoje as vagas são mais da metade ofertadas para PJ, espero que isso mude, pois é dificil planejar sua vida sem direitos como férias e feriados sem perder sua remuneração. Somando os ganhos do ano mais beneficios, a contratação CLT é de longe maior e mais atrativa.
25 - comentário - 24/07/18 - 10:36:33 - Joaquim - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sou das antigas, programava em assembler. Alguém lembra do ZAP ?
A área de informática foi uma das mais impactadas pela própria evolução da informatização.
Antes para conseguir a lista dos maiores clientes nos últimos 8 meses, levava uma semana entre levantar as especificações, codificar, compilar, testar, rodar no mainframe e imprimir o relatório.
Hoje, um estagiário entra no sistema ERP da empresa, que esta na nuvem e através de um módulo BI extrai a mesma informação em 3 minutos.
Quem entra em TI hoje, deve procurar por Inteligência artificial, IOT, realidade ampliada e etc.
Pecados
26 - comentário - 24/07/18 - 10:54:53 - Ricardo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O mercado de TI esta cada vez mais escasso no mercado de trabalho, pois os profissionais estão trabalhando por qualquer valor e os recrutadores oferecendo vagas a valores baixíssimos. Em 2017 e 2016 os valores aplicados eram bem mais altos do que nos tempos atuais, e infelizmente hoje temos que sobreviver com esses valores e solicitações maiores que as atividades solicitadas nos cargos.
27 - comentário - 24/07/18 - 11:14:58 - José Carlos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Infelizmente, pela atual condição de necessidade para trabalhar, muitos acabam aceitando valores abaixo do que seria o justo. Particularmente, tenho procurado vagas, a quais me enquadro e os valores dos salários, estão absurdamente abaixo do que tínhamos. Por ser considerado _dinossauro_, tenho encontrado certa dificuldade para recolocação. Mesmo estando, de certa forma atualizado, percebo que existe algo que está impedindo minha volta ao mercado de trabalho. Espero que possamos ter alguma solução, e que seja breve.
28 - comentário - 24/07/18 - 11:37:16 - Igor Nunes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O que vejo é que, profissionais que mantiveram seu salário ou aumentaram seu salário quando trocaram de emprego, negociaram bem, ou seja, a pessoa certa no momento certo, e que buscaram ter um diferencial. Vejo muitas pessoas se preparando nos mesmos cursos online, com as mesmas certificações, mas não tem uma especialidade, algo que possam dizer, eu sou mestre em xxxxx. um exemplo são especialistas em performance, ainda são raros no mercado. fica a dica.
29 - comentário - 24/07/18 - 12:45:18 - wanessa - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A crise afetou todo mundo, e a consequência é essa. Pessoas se sujeitando a ganhar menos para sobreviver ao menos. Não sei se existe lado certo ou errado. Empresários estão em crise e funcionários precisando trabalhar. O negócio um ajudar o outro.
API
30 - comentário - 24/07/18 - 14:48:21 - Baltazar Serrano - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Esse ano faço 20 anos de carreira de TI, acompanho mercado atual de bem de perto, inclusive o dia a dia dos profissionais. Tendo em vista a insatisfação dos profissionais sempre recebo a mesma reclamação, se o profissional é CLT esta insatisfeito com o salario baixo e a repetição de atividade onde não há valorização dos profissionais nem plano de carreira a não ser que seu superior morra ou decida se aposentar. Quando o profissional é PJ a situação piora, pois não tem a perspectiva de crescimento no cliente, nem a longo prazo, sem falar no abandono das consultorias que só pensam em alocar o recurso e deixar que cliente administre sua carreira sendo que o cliente pagou a consultoria para tal. Agora criaram o formato RPA onde o profissional é contratado como autônomo, parece bom mas na realidade funciona da pior forma, o salario é de CLT sem nenhum benefício e a estabilidade é de PJ.
31 - comentário - 24/07/18 - 15:02:10 - Roberta Soares - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Ótima pesquisa, é bom ter informações confiáveis para acompanhar o cenário atual.
Acompanho a APINFO desde que as mensagem eram trocadas via ICQ....
Mulheres sempre estiveram em menor numero nas áreas de exatas, tecnologia é só uma delas.
Vivemos em uma sociedade que diferencia meninos e meninas antes mesmo do nascimento, onde os estímulos e incentivos comprometem nossas escolhas.
Hoje em dia, apesar de existir vários programas para incentivar mulheres no mundo da tecnologia, acredito que para mudar esse cenário a mudança tem de vir _do berço_.
32 - comentário - 24/07/18 - 15:26:16 - Vagner - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sempre acho bom estas pesquisa para termos noção de como esta o cenário atual, com essa crise e desemprego esse canal ajuda as pessoas assim como eu que estou fora do mercado de trabalho formal de TI ha 3 anos. Mesmo me sujeitando a ganhar um salario bem menor que o do mercado estou encontrando dificuldade de voltar para o mercado, mas acho que o problema tambem é pela qualificação , muitas das vagas pedem uma infinidade de conhecimento que muitas vezes não temos, mas tenho esperansa que uma porta havera de abrir e acredito que ainda atraves da APINFO
33 - comentário - 24/07/18 - 15:50:55 - Sergio Castanho - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Esse ano faço 25 anos de carreira de TI. Noto que a ha uma insatisfação geral dos profissionais sempre recebo a mesma reclamação: o profissional que é CLT esta insatisfeito com o salario baixo. Quando o profissional é PJ a situação piora, pois não tem a perspectiva de crescimento no cliente. O abandono das consultorias que só pensam em alocar o recurso não pensam em na carreira do profissional. Agora criaram o formato RPA onde o profissional é contratado como autônomo,o salario é de CLT sem nenhum benefício e a estabilidade é de PJ. Ou seja é pior.
GOC
34 - comentário - 24/07/18 - 17:01:17 - Jhonatan - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Hoje trabalho no interior de SP precisamente em São Carlos, o mercado de TI aqui é bem aquecido, muitas empresas grandes instaladas na cidade e na região, oferecem boas oportunidades com salários bons. O que eu tenho percebido que hoje atuando na área de Gestão e tenho a necessidade de contratar desenvolvedores, percebo uma grande dificuldade de encontrar profissionais que queiram trabalhar como PJ vejo que muitos querem a segurança de trabalhar como CLT e não aceitam proposta de PJ. Por um outro lado tbm existem muitos que estão mais se aventurando em abrir seu próprio negócio e não querem mais saber de responsabilidades de bater ponto e prestar contas para um superior. Poderia resumir que o mercado de TI tem mudado muito! e os salários tbm tem variado muito, ainda continuo com a opinião de que CLT sempre está abaixo do que deveria ser pago por isso o aumento de profissionais PJ
35 - comentário - 24/07/18 - 17:37:32 - Tiago - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho há 14 anos na área de TI, passando por grandes empresas do ramo financeiro neste período. O mercado de tecnologia não está se tornando tão atraente aos jovens devido aos salários estarem estagnados há um certo tempo. Isso se aplica para quem é CLT que tem apenas o reajuste do dissidio, que muitas das vezes as empresas relutam em aprovar junto ao sindicato e os profissionais PJ que tem seu valor hora congelado há anos. Foi o tempo em que negociávamos nossos salários de forma decente e conseguíamos uma boa _promoção_ ao trocar de trabalho. Acredito que com a crise, a austeridade foi aplicada e a dificuldade de negociar um bom salário é grande, além das empresas estarem segurando os investimentos até a consolidação e estabilização do cenário político, refletindo na diminuição de vagas disponíveis.
36 - comentário - 25/07/18 - 00:16:57 - Viviane Santos Gonçalves - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Já tenho 18 anos na área é realmente cada ano vejo diminuir vagas e crescer tempo de desemprego. A tecnologia avança muito rápido, nem todos os profissionais conseguem acompanhar, desta forma os número de pessoas com.idade mais avançada desempregado será cada vez maior, ainda mais que a idade média da área vêm aumentando.
37 - comentário - 25/07/18 - 08:59:07 - Saulo Samuel Hernandes Siqueir - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O salário hoje está totalmente fora de 5 anos atrás_
GOC
37 - Réplica - 25/07/18 - 14:12:57 - Flavio lima - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito que o forum e valido e veio em boa hora. Nos últimos anos o mercado de TI vem caindo muito no quisito qualidade. Muitos profissionais com baixa qualidade e os salarios vem caindo junto.
Alguns profissionais de TI se vendem muito bem, porém como profisdionais deixam muito a desejar. Também os empresários se aproveitam da situação do mercado e pagam salarios abaixo do mercado, levando a desmotivação dos profissionais de TI. Junta a isso a vida do profisdional de TI, que em algumas situacoes a qualidade de vida fica comprometida.
Devemos procurar solução para que o mercado volte a ser atrativo e que gere motivação para os profissionais dessa área tao atraente.
38 - comentário - 25/07/18 - 09:02:07 - Leandro - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

TI é a inimiga da qualidade de vida, esse é um dos motivos que não empolgam mais.
Tenho mais de 10 anos no mercado e espero sair em breve.
O que se ganha para perder sua saúde não vale a pena.
39 - comentário - 25/07/18 - 09:11:48 - Marcelo Thome - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A pesquisa é muito boa e retrata a realidade das empresas de TI e seguimentos relacionados.

A baixa qualidade das soluções desenvolvidas pelos profissionais de TI somados à globalização de dos mercados com soluções prontas, exigem dos profissionais um grande conhecimento das camadas de integrações entre os sistemas. Com isso gera-se grandes instabilidades e exigem dos profissionais uma monitoração contínua, o que compromete sua qualidade de vida e reprimem novos desafios e conhecimento.

Deveria existir cursos gratuitos de TI e programas de emprego subsidiados pelo governo para capacitar melhor nossos futuros profissionais de Tecnologia.
40 - comentário - 25/07/18 - 09:16:06 - Raphael - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não se apegue ao código, procure sempre novos desafios, evite fazer horas extras e estude pelo menos 10horas por semana, sem contar oque está sendo feito no trabalho.
Aprenda a dizer não só assim você poderá ter uma vida mais saudável.
apipesq
41 - comentário - 25/07/18 - 09:38:18 - Ricardo Maia - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A pesquisa é excelente para indicar tendências.
Como muitos comentaram, os salários não sofreram o devido reajuste com o passar dos anos, o que pode levar a um segundo ponto, também exposto nos indicadores: o envelhecimento do mercado - que é um fator preocupante.
Ao mesmo tempo, vemos que a capacitação só aumentou, isso em praticamente todos indicadores. O que temos hoje, então, é um mercado mais acirrado em concorrência, mesmo com a média salarial defasada, e que não reflete a evolução da economia do país.
Ponto negativo da pesquisa é não evoluir (talvez por base comparativa) como o mercado evoluiu. Estamos com definições de décadas em cargos, funções, etc - seria bom incluir uma visão mais atual do mercado e suas tendências.
42 - comentário - 25/07/18 - 11:00:45 - Fabio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Na minha opinião a área de T.I precisa amadurecer, mas o empresário de hoje precisa entender que o T.I é uma parte vital para o funcionamento da empresa e reconher o profissional que atua no setor. Hoje vejo que muitos empresários desconhecem do potencial que tem um profissional de T.I motivado e bem amparado no dia-dia de serviço a produtividade/organização da empresa dele pode aumentar muito quando se tem um profissional ao qual se pode confiar, mas a relação tem que ser Recíproca.
O RH das empresas tem que entender de fato que uma análise de currículo não basta, quem está contratando tem que saber da necessidade do negócio da empresa assim como saber que não basta o profissional ter apenas o currículo altamente qualificado no quesito formação mas sim identificar o quanto ele demonstra ser capaz em se tornar parte de uma equipe e assim formalizar um salário a altura da demanda.
43 - comentário - 25/07/18 - 11:59:53 - Silas Souza - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Na área a mais de 15 Anos, peguei uma parte boa do crescimento exponencial o que me levou a ser empresário.

Mas infelizmente o que tenho visto nos últimos anos é a defasagem da área, desvalorização do profissional de Ti, muitas vezes sendo a primeira opção em um corte de gastos o que é muito estranho! Do meu ponto de vista isso é apenas o reflexo de uma grande leva de maus profissionais que foram atraídos pelos bons salários e a facilidade de ingressar no mercado, isso foi potencializado com a facilitação das formações na área de tecnologia nas instituições particulares de ensino.

Temos hoje muitos profissionais formados com péssimo embasamento teórico e isso afeta sua capacidade de resolução de problemas e entregar resultados aos contratantes.
Junta tudo isso com a crise o caminho mais fácil para muitos é trocar de área.

Penso ser mais uma etapa na evolução da área!
44 - comentário - 25/07/18 - 12:06:51 - André - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Cada vez mais os profissionais de TI tem tido seu poder aquisitivo em declínio. Gasta-se tempo e investimento em aprimoramento profissional, certificações e em contrapartida o benefício profissional em relação a isso é quase nulo.

Os contratantes aproveitando também momentos de crise estão baixando salários devido a extensa oferta de vagas.
Hospitalhd
45 - comentário - 25/07/18 - 12:31:04 - Alex Salem Kisar Santos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O mercado de TI está saturado com maus profissionais cobrando salários cada vez menores e isso tirando oportunidade de quem é realmente bom. Junto a crise que se abate sobre o país ninguém se atreva pedir aumento ou reajuste de acordo com a inflação. É triste ver todos que se formaram gastaram muito dinheiro com faculdades e cursos, abreviaram noites de sono estudando trabalharem por salários tão baixos.
46 - comentário - 25/07/18 - 12:58:14 - ELIANE SANTIAGO - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Concordo com o resultado da pesquisa
47 - comentário - 25/07/18 - 14:08:01 - Fabio Silva Ferreira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em relação a pesquisa, percebi que, com o passar dos anos, os reajustes que recebi no valor das minhas horas não corrigiram a inflação.
Ao nosso redor, os planos de saúde, anualmente tem reajustes de 20%. Com a greve dos caminhoneiros, muitos produtos tiveram reajustes devido a crise, mas depois que as coisas normalizaram não voltaram para o patamar.
Venho sendo obrigado a reduzir meu padrão de vida gradualmente. Infelizmente esse é o país em que vivemos.
48 - comentário - 25/07/18 - 15:09:55 - Saulo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Olá a todos, depois de lê vários comentários fiquei pensando o que eu poderia dizer, pois parecia que tudo já tinha sido dito.

Go

Do ponto de vista dos profissionais, percebo que quem realmente ama o que faz está satisfeito e sabe que precisa se manter atualizado continuamente. Se você conhece os novos padrões e está pronto para projetar software de boa qualidade ganhará o quer.
As empresas de TI precisam amadurecer seus processos e voltar a fazer projetos, e não apenas focar em alocação. É preciso equilíbrio, não dá para focar apenas em alocação.
Empresas no geral precisam entender a importância da TI no funcionamento da empresa, mas para isso a TI precisa demonstrar que está preparada. Assim a TI pode deixar de ser uma área de suporte e se tornar uma área estratégica dentro das empresas.
No geral me sinto motivado e sempre estudando as novidades para me manter no mercado.
GOC
49 - comentário - 25/07/18 - 16:39:58 - Marcelo - 189.100.11****

area esta muito desanimadora e pior percebo que a geracao dos anos 80 quer ser gerente apenas na base da certificacao o que piora ainda mais a qualidade dos profissionais e desestimula continuar na area, alem claro da tendencia de assedio por parte dos empresarios e funcionarios terceirizadores. O negocio esta piorando
50 - comentário - 25/07/18 - 17:35:27 - Salomão Junior - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Muito boa pesquisa, o problema principal é salario baixo e que você tem que fazer de tudo desde desenvolvimento, implantação e treinamento.
51 - comentário - 25/07/18 - 22:45:00 - Jose Ramires Junior - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Achei a pesquisa muito boa e ela realmente reflete o que está acontecendo.
52 - comentário - 25/07/18 - 23:10:00 - Claudia pereira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Observo que cada vez mais profissionais e TI estão buscando e encontrando ofertas de recursos grátis ( treinamento, workshops e etc ) para se atualizarem.
Hospitalhd
53 - comentário - 26/07/18 - 09:34:32 - Vinicius Obici Lambert - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A crise fez com que muitas empresas oferecessem salários irrisórios, menos da metade do que vinha recebendo, por responsabilidades e horários incompatíveis. Por outro lado, muitas empresas aumentaram os preços acompanhando a inflação. Há algo que não fecha nessa conta. Isso se reflete na baixa entrada de jovens na profissão, já não vale a pena.
54 - comentário - 26/07/18 - 09:36:10 - Soraia - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Estou aposentada.
55 - comentário - 26/07/18 - 09:41:56 - Alexandre - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O profissional de TI está cada vez mais desvalorizado, devido a alta demanda e baixa qualificação. Outras áreas estão sendo mais procuradas que TI por possuírem melhores salários e condições de trabalho.
A resistência de muitas empresas em tornar o ambiente de trabalho propício ao desenvolvimento contribui para que os profissionais acabem desanimando, hoje tendo apenas 66% deles realizados.
Mais do que um lanche, frutas ou videogame, o profissional de TI precisa começar a ter condição de ser valorizado não mais como mão de obra barata, mas como ser criativo, que pode fazer a diferença.
E tudo isso tem que vir de cima para baixo.
56 - comentário - 26/07/18 - 09:47:26 - Wellington - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A situação economica do pais mais algumas mudanças no cenário global contribuiram para uma grande mudança nos salarios do Brasil, vejo muitas empresas buscar profissionais qualificados e com vasta experiencia e oferecer-lhes cargos e salários abaixo do esperado. O trabalho informal (free lancer) aumento devido a esta situação de oferta x expectativa. Os itens relacionados a pesquisa são bem realistas e podem ser usados como refencia para pessoas do RH. Em contrapartida vejo que ainda falta garra por parte dos profissionais de TI buscarem o aprimoramente, já existem portais que oferecem inumeros cursos gratuitos basta ter um pouco de força de vontade e buscar uma especialização, já que o futuro indica que os especialistas dominaram o mercado daqui alguns anos.
GOC
57 - comentário - 26/07/18 - 09:56:17 - Joaquim José Ferreira Martins - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Concordo com o resultado da pesquisa. O Brasil e outros países que se deixaram levar pelo conto de sereia das esquerdas estão na contramão do mundo que cresce e precisa cada vez de profissionais mais qualificados. Este crescimento aliado ao fato de que a população mundial cresce menos valoriza estes profissionais. Canada, Austrália, NZ, Irlanda e outros países da Europa estão precisando de profissionais, sem falar dos países asiáticos modernos. Temos que nos livrar destas ideologias atrasadas, colocar governantes honestos e que invistam em profissionalização e em 30 anos estaremos entre as 5 nações mais importantes do mundo.
58 - comentário - 26/07/18 - 10:14:49 - Joao Marques - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Muito boa essa pesquisa. Nos mostra alguns parametros de nossa area de TI.
59 - comentário - 26/07/18 - 10:31:06 - Jarlei - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Pesquisa muito importante para entender o mercado. Sugiro incluir, considerando a nova lei trabahista, como estao os tipos de contratacao - PJ, CLT, CLT Flex, Cooperativa, etc. Qual a modalidade que mais cresceu e tb sobre a preocupacao dos empresarios e trabalhadores com relacao a esta nova perspectiva.
60 - comentário - 26/07/18 - 10:43:50 - Marcelo - 189.100.11****

Esta desvalorizacao aconteceu, porque as empresas de TI se tornaram agencias de RH o foco entao é alocação, alias sempre foia assim, e que se intensificou muito e o sonho de um profissional agora e ser contratado direto pela empresa o proble e que fica dificil com o corporativismo entre as consultorias e as novas leis da clt, assim o profissional principal agora nao e mais o profissional de TI e a selecionadora de RH o ativo da empresa, o profissional e apenas uma ferramenta de alocacão. Isso causa ipacto na qualidade de vida do profissional a medio e longo prazo. Tanto que muitos nao querem mais atuar na area, estao interessados em gerencia de projetos, scrum , lean, coisa que nao pertence a area de TI e sim a administração em geral. Enfim o apagao logo vira de verdade!
apipesq
61 - comentário - 26/07/18 - 11:43:06 - Caio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Infelizmente o profissional de TI hoje e muito exigido e com salario abaixo da realidade exigida.
Empresas com RH totalmente despreparados para contratações e salários que não condiz com a maioria dos cargos.
62 - comentário - 26/07/18 - 11:54:02 - Rodrigo K - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho no Canadá e gostaria de salientar algumas diferenças em relação aos mercados, relevantes ao tema do debate.

- As melhores propostas que recebi no Brasil eram de empresas norte-americanas ou europeias que tem filial no Brasil. No mais, a maioria é terceirização, algo que a desastrosa reforma trabalhista só tratou de ratificar.

- O governo e empresas brasileiras não investem em desenvolvimento de tecnologia. Eu trabalho com P_D no Canadá e aqui a filosofia é: quem não desenvolve tecnologia fica refém de quem desenvolve. O Brasil cortou a já pequena verba em ciência e tecnologia e enquanto a Índia tem satélite orbitando Marte, viramos uma nova Bangladesh, exportando mão de obra barata.

- Minha carga horária é de 37,5 horas semanais, trabalho das 10 às 17h30 (almoço incluído). No Brasil as pessoas se orgulham de trabalhar 10 h/dia. São uns tolos sem qualidade de vida.
63 - comentário - 26/07/18 - 12:31:51 - Fabio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

No Brasil o profissional de TI em independentes áreas não é valorizados.Temos que se qualificar a cursos caríssimos somente para consegui uma colocação que de para ganha uma grana.Ai vai vê a grada da para paga suas despesa e somente.Se quiser mante no emprego tem que fica cursando cursos caros só para se manter para a empresa dizer que seus funcionários são qualificados para seus clientes mas não valorizando um profissional como deve.
64 - comentário - 26/07/18 - 13:39:02 - Mineiro - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Hoje em dia o problema é que com a crise que se deu nos anos passados os profissionais de TI ficaram em uma situação de ter que aceitar qualquer taxa para conseguir trabalhar, e com isso todas as empresas se aproveitaram da situação e reduziram drasticamente as taxas para contratação de terceiros, infelizmente agora para recuperarmos as taxas decentes de mercado vai demorar e tem o agravante que consultores que optam pelo PJ nunca consegue melhorar suas taxas de acordo com a inflação, eu pelo menos fiquei vários anos com a mesma taxa não podemos aumentar nada por causa que as consultorias não aceitavam.
Pecados
65 - comentário - 26/07/18 - 14:05:51 - Luis Roberto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Algumas notícias na mídia dão conta de que existe uma alta demanda em profissionais de TI, mas que as empresas não encontram tais profissionais. O problema na verdade não é que não encontram esses profissionais: o que não se encontra é um profissional com formação _by NASA_ pelos salários que estão dispostos a pagar. Não é raro encontrar vagas de analistas e programadores por mil ou dois mil reais. Portanto, vejo que a área de TI no Brasil ainda sofre com uma alta carga de exigência de pré-requisitos, ao mesmo tempo que o nível de remuneração é muito abaixo do que deveria ser para que os profissionais do mercado pudessem se especializar para atender plenamente ao mercado. Poucas são as empresas que oferecem salários justos e uma estrutura adequada para que o profissional possa desenvolver plenamente suas competências. De um lado, empresas.. do outro, profissionais: ambos insatisfeitos!
66 - comentário - 26/07/18 - 16:21:21 - Desalento - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Com a crise moral, política a econômica é reflexo de tudo isso. Profissionais desmotivados, salários baixos, pagamentos baixíssimos a PJ e as empresas que não fecharam exigindo cada vez mais dos candidatos ao emprego e os ativos sobrecarregados. A conta não fecha. Só com mudanças de políticas desenvolvimentistas alterar-se-á o cenário sombrio que se encontra a nação
67 - comentário - 26/07/18 - 16:31:00 - Adhemar Boschi de Campos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O que acontece com o mercado de TI passa pelo que acontece com o momento que vive nosso país, roubalheira, falta de ética e desorganização. Por termos uma profissão que não tem regulamentação ou mesmo um sindicato que se possa recorrer, os profissionais ficam a deriva e desorganizados, são explorados e aceitam sem muito reagir. É uma área extremamente individualista e diversificada, onde cada um busca se aperfeiçoar conforme o mercado ou o que a mídia informa sobre TI mas nesse mercado quando somos buscados para contratação ou propostas de trabalho, fazem exigências descabidas e nos colocam para execução, muitas vezes, de tarefas para as quais não fomos contratados. O que existe é um desconhecimento e uma confusão muito grande das diversas funções a serem executas na área de TI. Acredito que uma ONG ou organização qualquer que aproximasse os profissionais ajudaria em relação ao mercado.
68 - comentário - 26/07/18 - 19:27:49 - Alessandro - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

No ano passado, em 2017, senti pela primeira vez o sentimento de ter sido demitido. Em mais de 12 anos de profissão na area de ti. A ficha demorou para cair, 3 meses pelo menos.
Após 5 meses, em que fui demitido, aceitei uma oportunidade em que receberia 1/3 do que ganhava anteriormente, rebaixei meu perfil de sensor para júnior (por conta da vaga oferecida).
Com o valor do salário conseguia manter as contas 0 a 0.
Meu grande problema foi não ter me qualificado melhor, tenho pos graduação mas não tirei as devidas certificações, hoje tenho CCENT, CCNA, NSE 1-4, e estou me preparando para o CCNP, tenho recebido convites para processos seletivos, mas tenho recusado até o momento, quero estar devidamente pronto para a oportunidade. Hoje o mercado está aquecido, em SP. Basta ter o conhecimento necessário.
Pecados
69 - comentário - 27/07/18 - 06:47:58 - Marcio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O salário informado no site para Analista de BI é muito raro de acontecer. No Brasil mais especificamente no Rio de Janeiro está cada vez pior conseguir uma oportunidade de trabalho, pelo menos em 2017. Fiz varias entrevistas e nenhuma ofereci um bom salário e ambiente de trabalho de qualidade. Sempre escutava o Brasil está em crise só podemos oferecer isso.
Devido a isso e ao aumento da violência, me vi obrigado a procurar oportunidades em outros países. Graças ao bom Deus consegui. Infelizmente não vejo boas expectativas de melhoria do Brasil. Desejo a todos sucesso.
70 - comentário - 27/07/18 - 09:26:03 - Roberto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Crise econõmica, altos custos sobre folha de pagamento e impostos.....ainda existem bons salários porém geralmente gestão C-level.Cargos operacionais técnicos estão ladeira abaixo....DEV AINDA paga bem...
71 - comentário - 27/07/18 - 10:23:08 - Eliel - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Notei uma redução drástica na oferta de empregos para desenvolvedores .Net e Java por um bom período ano passado. Salários reduzidos, concorrência acirrada, mas com poucos profissionais bem qualificados para as poucas vagas disponíveis. Torcer para que 2019 seja o primeiro ano das vacas gordas.
72 - comentário - 27/07/18 - 10:32:55 - JOSUE - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Muito boa a pesquisa, muito importantes essas informações para planejamento do futuro profissional.
API
73 - comentário - 27/07/18 - 10:36:22 - Luiz HEnrique - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Percebo que o mercado está voltando com tudo, percebo que existem muitas vagas e faltam talvez profissionais mais qualificados.
74 - comentário - 27/07/18 - 10:56:20 - Cesar Farago - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Nos últimos 6 meses tenho recebido muitas propostas de emprego, tenho sido contactado semanalmente.O
mercado esta a procura de profissionais qualificados e existem muitas vagas. Isto não ocorria no período entre o primeiro semestre de 2015 até o inicio do segundo semestre de 2017. O mercado de TI esta aquecendo.
75 - comentário - 27/07/18 - 11:02:13 - Elton - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Os salários baixos afastam os jovens que pretendem ou pretendiam participar do mundo de tecnologia e inovação. Vejo frequentemente muitas vagas na área e o motivo de não ter quem as preencham não se restringe mais a mão de obra qualificada, mas sim ao salário oferecido para as funções requisitaras para os cargos.
76 - comentário - 27/07/18 - 11:06:58 - ROBERTO VILAR MARTINHO - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Olá pessoal, vejo muitas oportunidades na área de Infraestrutura só que com muitos requisitos que são específicos de muitas empresas, ou mesmo algo mais que o profissional anterior tinha, como tenho também e sei que outros não a possuem, e as empresas não dão a oportunidade ou mesmo chamam para conhecer e avaliar melhor o candidato, sei que é tem um custo para a empresa porem mais custoso as vezes é ficar com a vaga em aberta por meses sem um profissional disposto a aprender e crescer junto!
GOC
77 - comentário - 27/07/18 - 11:15:31 - Humberto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O que entristece é isso, cada dia mais pedem dezenas de certificações e conhecimentos, e os salários muito baixo, isso para um nivel de conhecimento de ensino superior, enquanto que pessoas de outros cursos técnicos, ganham muito mais, por que tem CREA, ou um conselho que os representa, será que o que resolveria o nosso caso seria um conselho?
78 - comentário - 27/07/18 - 12:07:52 - Douglas Anderson Nunes Mitsue - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Realmente o salário está muito abaixo das expectativas. Os cursos de especialização na área de TI são muito caros o que também desanima muitos os Jovens. Mas o investimento é muito válido e tem retorno se o profissional se dedicar e se destacar no mercado. Hoje estou vendo muitas oportunidades no exterior e muitos empresas de fora estão assediando os profissionais brasileiros. Investir no Inglês e se dedicar não só na área de programção mais também em Big Data é muito válido..fica a dica.
79 - comentário - 27/07/18 - 13:04:22 - Antônio Carlos Araújo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Infelizmente, há neste momento (2016 - 2018), uma verdadeira depreciação dos profissionais de TI, Projetos e funções correlatas como Consultores de Processos, Requisitos, etc.
80 - comentário - 27/07/18 - 13:39:47 - ANTONIO DONATI JUNIOR - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Infelizmente muitos analistas que acabam de sair da faculdade não valorizam seus trabalhos. Algo no qual devem pensar antes de dar suas condições para tal feito.
Hospitalhd
81 - comentário - 27/07/18 - 14:31:51 - Rui Osorio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Na área de desenvolvimento temos perdido muito pela falta de qualificação dos nossos profissionais, q
81 - Réplica - 27/07/18 - 14:36:45 - Rui Osório - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

...que saem das faculdades sem condição alguma de fazer algo bom e, pela arrogância natural do ser humano, achando que já podem ganhar o mesmo que um profissional Senior. É uma pena pois colocamos cada vez menos coisas no mercado e cada dia com menos qualidade. Acho que os salários têm refletido esse panorama. Lembro, porém, que esse é o resultado de erros estratégicos da própria indústria de software nacional, que desvalorizaram o conhecimento em prol do preço, mesmo sem qualidade. Sugiro aos novos que estudem muito inglês para poderem sair do país e assim poderem ter uma carreira crescente e desafiadora.
82 - comentário - 27/07/18 - 15:04:45 - Victor Trindade - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Realmente os salários dos profissionais de TI estão muito baixos.
83 - comentário - 27/07/18 - 17:01:33 - João de Deus - 177.124.57****

Os salários, não somente de TI, sofreram uma retração grande nos últimos anos. Além disso tenho percebido um grande contingente de profissionais procurando recolocação. Assim, temos um cenário ruim para a área, pois há _mão de obra_ disponível no mercado, diferente de anos anteriores. Outro ponto de atenção é a qualidade da mão de obra, pois muitos candidatos/profissionais imaginam que tenham um desempenho superior a média, quando na verdade estão abaixo da média. Imagino que esse cenário vá se alterar em médio prazo (2-3 anos), que é o período que imagino que nossa economia retome o crescimento.
GOC
84 - comentário - 28/07/18 - 00:27:50 - sergio luis lira antunes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Colegas! O que está faltando e sempre faltou foi NORMALIZAÇÃO DA PROFISSÃO DA ÁREA DE TI! A indústria tem, o comércio tem, prestação de serviços não técnicos tem, só a nossa que não! Você é obrigado a ter várias certificações, experiência e se passar dos 30 já não serve mais e as empresas se aproveitando mais e mais forçando os jovens escolherem outras áreas deixando carente a área de TI e muitos profissionais quando não mudam de área, vão para outros países como já conheço muitos que o fizeram. Felicidades para todos!
84 - Réplica - 01/08/18 - 15:25:06 - Vasco Fernandes Bueno Junior - 189.69.129****

Não precisamos de normalização pois nem tem como já que o mercado é muito dinâmico.
85 - comentário - 28/07/18 - 07:55:23 - Elieser Rodrigues - 45.225.87.****

A valorização do salários é o ponto crucial para se atrair profissionais ao mercado em uma área que exige a atualização e reciclagem, não deve ser levada com altruísmo.
86 - comentário - 28/07/18 - 18:50:21 - Rogério Costa Seiberlich - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Infelizmente essa desvalorização do profissional de TI passa por nós mesmos que aceitamos a pressão da responsabilidade das contas de fim de mês e aceitamos salários que não correspondem a vaga e tudo isso passa também pelas empresas que não enxergam TI como investimento, mas sim como despesa.
apipesq
87 - comentário - 30/07/18 - 10:21:57 - Marcelo Henrique Gonçalves - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Área de TI e Jornalismo é a maior zona. Não interessa que normalização apareça.
Se a pessoa tem o conhecimento para fazer a coisa, que faça.
Salário no Brasil é uma piada, ainda mais que aqui se inventa nome como Executivo Jr... Gerente Jr...
A coisa é feita para sacanear. Eu ignoro essas pesquisas, trabalho pra fora, porque o mercado aqui não presta.
88 - comentário - 30/07/18 - 10:31:04 - JEOVA VIEIRA LEITE - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em minha opinião, o problema resume-se em 3 pontos.
1) Falta de espcialização. O Brasil não valoriza profissionais especializados, portanto pede, para a mesma vaga, dezenas de habilidades que jamais se consegue sem estudar e praticar profundamente. Perdem a econmia e as empress, por falta de aprofundamento cientfico, pesquisa, patente...

2) Baixa percepção de valor das profissões de TI. Como a TI sempre se comportou como auxiliar, as emprsas não valorizam seus profissionais, embora poucos são os que se atrevem a lidar com a complexidade da área.

3) Falta de regulamentação e divulgação. Enquanto não houver regulamentação da área e enquanto as empresas de TI não mostrarem ao público sua importância e complexidade, profissionais fracos continuarão a ser contratados por empresários oportunistas, leigos, sem percepção das proprias perdas por não ter especilaização em suas empresas.
89 - comentário - 30/07/18 - 10:37:49 - Luiz - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

1) Na área de TI é o que mais acontece, você precisa ser gerente, programador, documentar, testar e servir café se não você não está apto a vaga, como hoje está na moda Gerente Técnico ou você é gerente e vai cuidar de pessoas e projetos ou você é técnico e vai entregar o projeto, se você estiver fazendo os dois não vai estar fazendo bem.

2) Enquanto a TI for tratada como centro de custo para a empresa sempre vai ser assim, TI é centro de resultado e precisa de apoio foco e atenção para ajudar as empresas a garantir seus resultados.

3) Isso ja é uma briga antiga e que nunca evolui, a TI é tratada dessa forma, não precisa de ensino superior para trabalhar, não precisa de especialização, não tem uma OAB ou CRM para garantir a qualidade do profissional e a tendência é ficar nesse nivel mais amador mesmo.
90 - comentário - 30/07/18 - 10:38:18 - Jonivaldo Santos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O fato dos mais jovens estarem se distanciando da área de TI tem a ver principalmente com o descaso de muitas empresas em manter seus profissionais atualizados, quer a nível técnico ou salarial. Muitas empresas tratam seus profissionais como verdadeiros commodities o que gera um descontentamento que afetas os mais jovens que acabam por escolher áreas mais leves e de menor cobrança por resultados imediatos. Jornadas estressantes aliados a baixos salários geram profissionais descontentes que por vezes contaminam o ambiente. A oxigenação da área passa por revisões salariais e reciclagem técnica adequada. Do contrario em um futuro não muito distante teremos um cenário de vagas sem os profissionais para o seu preenchimento.
Hospitalhd
91 - comentário - 30/07/18 - 10:58:42 - Edgard schmidt - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

TI se transformou em 90% política e 10% técnico. Parece que as pessoas não estão com vontade de resolver problemas. E sim gerar problemas. Por isto está quantidade infinita de gestores. Por uma TI mais técnica e foco para resolver o problema do cliente. Por todos os motivos acima citados. Os salários são baixos, pois precisamos manter uma cadeia enorme de gestores em uma área que deveria ser apenas técnica
92 - comentário - 30/07/18 - 10:59:45 - Paulo Gonçalves - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Vamos a minha opinião.

Me digam qual salário no meio dessa embolada governamental e essas ingerências de nossa economia está alto além dos próprios legisladores ou banqueiros? Afinal os primeiros aumentam seu próprio ganho à revelia e os segundos crescem na prosperidade e na desgraça dos outros.

Além destes, poucos tiveram aumento salarial e quando tem, a sensação de poder de compra é menor. Estamos desvalorizados em tudo. Percebam.

Quanto aos jovens, não é de se espantar. OS candidatos que entrevisto saem mal formados da faculdade, não tem vontade de aprender e nem correm atrás da informação. Estão acostumados que alguém enfie informação goela abaixo deles e esperam que alguém venha transforma-los em profissionais. O responsável pela sua carreira é você mesmo. Quem espera governo ou empresa fazer por você chega nisso em que transformamos o nosso país.
93 - comentário - 30/07/18 - 11:30:57 - Pedro Alves - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sem comentários.
94 - comentário - 30/07/18 - 12:06:43 - Fabio Arão - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A valorização do profissional de IT tem caído cada vez mais, o oposto das exigências.
Contanto o mercado esta iniciando uma disruptura onde serão valorizados aqueles que conhecem e não aqueles que concluíram um treinamento básico e afins.
Concluindo o pensamento, ha muito a evoluir, e muito que valorizar o profissional que esta gerando inovações para o mercado mundial e solucionando problemas banais ou não.
GOC
95 - comentário - 30/07/18 - 13:35:49 - JOSE CARLOS NUNES - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Na minha opinião a valorização do funcionario tem caido realmente,a empresas estão buscando profissionais com uma bagagem grande no mercado, com varias exigencias e alguns que estão começando a praticar ou aprender algo novo agora, as certificações e cursos cada vez mais caras, somente para alguns, ai fica dificil para quem esta começando ou para quem quer mudar de area , mas vamos que vamos
96 - comentário - 30/07/18 - 14:57:52 - Antonio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Boa tarde. Trabalho a mais de 20 anos com desenvolvimento de sistemas e minha percepção é a seguinte:
1 - Foram criados milhares de cursos de TI no Brasil(não vou discutir aqui se isso é bom ou ruim)
2 - A TI no Brasil é encarada como commodity, terceirizou-se o problema.
3 - Eu como a empresa contratante faço um leilão reverso(quem cobrar menos leva a minha demanda)
4 - Terceira baixa o preço lá em baixo e precisa contratar o profissional o mais barato possível, quer ele seja bom ou não.
Para exemplificar a empresa onde presto serviço é uma empresa de software que terceiriza o seu produto principal(o software) para outras empresas de TI, se a própria empresa de software terceiriza o seu core, imagino os outros setores.
Essa história de não ter profissional qualificado no mercado é lenda, conheço ótimos profissionais que estão quietinhos onde ainda se paga bem.
97 - comentário - 30/07/18 - 15:45:37 - Marcio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

As Taxas que pagam os consultores nao vem tendo reajustes a anos, mas a taxa que a consultoria cobra do cliente vem sofrendo reajustes, mesmo que abaixo da inflação, diferente da taxa que a consultoria repassa ao consultor que se mantem congelada, isso quando não anunciam vaga pedindo nível pleno, contratam um Nivel Junior pelo valor da taxa, e o consultor e apresentado como pleno ao cliente, o cliente fica contente porque acha que fez um bom negocio pelo valor que conseguiu fechar pois na maioria das vezes quem faz a parte de contratação e comercial nao tem conhecimento técnico para avaliar o nivel do recurso, e também a consultoria fica feliz por ter repassado um recurso pagando taxa de junior, mas muitas vezes ja vi acontecer do recurso nao entregar o trabalho esperado e o barato sair caro. Fora o cenário do pais estar congelado pelo cenário politico e todos represando demanda.
98 - comentário - 30/07/18 - 16:43:33 - Heliton Vieira Rezende - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Os salarios da área TI reage ao mercado conforme todas as profissões, ou seja, tudo e recorrente
da oferta e demanda em relação ao mercado.

Nos ultimos anos a TI tem um plano de cargo e salario baixo, isso devido ao grande numero de
profissionais disponiveis, esse é o preço da demanda de profisionais estar em alta.

Como podemos ver nas pesquisas de 2006 até o memento tem caido bastante o interesse de
profissionais nesta área, devido o alto custo para estudar os diversos frameworks não em termo
de dinheiro (R$) e mais em tempo e disponibilidade para estudar para obter alguma vaga no mercedo bastante concorrido devido a alta demanda.

Resumindo, de 2010 até o memento a TI saturou com muita demanda de profissionais
disponiveis para poucas vagas, até quem atuava em outras areas migrou, isso é a lei do mercado normal quando se trata de negocio sendo a lei da oferta e demanda.
Hospitalhd
99 - comentário - 31/07/18 - 14:19:54 - Renato Guerreiro - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Olá,
Diante da crise em nossa economia, diferentes setores acusaram o golpe sentido em seus faturamentos.
Por consequência o setor de TI faz parte delas e também sentiu: protelando melhorias, engavetando projetos e aguardando um _sinal_ de melhora do mercado.
Nós consultores temos diversos amigos que _cairam_ diante da crise... mas o que fizeram? como que um profissional de 20 anos de mercado fica desalocado?
Nossa área criou _monstrinhos_, Deuses de um Olimpo imaginário que não podem ser contrariados, que não possuem a tal resiliência que o mercado atual exige.
Nossas taxas sempre foram _diferenciadas_, mais altas do que a grande maioria das carreiras existentes no mercado.
Sim, dentro do contexto desse mero comentário considero que cada um colhe o que semeia - é a melhor regra da vida!
Desejo sucesso a todos.
Fiquem com Deus.
Renato Guerreiro
100 - comentário - 31/07/18 - 16:19:18 - Vanderlei Barcala - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O setor de TI, um dos poucos que seguem contratando, a demanda é por profissionais que, além do conhecimento técnico, tenham boa comunicação para interagir com outras áreas e entendam o negócio para propor soluções que contribuam para os resultados.
A oferta de vagas para a área de infraestrutura – manutenção de redes, segurança e help desk, caiu, cujos salários encontram-se pressionados para baixo.
Por outro lado, o mercado está bastante aquecido para especialistas em nuvem, segue valorizado o analista de negócios, capaz de se comunicar na linguagem técnica e na do usuário, funcionando como um elo entre o cliente e os desenvolvedores, mais encontrar este profissional não é uma tarefa fácil.
Muito se fala em trabalhar em horários alternativo, como PJ.
101 - comentário - 31/07/18 - 19:24:32 - Joao Arroyo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Hoje as mudanças são muito rápidas. Quem consegue se atualizar mais rapidamente, aproveita melhor a onda inicial.

O que hoje está em alta é só por um tempo. Logo vem o efeito manada. Aí aparece um monte de profissionais que fazem a mesma coisa, dispostos a aceitar o salário que for ofertado apenas para morder uma vaga de emprego, prostituindo aquele mercado.

Enquanto isso um novo mercado é criado para um novo perfil profissional.

E o ciclo continua...

A relação com o emprego já mudou. Isso é novo, principalmente para o pessoal mais velho, onde me incluo. Ainda estamos indo ao encontro do trabalho, quando na verdade temos que criar um novo trabalho. Só que o trabalho -muitos deles- está acabando. No Brasil e fora dele.
102 - comentário - 31/07/18 - 19:59:23 - Emanoel - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Gostei muito da pesquisa, ela já me foi útil em outras ocasiões, aqui é o único lugar onde encontro estes dados.

Desta vez me chamou a atenção como ampliou o tempo médio para o pessoal conseguir uma recolocação e como isto foi ainda mais difícil para o pessoal com mais idade.

O mercado esta passando por uma fase de ajustes entre oferta de profissionais e vagas de trabalho. Quem souber se posicionar corretamente para o futuro, sairá da crise com ótimas oportunidades.
GOC
103 - comentário - 31/07/18 - 21:42:05 - ALEXANDRO ANTONIO BLINI MACEIR - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O maior problema na área de TI são as _modinhas_. A modinha no momento é o SCRUM, AGILE e ITIL. Que não conhece não arranja emprego. No passado um exemplo de modinha era o UML e Rational Rose, quem não conhecia não arranjava emprego. Com essas modinhas você é sempre obrigado aprender alguma tecnologia nova só pra poder manter o seu salário. A inflação cada vez maior e o seu salário a mesma porcaria mesmo você conhecendo as modinhas. E você gastando sempre pra aprender alguma coisa nova sem aumentar o salário. Você trabalha oito horas por dia e depois tem que estudar mais cinco horas pra aprender um nova modinha. Sem falar nas linguagens de programação, cada vez você tendo que aprender mais linguagens de programação que dão o mesmo efeito só que você tem que se matar pra aprender porque as linguagens de programação também são modinhas. De cada 5, 1 vinga o resto se perde, um saco !!
105 - comentário - 01/08/18 - 11:30:55 - Rodrigo Sanches - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Hoje as mudanças são muito rápidas. Quem consegue se atualizar mais rapidamente, aproveita melhor a onda inicial.

O setor de TI, um dos poucos que seguem contratando, a demanda é por profissionais que, além do conhecimento técnico, tenham boa comunicação para interagir com outras áreas e entendam o negócio para propor soluções que contribuam para os resultados.

O maior problema na área de TI são as modinhas.
106 - comentário - 01/08/18 - 11:38:36 - Luis Otavio Madureira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Salários muito baixos em relação aos lucros das corporações. Maiores benefícios como deslocamento e nome office devem ser avaliados para o crescimento do setor.
107 - comentário - 01/08/18 - 11:53:13 - Erick Souza - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Na minha opinião estamos passando por uma grande transformação na area de tecnologia, times grandes ja não são mais necessarios, profissionais cada vez mais especializados e com experiencia são exigidos. A epoca do estrelismo na TI ja esta acabando... Ainda temos uma boa posição frente ao mercado de trabalho em geral, porém muitos de nós que viemos dos tempos aureos onde um profissional mais especifico tinha seu peso cobrado em ouro, ve o cenario como ruim e com baixos salarios... Mas como dito anteriormente, frente ao cenario do mercado de trabalho estamos acima da media...
apipesq
109 - comentário - 01/08/18 - 13:34:21 - Fabio Martins - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Vejo que a área de Tecnologia vem passando por dificuldades, em relação a modas de mercado, e ainda sim profissionais mal preparados para o mercado. Hoje tenho uma equipe de 19 desenvolvedores, 11 não sabem falar direito, e não sabem escrever um email, todavia no geral como Devs, apresentam um trabalho mediano. Os executivos continuam não sabendo o que é TI e cada vez estão mais distantes, normalmente aqueles que cobram os projetos. Desta forma, muito ruído e o papel de TI sempre visto como gasto. Salários, cada vez mais baixos, devido a crise no Brasil. Na empresa que trabalho, contratei 2 estagiários, quando vi o salário deles, pensei, como eu posso cobrar meus Devs nem saberem falar, ou escrever pra ganhar 1100 reais mês 8 horas dia? E detalhe, muitas vezes coloco eles para trabalharem de final de semana, e a empresa, paga o valor normal de hora extra como se fosse dia de semana.
110 - comentário - 02/08/18 - 09:04:00 - Ricardo Quezado Amaro - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A pesquisa evidencia o que está acontecendo hoje no cenário socioeconômico do Brasil. As empresas precisam baixar seus custos, por isso achatam os salários. Por outro lado, as políticas educacionais tem gerado profissionais despreparados, diminuindo as possibilidades de contratação. O problema não é da TI, o problema é do Brasil, mas a TI é fortemente atingida pela conjuntura.
111 - comentário - 02/08/18 - 09:21:53 - Alexander Augusto de Andrade - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

As pesquisa revela a realidade da área de TI, a qual está com salários baixos, profissionais insatisfeitos e cada vez mais caro para cursos de atualização.
111 - Réplica - 02/08/18 - 09:48:35 - Alexandre Kazuo Sato - 189.42.210****

Realmente de 5 anos ate o momento os salarios cairam mais de 30%
Pecados
112 - comentário - 02/08/18 - 10:15:50 - Flavio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A pesquisa é muito boa, diferente das outras que focam apenas na parte salarial.
Ela ajuda a entender bem o passado e também a se preparar para o futuro.

No meu caso em particular, vou investir em inglês, mobile e Scrum.
A crise um dia acaba e quando isto acontecer estarei bem posicionado.

Gosto muito da área de TI, devo a ela tudo o que consegui, não me vejo fazendo outra coisa.
113 - comentário - 02/08/18 - 11:47:37 - Marcelo Lamoglia - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Particularmente achei a pesquisa salarial balizada mais para a realidade das pequenas e médias empresas.
Acho que o mercado de fato está mudando, novas funções aparecendo, mas é importante segmentar o nível do profissional também. Um profissional Senior bilíngue tem um valor diferente de um profissional SR só falando português. Porém a demanda de um profissional SR Bilingue geralmente está nas médias ou grandes empresas, que podem pagar mais...

Respeito o trabalho da APINFO, de fato é a pesquisa que mais traduz a realidade de nosso mercacdo.
114 - comentário - 02/08/18 - 12:53:44 - Carlos Machado - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Achei interessante na pesquisa o destaque da regulamentação do home office, detectado como importante mudança na CLT.
Idealmente gostaria de trabalhar a maior parte do tempo em casa, atendendo 2 ou 3 empresas ao mesmo tempo. O que é realidade para poucos hoje, pode ser o novo padrão em um futuro próximo.
115 - comentário - 02/08/18 - 15:13:21 - Rubens Oliveira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Analisando os itens apresentados pela pesquisa, podemos perceber que a área de TI, passa por um grande momento de estagnação!

Parte desta estagnação é reflexo da crise instalada em nosso país nos últimos anos, porém desta vez esses reflexos foram fortemente percebidos por nossa área.

O achatamento dos salários de TI é um dos principais pontos percebidos, porém esse aspecto não foi exclusivamente devido a crise, trata-se de um alinhamento desejado a muito tempo pelo mercado.

Apesar de estarmos em compasso de espera, no presente momento, seja pela definição política em nosso país ou pela adoção de novas tecnologias e novas metodologias. Acredito que muitos dos itens apresentados nesta pesquisa deverão melhorar para os próximos anos afinal o mercado depende destas mudanças para gerar as riquezas desejadas.
Pecados
116 - comentário - 02/08/18 - 15:28:26 - Diego Lopes da Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O mercado de TI tem como grande vantagem um quantidade grande de vagas.
Sua grande desvantagem é a variação de salários , com isso muitas empresas abusam na hora de contratar.
Outro grande fator são o profissionais de RH, eles são em grande parte despreparados para avaliar um perfil na hora do processo.
116 - Réplica - 03/08/18 - 11:03:02 - Hélio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

E olha que o despreparo do RH com profissionasi de TI não é de hoje.... desde sempre percebe-se a total falta de conhecimento nos perfis dos profissionais da área de T, consequentemente a abordagem é totalmente fora do contexto por parte deles.
117 - comentário - 03/08/18 - 07:29:08 - Marcelo Ribeiro - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A crescente procura por cursos e graduações na área de TI tem causado no mercado de trabalho um fenômeno que está desvalorizando o próprio profissional de TI: a lei da oferta e da procura. Abre-se escolas de nível pífio que formam profissionais sem capacitação, o que desmerece a nossa área. As empresas contratantes oferecem salários abaixo do piso, e nessa crise aceitamos não um emprego, mas a oportunidade de honrar compromissos financeiros. Não sei se há, mas A exemplo do que ocorre com órgãos como OAB e CRM, deveríamos ter uma instituição que, DE FATO, certifique o profissional e monitore as empresas. Um meio de valorizar o bom profissional categorizar a boas empresas.
118 - comentário - 03/08/18 - 08:19:49 - Ricardo Lino Olonca - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

De um modo geral, o mercado de TI, do ponto de vista financeiro, já não é tão atraente como antes. As reposições salariais realmente não acompanharam a inflação dos últimos anos, sem contar que a inflação que o governo divulga é bem menor do que a inflação real. Os formandos em TI aumentaram nos últimos anos, mas o mercado encolheu, em partes por causa da computação em nuvem e da terceirização. As empresas, quando procuram um profissional da área, estão exigindo cada vez mais do candidato, a um salário cada vez menor. Mas creio que isso não afeta somente a TI, mas todos os ramos da economia.
API
119 - comentário - 03/08/18 - 11:27:20 - Paulo Sousa - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O Mercado de TI continua bom para quem é bom, quanto mais qualificado menor a chance do profissional em TI ficar sem emprego, tem muita vaga e pouca gente bem qualificada.
120 - comentário - 03/08/18 - 11:40:24 - Henrique - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito que o mercado de TI é forte e continua crescendo mas que o profissional tem que se aperfeiçoar constantemente para ter as melhores posições.
121 - comentário - 03/08/18 - 11:41:31 - Lincon - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Cada vez mais os jovens estão menos interessados na área de TI, além disso, os que conseguem entrar em razão das muitas dificuldades em acompanhar acabam desistindo. Com uma projeção em que estes profissionais serão extremamente necessários, o cenário futuro é preocupante.
122 - comentário - 03/08/18 - 11:42:02 - Juliano - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Creio que a falta de uma carreira estruturada afasta cada vez mais os jovens dessa área, que preferem muitas vezes empreender. A informalidade, executada anos a fio pelos empregadores, parece estar cobrando o preço no desenvolvimento do mercado brasileiro.
GOC
123 - comentário - 03/08/18 - 11:46:43 - Paulo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O mercado de TI tem boas oportunidades para aqueles que buscam novas tecnologias e inovação. Ainda existe muita carência de profissionais qualificados, mesmo com a crise econômica. Cada vez mais, temos notado a mudança no mercado de TI mundial, onde o conceito está na nova revolução tecologica e estratégica dentro das empresas. A criatividade e solução de problemas, focado nas necessidades do cliente, passou a ser uma chave que pode estar nas mãos daqueles que enxergam oportunidades onde poucos conseguem ver.
124 - comentário - 03/08/18 - 12:10:05 - Adilson Pereira da Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Apesar de vermos jovens cada vez mais conectados às tecnologias, percebemos que a grande maioria não se interessa em participar da construção das mesmas. A falta do incentivo ao estudo e ao aperfeiçoamento profissional tem feito com que os jovens conectados não queiram carreiras promissoras que demandem a necessidade constante de atualização, onde estudar é um dos pilares do sucesso deste trabalho.
Acabam se tornando aquela geração _mimimi_ (que reclamam muito , escolhem muito, e produzem pouco) (ah! digo isto porque ouvi de um contratante ontem numa entrevista). E esta é, de certa forma, a sobrevida de muito profissionais que, ainda que não tenham se atualizado, mas que se torna necessário por falta de novos profissionais.

Também se percebe que após a crise de 2016, muitas consultorias se valeram disso para oferecer menos aos profissionais da linha Sr.,dado o alto desemprego gerado.
124 - Réplica - 03/08/18 - 12:42:32 - Robson Moura - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Concordo, principalmente com a parte em que cita a crise de 2016, que fez com que os valores pagos a consultores no geral caísse muito e embora o mercado tenha voltado a "girar" esses valores não estão sendo mudados. Quanto ao restante acredito que existe uma geração de interessados porém de preguiçosos quando se deparam com a realidade que é ter que estudar muito para dominar determinado assunto.
125 - comentário - 03/08/18 - 12:50:25 - Ivo Mendes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

As redes sociais estão tirando o interresse dos jovens serem criadores, quando a conectividade era menor a alternativa era criar..
Hospitalhd
126 - comentário - 03/08/18 - 13:10:23 - Marcia Vianna - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A incerteza da economia gera insegurança aos empresários e impacta na queda do seu crescimento..
Como diz _Lei da oferta e procura_, com limitado número de contratações maiores são as exigências do mercado e os salários despencaram!
Todo profissional precisa estar atualizado e principalmente a TI que esta em constante desenvolvimento.
Porém algumas vagas anunciadas são apresentadas totalmente sem detalhes, como _exigências pertinentes a função_ ou o contrário, exemplo auxiliar de TI com exigências programação _com todas as letras do alfabeto_ mais isto, aquilo, etc. Parece que o responsável de RH não tem uma sintonia com a necessidade específica sobre a vaga que a a Empresa disponibiliza ou a Empresa quer um _faz tudo_.
Há necessidade de maior profissionalismo, a TI tem muitas especialidades.
A APinfo é muito séria neste sentido, por este motivo a sigo ha muitos anos.
127 - comentário - 03/08/18 - 13:23:39 - Alexandre - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Nosso profissional atua no nicho da gestão Empresarial e Comercial em maior parte. Na década de 1990 existia espaço ao desenvolvimento, portanto a oferta era maior e a remuneração melhor e mais fácil. Em 2000 a internet se intensificou e ferramentas mais simples sugiram como BIs e SAP requisitando mais um especialista de área do que um programador purista. Sendo assim hoje temos inúmeras aplicações já desenvolvidas que atendem este segmento, de baixo custo e até de graça. O profissional do no exterior aplica a computação para varias áreas, como científica, engenharia e espaço. Nos nos limitamos em apenas um nicho que esta lotado de aplicações. Lembre-se que não desenvolvemos hardware e tão pouco Sistemas Operacionais , linguagens, aplicativos, jogos, BIs
Por isso baixa remuneração e evasão. Necessitamos ampliar nossas especialidades também.
128 - comentário - 03/08/18 - 13:46:50 - Anderson - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Quanto maior a qualificação profissional em TI, maior a possibilidade de conseguir vagas, contudo, os profissionais mais qualificados não se sujeitam a qualquer remuneração. Tenho visto uma grande pulverização nas funções de TI com novos cargos para coisas mais específicas o que tem o lado bom pois teremos profissionais muito bons em determinada área, entretanto podemos ter salários bem menores pela fato da quantidade de profissionais com os mesmos skills (teoricamente mais simples, por terem menor abrangência). Enfim, julgo que os salários deveriam acompanhar as qualificações. Em BSB tenho visto especialistas em banco de dados com salários que variam entre R$ 8.000,00 e R$ 15.000,00
129 - comentário - 03/08/18 - 16:22:49 - Renato Tarifa Dias - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O mercado de TI vem crescendo a cada ano, e a quantidade de profissionais de boa qualidade não tem acompanhado o mercado, com isto onde um único e ótimo profissional fizesse uma gama de trabalho, hoje precisamos de 2. Com isto as empresas tem que contratar mais pessoas e pagar menos salários.
Devemos hoje melhor a qualidade da mão de obra e incentivar aos jovens sobre a nossa área de trabalho, pois ela será a que mais crescerá nos próximos anos.
GOC
130 - comentário - 03/08/18 - 16:39:21 - Marcos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A pesquisa não fala de falta de profissional qualificado e sim mostra que a qualificação vem aumentando ao longo dos anos.

Falta de qualificação é o argumento usado principalmente pelas faculdades para vender seus cursos.

O mercado se regula automaticamente, quando realmente falta profissional qualificado, a empresa aumenta o salário e puxa profissionais qualificados de outras áreas, ou motiva as pessoas a buscarem a qualificação que esta em falta.

O que acontece atualmente, pela crise que vivemos, é que a empresa quer um profissional fluente em inglês, com certificações e muita experiência, para ganhar dois mil reais, como PJ...
131 - comentário - 03/08/18 - 17:11:12 - Jackson - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O mercado ainda está aquecido com boas oportunidades porém muitas empresas estão preferindo terceirizar as contratações deixando nas mãos de consultorias. O resultado disso é que querem contratar profissionais pagando pouco, sem benefícios e ainda como PJ. Se continuar assim a área deixará de ser atrativa e os jovens escolherão outras profissões. Eu mesmo já conto os dias para sair da área.
132 - comentário - 03/08/18 - 17:44:34 - Regina - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O profissional que acabou de se graduar e ainda não tem experiência não tem chances no mercado pois, as empresas querem contratar profissionais júnior com conhecimento de sênior e salário de estagiário.
E quando o profissional que acabou se se graduar em TI, tem experiência em outra área, o RH não contrata devido a graduação não corresponder à vaga, independente da experiência.
Muito difícil!
133 - comentário - 03/08/18 - 19:26:24 - SISPRB - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho em TI desde 1991 e sei q nao vou ganhar mais fazendo outra coisa, mas estou mudando de área, cansei do mundo corporativo, das exigências absurdas e do salário vergonhoso, sem contar que emprego clt é utopia..
Fiquei por muitos anos em TI por amor, pois sem gostar a galera nao fica mesmooo, ninguem vira noites sem fim, nem deixa os filhos porque quer... Bom, boa sorte pra galera nos próximos anos ai!!!
apipesq
133 - Réplica - 06/08/18 - 11:32:30 - Daniel Silva Bernardes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Cara concordo com tudo que você disse ... hj a TI virou piada, recrutadores sem a minima noção. Estou procurando outra area tambem ...
134 - comentário - 03/08/18 - 20:18:14 - Rogerio Martin - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sou formado desde 1995, posteriormente fiz cursos de especialização e atualização ao longo dos anos.
Trabalho dede 1994, entre estágios, depois como CLT, free lancer e, por último, autônomo.
O mercado sempre teve oscilações, mas desde o final de 2015, senti o mercado recuar muito, com demissões (CLT e PJ) e queda brusca na quantidade de serviços prestados por autônomos como eu.
Como alguns comentaram aqui, hoje quando as empresas contratam, fazem N exigências como se fosse um Sênior, mas pagando baixíssimos salários como se fosse um trainee ou Júnior.
Nesse tempo, já pensei (e ainda penso) em mudar de área, pois estou praticamente sem serviços, vez ou outra pinga alguma coisa, mas não dá nem para pagar as contas e despesas. Complicado!
135 - comentário - 04/08/18 - 12:15:02 - Paulo César da Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Tenho 47 anos, MSc. Engenharia de Software e atualmente atuo como Especialista de Arquitetura e Infraestrutura em uma grande empresa. Nos últimos anos, com a popularidade da metodologia Agile com o disputa acirrada de market share pelas empresas, tecnologias disruptivas como big data, machine learning, IOT, Block Chain, APIs, DevOps, o mercado de TI passou e vem passando por uma pressão muito grande para entregar inovação e vantagem competitiva.
Este cenário faz com que os profissionais de TI tenham que se manter atualizados, resilientes e acima de tudo, assumam papéis de liderança nas corporações.
Este cenário traz, na grande maioria das vezes, com um excesso de horas trabalhadas e um stress mental muito forte, assustando jovens profissionais da área de TI, uma vez que muitos deles preferem ter qualidade de vida em detrimento de ganhos salariais e benefícios corporativos.
136 - comentário - 04/08/18 - 13:23:31 - Aldo Carvalho - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Diante do movimento Ágil que está ocorrendo no Brasil e no mundo, onde a maioria das empresas que possuem um estrutura de TI definida estão trabalhando em uma _Transformação_ para serem mais Ágeis, acho importante a APinfo também se adaptar, incluindo os papéis da metodologia ágil como um _Cargo_ ou _Especialidade_ de um cargo.
Hospitalhd
137 - comentário - 05/08/18 - 10:35:32 - Bruno Alves Ferreira Ardel - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não acredito em pesquisas salariais, acho tudo utópico, não se aplica a vida real.
138 - comentário - 06/08/18 - 10:34:36 - Flavio Almeida Santos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A pesquisa mostra como a área de informática muda rapidamente.
Os profissionais e as empresas tem que se adaptar constantemente.
Para mim o segredo é sempre estar um passo a frente, para aproveitar aquela fase em que a tecnologia esta se consolidando, mas ainda não tem profissional disponível. Um bom exemplo é o que acontece agora com Mobile.
139 - comentário - 06/08/18 - 11:30:12 - Daniel Silva Bernardes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O setor de TI já foi bom, hoje as empresas querem 02 faculdades, fazer isso e aquilo colocam um monte de encher linguiça e no final das contas salario não condiz com o piso. Eu estou decepcionado com a área .. sem contar que os mais experientes tanto profissional quanto idade estão sendo jogados no lixo por empresas de TI
139 - Réplica - 08/08/18 - 12:47:50 - Gabriel Naldis - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Assino embaixo!
GOC
140 - comentário - 06/08/18 - 12:58:46 - Hermogenes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A pesquisa é bastante completa, faz uma análise competente do mercado de TI.
Antigamente dava para ganhar dinheiro fazendo programa de controle de estoque, automação de consultório de dentista, controle de pedidos e etc. Esta fase já acabou, quem esta começando deve estudar inteligência artificial, Big Data, IoT e etc. Não adianta dar uma olhada rápida na internet, é preciso conhecer a fundo, não é para quem quer é só para quem realmente tem afinidade com a área.
141 - comentário - 06/08/18 - 16:05:00 - Décio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Houve uma grande mudança no mercado de trabalho. O mercado de Mainframe tem diminuído ano após ano e 2018 não foi diferente, as vagas cada vez mais raras, as exigências cada vez maiores e os salários cada vez menores.
O problema maior, na minha opinião, é que muitas vezes fazemos outros cursos para ampliar o leque de opções (JAVA, ABAP, Vage, SAP, etc...) mas não conseguimos oportunidade para utilizarmos os cursos, nem como trainée ou júnior. As empresas querem que você já saia com experiência do curso, mas não te oferecem oportunidade para que você coloque em prática aquilo que aprendeu. É preciso um período de maturação para que as coisas comecem a fluir e o profissional passe a desempenhar satisfatoriamente.
142 - comentário - 07/08/18 - 13:01:17 - Fabio Hellu - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Cada vez mais fica evidente a carência por profissionais com conhecimento teórico e pratico, as pessoas acreditam que por conseguir seguir alguns poucos tutoriais bem feitos, são especialistas em Tecnologia.
Infelizmente esses falsos profissionais denigrem a imagem dos verdadeiros profissionais de TI. Existe a necessidade da formação de algum mecanismo que seja responsável por aferir a capacidade técnica dos profissionais e segmenta-los em um escala de capacidades e conhecimentos. Assim como um profissional da área de exatas ou biológicas precisa de formação e conhecimentos específicos, o profissional de exatas mas especificamente da área de Tecnologia da informação precisa sim ser muito bem capacitado, seja autodidata ou por metodologias tradicionais, alem disso precisa ser dedicado e se comprometer com resultados, ou seja se o projeto ou tarefa não for realizado não haverá retorno.
143 - comentário - 08/08/18 - 10:54:28 - Fabio Luis Rodrigues - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Após 4 anos consecutivos de economia em queda no país, o salário pago ao profissional de TI permaneceu em queda. Embora a pesquisa não evidencie houve um pequeno aumento de vagas no mercado com relação aos anos anteriores.

Já consigo constatar um pequeno aumento no salário.

As contratações PJ começaram a surgir embora de forma tímida.

A diminuição de jovens entrando na área talvez se dê ao verificarem uma quantidade massiva de desempregados com formação ou com salários que não compensam o investimento.
Hospitalhd
144 - comentário - 08/08/18 - 11:46:00 - Rodolfo R - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Desistência do Mercado de TI Nacional

Eu desisti do mercado de TI no meu país (Brasil) e estou agora a 3 meses trabalhando com empresa estrangeira. O salário é desmotivador e nunca há reajustes. Ganho 3 vezes mais do que lá fora e indico a quem tem pelo menos 10 anos de experiência que faça o mesmo.

A tercerização do setor e o descaso do SINDPD (o qual aliás tenho nojo, asco, ranço!) que deveria nos representar e na verdade nos abandona ao nunca investir no profissional que os mantém é assustadora. Um setor que move o país e não é levado a sério ou não tem a mínima organização pra crescer. Cada vez mais sobrinhos e cada vez menos profissionais competentes e o mercado sendo mais e mais marginalizado e prostituído.

Lamentável, espero que todos aqui consigam empregos melhores BEM LONGE do país, ou abram sua própria startup...
145 - comentário - 08/08/18 - 16:18:11 - HENRIQUE TOFANIN SILVA - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Atualmente o mercado de TI esta bem aquecido no Brasil, porém pede-se muito para uma vaga e quando vai ver no dia a dia, faz-se pouco.

As empresas querem ter profissionais muito qualificados para projetos nem sempre desafiadores. Isso desmotiva e aumenta o turnover.

Trabalhar como CLT deixa qualquer um desmotivado pela alta carga de deduções na fonte. Um profissional que estudou e se qualificou acaba tendo no final do mês um salário liquido bem abaixo do que necessita. PJ ainda acaba compensando muito mais

Att
146 - comentário - 08/08/18 - 17:18:51 - EZEQUIEL CORDEIRO - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sou gerente de projetos com mais de 18 anos de experiencia. Tenho na atuado na maioria das vezes como PJ. Meu valor hora está sem mudanças ha 4 anos. O valor de vagas CLT que tenho recebido é o mesmo que recebia em 2012.

As certificações Ágeis estão em alta, e não são tão caras quanto as certificações do PMI, que na avaliação, não justifica um valor alto. Ainda não vi na pratica e nem soube de colegas que tiveram aumento de salario ou de desafios por serem certificados PMP.
147 - comentário - 09/08/18 - 08:49:43 - Antonio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Penso que a questão salarial sim tem se refletido de forma decisiva na área, via de regra, as vagas CLT não estão condizentes com os níveis de responsabilidade e de conhecimento exigidos. Entendo as exigências e importância das certificações, porém, muitas vezes, assim como as certificações, existe uma bagagem cultural e de experiência que não é levada em conta pelas empresas, até mesmo quando se exige experiência em sistemas A ou B, quando na maioria das vezes o mais importante seria a experiência em processos.
GOC
148 - comentário - 09/08/18 - 09:38:20 - Marcio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O que afasta as pessoas do mercado de TI são as exigências, algumas empresas pedem 5 linguagens de programação para contratar um estagiário, a turma que ae formou comigo na faculdade apenas 1 segue na área de TI.
Eu migrei para a área de BI pois TI aqui no Brasil é apenas ilusão para grande maioria.
149 - comentário - 09/08/18 - 09:59:57 - Jonatha Costa - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Os salários continuam não compatíveis, com as complexidades dos problemas que enfrentamos no dia a dia e soluções que apresentamos, mas ainda assim trabalhar com TI, contínua sendo um diferencial, pois mesmo em meio a crises do Pais, a nossa área ainda se destaca no quesito empregabilidade.
150 - comentário - 09/08/18 - 10:19:16 - Leandro Barreto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Pontos a ser considerados:

1. Pessoas com altos skills estão ocupando cargos mais baixos - pessoas sem skills perdem oportunidades_
2. Scrum/Agile, ITSM, DevOps, IoT, BigData e Blockchain é o que está _na moda__
3. Salários estão aumentando menos que a inflação, esta é uma realidade_
4. Se envolver em trabalhos voluntários está começando a ganhar espaço no mercado e ser visto com bons olhos pelas empresas (o fator humano agora sim está sendo _mais importante_)_
5. Salário CLT Full (mais baixo) + Beneficios tem se mostrado normal nas empresas para reduzir impostos.
151 - comentário - 09/08/18 - 11:50:48 - Gabriel Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Ingressar na área de TI tem se tornado uma luta. As empresas pedem experiência para um estagiário que nunca trabalhou com tecnologia.
Mesmo que o candidato se atualize, não tem sido fácil. Desse modo o número de desistentes tem aumentado nos últimos anos.
Uma medida interessante, seria contratar o estagiário _cru_ e treina-lo de acordo com as necessidades da empresa. Caso obtenha êxito, o mesmo deveria ser contratado no regime CLT, oque deixaria o mercado mais atrativo e com profissionais mais capacitados.
Eu sou um caso, formado e sem exercer a função. #Esperança !!!
apipesq
152 - comentário - 09/08/18 - 13:06:51 - Sérgio Ricardo Ferreira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O mercado de TI, está em um novo ciclo de mudanças, hoje existem muitos profissionais iniciantes com uma bagagem de conhecimento extenso mais sem experiência de campo (_Negócios, politica de empresa e processos_) e para ganhar mercado aceitam abaixar o seu rendimento para ganhar experiência, só que as empresas contratantes acabam preenchendo seu quadro integralmente com esses profissionais, oque acaba trazendo uma distorção no ambiente, pois não existe troca de experiência ou passagem de conhecimento entre os mais experientes e os iniciantes. Isso traz uma perda de organização oque acaba desmotivando os mais novos e desvalorizando os mais experiente que são incluídos nas mesmas faixas salariais dos mais novos.
153 - comentário - 09/08/18 - 22:49:36 - Itagiba - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Entendo que vários fatores influenciam a situação apresentada. Desde a rápida e constante evolução da área, dificultando os profissionais em se atualizarem (pela expansão das vertentes tecnológicas), até pela própria postura dos colegas em aceitarem passivamente o que nos é imposto, passando pelas desorganizações governamentais, falta de reconhecimento da profissão (inexistência de Conselho Federal) e das Empresas,que entre outras falhas ou erros, ainda não aprenderam a diferenciar o que é custo, despesa, investimento e principalmente, valorização de seu componente humano em nossa área e aplicação de planejamento / gestão dos projetos. Vejo que a pulverização de conhecimento com perda cada vez maior de qualidade está crescendo.
154 - comentário - 10/08/18 - 00:20:56 - Glauco - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Entendo que os reajustes abaixo da inflação são, em parte, reflexo da situação econômica do país, e em grande parte, a passividade dos profissionais em se submeter as condições impostas por algumas empresas, em troca de alocação. Por outro lado, as exigências estão cada vez maiores e os trabalhos, menos desafiadores e interessantes. Tudo isso colabora para que TI se torne menos atrativa para os jovens que estão entrando no mercado. Somando a isso a incapacidade de alguns gestores e empresas em enxergar que TI não é despesa, e sim uma ferramenta importante e estratégica para todos os negócios. Essa visão retrógrada só aumenta a desvalorização do profissional de TI, pois, sendo tratado como despesa, ele não é devidamente reconhecido e utilizado em prol do negócio.
155 - comentário - 10/08/18 - 09:31:08 - Manoel Dantas - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Muito boa a pesquisa, reflete bem o que aconteceu nos últimos anos.
Com a pesquisa podemos nos preparar para quando a crise acabar.
Com a diminuição do interesse pelo pessoal mais novo, o mercado no futuro será mais equilibrado e os salaríos devem voltar a subir.
Pecados
156 - comentário - 10/08/18 - 09:37:30 - Alex - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sinceramente para nós profissionais que a anos estamos lidando com tecnologia, se analisarmos nossa remuneração hoje, 2018, ela é inferior ao que recebíamos a 5 anos atrás, seja por recessão do mercado, ou, por falta de valorização dos profissionais de tecnologia. Temos observado um mercado assolado de profissionais sem qualificação, que assumem responsabilidades sem terem a qualificação necessária, seja por vontade de ganhar algo mais, o que certamente lhe trará prejuízo no futuro, ou, por imposição das empresas em querer obter maiores lucros, assumindo os prejuízos que terão com contratações erradas. Já a alguns anos vivemos em um mercado marginalizado, e, agora com as consequências das ações erradas de empresas, e, profissionais, com baixos salários, baixa qualificação profissional, ausência de reconhecimento, e, falta de valorização profissional.
157 - comentário - 10/08/18 - 09:45:38 - Frederico Silveira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Belo panorama do mercado de TI.
Reflete bem a juventude atual, Imediatista e sem paciência de enfrentar uma carreira, onde a dedicação e a pesquisa constante é fundamental para o sucesso profissional.
Novos frameworks e linguagens aparecem todos os dias, mas a análise de processos e a capacidade de transformar fluxos reais em fluxos automatizados, de forma a gerar valor para as empresas é fundamental para reafirmar a TI como o setor de transformação do mercado, aumentando competitividade e melhorando a qualidade de vida.
Com relação a questão do aumento salarial, nossa área foi impactada, como todas das áreas de serviço, pela política econômica e pelo fracasso financeiro que o país tem passados nos últimos anos.
Espero, que até nesse ponto, a TI possa auxiliar, gerando ferramentas para controle da corrupção e do aumento das despesas em todas as esferas do governo.
158 - comentário - 10/08/18 - 11:38:30 - Naomi - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Muito boa a pesquisa da apinfo, pois mostra a realidade da área de TI no Brasil.
Precisamos incentivar os jovens a ingressarem na área, pois num futuro próximo teremos um colapso no país com a falta desses profissionais. Países em desenvolvimento como a China e Índia investem pesado nos profissionais de tecnologia. Não vou nem citar países de primeiro mundo.
Um outro ponto importante é a desvalorização dos profissionais seniors. Muitos acham que os mais experientes são resistentes à mudança não dando mais oportunidades de trabalho.
Espero a melhora econômica do país, pois precisamos de investimentos urgentes no setor de tecnologia.
159 - comentário - 10/08/18 - 13:27:02 - Alex Sacramento - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Precisamos incentivar os jovens a ingressarem na área, pois num futuro próximo teremos um colapso no país com a falta desses profissionais.
Temos de incentivar jovens a entrarem na área assim como em outros paises mais desenvolvidos, como por exmeplo China e Índia que investem pesado.
Pecados
160 - comentário - 10/08/18 - 14:16:43 - Diego Farias - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Parabéns pela pesquisa, o conteúdo apresentado foi bem válido para acompanharmos a situação que nosso país vive. Vejo que a longo prazo o número de jovens entrando na área só a diminuir e isso é preocupante e isso não acontece somente no Brasil, todos os dias vejo empresas de outros países recrutando profissionais aqui no Brasil mesmo para trabalhar fora ou até remoto. Falando dos salários menores, infelizmente essa é uma realidade, porque, hoje está sendo exigido muito mais conhecimento com um salário muitas vezes menor, como foi dito alguns ainda tem o privilégio de um alto salário. Acredito que o importante é continuar estudando e acompanhando as tendências do mercado.
161 - comentário - 10/08/18 - 14:59:05 - Marcus Vinícius Medeiros Gomes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Muito importante esse fórum para melhoras nossa classe.
162 - comentário - 10/08/18 - 15:15:04 - Daniel Jordão - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Excelente iniciativa!
163 - comentário - 10/08/18 - 17:46:32 - Eder Mendes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Excelente iniciativa e trabalho , é sempre valido as informações para estarmos ciente e sentir o clima da situação do nosso pais.
API
165 - comentário - 10/08/18 - 23:16:22 - Flávio de Faro Pires - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Infelizmente a área de tecnologia não está sendo valorizada e os profissionais experientes estão sendo substituídos com o único pensamento das empresas em lucrar. O resultado do trabalho não está mais sendo levado em consideração pelos que contratam e esquecem o custo de refazer o trabalho ou a perda de alguma oportunidade por ineficiência. Esse padrão somente será alterado se as empresas valorizarem seus profissionais.
165 - Réplica - 13/08/18 - 10:47:19 - Roberto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Correto quanto ao resultados esta se tornando irrelevante.
166 - comentário - 11/08/18 - 16:45:38 - Denis Mamede - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Excelente Iniciativa. Parabéns!
167 - comentário - 11/08/18 - 22:50:56 - João Paulo Brandão da Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O mercado de TI recentemente aqueceu um pouco, mas continua com os mesmos problemas: não valoriza os profissionais seniores na questão salarial ignorando toda a sua experiência, as certificações são mais reconhecidas lá fora do que aqui (pra quê investir, não é?) e as consultorias de RH de TI continuam a dar mais importância à sopa de letrinhas do que aos conceitos fundamentais. Outra coisa irritante que virou moda no mercado é o “alguma linguagem full stack developer”: tem que saber de back e front end, na prática só para as empresas economizarem dinheiro.
GOC
168 - comentário - 12/08/18 - 17:13:09 - Fábio Batista - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Iniciativa empreendedora do portão. Realinhamento de perspectivas e projeção de tecnologias de mercado para a TI.
169 - comentário - 12/08/18 - 23:45:41 - MONICA MANCINI - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Apesar de todos os problemas em nossa área, conforme apontado na pesquisa da APINFO, ainda a área de TI é mais promissora do que muitas outras áreas. O que é preocupante e o que foi apontado na pesquisa é o desinteresse do jovem em ingressar nessa área. Esperamos que com um novo governo, que a educação seja mais incentivada e estimulada neste país, pois somente por meio da educação, que poderemos colocar o Brasil na vanguarda tecnológica.
170 - comentário - 13/08/18 - 09:32:22 - COREUX - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A cada dia que passa a profissão de T.I perde seu valor profissional de mercado e muitos profissionais excelentes mudam de área ou profissão devido a desvalorização das empresas que cada vez buscam lucrar em cima de seus funcionários. A cada dia que passa e exigido certificações muito caras e de difícil acesso, um nível intelectual cada vez maior e o salário cada vez mais baixo, ou seja as empresas querem um profissional altamente qualificado e que pagar pouco por isso. Isto faz com que esta área perda o seu valor perante as outras pois o que faz a área de T.I interessante sempre foi os altos salários. A área de T.i exige um nível de conhecimento intelectual altíssimo e ampliado, exigir-se atualização de conhecimento quase que sempre e ano em ano e com baixa salários fica impossível de se ter interesse e investir nesta carreira. Infelizmente as empresas estão acabando com a profissão.
171 - comentário - 13/08/18 - 10:01:01 - TI_Campinas - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A área de TI esta cada vez mais desvalorizada devido a imbecilidade das empresas de ter lucro a todo custo, onde criam projetos mirabolantes e os colocam com prazos ridículos e querem executar com cada vez menos profissionais e obviamente pagando cada vez menos. A falta de especialização dos profissionais comprometem os resultados e isso deve-se a alta exigência das empresas que querem cada vez mais conhecimento mas não pagam um salario que seja possível o profissional se especializar. Realmente esta cruel a área de TI, pois cada vez mais outras áreas conseguem pagar salários mais convidativos e como se vê na pesquisa feita, os jovens não estão mais sendo atraídos pela área, mas esqueceram de falar que os mais velhos que detêm grande parte dos conhecimentos, estão migrando para negócios próprios que hoje são bem menos estressantes e promissor do que a área de TI.
Hospitalhd
172 - comentário - 13/08/18 - 10:45:53 - Roberto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em momento de crise, muitas empresas estão aproveitando a situação para estrangular os seus contratos de T.I.
Obrigando as prestadoras de serviços a contratarem profissionais por preços inadequados.
172 - Réplica - 13/08/18 - 10:54:54 - Flavio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Por isso, precisamos ser mais eficientes, entregar melhor, mais barato e mais assertivo. retrabalho é custo extra, entrega abaixo do que foi acordado é custo extra. Temos que mostrar as empresas o quanto de dinheiro se perde deixando que a crise determine com quem queremos trabalhar. Temos que manter equipes adequadas aos contratos, com qualidade técnica, engajada, e entregando. Sejamos mais estratégicos do que táticos e operacionais.
172 - Réplica - 13/08/18 - 11:07:13 - Ricardo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Vc está correto, se o empregador não fez uma triagem boa, problema dela, nós temos que ver o nosso lado, que ela contrate bons profissionais, e mais se ela contrata bons profissionais tb, não iria pagar mais, iria pagar a mesma, coisa o que o colega respondeu aí, vale para todas as áreas, direito vale para o mal profissional quanto para ruim profissional, cabe a empresa fazer a melhor seleção. Preços inadequados sim, desrespeito, GREVE faria o empresário, repensar da importância da categoria, UNIR é preciso. E a categoria menos unida que já vi...
173 - comentário - 13/08/18 - 10:52:02 - Flavio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A área de TI é e sempre será uma área valiosa para todas as empresas de todos os segmentos. A crise atinge a todos de maneira absurda mas, com o mundo globalizado, crises são comuns e serão cada vez mais violentas afinal tudo esta conectado. Se a Comunidade Europeia esta sufocando a economia local na Turquia, afeta o Brasil, podemos ter certeza de que as crises vieram para ficar. acaba uma começa a outra quando não se sobrepõe. O que precisamos instigar nas organizações é primar pela qualidade competitiva, com custos adequados para entrega certeira. Temos que ter o staff certo, motivado, engajado, com expertise adequado. Ou seja, nós gestores temos que ser cada dia mais eficientes para que nossas equipes sejam ainda mais eficientes para que a empresa sinta-se confortavel em ter a nossa equipe. Se isso não acontecer, o rotation dentro dos times será cada vez maior e mais rapido.
GOC
174 - comentário - 13/08/18 - 11:00:27 - Ricardo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Á área de T.I. só não é mais forte devido ao ridículo sindicato, que nada faz pela categoria, onde somos escravizados, diante desses oportunistas, não temos estabilidade de emprego, não temos salário digno, ganhamos por ocasião, não tempo um contrato CLT digno, terceirizados deveriam acabar, maldita legislação trabalhista atual, a antiga já era RUIM, agora, então quem conseguir se aposentar na área será uma façanha, emprego CLT cada vez mais escasso, TODO EMPRESÁRIO QUER CANIBALIZAR, ESCRAVIZAR, EXIGENTES AO EXTREMO, CUMPRIR HORAS E NEM SABEM DO RISCADO... PROFISSIONAL HÁ 20 ANOS, SEI QUE VALOR HORA EM TODO ESSE TEMPO SUBIU MUITO POUCO, NÃO ACOMPANHA OS ÍNDICES REAIS, ESTÁ SE TORNANDO INSUSTENTÁVEL. NUNCA VI UMA GREVE GERAL NA ÁREA.
PARALISARIA MUITO MAIS O BRASIL DO OS CAMINHONEIROS.
MUUUUUUITO MAIS...
174 - Réplica - 13/08/18 - 11:11:24 - Jose Luiz da Silva Abrahao - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Bom dia, concordo plenamente e após 36 anos de contribuição ao sindicato da categoria de TI, poucos retornos tivemos, penso que eles as vezes são necessários, mas os valores pagos anualmente e o serviço deles tem que melhorar, havendo menos política e mais ação. Att
174 - Réplica - 13/08/18 - 12:43:33 - Fabíola Venturini - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Concordo em tudo!
175 - comentário - 13/08/18 - 11:37:13 - Ronaldo Oliveira Cruz - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A pesquisa é bem rica em informações, a crise dos últimos anos foi realmente grande, não apenas para a área de TI, mas para a economia como um todo.

Neste mundo globalizado as empresas vão onde os custos são mais baixos.

O profissional de TI, tem que estar preparado para concorrer internacionalmente, com programadores da Índia, EUA, Israel, e etc. Temos que parar de desenvolver sistemas básicos e apenas fazer a tropicalização de softwares importados. O futuro é desenvolver sistemas de ponta e exporta-los, ou trabalhar em empresas internacionais que façam este trabalho.
apipesq
176 - comentário - 13/08/18 - 12:09:20 - Lidio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Isso tudo é reflexo do cenário político Brasileiro. Não é preciso entrar em detalhes sobre o que anda acontecendo no país. O setor educacional é precário e isso acaba refletindo na formação em todos os níveis educacionais, basico, intermediário e superior.

Falta EDUCAÇÃO para o Brasileiro. Com educação de qualidade, teremos profissionais mais qualificados. Enquanto o país não se desenvolve, os mais qualificados estão aceitando mudar para outro país em busca de salários mais atrativos e uma VIDA MAIS DIGNA.

Como qualquer outra área é preciso atualização constante e a alta exigência dos perfis, é o próprio reflexo da evolução tecnologica.

Toda empresa visa lucro, e no Brasil as empresas têm que _sambar_ para sobreviverem. O fato dos baixos salários se justifica por conta dessa bandidagem que governa o país. Governo sangue-suga.
177 - comentário - 13/08/18 - 12:35:22 - Cláudio Bortoloti - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Realmente a APinfo é uma grande ferramenta para os profissionais da área de informática e computação em todos os segmentos. Parabéns pela iniciativa e por agregar valor aos profissionais.
178 - comentário - 13/08/18 - 12:57:44 - Eduardo Brigante - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Nessa época de crise que nosso País passa e alguns setores de TI também, muitas empresas e consultorias estão se aproveitando para distorcer e diminuir os valores dos contratos com os profissionais. Fazendo exigências fora da realidade de um projeto e não aceitando contratar profissionais com mais de 45 anos.
O mercado de TI cada vez mais se coloca contra o profissional, que é o motivo de sustentação desse mesmo mercado e de suas empresas/consultorias.
179 - comentário - 13/08/18 - 14:27:16 - Milton Tomé da Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Comecei a Trabalhar na area de TI em 1994, e a maioria das empresas em que trabalhei foi graças a APINFO que ao longo destes anos tem proporcionado um excelente trabalho, disponibilizando este serviço gratuito. Fica aqui meus agradecimentos.

Estou entrando no oitavo mês de procura de uma nova colocação, o que tenho percebido é muita exigência como conhecer 2,3 e até 4 linguagem de programação e outros quesitos.

E por causa da minha idade nem entram em contato.

Salário nem tem como falar estão se aproveitando dos profissionais, como Analista de sistemas já tive salário de R$ 10.000,00 reais a 14 anos atrás hoje querem pagar R$ 5.000,00.

Enfim nossa área está corrompida e muitos aproveitadores.
Hospitalhd
180 - comentário - 13/08/18 - 18:43:12 - Marcos Itri Trumpauskas - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Olá, Sou profissional SAP BI (HANA/BW) Senior.
Gostaria de saber informações a respeito deste nicho, se possível.

Tenho notado, principalmente no RJ onde moro, uma escassez de boas oportunidades nunca antes por mim vista... Mesmo em SP onde sempre é mais aquecido, os projetos de médio/longo prazo com taxas de acordo com a senioridade (taxa PJ > 100,00 R$/hr) praticamente inexistentes.

Grato,

Marcos Itri
181 - comentário - 13/08/18 - 20:33:45 - maycon alves - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O mercado de T.I continua aquecido, mas precisamos ter cuidado com algumas empresas que oferecem muita coisa mas é uma grande roubada, então antes de mudar de emprego apenas por um salário maior, pesquise bem sobre a empresa e ex-funcionários
182 - comentário - 13/08/18 - 21:44:06 - Allan - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Muitas empresas consideram TI como um ativo do seu business, mas ainda existem aquelas que nos consideram como custo, e, principalmente com as novas regras trabalhistas, estão _terceirizando_ suas áreas internas para reduzir seus gastos anuais. Além disso, enfrentamos uma recessão de investimentos das empresas, e até corte de pessoal capacitado apenas para manter o negócio rodando. Temos um mercado ocioso, com diversos profissionais com ótimas qualificações que estão sofrendo para alcançarem sua recolocação. Infelizmente, estou dentro dessa lista, e cada dia vejo cargos de Coordenação/Supervisão com exigência de qualificação de gerencia, mas com salários abaixo da média de mercado. Vamos ter que conviver com as novas características que o mercado apresenta, e nunca parar de se qualificar (inclusive com outras áreas, como Administração, Comércio, Financeiro, etc)
182 - Réplica - 14/08/18 - 10:09:44 - Jorge Duarte - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Muitos gestores ainda consideram a área de TI como depesa que deve ser cortada e não como uma área estratégica da empresa onde investindo ela poderá ganhar dinheiro, reduzindo área, processos. Se analisarmos os mercados de negócios hoje tudo é informatizado para agilizar o negócio e principalmente ter o controle do desempenho de cada setor de negócio da empresa. A principal característoca dos gestores é que muitos ainda tratam a TI como um banco de dados e não um investimento que necessita ser consultada até mesmo para aquisição de empresas, pois comprar empresas tecnológicamente retrogradas, pensando nas atualizações necessárias para sua atualização pode custar muito mais do que se imagina antes de conseguir algum lucro. Além disso o mercado de trabalho e profissionais da área de TI seriam mais exigente quanto a qualificação de negócios do que a programação em si.
GOC
183 - comentário - 14/08/18 - 10:23:00 - Armando - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Achei interessante como a pesquisa mostra a redução no número de vaga de estágio após a nova lei.
Em 1997 o percentual de estagiários era de 9%, agora em 2018, apenas 2%. Isto explica a dificuldade das pessoas sem experiência começarem na área.
O aprendizado que fica é : Não adianta o governo exagerar nos benefícios, pois o mercado se adapta e o resultado pode ficar pior do que era antes. Agora as empresas não contratam mais estagiários e sim assistentes de informática.
184 - comentário - 14/08/18 - 10:57:00 - Daniel - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O mercado de TI continua aquecido, porém os salários estão cada vez mais baixos e a exigência cada vez maior, e o fato é um mercado carente de bons profissionais que estão migrando para outras áreas por conta da baixa remuneração.
184 - Réplica - 14/08/18 - 11:10:12 - Sergio Procopio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Sim, e está aparecendo no mercado, profissionais de YouTube, ou seja, assiste video aulas no YouTube se candidatam a vagas, aceitatando ganhar bem menos
185 - comentário - 14/08/18 - 11:08:24 - Sergio Procopio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Realmente, até porque está em crescendo a popularização da prostituição da nossa área.
Hospitalhd
186 - comentário - 14/08/18 - 11:26:31 - Thiago Valadão Coelho - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O mercado de TI se popularizou demais o que fez com que a demanda de profissionais ficasse muito acima das ofertas de trabalho, com isso os salários acabam ficando cada vez mais baixos (lei da oferta e demanda), porém as exigências para o cargo acabaram por aumentar.
Os profissionais de TI com mais anos de experiência são os que mais sentem, pois a 10 anos atrás, ninguém na área dicava por mais de 1 mês sem emprego e geralmente conseguia se realocar ganhando muito mais, mas atualmente o profissional pode passar meses sem um novo posto.
Mesmo com tudo isso o mercado tem uma grande escassez de bons profissionais, pois os bem qualificados acabam por não serem contratados por não aceitar os baixos salários pagos atualmente.
187 - comentário - 14/08/18 - 13:48:14 - Baquetando - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Você sai da Faculdade achando que Java e C# é o suficiente, mas não é.
Você precisa estudar por fora para se tonar um programador melhor e ter um inglês intermediário para fazer cursos estrangeiros , pois os em português são muito defasados. O que há de novo no mercado? Se você nunca se perguntou sobre isso seu salário será sempre abaixo de R$ 2000 por mês. Eu lamento
188 - comentário - 14/08/18 - 14:50:01 - Paulo Cunha - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Para opinar e falar sobre este tema, temos que citar alguns dos maiores componentes e motivadores de mudanças que encontramos hoje no contexto de TI, sendo, o momento econômico que o país vive, as mudanças de tecnologias e comportamentos das organizações frente ao mercado consumidor. Tudo isso reflete em mudanças na forma que as organizações contratam, e ainda mais, na maneira com que o profissional deve se posiciona frente aos desafios e as metas que deseja alcançar. Não basta ser um desenvolver especialista, precisa ter visão do todo, mesmo que ainda de forma generalista, mas ainda assim, buscando se diferenciar frente às mudanças do mercado com novos conhecimentos e estar disposto a enfrentar os desafios da rápida mudança de cenários em que as organizações estão inseridas.
189 - comentário - 14/08/18 - 17:53:45 - Julio Cesar - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Boa Tarde Amigos,
Sou PJ, tenho certificações e tenho que manter elas atualizadas a cada 2 anos para poder me manter no mercado e ganhando um ordenado bem abaixo doque realmente um profissional de TI merece. Tenho visto tambem que muitos profissionais de TI estão abandonando a área, pela sua complexidade, manter-se atualizado, pressão o tempo todo, pouca vida privada, etc.
O interesse dos mais jovens pela área, realmente são mínimos.
GOC
190 - comentário - 14/08/18 - 19:53:51 - Diogenes Morais de Santana - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Infelizmente, a questão reajuste continua sendo um problema, principalmente no momento da contratação como PJ por vezes passamos sem questionar este quesito.
191 - comentário - 14/08/18 - 20:08:25 - adilson de castro mutafci - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Este site ajudou-me muito em minha carreira proficional.
191 - Réplica - 15/08/18 - 14:24:32 - Marcos Moraes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Gente, o mundo está "girando" muito mais rápido nos negócios e com a tecnologia não é diferente. O foco não é apenas, obter uma certificação PROFISSIONAL, mas as empresas desejam que apresentemos diferenciais sobre questões que envolvem esses "novos tempos". E quem não se adequar estará fora...... é isso, gente!
192 - comentário - 15/08/18 - 12:46:36 - Wilizangela Ribeiro Marostica - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Reajuste salarial numa época de crise como estamos presenciando no Brasil e alguns países europeus, seria muito milagroso estar acima ou dentro do que gostaríamos.

A pesquisa é ótima para estarmos antenados quanto ao que o mercado está oferecendo e colocar os pés no chão.

Quem tem o perfil de barganhar vagas, se sai bem, do contrário outros profissionais podem se orientar por aqui.

Parabéns Equipe.
apipesq
193 - comentário - 15/08/18 - 12:56:23 - Robson Araujo Souza - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O mercado de ti está em expansão constante. Para se obter melhores salários torna-se necessário muita aplicação por parte dos profissionais da área no intuito de fazer cursos e certificações. Por um outro lado muitos profissionais possuem qualificação mas na hora de acertarem o salário acabam aceitando salários mais baixos isso tem contribuído para uma queda nos salários de forma geral
194 - comentário - 15/08/18 - 13:00:59 - Márcia Almeida - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Achei interessante que o percentual de profissionais com alguma certificação, saltou de 22% em 2004 para 32% em 2010 e tem se mantido em 34% nas últimas pesquisas.
Para mim isto é um indicador de que apesar do mercado solicitar as certificações, o custo de tira-las e mante-las não esta compensando o eventual aumento salarial que elas proporcionam.
Por outro lado só 9% dos profissionais possuem 3 ou mais certificações, portanto quem estiver neste grupo terá um bom diferencial.
195 - comentário - 15/08/18 - 13:18:32 - Neto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito que alem dos Salarios baixos, isto ocorre por conta dos proprios profissionais de TI que cada vez abaixam mais o valor hora, as empresas tem pouco respeito pelo departamento de TI.
Hoje quase nao existem os cargos de Gerente ou Diretor de TI, as empresas colocam um Coordenador para tomar conta de todo o departamento e este cara aceita a situação deixando o mercado cada vez pior.
196 - comentário - 15/08/18 - 13:52:36 - Roger - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A área de TI no Brasil não tem foco.
O candidato tem de saber várias linguagens de front, back-end, domínio em vários SGDB´s e uma gama de biblioteca/ framework para se candidatar a uma determinada vaga.

Foco Brasil.
Pecados
197 - comentário - 15/08/18 - 13:53:41 - Paulo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

As empresas não valorizam os profissionais ainda. Não temos empresas com profissionais capacitados a ponto de dar a devida importância e investimento para função. O melhor caminho para a valorização são as startups incomodarem cada vez mais.
198 - comentário - 15/08/18 - 13:55:01 - claudio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Os baixos salários devem-se por falta de regulamentação da nossa categoria. Não tendo uma regulamentação as consultorias aproveitam para ditar os valores do mercado. Você muitas vezes só consegue melhorar o seu salario se estiver em um emprego e a consultoria estiver te assediando senão fica complicado.
199 - comentário - 15/08/18 - 13:59:23 - Luiz Modesti - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Na minha opinião primeiramente nossa classe é desvalorizada pelo fato de qualquer profissional de qualquer área poder ser um profissional de TI independente de sua graduação, não é regulamentada. Dessa forma a mão de obra passa a ser de ma qualidade e tende a desvalorizar nosso salario. Nunca vi nossa classe fazer um parada, uma greve. Eu mesmo pela falta de oferta, como SR que sou, aceitei trabalhar por um valor que com certeza é de JR. A terceirização também achatou nosso salario pois temos atravessadores. pagamos uma certa comissão para as empresas nos colocarem no mercado.
199 - Réplica - 16/08/18 - 12:22:34 - Francisco Pedro - 187.3.56.1****

Discordo em parte de você. Sou PJ e Analista Programador a mais de 20 anos e o que se vê hoje são empresas que não sabem sequer colocar uma vaga de emprego. Solicitam um profissional para um tipo de linguagem e chegando lá o mesmo descobre que é para mais de 3 e o pior.. num ambiente hostilizado. O profissional de TI tem a obrigação e dever de estar atualizado para competir, mas isto custa caro e os cursos e livros no Brasil são de qualidades inferiores a média mundial. As empresas estão mal-acostumadas e exigem mais do que deveriam pelo que oferecem (salário). Você pode ter 10 anos de experiência e ser um mestre no que faz numa determinada área, mas se não tiver um certificado, vai perder a vaga para alguém que o possui e nunca atuou na mesma função. A regulamentação não é de grande valia..(olhe o salário de ofícios regulamentados), e as taxas que ele pagam.
Pecados
200 - comentário - 15/08/18 - 14:19:01 - Alexandre Borges - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O atual cenário econômico poderia muito bem justificar nossa inquietação a respeito dos salários e cargos. Porém, além deste cenário e da falta de regulamentação de nossa profissão que, por anos, estamos associados/ligados a sindicatos que se dizem de TI ou se classificam como tal, deve-se muito, também, a grande expansão da tecnologia no mundo. E, por mais que tentamos estar atualizados e _antenados_ a estas tecnologias, nossas contratantes ou nosso empregadores não se preocupam em ajudar em nossa reciclagem. Por que? Simplesmente por ser mais barato contratar um novo (não necessariamente jovem) recurso, que além de estar _verde_ para enfrentar os problemas de TI, não tem conhecimento e experiência para suportá-los. O que digo é que sempre precisaria de um SR para lhe orientar, mas, se o _jovem_ tem uma certificação a mais que eu, ele será meu chefe!
201 - comentário - 15/08/18 - 16:12:02 - antonio gonçalves martins - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Considero a APINFO uma das melhores EMPRESAS quando se fala na divulgação de vagas para a área de TI. Mesmo disponibilizando um serviço gratuito, já fui diversas vezes chamado para entrevistas podendo trabalhar em empresas de grande segmento no mercado. Tenho muita satisfação em compartilhar meu curriculo por meio da APINFO saber que é uma empresa séria, eficiente e que se encontra em constante busca do melhor resultado, não só para as organizações, como também apoiando sempre a quem está se candidatando para as vagas. PARABÉNS, NOTA 10!
202 - comentário - 15/08/18 - 16:59:07 - Marcos Lima - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Concordo com a colocação de quê nossa área anda meio desvalorizada quanto ao salário, baixíssimo!!!
203 - comentário - 15/08/18 - 19:05:12 - Alexandre Pereira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Gostei da pesquisa pois ela identifica bem a questão dos PJ.
53% dos profissionais nunca tiveram empresa e mais 18% estão com a empresa fechada ou inativa.
Ou seja 71% não estão prontos para trabalhar como PJ.
A participação os PJ que chegou a ser de 29% em 2008, caiu para 18% em 2018.
Como os Pj´s estão sempre trocando de emprego, fica a impressão de que eles possuem uma participação bem maior no mercado.
API
204 - comentário - 15/08/18 - 19:58:09 - Lucia Maria Tavares - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito que a APINFO ainda seja um dos canais mais confiaveis para profissionais de TI. No nosso atual mercado ainda temos muitos problemas quanto a legislação, e nossa carga de trabalho, mas ainda é uma das melhores áreas para se trabalhar, onde os profissionais são unidos e onde existe uma transparência maior tanto na prestação como qualidade dos serviços .
205 - comentário - 16/08/18 - 00:12:16 - NESTOR NOGUEIRA DE ALBUQUERQUE - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A pesquisa pode ajudar muito a compreendermos esse mercado, mas ainda vemos casos reais de desalocação, subalocação e principalmente desvio de função de muitos bons profissionais.
206 - comentário - 16/08/18 - 08:03:35 - Marco Antônio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Em 2017 fiquei muito tempo procurando emprego, cheguei a ficar muito preocupado, achando que o problema era só comigo.
Olhando a pesquisa agora, vejo que 18% dos profissionais ficaram mais de 8 meses sem trabalho nos últimos 24 meses. Em 2014 este percentual tinha sido de apenas 9%.
Desta forma fica claro o tamanho da crise que vivemos.
208 - comentário - 16/08/18 - 10:28:02 - Roberto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Minha recomendação aos que estão ingressando na area de T.I. é que saiam o quanto antes pois quanto mais tempo se afundarem nessa área mais difícil será a mudança. A não ser que nao se importem com baixos salários, discriminação e o principal de tudo: o desrespeito. Em nenhuma outra área profissional o ser humano será tão desrespeitado como em T.I. E para os jovens, de início, parece ser um salário atraente mas quando descobrirem a monstruosa quantidade de atividades que tem que realizar, inclusive operacionais nada a ver com T.I e também que não haverá evolução salarial, aí vira o desespero, a tristeza e em muitos casos até a doença.
GOC
208 - Réplica - 16/08/18 - 11:55:14 - Paulo Otávio - 177.141.23****

Algumas pessoas entram na área sem ter as afinidades necessárias e acabam frustradas.
A pesquisa informa que apenas 15% gostariam de sair da área e que 54% estão plenamente realizados profissionalmente.
A grande vantagem da pesquisa é permitir identificar nossa situação individual, na área de TI como um todo.
Não devemos generalizar e achar que todos estão na mesma posição.
209 - comentário - 16/08/18 - 12:54:45 - Renan - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Minha maior surpresa na pesquisa foi o aumento do tempo de recolocação e a quantidade de pessoas que tiveram que aceitar um salário menor. Quando a crise aperta e as contas chegam não tem jeito.
Entretanto faço parte dos otimistas, quando a economia começar a melhorar, a área de TI será uma das primeiras a retomar o crescimento.
210 - comentário - 16/08/18 - 13:13:45 - Jorge Andrade - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito que o mercado de trabalho está com salários abaixo da média dos anos anteriores. Para conseguir um trabalho com o um salario de R$ 2.500 reais o profissional sem certificação e sem nada. Está difícil ou você trabalhando em grandes empresas para ter salário inicial como esse.
211 - comentário - 16/08/18 - 14:22:56 - Alencar - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Cada vez menos jovens estão sendo atraídos pela área de TI, em 2006 49% tinham de 23 a 28 anos, em 2018, apenas 26%. - Isto realmente esta acontecendo, pois as empresas devido a atual situação econômica do País estão otimizando a mão-de-obra, principalmente em TI, existe um trabalho desgastante com salário baixo e esta piorando cada vez mais.
Hospitalhd
213 - comentário - 17/08/18 - 11:58:14 - Rodrigo Almeida - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A pesquisa ajuda a quantificar bem a crise, que não é apenas na área de TI, mas na economia brasileira como um todo.
Em 2012, 68% dos profissionais tinham obtido aumento salarial na mudança de emprego na pesquisa de 2018 baixou para 50%.
Em 2012, 10% tiveram que reduzir o salário e agora o número aumentou para 30%.
Creio que quando a economia voltar a crescer, será possível reverter boa prarte desde quadro negativo.
214 - comentário - 17/08/18 - 16:22:47 - Otávio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Achei interessante a forma como as certificações vem evoluindo ao longo do tempo, MCP que era a mais frequente em 2010, perdeu o posto para ITIL.
Vou terminar minha certificação ITIL e depois tentar alguma SCRUM, ou MCP.
No futuro acho que isto pode ser um bom diferencial.
215 - comentário - 17/08/18 - 16:24:31 - Alexandre - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalho com TI a 10 anos e vejo que o profissional será muito requisitado.
É uma pena os jovens não se interessarem pela area. Acredito que mais incentivo salarial atrairia mais profissionais.
Porem as empresas ainda veem o TI como um gasto e não como necessário para crescimento.
As empresas que investem em TI, com certeza tem retorno.
Gostaria muito de ver LOGICA ou ate mesmo PROGRAMACAO em curriculo basico da rede de ensino fundamental e medio.
216 - comentário - 17/08/18 - 16:39:12 - Francisco Ribeiro - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

É lamentável como a área de T.I se popularizou negativamente, nos últimos anos. Demandas por profissionais _generalistas_ cada vez mais capacitados, exigências que na grande maioria, não condizem com a realidade da vaga. Sem contar que muitas empresas se aproveitam do profissional de T.I para funções administrativas, fugindo totalmente das atribuições desse profissional. Inversamente proporcional são os salários cada vez mais defasados, onde o piso salarial se equipara aos profissionais de limpeza e serviços gerais. Por fim, escolher uma área que não regulamentada, preconceituosa, mal remunerada e pouco valorizada, é dar um tiro no próprio pé.
GOC
217 - comentário - 17/08/18 - 16:56:00 - Marcio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Pela pesquisa percebe-se que apesar do maior problema para 27% dos profissionais ser o baixo salário, a maioria dos profissionais (66%) está profissionalmente realizado. Outro fator é que o nível de certificações e outros idiomas é baixo se compararmos com outros países que são polos de tecnologia. Então, a sugestão para os atuais profissionais e para os jovens que pretendem ingressar na área é sempre buscar novos conhecimentos, tecnológicos ou não, pois a área de TI está em constante evolução, portanto busquem cursos e certificações para ampliarem seu portfólio e conseguirem maiores salários e galgarem novas posições nas empresas. Existe uma grande demanda por profissionais de TI qualificados e as pessoas precisam se conscientizar que o investimento em conhecimento é o melhor caminho para a ascensão profissional.
218 - comentário - 18/08/18 - 09:06:19 - Marco Fernandes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

É de se admirar que a carreira de TI tem ficado em baixa... vemos um aumento da dependência de bons profissionais e de qualidade de software para alavancar negócios, enquanto salários caem e o respeito aos profissionais de TI não é mais o mesmo.
219 - comentário - 19/08/18 - 15:41:06 - Renato José de Bairos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

É extremamente agradável saber que a maioria dos profissionais de TI, 66% conforme a pesquisa, gostam do que fazem e estão profissionalmente realizados.
Afinal, criar soluções que facilitem o dia a dia de empresas e indivíduos, é tão gratificante e nos torna realizados em nossa missão.
220 - comentário - 19/08/18 - 21:43:33 - Décio Colaneri Júnior - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Muito importante a pesquisa me mostra quais as principais linguagens utilizadas.
apipesq
221 - comentário - 20/08/18 - 08:23:19 - Aldo Andrade - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Prezados,
Sinto não ser assíduo frequentador do site e não tomei conhecimento da pesquisa, que poderia ter respondido, pois após quase 2 anos desempregado, poderia ter contribuído.
Resultados esclarecedores e compatíveis com a visão que eu tinha da área.
A taxa de envelhecimento e o % dos fluentes em inglês me impressionaram negativamente.
Parabéns pelo trabalho e que continuem nessa pegada.
Aldo Andrade
Gerente de projetos não Certificado, 53a, Pós-graduado e fluente em inglês
(informações apenas para constar)
222 - comentário - 20/08/18 - 09:07:31 - Walter Andrade - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A pesquisa ajudou muito a medir o que temos de T.I. hoje no Brasil. Apelo por um apoio exclusivo a uma regulamentação federal para nossa área, estamos em crescimento exponencial e não tem mais por que termos 26% de colaborares insatisfeitos.
223 - comentário - 20/08/18 - 13:19:57 - ELCIO MARTINS - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O que posso dizer para contribuir é que passados dois anos sombrios ( 2016 e 2017 ), vejo um pequeno aquecimento para área de TI. Claro, as eleições estão aí batendo na porta e por isso somente após elas serem realizadas, poderemos ter uma pequena visão de como o mercado se comportará. Neste dois anos de forte crise econômica o que pude ver são Leilões de profissionais e seus salários. Temos uma massa gigante de desempregados ( TI ) e uma outra grande massa de profissionais empregados que acabam por concorrer com aqueles que estão em busca. Todos sabemos que os RH´s não tem estrutura de triagem para os candidatos e isso torna a busca por um emprego novo mais danoso.
225 - comentário - 20/08/18 - 19:35:45 - Roberto Cardoso - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Devido à baixa remuneração e falta de planos de carreiras cada vez mais quem trabalhava com TI está buscando outras opções!
Hospitalhd
226 - comentário - 21/08/18 - 09:06:58 - Mario - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Otima pesquisa
227 - comentário - 21/08/18 - 09:09:17 - Eulalio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O que mais me chamou a atenção, foram os principais problemas apontados pela pesquisa:

27% dos profissionais consideram os salários baixos
22% consideram o nível de conhecimento exagerado

Isto explica vários outros pontos da pesquisa, como o fato de muitos terem que reduzir o salário para obter uma nova colocação, a demora em obter um novo emprego, principalmente para os mais velhos, o fato dos salários não terem acompanhado a inflação, a falta de interesse dos mais jovens e etc.

A tendência no futuro é que o numero de profissionais se reduza e os salários terão que subir para corrigir esta distorção.
228 - comentário - 21/08/18 - 18:04:07 - Valdinei Moreira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Os salários são estão sendo reduzidos e aumentando o grau de exigência e conhecimentos, obrigando o profissional a investir em treinamentos que não serão usados e/ou serão mal remunerados. Isto nos coloca fora do mercado, além da marginalização da idade, como se tecnologia fosse apenas para jovens.
A pesquisa mostra que 1/3 não tem certificação, isto prova que a certificação diferencia o profissional, mas não abre portas e nem desqualifica aqueles que tem bons conhecimentos e não tem certificação.
As empresas nem sempre conseguem acompanhar a evolução da TI por causa dos custos elevados, em função disto obriga o profissional a agregar tarefas sem remunerá-los por isto, e é um problema recorrente, obrigando os profissionais a migrarem de profissão e fazendo com que o jovens aos poucos desistam da área por falta de perspectivas profissional.
229 - comentário - 22/08/18 - 16:40:22 - Jean Paulo Campos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito que há uma contradição grande que até agora não foi diagnosticada sobre a grande insatisfação com baixa remuneração, planos de carreiras e outros temas em relação a 66% que gostam do que fazem e estão profissionalmente realizados, trabalhando em TI. Trabalhar em TI pode levar a uma certa estagnação na evolução de carreira, porque habilidades que não são inerentes a TI são necessárias para o seguimento no plano de desenvolvimento de carreira, porém esse tópico não ganha simpatizantes no objetivo de realizar mudanças ou concretizar essas capacitações para profissionais da área, seja ela formal ou informal.
GOC
230 - comentário - 23/08/18 - 09:49:21 - André Luiz Pinheiro - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Mercado está muito complicado na minha opinião.
Salários baixos.
Benefícios baixos.
Vagas que estão exigindo Certificações, oferecendo um sálario de até 2000,00 mensais com benefícios rídículos.
Esta área de tecnologia foi prostítuida.
Enquanto o Brasil não se importar com a tecnologia, o valor que ela tem e mais valor ainda dos profissionais que operam, cuidam, se especializam nesta área para garantir um futuro promissor, nada irá mudar.
231 - comentário - 23/08/18 - 10:03:11 - DARWIN MAGNUS LEITE - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Agradeço a oportunidade de participar e opinar no site APINFO.
232 - comentário - 23/08/18 - 10:10:09 - Henrique Gomes Victorino - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Através destes dados podemos perceber que o mercado se torna cada vez mais exigente na medida em que remunera cada vez menos. Conheço muitos gerêntes da área que estão ou se preparando para sair do país ou se apegando imensamente a seu atual trabalho uma vez para os menos as oportunidades de crescimento se vem cada vez mais escassas e ainda mais a possíbilidade de ser mandado embora e ter que diminuir o salário aumentou muito.
Vejo também que isso é uma tendência do mercado como um todo e se estamos percebendo isso na área de tecnologia que deveria ser a vanguarda da geração de empregos (como acontece em outros paises) podemos inferir que o mercado brasileiro está enfrentando uma séria crise, o que ao meu ver só faz piorar a ecônomia levando os profissionais especialisados a serem sub-alocados e tornando o Brasil um país cada vez mais dependente de tecnologia estrangeira
233 - comentário - 23/08/18 - 10:11:51 - José Paulo Oliveira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Segundo a pesquisa o percentual de profissionais entre 23 e 28 anos baixou de 44% em 2010, para 17% em 2018.
O piso salarial de um caixa de banco em São Paulo é de R$ 2.962,29, como CLT, com uma boa estabilidade, sem necessidade de inglês, ou certificações anuais e com uma possibilidade de carreira.

A qualificação que se exige na área de TI, a pressão, responsabilidade, necessidade de horas extras, atualização constante dos conhecimentos, exigência de inglês, certificações, falta de estabilidade trabalhando em projetos de poucos meses, e etc, não compensam o investimento.

É isto o que os mais jovens estão percebendo.
Hospitalhd
234 - comentário - 23/08/18 - 13:48:41 - Paula Regina Possa - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

2017 foi um ano muito complicado para a economia como um todo e bateu forte no mercado de trabalho achatando os salários (lei da oferta e procura). Percebo um aquecimento gradativo em 2018 e as vagas começam a voltar aos poucos. Isso vai elevar os salários e benefícios pois não temos a mesma quantidade de jovens entrando na área de TI como era antigamente.
235 - comentário - 23/08/18 - 14:34:34 - Nádia Moreira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Achei interessante a pesquisa com números bem significativos.
Fiquei surpresa com o percentual feminino, sabia que era bem menos em relação ao masculino mas nem tanto.
Outro ponto que me chamou atenção foi em relação a faixa etária de 23 a 28 anos que já representou 49% dos profissionais em 2006, caiu para 17% em apenas 12 anos e os profissionais com mais de 40 anos saltaram de 6% em 2010 para 26% em 2018.
É triste saber que o que fez isso acontecer possa ser uma área de TI esta bem menos atrativa para os mais jovens.
Vamos torcer para que esse quadro mude.
236 - comentário - 24/08/18 - 09:42:40 - WILSON MALDONADO - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Essa nova revolução tem pego todo tipo de profissional, inclusive e principalmente os de tecnologia, que não são, de forma alguma uma classe unida. Como gestor tenho acompanhado a evolução da TI como um todo e vejo a automação do processo de programação tirando dos mais jovens o desafio da construção de um código com seu nome, pois nem conhecem os fundamentos daquilo que hoje vêem, e é o que nos trouxe a motivação dessa área no passado, vejo que a modularidade e processos engessados, que antigamente eram diferenciados para que cada empresa pudesse ter um diferencial competitivo já não trazem uma boa relação custo benefício para uma customização e por ai vai, vamos perdendo a importância no que se refere em por a mão na massa e ganhando em negócios inovadores, segurança da informação, automação, IA e outras frentes que surgem a cada dia para que se tenha o acompanhamento da evolução.
237 - comentário - 24/08/18 - 09:48:47 - Murilo Rodrigues - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não me surpreende cada vez menos jovens estarem procurando a area de TI, as empresas estão exigindo muito conhecimento para vagas por exemplo de assistente, exigindos anos de experiencia em alguns pontos, alem de oferecer remuneração totalmente inversa ao que eh exigido de experiencia.Isso dificulta muito a entreda de jovens no mercado que nao tem o famoso QI(quem indique).
Isso reflete em muitas vagas abertas no mercado porem sem pessoas nesses perfis.
Em relação aos que gostam do que fazem, esperava um numero maior de pessoas,quanto mais se gosta do faz melhor é seu serviço.
GOC
238 - comentário - 24/08/18 - 10:20:51 - Kleber Monteiro Batista - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Os salários da área de TI estão estagnados, desde 2010 não houve mais aumento. Pelo que observo o problema não é a demanda, demanda está tendo, mas as empresas (Consultorias) não querem repassar aumento para os profissionais, as consultorias estão à cada ano lucrando mais, mas os profissionais estão a cada ano ficando com menos poder financeiro. As consultorias insistem em oferecer baixos salários e como a área não é regulamentada as consultorias contratam estagiários para fazer o nosso trabalho. Vejo sempre consultorias dispensando profissionais sênior e contratando estagiários para atuarem, infelizmente essa é a realidade. Se não houver uma regulamentação da área vamos ter os profissionais a cada dia com menor salario. Desenvolvedor Java Sênior num Cargo Publico no tre ganha 20 mil por mês, na área privada para ganhar R$ 8.000,00 por mês tá duro.
239 - comentário - 24/08/18 - 11:57:11 - Delpho - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Excelente trabalho de pesquisa, mostra com nitidez o a realidade do mercado de TI no Brasil e o que podemos esperar para o futuro.
240 - comentário - 24/08/18 - 12:30:15 - Mauricio - 150.251.4.****

O que tenho percebido é que temos muitos profissionais bons no mercado, aceitando ganhar bem menos do que merecem, devido a grande dificuldade de encontrar trabalho. Isso vem acontecendo a algum tempo e infelizmente o mercado se adaptou a isso. Hoje temos vagas no mercado exigindo um nível de conhecimento tão grande mas com salários bem abaixo do merecido.
241 - comentário - 24/08/18 - 15:33:44 - Frederico Calderaro - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Muito bacana a pesquisa, sem dúvidas.
Acredito que se a categoria tivesse um conselho regulamentador (ex. CREA, CRM...), talvez pudéssemos ter mais valorização e respaldo, pisos salariais e menos desigualdades no meio, pois hoje, tanto um técnico quanto um candidato de nível superior disputam a mesma vaga.
apipesq
242 - comentário - 24/08/18 - 17:13:25 - Marcia Oliveira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Achei a pesquisa bastante completa. Apenas 18% dos profissionais trabalham como PJ e 71% nunca tiveram empresa ou estão com ela fechada. Como as vagas de PJ normalmente são para projetos menores, fica a impressão de que elas representam um percentual maior do mercado.
Mesmo no auge da terceirização, o percentual de PJ foi de 29% no no de 2008.
243 - comentário - 24/08/18 - 18:10:48 - Philippe Gusmão - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Senti falta das gradações ou faixas para os níveis Junior, Pleno e Senior, entendendo contudo que a pesquisa referencia valores médios. Mesmo assim, poderia ser de grande utilidade, assim como a pesquisa, por sinal bastante completa.
Parabéns pelos resultados.
244 - comentário - 25/08/18 - 09:01:39 - Marco Antonio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Os temas apresentados foram bem pontuados, mais acredito que seja necessário uma conscientização das grandes e medias empresas, ofertar mais oportunidades a pessoas portadoras de necessidades especiais, que hoje no nosso país e lei, mais que devido a omissão do Ministerio do Trabalho de fiscalizar as empresas não consegue avançar, o proprio ministerio do trabalho não contrata PNE. Não podemos fechar o mercado também aos profissionais com idade avançada, os jovens são bem vindos e são o futuro do nosso pais, mais quem ultrapassa os 45 anos de idade, tem muito a contribuir nessa area. Parabens pela Instituição, que é bem conceituada nas empresas.

Marquinh
245 - comentário - 25/08/18 - 19:05:23 - Murilo Pereira da Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Pesquisa bem elaborada, resultou num conteúdo bem real.
Parabéns
Abs
Pecados
246 - comentário - 26/08/18 - 19:45:43 - Eliseu Alencar Santiago - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A pesquisa trás uma boa profundidade para entendermos um pouco do que está se passando no mercado de TI. Alguns aspectos de destaque que gostaria de comentar:

A preferência por trabalhar como CLT: É algo que não entendo desde os anos 90, afinal, esse modelo é ruim e tende a desaparecer. É uma jabuticaba que só existe por aqui. Está na hora de nos livrarmos desse tipo de camisa de força e nos lançarmos em modelos em que a TI, e seus profissionais, são livres para trabalhar como e onde quiserem e, por outro lado, os empregadores serão clientes que podem contratar nossos serviços de forma parcial. Isso vai permitir que tenhamos mais de um plano de atuação. Pensem nisso!
247 - comentário - 26/08/18 - 23:37:58 - Jefferson - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A pesquisa é essencial para que o profissional de TI entenda a necessidade e oportunidades de mercado.
248 - comentário - 27/08/18 - 08:06:49 - ALBERTO TADEU SIMON - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Os resultados são interessantes, mas o relatório em si é bastante árido de ler. O estilo deve ser o mesmo de quando o site começou há 22 anos atrás. Fica a sugestão de usar infográficos para melhorar.
249 - comentário - 27/08/18 - 08:28:52 - Carlos Toledo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Fiquei impressionado com a quantidade de informações existentes na pesquisa.
Ter tudo isto disponível de forma gratuita é muito bom e ajuda a entender melhor o mercado.
Na última mudança de emprego apenas 50% dos profissionais conseguiram um aumento salarial, em 2018 o percentual tinha sido de 68%.
A crise tem sido grande, atinge a todos: empresas, profissionais vários setores da economia.
Quando houver a retomada, a área de TI sera uma das primeira a mostrar reação, quem estiver preparado vai poder aproveitar.
Pecados
250 - comentário - 27/08/18 - 08:44:33 - Matosalem de Freitas Jr - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Muito importante a criação dessa base de informações sobre nossa área. Será a partir dela que poderemos cada vez mais criarmos referências para as diversas das nossas perpectivas profissionais.
251 - comentário - 27/08/18 - 08:57:11 - Luciano Alexandre - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Os reajustes salariais abaixo da Inflação, fazem com que os trabalhadores percam o poder de compra que por sua vez, reforça a crise econômica.
Na minha época, os jovens começavam a atuar em TI pela experiência com jogos e programação aprendida informalmente em casa, com a crescente concorrência no mercado de trabalho há cada vez menos espaço para profissionais sem formação formal.
252 - comentário - 27/08/18 - 09:28:55 - Ronaldo Alves - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Interessante tal pesquisa, pois mostra que algumas empresas estão abaixo da tabela colocada e outras acima da tabelas, mas muito poucas com essa ultima situação.Essencial ter três níveis de empresa pequena,media,grande.
253 - comentário - 27/08/18 - 09:50:25 - Samuel - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Realmente os salários estão muitos baixos, hj estou como freelancer pois as ofertas que tive, foram ridículas, a carga de conhecimento vem aumentando e salários caindo. Uma boa parte de meus colegas foram para o exterior (Canadá, Estados Unidos, Portugal ...). Acredito que um pouco disso refere-se a crise econômica e outra sobre como funciona o mercado de TI no Brasil. Ainda me resta um pouco de esperança em ficar aqui, mas se não começar a melhorar acho que vou embora tb.
API
253 - Réplica - 27/08/18 - 09:59:29 - Samuel - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Parabéns pela pesquisa, ficou muito boa, completíssima.
253 - Réplica - 27/08/18 - 10:00:43 - Gilmar Alves de Carvalho - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Exatamente isto.
254 - comentário - 27/08/18 - 09:59:32 - Gilmar Alves de Carvalho - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Esta pesquisa confirma um fato já conhecido em nosso meio, de que a área de TI está extremamente desvalorizada, e não é por causa da crise pois está situação já perdura a mais de 20 anos.
Tenho mais de 20 anos de experiência e vejo que nossa área nunca foi reconhecida principalmente porque os salários oferecidos são praticamente uma ofensa, exigem graduação e conhecimento com muitas vagas oferecendo 1.500,00 ou menos.
Precisamos nos unir e dar um basta besta situação ou haverá uma grande evazão de profissionais para outras áreas, o que de certa forma já vem acontecendo.
255 - comentário - 28/08/18 - 12:38:35 - Angel Debone - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Olá, muito boa tarde, primeiramente dizer que o APinfo é demais, eu conheci em 2017 quando estava desempregado e consegui um emprego por aqui enfim. Eu acho que o mercado de TI cresceu bastante principalmente Segurança da Informação e tende a crescer muito mais daqui alguns anos. O salario cresceu muito mas hoje é fácil de se ver se a pessoa trabalha por PJ que é meu caso e melhor para mim. Espero ter ajudado.
GOC
256 - comentário - 28/08/18 - 12:38:36 - CARLOS E H LOPES - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

infelizmente a recessão e a crise infinita reforçaram o achatamento salarial, As empresas necessitando conter os custos, oferecem saláios ruins, mesmo pedindo alta qualificação técnica, e aos profissionais sobram poucas alternativas. Apesar da voz corrente de que não falta trabalho na área, essa realidade estrangula o mercado.
257 - comentário - 28/08/18 - 12:58:49 - Leonardo Fernandes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito que iniciativas como essa, de alinhar os profissionais com o mercado que os rodeia é de extrema importância... principalmente, numa época na qual a informação é tão acessível e tão distorcida ao mesmo tempo. Parabéns, equipe APinfo. Quanto à questão de salário x cobranças... é necessário ter um certo jogo de cintura... segurança nos seus skills e, principalmente, saber vender seu perfil... Muita gente tem alta qualificação técnica, mas se perde para explicar um conceito simples de uma requisição REST, por exemplo.... sei lá...
259 - comentário - 28/08/18 - 14:41:18 - Tavares - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

fiquei impressionado com quantidade de gente que teve que diminuir o salário para obter uma nova recolocação e com o longo tempo que muitos tiveram que esperar.
A tecnologia acabou com empregos em todas as áreas, inclusive na área de TI. Antigamente as empresas precisavam, por exemplo, desenvolver um sistema de folha de pagamento, hoje em dia é possível comprar um sistema integrado que atenda toda a área de RH e que vai necessitar, quando muito, de apenas alguns ajustes.
Para ganhar dinheiro temos que ir para áreas de ponta e de alta tecnologia, o passado não vai voltar.
260 - comentário - 28/08/18 - 18:05:20 - Diego Machado - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Apinfo sempre foi uma grande comunidade para profissionais de TI e por ser gratuito se se torna mais incrivel ainda facilita a todos que por algum motivo querem buscar novas oportunidades ou que estao fora do mercado de trabalho a retornar rapidamente a atuar.
Hospitalhd
261 - comentário - 28/08/18 - 18:36:58 - Leandro Lopes Pereira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

As atividades de TI estão remunerando cada vez menos. Gostaria só de entender como é a relação remuneração x idade. O pico ainda se encontra aos 30? Os mais velhos, perto dos 60, o que aconteceu?
262 - comentário - 28/08/18 - 18:56:47 - Filipe - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Mercado de TI do Brasil não está preparado para novas metodologias, e o pouco conhecimento interno nunca é remunerado corretamente. Com isso o Brasil está perdendo cada vez mais profissionais de qualidade para o exterior !
263 - comentário - 29/08/18 - 08:53:01 - Wandel - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Muito boa a pesquisa, fiquei surpreso ao saber que ela já existe a mais de 20 anos.
Teria me ajudado muito se tivesse descoberto antes.
265 - comentário - 29/08/18 - 09:05:52 - Daniel - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Pesquisa boa e nos ajuda a ter uma noção do mercado.
GOC
266 - comentário - 29/08/18 - 09:10:27 - Jonatas - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Pesquisa completa e bem abrangente referente ao mercado. É um ótimo gyia tanto para quem está no mercado quanto oara quem inicia nele. Traz noções do funcionamento da área e até pode ser usada como um guia oara novos ingressantes em alguma carreira de TI
267 - comentário - 29/08/18 - 09:21:29 - Mari - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Obrigada por compartilhar esta pesquisa que me surpreendou no quesito de que menos jovens estão sendo atraidos pelo mercado de TI e lamentável mas real o salário abaixo da inflação.
268 - comentário - 29/08/18 - 09:34:04 - Fabio Reis - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Interessante! TI em crescimento veloz
269 - comentário - 29/08/18 - 09:35:04 - Alecs - 177.159.68****

Infelizmente a área de TI no Brasil está desvalorizada. Para profissionais acima dos 40 pode -se dizer que é impossível regresso ao mercado de trabalho. O mercado tem aproveitado a _crise_, como desculpa, e tem jogado o salário no chão. Não importa se vc tem 2, 5, 20 anos de experiência, não há valorização. Infelizmente esse é o retrato do nosso Brasil.
apipesq
270 - comentário - 29/08/18 - 09:58:35 - Thiago - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Infelizmente, o aumento da oferta de mão de obra quase que simultâneo com a recessão no investimento em TI das empresas acabou _prostituindo_ um pouco o mercado_ onde as empresas estão encontrando profissionais dispostos a trabalhar por salários baixíssimos, independente da experiência ou qualidade. Infelizmente essa economia não se paga no longo prazo, e logo estas mesmas empresas estarão desesperadas atrás dos profissionais experientes pra _herdar_ estes problemas. A exemplo da quantidade de empresas procurando programadores _Delphi_, para dar continuidades a ERPs e outros sistemas desenvolvidos internamente.
271 - comentário - 29/08/18 - 10:20:44 - Olival Martins - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Achei interessante que o percentual de profissionais com fluência em inglês, saiu de 18% em 2010, para 21% em 2018. Um aumento pequeno para 8 anos, por outro lado a quantidade de vagas que exigem inglês fluente e agora, até espanhol, só tem aumentado.
Conclusão é melhor investir em outros idiomas do que na parte técnica.
272 - comentário - 29/08/18 - 11:50:14 - Luís Felipe Dias - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O mercado possui muita demanda, porém, a mão de obra que se apresenta para atuar é significativamente de baixa qualidade. Estando em cargo de liderança, observo com muita frequência seletividade ao atuar em projetos, escolhendo os mais fáceis e evitando os que tem maior complexidade, mas que são de fato os que mais podem alavancar a carreira, muito do conhecido fator _geração Y_, onde jovens creem que em seis meses se tornarão diretores da CIA e ao se frustrarem, resolvem trocar de empresa, muitas vezes sem diferença significativa salarial ou por muito pouco valor de mudança. Contudo, o fator mais gritante é a incapacidade de entender o que é comprometimento, resiliência e esforço, seguir as políticas de uma instituição e atuar de forma a somar e não dividir o time em que se está inserido, em resumo, o abandono de jovens na área, muito se deve a incapacidade de seguir regras.
272 - Réplica - 30/08/18 - 07:03:45 - Martín Go - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Não só em T.I. no mercado em geral, tenho ouvido queixas assim de vários empresários e lideranças
Hospitalhd
273 - comentário - 29/08/18 - 12:00:48 - George - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A oferta de vaga na área de TI é muito grande, porém sempre exigem uma extensa lista de requisitos com conhecimentos avançados mas poucas empresas pagam de acordo com nível do profissional.
274 - comentário - 29/08/18 - 13:04:00 - William Leão Lopes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Infelizmente o pessoal que trabalha com suporte e infra é muito desvalorizado no mercado.
275 - comentário - 29/08/18 - 13:20:45 - João - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Profissionais de TI são muito procurados, mas a valorização ainda é baixa.
276 - comentário - 29/08/18 - 15:33:26 - Flavio Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Trabalhar com tecnologia e fantástico e realizante o grande problema e a desvalorização dos nossos serviços e a queda devido crise.
GOC
277 - comentário - 29/08/18 - 16:18:06 - CLucio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Minha preocupção é com o futuro proximo: daqui a 5 anos onde vai estar o trabalho? ja não sou tao novo, mas ainda teremos vagas para quem tem mais de 35-45 anos? em que areas será a tendencia de _bombar_ ?
278 - comentário - 29/08/18 - 18:13:30 - Fábio José - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A TI como toda as outras áreas esta passando por uma mudança profunda , iniciada por ela mesma , ao que chamamos de _Transformação Digital_. Entendo que muitas atividades antes feitas exclusivamente por TI , estão migrando para o mix de habilidades de outra profissões , assim como muitos profissionais de TI estão cada vez mais se mixando com negócio, vejo nisto um tendencia a equipe de TI diminuir pois ficarão nela um grupo da vez menor e mais especializado, e cada vez mais atividades de _TI_sendo incorporadas por outros profissionais , assim como á ocorreu no passado com outras especialidades .

Abraços
278 - Réplica - 30/08/18 - 07:00:44 - Martín Go - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Está certo, principalmente nas áreas de Inteligência de Negócios e análise de dados. Antigamente muitos analistas de negócios usavam profissionais de TI pra desenvolver e implantar relatórios e dashboards, agora com ferramentas mais simples de utilizar e a própria cultura dos mais jovens na utilização de recursos computacionais e tecnológicos facilitam esta mudança.
279 - comentário - 29/08/18 - 22:48:07 - Marcio Ventura - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A questão salarial continua sendo o maior responsável pelo turnover de profissionais entre as empresas. Estas se aproveitaram da mudança PJ-CLT de anos atrás com a diminuição deste tipo de contratação para também diminuir drasticamente os valores. Sobre o desinteresse dos jovens acredito que seja pela falta de oportunidades e a evolução muito rápida que gera novos métodos de se trabalhar com TI tornando o desafio mais complexo para a escolha desses jovens. Falta incentivo de nós para trazermos essa garotada para a área.
Hospitalhd
280 - comentário - 30/08/18 - 10:06:32 - Fabiano Almeida - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Excelente a pesquisa, muita informação útil que encontrei apenas aqui.
Gostei particularmente da planilha que compara o salário de CLT e PJ.
A área de TI foi bastante afetada pela crise e pela própria evolução da tecnologia.
Quando a economia começar a melhorar, TI vai ser uma das primeiras a se beneficiar.
281 - comentário - 30/08/18 - 10:32:36 - Késia Raisa Souza dos Santos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A pesquisa reflete a atual realidade do mercado de TI.
282 - comentário - 30/08/18 - 11:19:37 - Diego Santos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Parabéns equipe APInfo pelos 22 anos de pesquisa salarial,
A parte que achei mais interessante foi esta:
-O percentual de profissionais fluentes em inglês permanece estável, em torno de 18%.

Na minha opnião, uma das melhores maneiras de buscarmos melhores salários é aprender Ingles estudando ao menos 1 hora diariamente e principamente, trabalhar em projetos internacionais no qual o Ingles será usado diariamente
282 - Réplica - 30/08/18 - 11:34:19 - Diego Santos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Lembre se que qto mais o dólar sobe em relação ao real, mais possível de se conseguir um melhor salario. Então, mesmo que vc peça 10 mil reais de salário mensal, isto em dólar custará apenas $2.400(poderá variar de acordo com a cotação do dólar) para a empresa gringa.

Ou seja, hoje em dia ou aprendemos o Inglês ou mesmo com certificação, as chances de conseguirmos melhores remuneração caem absurdamente.

E nunca se esqueçam do mais importante na nossa pequena área, "References" ou o nosso famoso quem indica, qualquer empresa gringa só contrata um cara que tenha bom nome, não adianta ser super inteligente e ter um baita conhecimento técnico, sendo que não sabe lidar com pessoas, arrogance can kill your entire career, never forget that.

E concluding, infelizmente o Brasil já perdeu e ainda vai perder muito profissional qualificado, é só pesquisar os salários de outros países.
GOC
283 - comentário - 30/08/18 - 11:25:52 - Rogério Fernandes da Costa - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Na minha percepção, alguns dados da pesquisa se mostram mais assertivos do que outros, por exemplo:
- O envelhecimento continua acentuado, isto é fato, a cada dia que passa exige-se mais experiência dos candidatos e isso dificulta a entrada dos mais jovens_
- O grau de escolaridade continua aumentando, mas a taxas menores... Este item se relaciona ao anterior, justamente o público mais jovem que encontra barreiras para entrar no mercado acaba _estudando mais_ para compensar a falta de experiência_
- A participação feminina continua pequena... Atualmente estou alocado em um grande projeto Oracle com a participação de 12 consultores, dos quais, apenas 2 do sexo feminino_
284 - comentário - 30/08/18 - 12:47:07 - Antonio Marcos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Parabéns APinfo por essa iniciativa.
285 - comentário - 30/08/18 - 22:22:00 - Bruno Tiago De Souza - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Otima oportunidade para focar em um nicho de aprendizado
286 - comentário - 31/08/18 - 11:00:31 - Jessé Dantas Lima - 189.45.20.****

Novamente parabenizo a Apinfo por esta pesquisa. Em minha visão: - Todos os destaques são de grande importância e foram bem objetivos em sua colocação - Os jovens estão mais interessados em TI para consumo e lazer, e não para trabalho - Os mais velhos, geralmente estão pensando em iniciar ou crescer uma família, estimula-se compromisso - Aprecio a inclusão de mais mulheres em TI, pois poucas se interessavam pela parte técnica da coisa, escovar código, etc - Por fim, o item que mais me agrada e sou lutador por ele: HOME OFFICE! Empresas?! mais home office por favor!
apipesq
287 - comentário - 31/08/18 - 11:03:08 - Esli Araujo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

No respeito aos salários em baixa, acredito que deve-se a falta de uma regulamentação do profissional de TI.

Para areas como saúde, engenharia ou direito, o profissional que deseja exercer essas profissões necessitam se regulamentar, seja prestando exames específicos para possuir um número de conselho ou fazendo residencia.

Muitos _curiosos_, geralmente iniciantes, na área de TI acabam por inundar o mercado e aceitam salários abaixo do que é esperado por quem estudou e se dedicou para tal. Fazendo com que as vagas em aberto geralmente exigem um conhecimento que muitas vezes não condiz com o que necessário para execução das tarefas pertinentes ao cargo, porém com um salário lá em baixo.
288 - comentário - 31/08/18 - 11:08:48 - ers.valerio@gmail.com - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O problema maior ainda está nos salários baixos, eu faço parte dos 27%,perdi meu emprego no auge da crise e consegui me recolocar, mas com salário baixo, estou buscando novas oportunidades agora que o mercado começou a aquecer novamente, espero sinceramente que após as eleições melhore muito mais.
289 - comentário - 31/08/18 - 12:18:44 - Lino Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Parabéns pela pesquisa. Bastante detalhada. Em relação ao mercado, penso que: _Mais importante que certificações e novas terminologias, deveria ser valorizada a participação do profissional em grandes projetos, implantados com sucesso e que contribuíram para o melhor funcionamento das empresas, reduzindo despesas e agilizando processos_.
290 - comentário - 31/08/18 - 15:17:39 - Bruno - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Excelente informativo, parabéns pela pesquisa.
Pecados
291 - comentário - 31/08/18 - 15:38:35 - Olavo Michelonio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Mercado de TI no Brasil está passando por uma dificuldade muito grande, em quase 18 anos na área nunca havia testemunhado, e cada ano os salários vão caindo vertiginosamente.
292 - comentário - 31/08/18 - 17:08:33 - Enzo Giorgetti - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Meu nome é Enzo e tenho 20 anos. Na minha opinião, diria que não é a procura por jovens está baixa, mas sim as oportunidades paras jovens inexperientes está cada vez mais difícil. Infelizmente ninguém quer pagar um salário bom para uma pessoa que tem questão de dias na área. Sou técnico em informática formado pela ETEC Jorge Street, e a maioria da minha sala, era composta por jovens. Há sim a necessidade de jovens amadurecerem mais cedo e começarem a buscar empregos. No meu caso, comecei com 18 anos trabalhando na empresa do meu tio, que é de TI, e peguei uma boa base. Depois fui trabalhar, como técnico de campo, e hoje sou analista de monitorarento em uma empresa que tenho orgulho de trabalhar e que é bem cotada no mercado no quesito de monitoramento. Mas isso graças à insistência de um ano para entrar na empresa. Acredito que jovens preparados tem mais espaço e condições maiores.
294 - comentário - 02/09/18 - 10:47:54 - DANIELA DE OLIVEIRA - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Entendo que a crise financeira provocou uma redução significativa dos salários na área e será necessário um período para retornem ao cenário de 2014.
295 - comentário - 03/09/18 - 11:52:07 - Vladimir Titoto de Oliveira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acho que faltou citar algo que está crescendo bastante e está em foco no mercado. Talvez a falta de profissionais seja uma ótima oportunidade para todos os que frequentam a APINFO.
Concordo que os salários estão baixos, e deve-se ao fato das incertezas no campo político e jurídico que estamos atravessando. As empresas não estão utilizando sua capacidade total, o consumo está bem baixo e as famílias endividadas. Nossos salários voltaram a crescer na mesma proporção que a economia e empresas retomarem a confiança e produtividades.
Pecados
296 - comentário - 03/09/18 - 11:58:13 - Marcel - 189.100.11****

A area realmente esta complicada, nao so pelas exigencias, mas tambem pelo momento e execesso de gente no mercado, a forma de selecao esta avacalhada, a geracao de hj ja quer ser gerente tirando a oportunidade de outras pessoas os mais novos estao vendo que a situaçao esta meio desestimulante, estou a narea e vejo que as transformaçoes na area de TI no Brasil nao estao muito boas, estamos muito mal acessorados e drenados, nao querendo desestimular, mas existem tambem novas escolhas para os mais novos como empreender, siar do caminho dos ratos e tentar ser livre do estado que ai se formou, ou sair do pais. enfim o mercado se arranja e se adapta. mas que esta ruim isso ta!
297 - comentário - 03/09/18 - 12:00:56 - Gustavo Baptistella Nunes - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Acredito que com a crise realmente existiu uma redução salarial, como parte do corte de custos.
Porém ainda não vejo outra área mais promissora que a nossa, também não acho que os jovens estão menos atraídos, a realidade
é que TI é para quem gosta, dificilmente um jovem que não sabe o que quer fazer vai fazer TI _só por fazer_, provavelmente
eles vão para Educação Física, Administração, Publicidade entre outros.

Não estou criticando os cursos acima, porém eles costumam ser mais _Legais_ e mais _Atrativos_, e principalmente _exigem menos_,
Hoje está complicado para a galera que está iniciando, visando que as empresas de TI pedem muito conhecimento para quem está apenas começando
e isso sim pode ser a principal causa do desinteresse dos jovens, porém ainda acho que o salário base da TI é um dos melhores do mercado.
299 - comentário - 03/09/18 - 14:30:43 - Vinícius - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A pesquisa mostra com clareza vários pontos importantes como a diferença salarial, os requisitos cada vez mais extensos porém não fugindo muito do padrão de alguns anos atrás. Percebemos que existem cada vez menos jovens na área, mas as poucas vagas que vêem surgindo estão sendo extremamente procuradas, chegando ao nível de competitividade mais difícil. Tenho inúmeros colegas que estão na área mas prefeririam ter cursado outra graduação ao invés de TI.
Os salários ainda estão baixo comparado ao tanto de requisitos pedidos.
300 - comentário - 03/09/18 - 15:46:16 - Macelo Aguiar - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Muito boa a pesquisa.
A crise econômica, mais o excesso de profissionais na área, muitos com baixa qualificação, fez a remuneração desabar.
A boa noticia é que quando estes dois pontos forem atenuados, a área de TI, voltara a ser uma boa alternativa de carreira.
API
301 - comentário - 04/09/18 - 07:07:22 - Jair alves - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A área está com salários muito baixos, existe muita quarterizacao o que ajuda mais ainda este fator salário pricipalmente em tempos de crise.
Referente a fuga de profissionais e fato muitos estão mudando de área de atuação pois é como disse o salário está nivelado por baixo ficando mais fácil o abandono da área, para se ter uma comparação hoje exigem vários conhecimentos e Certificações mais inglês nível superior para um profissional com salários de 1700,00 com toda esta formacao conheço pessoas que trabalham em outras funções não de ti que sequer tem o fundamental competo e ganham mais que este valor jaja estaremos ganhando salário mínimo.
E uma pena mas infelizmente se a coisa nao mudar continuaremos perdendo profissionais.
302 - comentário - 04/09/18 - 07:44:19 - Helio Oliveira - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O principal problema que os profissionais apontam na área de TI : Baixos Salários, explica bem a questão da realização profissional, 15% gostariam de trocar de área, 19% não estão realizados mas vão continuar insistindo.
Profissionais mais qualificados e com mas flexibilidade vão mudar de área, novos profissionais não são atraídos, o pessoal mais velho acaba se aposentando. No futuro vai faltar mão de obra em TI, a questão é saber quando tempo vai demorar para isto acontecer.
303 - comentário - 04/09/18 - 08:39:27 - Mônica Santos - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Gostei bastante da pesquisa, realmente o principal problema são os salários baixos.
Trabalhar em TI exige qualificação, conhecimento de inglês, visão de negócios, disponibilidade de tempo e responsabilidade. O conhecimento técnico tem que ser continuamente reciclado, certificações são necessárias. Tudo isto tem um alto custo para o profissional em termos de valor e tempo de dedicação.
Atualmente, pelos salários pagos, este investimento não vale a pena.
303 - Réplica - 05/09/18 - 07:52:17 - Reis - 177.32.4.1****

Assino embaixo Mônica.
GOC
304 - comentário - 05/09/18 - 07:59:36 - Winicius - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Nosso país é bastante importante na area de tecnologia, mas acho que a principal falha é o motivacional, hoje vejo que a area de TI, os departamentos de sistemas não existe aquela motivação como por exemplo metas de desenvolvimento. Porque hoje para ser uma pessoa de TI só depende de você tentar ir atras de cursos, e desenvolvimento pessoal
305 - comentário - 06/09/18 - 13:54:05 - Eduardo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Hoje o mercado tem exigido muito para quem esta começando, e isso desanima principalmente quem já possui experiência em outras áreas e deseja ingressar na Tecnologia da Informação.
Vale ressaltar que TI atualmente não é mais aquela área irrestrita, onde todos olhavam de fora e enxergavam soldados intocáveis.
Se observarmos no mercado atual, a área de negócio domina muito bem a tecnologia, sendo exigido em alguns casos especialização de TI para casos específicos, como por exemplo Marketing.
306 - comentário - 06/09/18 - 15:31:44 - Adriana - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

A verdade é que quanto mais achamos que estamos qualificados, menos estamos e menos sabemos.
Hoje os profissionais de TI devem analisar, planejar, atuar de acordo com o Negocio, necessário compreender a visão do Negocio para saber onde deve melhorar para atender, superar as expectativas da organização.
A TI e o Negocio são uma engrenagem, devem estar alinhados, pois se isso não acontece, a empresa não existe.
306 - Réplica - 06/09/18 - 15:52:57 - Armando - 177.141.23****

Concordo com você, mas estas qualificações e responsabilidades deveriam ser refletidas na remuneração, o que na pratica não acontece...
Hospitalhd
307 - comentário - 06/09/18 - 17:11:08 - Edson Rodrigues da Silva - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Tudo esta relacionado a nossa realidade de mercado de trabalho.
Atuei em TI (Mainframe) por longos anos e sempre foi uma dificuldade encontrar mão de obra qualificada na área mainframe.
Observei também que,dispertou um certo interesse na classe mais jovens porém_na hora da preparação era notável a falta de interesse, habilidade para área e mesmo com treinamento específico,não atingiam o objetivo da organização.
Onde esta a deficiência?
1) Faculdades se professores preparados para acompanhar a realidade de mercado_
2) Falta de opirtunidades nas grandes empresas_
3) Competência e um plano econômico eficiente_
4) A infeciência nas Univetsidades de uma forma geral.

Grato.
308 - comentário - 07/09/18 - 08:48:44 - Camila Mineu - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Com a crise econômica, percebo que profissionais excelentes estão procurando emprego e as empresas estão exigindo cada vez mais qualificações dos profissionais na hora da contratação. Dessa exigência algumas empresas contratando para dar treinamentos, por falta de recursos que atendam as qualificações exigidas. O salário é outro ponto importante, pois não acompanha a inflação, por mais que em TI seja bem remunerado, os profissionais precisam buscar o seu desenvolvimento constante, e os cursos acabam ficando encarecidos para se manter atualizado. Acredito que o investimento na educação, desde a qualificação do profissional educador ao profissional que busca conhecimento, e preços mais acessíveis dos cursos, com isso aumentaria as chances das empresas terem perfis adequados ao grau de qualificações exigidas.
309 - comentário - 07/09/18 - 23:33:35 - Elder Santana - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Vejo que as empresas tem exigido muito dos profissionais que estão iniciando e pagando pouco.
310 - comentário - 10/09/18 - 00:12:00 - Levi - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Percebe-se que muitas empresas exigem certificações e duas ou mais linguagens na area de programação pra pouco salário. Somente o fato de uma graduação não lhe beneficia em nada no mercado.
GOC
311 - comentário - 10/09/18 - 16:32:36 - Roberto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Observo que o mercado em geral tem pedido cada vez mais qualificações dos profissionais, porém com salários mais baixos.

Muitos dos requisitos das vagas estão bem acima do valor salarial oferecido. Aliás, percebe-se que boa parte dos conhecimentos desejáveis não se aplicam às vagas ofertadas, ou nunca serão realmente necessários.

Em resumo: as empresas estão exigindo demais e pagando _de menos_.

Outro aspecto importante: com a adoção de soluções em Cloud, o profissional de TI está tendo cada vez mais que se _reinventar_ a cada dia. Vejo, por exemplo, profissionais da área de Infraestrutura que estão tendo que estudar fortemente para se tornarem _arquitetos_ (=usuários) de soluções em Cloud públicas. Essa transição é mais fácil para os profissionais com perfil de desenvolvimento, mais adaptados à(s) metodologia(s) Agile / Scrum nas quais o DevOps se originou.
312 - comentário - 11/09/18 - 11:04:31 - Rogerio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Como já mencionado por outros, estamos passando por um momento atípico onde se requer mais conhecimento e qualificação, mas sem uma contrapartida financeira a altura, além do fato de que as empresas não querem mais investir no capital humano que elas possuem, repassando essa responsabilidade ao funcionário, mas com o cenário de que temos cada vez mais estarmos disponíveis para o trabalho, que hora que sobra para nos capacitarmos? Fica a reflexão.
313 - comentário - 11/09/18 - 13:41:18 - LUIS GUSTAVO PIERIM - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Cada vez mais se requer do profissional e cada vez se paga menos !!!

Mesmo diminuindo o interesse dos jovens pela área (aumentando a idade média dos profissionais de TI) a concorrência cresce. E pouco adianta fazer cursos e especializações, se cada vez mais se pede mais e mais experiência.

Isto me lembra um email que circulou muito tempo atrás falando das necessidades de cada cargo de TI na empresa, onde para se atingir o topo precisava ser quase um deus (no mínimo mestre Jedi nível Yoda). O duro é ver que nada mudou desde aquela época, só piorou !!! E o pior de tudo é que as perspectivas não são nada animadoras. Regulamentações para nossa área só irão piorar cada vez mais esta situação.

O recado é: fique antenado nas necessidades das empresas no momento, quem manda é o business, TI esta aqui para fazer a maquina andar !!! Potencialize ao máximo seus skills !!!
314 - comentário - 11/09/18 - 16:51:29 - Marcel - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

é um site ótimo. sempre bem atualizado e com muitas oportunidade na área de TI
apipesq
315 - comentário - 15/09/18 - 12:15:40 - Caio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Hoje as empresas querem pessoas muito qualificadas para ingressarem nas áreas e até mesmo em estágio, dificultando a ingressão do profissional no cargo desejado.
316 - comentário - 16/09/18 - 22:06:54 - Paulo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Um site que a anos mantem imparcialidade nos resultados e que mostram a realidade.
317 - comentário - 18/09/18 - 13:11:19 - Gustavo Cardoso Peixôto - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Resultados bastante consistentes. O grande volume de profissionais que chegam à área sem formação específica favorece a redução de salários, o que desestimula a entrada de jovens no setor. Por outro lado, a competição requer aprimoramento e qualidade para manutenção do profissional no mercado, frente a mão-de-obra menos qualificada, mas mais barata.
318 - comentário - 19/09/18 - 08:44:12 - Flavio Mansi - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Nossa área passa por transformações muito rápido, a exigência de reciclagem é extremamente acentuada, porém em contrapartida as empresas não acompanham estas mudanças e principalmente não remunera os profissionais adequadamente. Por isso temos uma forte queda em interesse na área e os baixos salários.
Hospitalhd
319 - comentário - 20/09/18 - 22:13:35 - Marcelo - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

As pesquisas mostram bem a realidade de que enfrentamos na nossa profissão, para ser um profissional estável basta ser bom na IDE a qual trabalha , e para aumentar seus salários só o tempo dirá, o qual sua experiencia pode te render .
320 - comentário - 03/10/18 - 11:35:58 - LEANDRO LOPES DA COSTA - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Atuo na área comercial como executivo de contas mais de 20 anos. Grande parte de minha carreira ofertando serviços e licenças de SAP.
- Assisti de camarote as emprresas demitindo analistas e consultores de alto nível para contratar as mesmas posições por metade do salário como consultores JR, ou pleno. A maioria das consultorias continuam ofertando estes recursos como Sênior
- Salários não sofrem reajustes a anos e as contratações normalmente ainda são informais como PJ ou modelo de cooperativa. Meu salário é o mesmo a mais de 10 anos enquanto que as ofertas na área em grande escala é considerado _comodities_ para sustentação de ambiente, requisitos legais e fiscais bem como pequenas melhorias, raros os projetos de implantação ou Rollout, considerados projetos maiores.
Pressão é constante, embora estejamos acostumados, os baixos resultados e demandas do mercado são desanimadores.
321 - comentário - 08/10/18 - 15:38:24 - Jeanne - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

O problema maior, a meu ver, é que muitas vezes, querem colocar várias competências diferentes em uma única vaga. Querem um colaborador 4 em 1 e pagam o que pagariam para meio colaborador. Tenho visto vagas com descrições absurdas - dificil alguém atender.
322 - comentário - 18/10/18 - 17:49:06 - Marcos Prochnow Marchette - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Na minha opinião é que as empresas não valorizam o bom profissional e fazem um leilão de ofertas sobre salarios.Conheci muitos profissionais bons que sairam de empresas que prometeram valorização a medio prazo e nunca cumpriram com o que fora proposto.
Sem falar no acumulo de competencias resultando insatisfação profissional.
GOC
323 - comentário - 25/10/18 - 15:13:32 - Antonio - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Estou fazendo a minha parte para melhorar essa baixa nos nossos salários, percebi que nesse final de ano estão aumentando as propostas para trocar de emprego(desenvolvimento), mas somente mudarei se chegarem no valor que quero, tem que bater o pé e saber negociar....deixem os recrutadores justificarem que não acham ninguém por causa do valor...
324 - comentário - 26/10/18 - 18:55:02 - Gustavo Piques - *** CONVIDADO ESPECIAL ***

Uma grande dificuldade que encontro com relação à área de TI é encontrar realmente salário compatível ao nível de conhecimento, já que muitas empresas ou requisitam de mais e_ou outras de menos. Recebi inumeros feed backs dizendo: _Desculpe, você não foi aprovado pois seu nível de conhecimento é bem superior ao que a vaga requer_, mas eu achava o salário proposta até que bom e dizia concordar mas, ainda assim a resposta foi negativa.
O que não entendo é que um constante aprimoramento e qualificação é requerido mas, quando se chega na hora de se ter um _retorno_, isso não acontece.
325 - comentário - 01/11/18 - 17:34:46 - Raimundo - 177.68.96.****

Entendo que a questão é, sem duvida, os baixos salários, porque até para se qualificar na área de TI gera um custo. Não foi a toa que, a pesquisa inclusive aponta, muitos profissionais sem certificação, sendo apenas o ITIL a mais popular. É popular porque é um pouco mais acessível se formos verificar. Se o profissional não tem esse beneficio pelo empregador, para fazer por conta fica um pouco mais complicado, e consequentemente torna-se um profissional menos competitivo no mercado, além do que, fora se qualificar, ele tem outros compromissos para arcar.
Página 1 de 1
Pular para a página:
X